Será que agora vai?

São 23 anos sem saber o que é um título com a seleção principal.

E olha que não é qualquer time não, estamos falando da Argentina, país de dois títulos mundiais e 14 conquistas da Copa América.

Neste domingo, diante do Chile, a geração de Lionel Messi, Higuaín, Mascherano e companhia, vai tentar provar que também pode ser vencedora.

messi2 Será que agora vai?

Título da Copa América será o melhor presente de aniversário

Messi, como principal estrela do futebol argentino, tem feito a parte dele.

Com assistências importantes e gols muito bonitos, o craque está acabando de vez com a sina de que só joga bem no Barcelona.

Tanto é que ele já é o maior artilheiro da história da Argentina. Tem 55 gols, superando Batistuta, que fez 54.

Completando 29 anos hoje, Messi terá ainda muito tempo pela frente pra se distanciar com esse recorde. Está mostrando, pelo menos nessa Copa América, que é sim decisivo para a seleção sair da fila.

Os Hermanos não levantam uma taça desde a Copa América de 1993.

Desde então, a equipe chegou a seis finais (Copa das Confederações 1995, Copa América 2004, Copa das Confederações 2005, Copa América 2007, Copa do Mundo 2014 e Copa América 2015), terminando sempre com o vice.

Tomara que o Neymar, nos Jogos do Rio, seja tão decisivo quanto o seu companheiro, e faça o Brasil sair da fila do futebol nas olimpíadas.

Até a próxima.

 

 

Meninas do basquete vão sofrer no Rio

A seleção brasileira feminina de basquete conheceu todos os adversários da primeira fase nos Jogos do Rio.

Além de Austrália e Japão, que já estavam definidos, o Brasil vai enfrentar França, Bielorússia e Turquia, no grupo A.

Acredito que será muito difícil o caminho brasileiro.

Tudo bem que nos livramos dos Estados Unidos, favoritos destacados das olimpíadas.

Mas a equipe vai enfrentar a Austrália (segunda do ranking) e Turquia, que chegaram nas semifinais do último mundial em 2014.

Sem falar na seleção francesa, atual vice-campeã olímpica, e que eliminou o Brasil nas oitavas do Mundial.

Na minha opinião, chances de vitória mesmo, só diante de Bielorússia e Japão. O Brasil briga no máximo pela quarta posição do grupo, o que resultaria em um confronto contra os Estados Unidos logo nas quartas-de-final.

Mesmo se o Brasil surpreender e ficar em terceiro no grupo, pega provavelmente a Espanha, atual vice-campeã mundial.

Cruzar com um grupo que tem Estados Unidos e Espanha é uma morte anunciada.

Mas, vale lembrar que ninguém esperava muita coisa desta seleção mesmo.

Abaixo o calendário brasileiro no Rio:

6 de agosto: Brasil x Austrália (17h30)
8 de agosto: Brasil x Japão (17h30)
9 de agosto: Brasil x Bielorrússia (15h30)
11 de agosto: Brasil x França (15h30)
13 de agosto: Brasil x Turquia (15h30)

O grupo B tem Estados Unidos e Espanha, que decidiram o último campeonato mundial, além de Canadá, Sérvia, China e Senegal.

Até a próxima.

 

Mais um duro golpe na natação brasileira

Depois da ausência do Cielo, que conseguiu não se classificar para os Jogos de casa, a natação brasileira sofre mais um revés às vésperas das olimpíadas.

A nossa melhor atleta, Etiene Medeiros, foi flagrada no exame antidoping.

 Mais um duro golpe na natação brasileira

Etiene tem índice para os 50 e 100 livre e 100 costas

A substância encontrada foi o Fenoterol, presente em um remédio para asma, que tem um efeito broncodilatador e aumenta a contração cardíaca.

O mais estranho de tudo é que ela tomou este medicamento sem o conhecimento da CBDA. Segundo Sandra Soldan, coordenadora médica da área de antidoping da entidade, Etiene nunca comentou nada sobre algum tipo de tratamento para asma.

O que acontece agora?

Bom, provavelmente o caso dela será julgado e, dependendo do resultado, a atleta pode ficar de fora dos Jogos do Rio.

O mesmo advogado que já defendeu o Cielo em 2011, Marcelo Franklin, vai cuidar do caso. Mas a perspectiva não é das melhores.

Logo Etiene, na minha opinião, a única esperança de medalha na natação feminina.

No Pan de Toronto em 2015, ela conquistou o ouro nos 100 metros costas. Foi prata nos 50 costas do mundial de Kazan, na Rússia.

Sem falar no título mundial em piscina curta, em Doha 2014, na prova de 50 metros costas.

Com todas essas notícias ruins, a natação brasileira segue seu calvário rumo a pior participação olímpica dos últimos anos.

A última vez que o Brasil não esteve no pódio na natação foi em Seul 1988. Nas duas últimas edições, foram duas medalhas.

Não dá pra passar em branco dentro de casa!

Os dois únicos atletas com condições de buscar medalha são Bruno Fratus e Thiago Pereira. Mesmo assim, a concorrência vai ser muito pesada.

Vale dizer, que eu não estou colocando a maratona aquática como parte da natação. Pra mim, se encaixa em outra modalidade.

Até a próxima.

 

Vôlei masculino no grupo da morte

A vida da seleção masculina de vôlei não será fácil nos Jogos do Rio.

Depois da definição de todos os classificados para a competição, finalmente os times foram distribuídos em dois grupos de seis equipes. Das seis, quatro avançam para a fase de quartas-de-final.

A distribuição das chaves não foi definida por sorteio. O Brasil, por ser país-sede, seria cabeça de chave de qualquer maneira. O critério usado foi o ranking mundial.

O Brasil caiu no grupo A, com Estados Unidos e Itália,  atual campeão e  vice na Copa do Mundo de 2015.

Vai encarar também a França, que se classificou no pré-olímpico mundial e tem uma das equipes mais talentosas do mundo. Se estiver num dia bom, pode complicar pra qualquer adversário.

Completam o grupo Canadá e México, que não devem dar trabalho.

O grupo B tem duas potências: Rússia e Polônia. Argentina e Irã vão ficar com as outras duas vagas. Cuba e Egito correm por fora e tem poucas chances de passar da primeira fase.

Para a seleção brasileira, o mais importante é ficar entre os dois primeiros colocados, para fugir de um confronto com Rússia ou Polônia já nas quartas. Enfrentar Argentina ou Irã seria um cruzamento perfeito.

De qualquer forma, acredito muito no Brasil por jogar em casa e ter um palco fantástico como o Maracanãzinho para botar pressão nos adversários.

Mas, vale dizer, que este torneio masculino tem pelo menos umas seis equipes com reais condições de brigar pelo ouro.

A expectativa é de jogos muito equilibrados e e emocionantes.

Até a próxima.

 

 

O boxe olímpico é chato?

Difícil responder esta pergunta.

Os críticos acham que o boxe amador não é um esporte contundente. As lutas são mornas e geralmente não servem de bom entretenimento para o público, como no boxe profissional.

Preocupada com as críticas, a AIBA (Associação Internacional de Boxe Amador) resolveu promover algumas mudanças na modalidade, já para o Rio 2016.

No início do ano, a entidade resolveu abolir o capacete de proteção das lutas da chave masculina.

Houve uma intensa discussão sobre o assunto. Os dirigentes da Aiba asseguram que realizaram estudos comprovando que a segurança dos atletas não corre risco sem a utilização do capacete.

De acordo com os dados levantados, o número de cortes na cabeça caiu com a abolição dos capacetes, que geravam este tipo de contusão.

Os próprios lutadores não conseguem uma unanimidade sobre esta questão. Alguns acreditam que não faz tanta diferença. Outros acreditam que os cortes na testa e no supercílio, por conta das cabeçadas, tendem a aumentar sem a proteção.

Até aí, tudo bem, não acho que seja uma mudança tão drástica e não me oponho, se o intuito for aumentar o interesse pela modalidade.

O fato novo é que nesta quarta, primeiro de junho, foi autorizada a entrada dos boxeadores profissionais no torneio olímpico.

Ou seja, faltando 65 dias para o início dos Jogos do Rio, eles resolvem mudar o regulamento da competição, que só permitia a participação de amadores.

Tudo isso, com a maioria das seletivas já realizadas e praticamente todos os classificados já definidos.

635775059792008227 c02 pacquiao 0521 1024x537 O boxe olímpico é chato?

Pacquiao era um nome cogitado para estar no Rio

A imprensa internacional chegou a especular a presença dos medalhões do boxe, como o filipino campeão mundial Manny Pacquiao.

Falaram até na volta do Floyd Mayweather para disputar a olimpíada.

Uma decisão bizarra, não por querer as estrelas do boxe nas olimpíadas, mas sim pelo momento totalmente inadequado. Essa nova regra teria que valer para Tóquio 2020 e não pra agora.

Pelo menos, até onde eu sei, poucos profissionais vão querer pagar o mico de ficar disponível para disputar os Jogos, a não ser que haja algum convite (com compensação financeira), de alguma confederação.

De qualquer forma, a expectativa é grande para o boxe nas olimpíadas daqui a quatro anos. Aí sim, com os profissionais e todos os medalhões presentes, mudando completamente essa modalidade olímpica.

Até a próxima.

 

Gabigol, Neymar e mais dez

Buscando alternativas para jogar sem Neymar e Ricardo Oliveira na Copa América, o técnico Dunga ficou satisfeito com o que viu neste domingo.

Tá certo que o adversário era o fraco Panamá. Mas, pelo menos, os atacantes que entraram balançaram as redes e estão dando boas opções ofensivas para o Brasil.

Jonas mostrou porque foi o artilheiro do último Campeonato Português, com 33 gols. Logo nos primeiros minutos deixou o seu, e deu mais tranquilidade para a seleção na partida.

Ele se movimentou bastante, buscou tabelas com Willian e Phillippe Coutinho, e abriu espaços na defesa panamenha.

E o Gabriel hein?

Não o Gabriel Jesus do Palmeiras, que pagou o mico de não estar com o visto para entrar nos Estados Unidos e perdeu alguns pontos importantes com o Dunga.

Estou falando do Gabriel Barbosa, o famoso Gabigol, jogador do Santos.

Nos primeiros dez minutos da sua estréia com a camisa da seleção principal, ele fez jus ao apelido e marcou o segundo gol do Brasil.

Mostrou que tem estrela e que pode ser uma boa alternativa para entrar no decorrer da partida. Na minha opinião, ele briga pela titularidade no ataque nessa Copa América.

Melhor do que o Hulk, com certeza ele é. Começou a partida caindo pelo lado direito, com o Hulk centralizado. Mesmo não sendo o homem de referência, aparecia na área pra finalizar e foi mais perigoso que o Hulk. Além de ser mais técnico também.

Na disputa com o Jonas ele perde por ser menos experiente. Mas, se continuar entrando bem nas partidas, tem chances de ser um homem de confiança do Dunga.

Por falar nisso, você viu pra onde ele correu na comemoração do gol?

Passou batido pelos companheiros e foi direto dar um abraço no Dunga, em agradecimento pela confiança depositada nele. Até porque, o Gabigol tinha um histórico de um comportamento polêmico fora de campo. Mesmo assim o Dunga apostou nele e está colhendo os frutos.

 Gabigol, Neymar e mais dez

Dunga elogiou muito o Gabigol depois do amistoso contra o Panamá

Me arrisco a dizer, que ele terá vaga cativa no ataque brasileiro nos Jogos do Rio, ao lado do Neymar. Principalmente se continuar mostrando oportunismo na Copa américa, competição que começa no próximo fim de semana.

O momento é tão bom, que ele já decidiu não deixar o Santos se não for para um clube de ponta na Europa. A Fiorentina já fez uma oferta de 120 milhões de reais pelo jogador, mas ele não aceitou.

Que moral hein!

 

 

 

Times e grupos definidos. Brasil encara a Rússia na primeira fase do vôlei feminino

Agora está tudo definido.

Já conhecemos as doze equipes classificadas do vôlei feminino para os Jogos do Rio.

Neste final de semana aconteceu o pré-olímpico mundial em Tóquio, que classificava mais quatro equipes.

Não houve novidade.

Japão, Holanda, Itália e Coréia do Sul se garantiram no Rio.

Tailândia, República Dominicana, Peru e Cazaquistão, ficaram pelo caminho.

Destaque para a Itália, que ficou em primeiro lugar no torneio, com apenas uma derrota em sete jogos.

A Holanda começou mal o torneio, com uma surpreendente derrota para a Coréia do Sul, mas depois se recuperou e terminou o torneio em segundo lugar, com direito a um 3 x 0 contra as italianas.

A última vaga foi conquistada no pré-olímpico intercontinental, que teve a participação de seleções mais fracas e sem tradição nenhuma na modalidade.

E Porto Rico conquistou uma inédita classificação olímpica, vencendo com facilidade Colômbia, Quênia e Argélia, sem perder nenhum set.

Essas equipes se juntam aos outros sete times que já estavam classificados para o Rio 2016: Brasil (país-sede), China (campeã da Copa do Mundo), Sérvia (vice-campeã da Copa do Mundo), EUA (Norceca), Rússia (Europa), Argentina (América do Sul) e Camarões (África).

UnoMDizO Times e grupos definidos. Brasil encara a Rússia na primeira fase do vôlei feminino

Maracanãzinho será o palco do vôlei nos Jogos

O torneio olímpico terá 12 times divididos em dois grupos de seis.

Os grupos já estão definidos em sorteio realizado na manhã desta segunda-feira em Lausanne na Suíça.

O principal adversário do Brasil na primeira fase é a Rússia, que fez a final contra as brasileiras em Pequim 2008. As duas equipes também se enfrentaram nas quartas em Londres 2012, onde a nossa seleção conquistou uma virada espetacular, que abriu o caminho para o bicampeonato olímpico.

Além de Brasil e Rússia, completam o grupo, Japão, Coréia do Sul, Argentina e Camarões.

O grupo B ficou com Estados Unidos, China, Sérvia, Italia, Holanda e Porto Rico. Sem dúvida um grupo mais forte e equilibrado.

Lembrando que os quatro primeiros de cada grupo se classificam para as quartas-de-final em cruzamento olímpico.

Até a próxima.

 

 

 

E agora Dunga?

Ele foi eleito o melhor jogador do Chelsea na temporada 2015/16 pelos próprios companheiros e pela torcida.

Além disso, esteve presente em todas as convocações da seleção, desde o retorno do técnico Dunga após a Copa de 2014.

Eu me arrisco em afirmar que ele é mais importante até do que o Neymar, que está longe do seu melhor momento, para buscar o inédito ouro olímpico.

Estou falando do meia Willian, que seria um nome certo entre os três acima dos 23 anos na lista para os Jogos do Rio.

Seria.

O clube inglês enviou um comunicado à CBF afirmando que não pretende liberar o jogador para a disputa da Olimpíada.

Vale lembrar que o Chelsea tem esse direito, já que o torneio olímpico não é oficial da FIFA, e não obriga os clubes a liberarem seus atletas.

A alegação dos ingleses, é de que a data da competição entra em conflito com a pré-temporada na Inglaterra.

Willian perderia alguns jogos de preparação sob o comando do novo treinador, Antônio Conte, além de ficar de fora das primeiras rodadas da Premier League.

A situação se complica ainda mais porque Willian foi convocado para a Copa América, em julho, e teria poucos dias de férias, obrigando o Chelsea a dar outras folgas ao longo da temporada.

Na minha opinião, esse foi o grande problema.

Se a CBF queria contar com o Willian nos Jogos do Rio, por que o convocou para a Copa América?

Ou o Gilmar Rinaldi achou que o Chelsea seria bonzinho e abriria mão do seu principal jogador por um período tão longo!

Obviamente a entidade teria que optar por uma competição ou outra. Para as duas, ficaria difícil o Chelsea concordar, mesmo com o meia declarando que queria jogar todas elas.

Se a Olimpíada é a prioridade, o que eu acho que deve ser mesmo, deixava Willian e Neymar de fora da Copa América.

Acho que houve uma ingenuidade por parte dos nossos dirigentes.

Agora, com a insistência em querer contar com ele pra tudo, a seleção corre o risco de não ter a dupla Neymar e Willian nos Jogos.

Eu até entendo que o Dunga quisesse ter a sua força máxima (tirando o Neymar) nos Estados Unidos. Até porque, um fiasco na competição pode representar uma mudança de treinador antes mesmo da Olimpíada começar. É o emprego dele que está em jogo.

10mjxu5jc8 8pbqkni724 file E agora Dunga?

Nos Jogos do Rio, tem que ser Willian, Neymar e mais nove

A decisão do Chelsea ainda não é definitiva. O jogador vai tentar convencer os dirigentes e pode até ser que consiga, diante do prestígio que atualmente ele tem por lá.

Quem sabe se o clube inglês fizer igual ao Barcelona e exigir que ele dispute somente um torneio. Pronto. Tá resolvido. Desconvoca o Willian da Copa América.

Vamos torcer.

Até a próxima.

 

 

 

Brasil vai sofrer na Copa América

A lista do técnico Dunga para a Copa América está cheia de garotos que serão aproveitados nas olimpíadas.

São sete jogadores no total. O goleiro Ederson (Benfica), os laterais Fabinho (Monaco) e Douglas Santos (Atlético-MG), os zagueiro Marquinhos (PSG) e Rodrigo Caio (São Paulo), o meio-campista Rafinha (Barcelona) e o atacante Gabigol (Santos).

Acho que eles vão para os Estados Unidos mais para se adaptarem ao clima de seleção, do que pra jogar.

Dunga vai utilizar os mais experientes para tentar fazer uma boa campanha. Até porque o grupo não terá Neymar, que só foi liberado pra atuar nos Jogos, pelo acordo feito com o Barcelona.

O elenco não é dos melhores. Pelo contrário. Acredito que alguns jogadores mais rodados deveriam ter sido chamados, como o lateral Marcelo do Real Madri, Kaká, que está no Orlando, e Lucas do PSG.

O ataque, sem Neymar, é o setor mais fraco. Já sou contra a convocação do Hulk há algum tempo. Pra mim ele nunca deveria ser lembrado. E pensar que ele foi um dos três acima dos 23 anos em Londres...

O time titular na Copa América deve ser Alisson, Daniel Alves, Gil, Miranda e Filipe Luis; Luiz Gustavo, Elias ou Casemiro, Phillippe Coutinho e Willian; Douglas Costa e Ricardo Oliveira.

Dá pra buscar o título com essa equipe?

Até daria, se o nosso técnico fosse bom...

Com o Dunga acho difícil. Se a participação brasileira for um desastre na Copa América, ele nem vem pra Olimpíada.

Até a próxima.

 

 

Faltam 100 dias! A tocha olímpica já está chegando!

Hoje tive o prazer de fazer um flash ao vivo durante o Balanço Geral da TV Record, apresentado pelo amigo Reinaldo Gottino, da cerimônia de passagem da tocha olímpica para os Jogos do Rio.

A chama olímpica foi acesa seis dias atrás em Olímpia, no berço dos Jogos. Nesse período, passou por treze cidades gregas, até chegar hoje ao Estádio Panathinaiko, em Atenas, onde aconteceu o evento.

Vale lembrar que o esse Estádio respira história olímpica. Foi lá que tivemos a abertura dos primeiros Jogos Olímpicos da era moderna, em 1896. Ele foi todo construído em mármore branco e ajudou a criar um clima de momento histórico na cerimônia.

Foi lá que o Vanderlei Cordeiro de Lima completou a maratona dos Jogos de Atenas em 2004, lembra? Ele foi agarrado por um ex-padre quando estava perto de entrar no Estádio, mas mesmo assim completou a prova e terminou com o bronze, entrando pra sempre para a história das olimpíadas.

Pois bem, voltando ao assunto da tocha olímpica, agora ela está em mãos brasileiras. A chama olímpica vai pernoitar na sede da Embaixada Brasileira na Grécia. De lá, vai para a sede da ONU em Genebra e depois na sede do COI em Lausanne, na Suíça.

A chegada em solo brasileiro se dará na próxima terça-feira em Brasília. A tocha olímpica vai visitar 343 cidades em nosso país, e será conduzida por 12 mil pessoas, até chegar no Maracanã, no dia 05 de agosto.

O clima de olimpíada já está no ar! Como o tempo passa rápido hein! Faltam apenas 100 dias para a cerimônia de abertura.

Vamos torcer para que essa chama olímpica nos traga sorte e boas energias. Que o espírito olímpico se faça presente no Brasil inteiro, principalmente no Rio, onde a maior festa do esporte mundial vai acontecer.

Até a próxima.BR7 RE BG TOCHA OLIMPICA 570kbps 2016 04 278471d801 b5c9 4d52 b25b 6fa035fe2aaf thumb Faltam 100 dias! A tocha olímpica já está chegando!

 

 

 

Página 1 de 6612345...Último