São Paulo sobe. Palmeiras desce

O São Paulo mostrou que está no páreo no brasileirão. Com um elenco caro e cheio de opções, o time vem demonstrando evolução, depois de um recomeço muito ruim pós-copa.

Tá certo que o Inter pressionou no segundo tempo, mas dessa vez o setor defensivo não falhou e ainda teve um gol mal anulado do Pato. Não houve falta na jogada.

Agora é o tricolor paulista que ocupa o G4, no lugar do Fluminense, que perdeu mais uma ontem para a Chapecoense, e começa a descer a ladeira no campeonato.

O Flamengo conquistou uma virada que já estava no script. Depois de fazer um a zero, o Galo recuou e permitiu o crescimento rubro-negro. Vale ressaltar que o goleiro Victor não estava em uma noite de sorte, e falhou no gol de cabeça do Eduardo da Silva.

Já é a terceira vitória consecutiva do Flamengo, que começa a respirar na classificação, se afastando da zona do rebaixamento. Mas não há motivos pra comemorar. O Luxemburgo costuma se dar bem no início, mas depois não sustenta os bons resultados.

E o Palmeiras hein!? O Gareca afirmou que, por ele, continua no comando. Difícil acreditar que ele vai permanecer depois do time chegar à lanterna na tabela.

A derrota para o bom time do Sport fora de casa pode ser considerado um resultado normal. Mas não na atual fase do clube. Quanto mais que o fantasma da segundona é recente demais para os pobres corações palmeirenses.

Até a próxima.

 

Meio de semana com rodada cheia do brasileirão

Serão oito jogos nesta quarta, mais dois na quinta. Algumas dessas partidas prometem esquentar o campeonato.

Na Arena Pernambuco o Sport tenta afundar mais ainda o Palmeiras, que não vence há nove rodadas e já está na zona do rebaixamento.

Não se sabe até quando o Ricardo Gareca vai aguentar no cargo. Méritos para a diretoria palmeirense, que continua dando crédito e segurando o treinador. Em muitos outros clubes ele já teria caído faz tempo.

No Maracanã, o Flamengo terá uma pedreira diante do Atlético MG. O adversário é sexto colocado no campeonato e tem um time mais bem montado e um elenco mais qualificado.

Mas vale lembrar que o rubro-negro vem de duas vitórias seguidas e o Galo é freguês antigo dos cariocas. Promessa de um jogo equilibrado.

Equilibrado também será o confronto entre o Inter, vice líder, e o São Paulo, quinto colocado. Claro que os gaúchos são favoritos por jogarem em casa, mas o tricolor tenta mostrar pra todos que a equipe está embalando. Uma vitória pode significar a entrada no G4.

Para que isso aconteça os são paulinos precisam pontuar e torcer contra o Fluminense, que vai até Santa Catarina para encarar a Chapecoense. Mais uma derrota mergulha o tricolor carioca na crise.

Na quinta o Corinthians tenta se manter em terceiro contra o Goiás. O empate diante do Bahia na última rodada trouxe de volta a desconfiança da torcida.

Já o Cruzeiro quer se manter líder isolado. Pega o Grêmio no Mineirão, mesmo palco dos 7 a 1 na Copa. O Felipão que se cuide pra não amargar outra goleada.

Até a próxima.

Seleção renovada. Mas nem tanto

O técnico Dunga avisou, antes da convocação para os primeiros amistosos desde a sua volta, que não iria inventar muito e não faria uma renovação completa na seleção.

Pois bem, na primeira lista dele, aparecem dez jogadores que estiveram na Copa, como Neymar, Jefferson, Oscar e David Luiz.

Até aí tudo bem, não dá pra renovar tudo de uma hora pra outra. Mas esperava que ele fosse fazer mais experiências depois do fiasco.

Continuo perguntando por que o Hulk é sempre chamado. Já deu pra perceber o que ele joga (ou não) com a camisa amarela. Por que então não testar outros jogadores na posição?

Até mesmo o Robinho, que tecnicamente é muito superior. Essa teimosia dos treinadores do Brasil em chamar o Hulk me irrita profundamente.

Gostei da convocação do Everton Ribeiro e Ricardo Goulart do Cruzeiro. Um time que há um bom tempo vem sendo o melhor do futebol brasileiro merece ter nomes na lista.

Também acho que o Phillipe Coutinho merece uma chance pelo que está jogando no Liverpool. O futebol dele cresceu bastante na Inglaterra.

Não gostei das convocações do Willian e do Tardelli, por entender que eles não são jogadores de seleção, mesmo sabendo da fase muito pobre que atravessa o nosso futebol, que não consegue mais revelar nenhum talento.

Rafael Cabral, goleiro do Nápoli, é apontando como a grande revelação dos últimos tempos na posição, e provavelmente será o goleiro das Olimpíadas. Por isso, é bom que ele vá se aclimatando a um ambiente de seleção.

Dos dois corintianos convocados, o Elias é um bom nome. O Gil não me agrada muito, mas isso é questão de preferência.

Em resumo, acredito que os mais experientes têm que se misturar com os que estão chegando agora no início de um novo trabalho.

Só não dá para ser cauteloso demais nesse período. O momento é de experimentar e apostar em gente nova.

Desejo boa sorte pro Dunga nessa nova fase.

Até a próxima.

A maré de azar do Fred

Impressionante como o atacante da seleção que pagou mico na Copa, continua a sua sina de não dar sorte nas equipes em que entra.

Ontem foi a vez de amargar mais uma derrota, desta vez para o rival regional Botafogo. Isso depois de dar um vexame no meio da semana pela Copa do Brasil.

Tá certo que ele não pode ser o único responsabilizado. O time todo do Fluminense não jogou bem e quando teve algumas oportunidades, mais pro final do jogo, não aproveitou.

Mas a melhor chance de todas, que poderia dar alguma esperança de reação para os tricolores, ele jogou pra fora.

Rafael Sóbis foi derrubado na área quando armou o chute pro gol. Pênalti bem marcado.

Fred ajeitou a bola duas vezes, tomou grande distância, deu uma corridinha bem sem confiança e...   bateu pra fora, tirando demais do goleiro Jefferson.

Ele até se esforçou durante os noventa minutos. Mas a fase é tão ruim, que quando ele fez uma jogada de gênio, deixando o Conca na cara do gol com um corta-luz muito inteligente, o argentino também desperdiçou.

Já deu pra perceber que o Fluminense caiu muito de produção depois que ele voltou ao time?

Coincidência ou não, o técnico Cristóvão Borges vem tendo dificuldades pra armar a equipe, depois que colocou o Fred pra jogar. Quando ele estava ausente ou no banco, isso não acontecia.

Que ele é um bom atacante, não se discute. Pelo menos para atuar em um clube. Mas o pé frio do Fred parece que contaminou todos os companheiros.

Quem sabe, se ele voltar para o banco e ir entrando aos poucos, o faro de artilheiro volta?

Tenho certeza que o Cristóvão está pensando seriamente nisso.

Até a próxima.

 

Cruzeiro se dá bem na Copa do Brasil

Os ventos estão soprando a favor do Cruzeiro novamente. Depois de dois empates no brasileirão, a equipe celeste voltou a ficar perto do seu torcedor e sapecou um três a zero diante do Santos, com Robinho e tudo.

Como se não bastasse, o clube teve sorte no sorteio da Copa do Brasil, e vai enfrentar nas oitavas de final o Santa Rita de Alagoas. Ou seja, o melhor elenco e líder isolado do Campeonato Brasileiro, vai ter o confronto mais fácil das oitavas. Pelo menos na teoria.

Não acredito que baixe no time mineiro um apagão, como ocorreu com São Paulo e Fluminense.

Quem também se deu bem foi o Atlético PR, que pega a zebra América RN.

E o Corinthians, que é o grande favorito diante do Bragantino.

O mesmo não acontece com o Botafogo, que pega o Ceará. Apesar dos dois estarem em divisões diferentes, já deu pra perceber que a equipe cearense não será um adversário tranquilo. Longe disso. Os jogos diante do Inter comprovam isso.

O Vasco se livrou de enfrentar um time da primeira divisão e pega o ABC de Natal, num duelo da série B do nosso futebol.

Os confrontos mais equilibrados serão entre Grêmio e Santos, Flamengo e Coritiba e Atlético MG e Palmeiras.

Em nenhum desses duelos dá pra apontar um favorito, por mais que a fase palmeirense seja ruim. O mata-mata costuma surpreender e nem sempre o melhor time leva.

Até a próxima.

Destaques do final de semana

Chegamos a mais uma sexta-feira e com ela  a expectativa para mais uma rodada tensa e disputada do brasileirão.

Na minha opinião, o grande jogo do fim de semana acontece domingo, no clássico Palmeiras e São Paulo no Pacaembu.

Mas não porque os dois tem grandes elencos ou vem jogando bem. E sim pelo momento negativo em que os dois se encontram.

O Palmeiras está há oito rodadas sem vitória. Mais um resultado negativo vai representar a queda do atual treinador Ricardo Gareca. Ele já vem enfrentando uma pressão muito grande e não vai resistir se perder para o rival tricolor.

O Muricy Ramalho não deve cair no domingo, mesmo com derrota. Mas as péssimas apresentações em alguns jogos, mesmo com um elenco caro e experiente, vem colocando na berlinda o trabalho do treinador.

A desconfiança no atual time é tanta, que muitos torcedores já estão vendo o técnico como o grande culpado. Convenhamos que, o setor defensivo, que sempre foi um ponto forte do trabalho do Muricy, vem falhando constantemente. Sem falar na péssima fase do Rogério Ceni, que parece não perceber que o tempo dele já passou.

Os dois treinadores ameaçados estarão frente a frente no domingo, em uma partida muito importante.

O Palmeiras precisa desesperadamente da vitória para se afastar da zona do rebaixamento.

O São Paulo quer de qualquer maneira os três pontos, para não ver os adversários se distanciarem na briga por uma vaga na Libertadores. Título nesse momento é um sonho distante.

Outro jogo tenso é entre os dois últimos colocados na tabela, Coritiba e Flamengo. A partida será no Couto Pereira, o que pode ser uma vantagem para o time paranaense.

Diante do pobre nível técnico do campeonato, cheio de times brigando lá embaixo, uma vitória pode representar para qualquer um dos dois a saída do Z4, com chances de ganhar umas quatro ou cinco posições.

Cruzeiro e Santos também vão se enfrentar cercados de expectativa.

Um é o líder do campeonato, mas os dois empates seguidos podem indicar que o fôlego está acabando. Uma vitória calaria os críticos e reforçaria o favoritismo.

O outro vem em plena ascensão depois da vinda do Robinho. É inegável que o time melhorou muito com ele em campo. Tá certo que o Peixe perdeu pro Corinthians na rodada anterior, mas foi superior, teve as melhores chances e só perdeu porque passou todo o segundo tempo com um a menos.

Diante do Londrina pela Copa do Brasil, ele voltou a fazer a diferença.

Aí fica a dúvida: Ele voltou aos velhos tempos? Ou o nível do nosso futebol está tão fraco que, mesmo longe da sua melhor fase, ele ainda é melhor que os cabeças de bagre que estão por aqui?

Vamos ver se a sequência da competição nos responde essa questão.

Até a próxima.

 

 

Noite surpreendente retrata o atual momento do nosso futebol

Apesar das trágicas e até esquisitas derrotas de ontem de São Paulo e Fluminense pela Copa do Brasil, não acredito em armação, nem corpo mole dos clubes envolvidos.

Todos os jogadores que participaram desses vexames, juram de pé junto que jogaram pra valer, mas acabaram surpreendidos por erros e falhas que não estavam no script.

Mas, por que tanto se fala de resultado armado?

Porque o esdrúxulo calendário e regulamento da CBF prevê que as equipes eliminadas antes das oitavas de final da Copa do Brasil, "conquistariam" uma vaga na Copa Sul-Americana.

Este "prêmio" para os eliminados precocemente, levantou suspeitas de que os clubes estariam entregando o jogo.

Sinceramente, não acredito nessa hipótese.

Se fosse para arranjar uma eliminação sem levantar suspeitas, o Fluminense não teria metido três a zero na partida de ida em Natal.

O time teria dado um jeito de armar um empate ou uma derrota lá, para evitar o vexame de ser humilhado dentro de casa.

A mesma linha de pensamento pode se aplicar ao São Paulo. Se fosse para manipular uma eliminação, não teria vencido a primeira partida fora de casa.

Acho inclusive que esses resultados vergonhosos vão atrapalhar os dois times para o restante do ano. Isso abala o psicológico de qualquer elenco.

 Mas então, todos estão se perguntando o que houve.

O inexplicável de vez em quando acontece no futebol. O imponderável, as falhas, os apagões, volta e meia dão o ar da graça.

O Brasil não perdeu de sete na Copa?

Só que nessa situação, as eliminações são até mais vergonhosas do que a do Brasil para a Alemanha. Até porque a seleção alemã sabidamente tinha um conjunto superior ao brasileiro.

Mas Bragantino e América RN são times de série B, que sequer estão brigando pelas primeiras posições na tabela.

Deixando de lado o clubismo e as rivalidades regionais, o que os tricolores do Rio e de São Paulo fizeram ontem, foi uma vergonha para o futebol brasileiro.

Sem falar na queda do Inter diante do Ceará. O time gaúcho perdeu os dois jogos para o líder da série B, que em nenhum momento viu a sua classificação ameaçada.

Isso só reforça o péssimo momento que atravessa o futebol brasileiro de uma forma geral. As equipes estão tão niveladas por baixo, que zebras inimagináveis se tornaram uma realidade.

Até a próxima.

 

 

Semana decisiva na Copa do Brasil

Nesta semana serão realizados os últimos jogos da terceira fase da Copa do Brasil. Desses confrontos sairão os demais classificados para as oitavas de final da competição.

Dos times da primeira divisão que vão jogar a segunda partida do mata-mata, apenas o Internacional está em situação perigosa. Após perder o jogo de ida, em casa contra o Ceará por dois a um, a equipe gaúcha precisa reverter a situação em Fortaleza.

O empate é do time cearense. Se vencer por um a zero, também elimina o Inter. Para não depender da matemática, o Colorado precisa de uma vitória por dois gols de diferença. Convenhamos que, jogando no Castelão diante da apaixonada torcida do Ceará, não vai ser nada fácil.

O São Paulo conseguiu bater o Bragantino por dois a um fora de casa, e só precisa de um empate no Morumbi pra se garantir. Só perde a vaga se acontecer uma tragédia.

Para o Fluminense, não existe nem a possibilidade de tragédia. Venceu a primeira partida em Natal por três a zero e não tem como ser eliminado. A não ser que entre em campo de brincadeira, o que eu não acredito que vai acontecer. O Cristóvão Borges tem competência e experiência suficiente para não entrar nessa armadilha.

O Coritiba derrotou o Paysandu em casa por dois a zero, e tem uma boa vantagem. Mas vale lembrar da paixão da torcida paraense, que promete fazer pressão em Marabá. Todo o cuidado é pouco para o Coxa.

Na quinta-feira é a vez do Santos reverter o placar adverso do jogo de ida. Mas, apesar de ter perdido para o Londrina por dois a um, acredito que o Peixe se classifica até com certa tranquilidade.

Vale lembrar que o técnico Oswaldo de Oliveira optou por colocar os reservas em campo lá em Londrina e, mesmo assim, a equipe quase arrancou um empate. Só levou o segundo no finalzinho da partida. Atuando com time completo, não vejo muitas chances para o time paranaense.

Ainda tem o confronto dos Santas no Recife. O Santa Cruz jogou mal e perdeu para o Santa Rita de Alagoas, por três a dois. Acredito que agora a situação será diferente. A torcida vai lotar o estádio Arruda e deve fazer a diferença para os pernambucanos.

No próximo dia 19 de agosto, acontece o sorteio dos confrontos das oitavas de final, já incluindo as equipes que disputaram a Libertadores: Cruzeiro, Grêmio, Atlético-PR, Botafogo, Atlético-MG e Flamengo.

Aí é que o bicho vai pegar e a competição vai começar pra valer.

Até a próxima.

 

 

Agredir o árbitro vale?

Quem viu a partida entre Santos e Corinthians, pôde presenciar um empurrão violento e gratuito no árbitro Raphael Claus, que só não percebeu que havia sido agredido, porque estava de costas no lance.

Tanto é que ele nem citou na súmula essa agressão do meio-campista Petros.

Isso tudo porque o Claus estava mal posicionado e atrapalhou o Jádson (sem intenção) em um lance em que o jogador corintiano tentou dominar a bola.

Petros não pensou duas vezes em correr em direção ao juiz e acertar uma braçada nele, seguido de um empurrão.

Foi uma agressão totalmente sem sentido e que tem que ser punida. O STJD, através do procurador Paulo Schmitt, já se pronunciou sobre o caso e disse que vai denunciá-lo até o final dessa semana.

Petros será denunciado por agressão ao árbitro, que tem pena mínima de 180 dias de suspensão. Ou seja, se for punido, vai ficar fora desse brasileirão.

O mesmo Raphael Claus foi o grande protagonista do clássico ao expulsar, justamente por sinal, o Alison no final do primeiro tempo.

Essa expulsão acabou tirando a força do time santista na segunda etapa.

Mas, surpreendentemente, o Santos voltou melhor do intervalo.

Tanto é que o Robinho, que na minha opinião teve uma boa atuação, ainda perdeu uma grande chance, antes de sair aplaudido de campo.

E só quando ele já tinha saído de campo, o castigo veio aos 38 minutos, com o gol do Gil.

Acredito que se o clássico continuasse sendo disputado com os times completos, o resultado seria outro.

O time comandado pelo Mano Menezes, mais uma vez não jogou bem e só saiu com a vitória porque estava com um a mais.

Tenho que admitir aqui que queimei a minha língua ao falar que o Robinho não iria acrescentar muita coisa por causa do mau condicionamento físico.

Apesar de estar um pouco acima do peso, ele correu muito, e deu trabalho para a defesa corintiana. Se movimentou bem, conseguiu bons dribles, passes precisos e ainda se apresentou na área pra finalizar. Faltou um pouco de sorte pro número sete santista.

Se atuar dessa maneira nos próximos jogos, pode sim ajudar muito o Santos nesse campeonato.

Até a próxima.

Palpitando

Oi pessoal,

Aqui vão os palpites para os jogos desse fim de semana da série A do brasileirão.

Destaque para os clássicos regionais - Santos x Corinthians, Inter x Grêmio e Chapecoense x Figueirense. Fica a torcida para  que o nível das partidas melhore.

Bahia x Goiás - Saco de pancadas no campeonato, o time baiano tenta deixar a penúltima colocação na tabela diante do Goiás, que vem bem mais tranquilo, em oitavo lugar, apesar da derrota na rodada anterior para o Fluminense. Acho que dá Goiás mesmo jogando em Salvador.

Criciúma x Cruzeiro - O time mineiro é o favorito mesmo atuando no campo do adversário. Mas vale lembrar que o Criciúma vem de um bom empate contra o São Paulo no Morumbi e tenta surpreender. Eu apostaria no empate.

Fluminense x Coritiba - O time tricolor vem jogando uma bola redondinha e conquistando boas vitórias. Já o Coxa vem de um empate horroroso com o Corinthians, mesmo tendo um a mais em campo. Dá Fluminense.

Flamengo x Sport - Apesar do jogo ser no Maracanã, o favoritismo é do Sport, que vem fazendo uma boa campanha no brasileirão. Meu palpite é empate.

Santos x Corinthians - Por ser um clássico, fica difícil fazer qualquer tipo de prognóstico. Mas o jogo é na Vila, o Peixe vem numa fase melhor e, ainda por cima, vai ter a estreia do Robinho. Vai dar Santos.

Inter x Grêmio - Clássico muito aguardado, não só pela rivalidade, mas também pela estreia do Felipão no tricolor. Mesmo assim o Colorado joga no seu estádio e dificilmente vai deixar escapar a chance de afundar ainda mais o rival. Vitória do Inter.

Atlético PR x Botafogo - O problema com os salários atrasados tem atrapalhado muito o time carioca. Mas vale lembrar que o Atlético caiu de produção, vem de duas derrotas sofríveis e vai atuar mais uma vez sem a sua torcida no estádio. Vai dar empate.

São Paulo x Vitória - O tricolor está passando por um momento difícil e ainda não venceu depois da Copa. Volta do Kaká pode fazer a diferença, mas o time baiano vem embalado com duas vitórias seguidas e será um adversário difícil. Empate.

Atlético MG x Palmeiras - Expectativa é de uma partida equilibrada. As duas equipes não vem tendo boas atuações. Mas o jogo é no Independência e lá o Galo é muito forte. O Atlético vence.

Chapecoense x Figueirense - Clássico que promete ser equilibrado. Mas o time de Chapecó vive um melhor momento e joga em casa. Vitória do Chapecoense.

 

Até a próxima.

 

 

Página 1 de 4712345...Último