Vale a invencibilidade do Corinthians

O Corinthians tem essa noite o compromisso que eu considero o mais difícil na Libertadores até agora.

Invicto na temporada e atropelando os seus adversários, o teste não poderia ser melhor.

Enfrenta o atual campeão, o San Lorenzo, em Buenos Aires. Uma equipe extremamente equilibrada no ataque, meio e defesa.

Que sabe sair jogando com a bola nos pés. Se posiciona bem sem ela. Além da experiência adquirida na competição continental.

Tá certo que o estádio não terá a presença de torcedores. Por confusões criadas pela torcida no ano passado, o clube pagará a punição de atuar com portões fechados.

Claro que jogar sem a torcida adversária é um alívio. Quanto mais os apaixonados argentinos, que cantam e gritam o tempo todo.

Mas não acho que será mais fácil pro Corinthians.

Geralmente quando as arquibancadas estão vazias, a concentração dos atletas diminui muito.

Por isso o negócio é entrar ligado o jogo inteiro e incorporar o espírito guerreiro da Libertadores.

Hoje o Corinthians começa mais uma vez com o Danilo na frente. Deu certo contra o São Paulo e acho que pode funcionar de novo esta noite.

Ainda sem contar com o Guerrero e o Sheik e com Vágner Love custando a entrar em forma, o companheiro do Danilo na frente será o colombiano Mendoza.

Um jogador extremamente rápido, que pode funcionar bem na hora dos contra-ataques.

Com Elias, Jádson e Renato Augusto vindo de trás, acredito que o time tem boas chances de encontrar os espaços na defesa argentina, até porque o San Lorenzo vai ter que tomar a iniciativa do jogo por ter o mando de campo.

Um bom resultado hoje pode dar muita tranquilidade pro Corinthians no grupo.

Convenhamos que o empate fora de casa já seria bem razoável.

Até a próxima.

 

Pessoas “normais” podem torcer juntas

ok Pessoas normais podem torcer juntas

Confesso que fiquei super feliz de ter visto colorados e gremistas juntos no Beira Rio.

Lá estavam misturadas pessoas que vão ao estádio por causa da paixão pelo clube. Simples assim.

Não vão pra brigar ou colocar em risco a sua integridade física ou a de seus familiares.

Torcedores de verdade, que xingam sim, mas fazem isso levados pela emoção do jogo. O juiz, coitado, sofre com o destempero dos mais irritados.

Mas tudo isso, num clima de civilidade que a gente já nem sabia que poderia existir.

Sim, porque num passado não muito distante, isso era uma cena comum nos estádios.

Quem não lembra da geral do antigo Maracanã, por exemplo.

Nos clássicos, as torcidas ficavam misturadas nesse setor e todos conviviam muito bem com isso.

Claro que a torcida mista não dá pra ser implantada em todas as arenas do país.

Seria muito romântico e ingênuo da minha parte afirmar que essa poderia ser a nova regra de comportamento nos jogos.

Deu muito certo no GreNal, mas pode não funcionar em todos os jogos Brasil afora.

Pelo menos deu pra perceber que é possível um estádio receber um clássico com torcida dividida.

Para não dar chances a desentendimentos, basta dividir a arquibancada. De um lado torcedores de um clube, do outro, do adversário.

Muito melhor do que dar apenas cinco por cento dos ingressos para a torcida visitante.

O dirigente do clube recebe essa pequena carga de ingressos e distribui para as organizadas, que nada mais é do que uma reunião de bandidos.

Aí esse "grupo do mal" recebe tratamento privilegiado e é escoltado na vinda e na saída do estádio.

Sim, porque ninguém de boa fé vai querer se arriscar em ir ver uma partida onde você é esmagadora minoria. Pessoas de bem vão ter medo de levar seus familiares pra ver o jogo.

Se você permite que as duas torcidas dividam o espaço na arquibancada, de igual pra igual, os verdadeiros torcedores vão comparecer.

Muita gente pode argumentar comigo que houve briga no estádio.

Sim, houve, mas o conflito aconteceu entre os bandidos das organizadas. Na chamada zona mista todo mundo se comportou bem.

Aliás, as chamadas organizadas que só ajudam a afundar o nosso futebol, arrumaram brigas em várias arenas espalhadas pelo Brasil.

A solução para acabar com as brigas?

Uma legislação mais rigorosa e cadeia de no mínimo uns dois anos de detenção para todos os arruaceiros que arrumam confusão nos estádios.

Te garanto que, quando alguns vândalos forem realmente em cana, os outros vão ficar com medo de arrumar pancadaria e ficarem atrás das grades.

Só assim o grave problema da violência nos estádios será resolvido.

Até a próxima.

 

Dagoberto é um bom reforço?

Está confirmado. O atacante Dagoberto será emprestado ao Vasco até o final do ano.

Sem muitas chances no Cruzeiro, inclusive treinando separado do grupo, esta é a grande oportunidade do jogador mostrar o seu futebol em 2015.

Ano passado Dagoberto também não foi muito utilizado, sofrendo com algumas contusões.

Aos 31 anos de idade, Dagoberto pode ser considerado um jogador em uma fase descendente na carreira. Os grandes momentos dos tempos de São Paulo e Inter já passaram.

Experiência em grandes clubes ele tem de sobra. No total são cinco títulos brasileiros no currículo.

No Cruzeiro nunca conseguiu se destacar. O forte elenco não deu muitas chances para que ele se firmasse como titular.

Sem ritmo de jogo, Dagoberto virou um problema para o clube mineiro. Principalmente por causa do alto salário, em torno de 350 mil reais.

A vontade de se livrar do jogador é tão grande que o Cruzeiro aceitou dividir os vencimentos dele com o Vasco.

Para o clube cruzmaltino é um bom reforço. Tirando o Gilberto, que realmente faz a diferença no ataque, os outros jogadores não tem potencial pra disputar a posição com ele.

O Thalles e o Rafael Silva são nomes para compor o elenco. Dagoberto vem para ser titular.

Se a velocidade já não é mais a mesma, pelo menos ele é muito técnico, tem um bom chute e sabe partir pra cima dos zagueiros para abrir os espaços.

Não é a toa que o técnico Doriva vibrou com o novo reforço e foi só elogios ao atleta.

Tomara que ele venha para somar e retornar aos velhos tempos. Possibilidades não vão faltar no clube carioca.

Esta será a primeira vez que ele vai jogar no Rio em sua vitoriosa carreira.

Desejo boa sorte pra ele na cidade maravilhosa, que completa nesse domingo 450 anos de história.

Até a próxima.

 

 

 

Pato forte e Galo fraco na briga da Libertadores

2x5hsw19j 2v8ua3s1o2 file Pato forte e Galo fraco na briga da Libertadores

Ouvi muita gente dizendo que o São Paulo só bate em galinha morta. Que o Danúbio é o time mais fraco do grupo e não era mais do que obrigação a vitória.

Eu concordo em parte. Acho que o São Paulo teve o mérito de tornar a partida tranquila.

Fez o gol logo no início (aliás um gol muito bonito), e não deu chances para um adversário confuso e fraco tecnicamente.

A goleada dessa quarta no Morumbi era necessária para que o time reagisse no grupo.

Com o resultado, o tricolor assumiu provisoriamente a liderança com um jogo a menos que Corinthians e San Lorenzo, que se enfrentam semana que vem na Argentina.

O Danúbio já mostrou que é carta fora do baralho.

O último campeão da Libertadores, vai disputar com os times brasileiros o direito de ir para as oitavas de final.

Lembrando que o próximo compromisso do São Paulo será exatamente contra o San Lorenzo no dia 18 de março, no Morumbi.

Uma vitória pode deixar a equipe  perto da classificação. Acredito que esse será o jogo chave para as pretensões do tricolor na competição.

Não poderia deixar de fazer um elogio ao Alexandre Pato. O cara foi decisivo, com dois gols na partida.

Já são oito gols em apenas sete jogos no ano. Ele deu o recado dizendo que não vai se contentar com a reserva.

Se continuar sendo artilheiro desse jeito, vai ser titular com folga. Não será difícil se dar melhor que o Luiz Fabiano no ataque.

Mais ainda é cedo pra comemorar e afirmar que esse ano será diferente pro Pato. Melhor esperar mais um pouco.

O Cruzeiro conseguiu um  bom empate na altitude contra o Universitário de Sucre, pelo grupo três.

Se tivesse aproveitado as chances que teve, poderia tranquilamente sair com a vitória. Mas, para uma estreia, o saldo foi bom.

Já o Atlético sofreu a segunda derrota seguida na competição. Dessa vez em casa contra o Atlas do México.

O resultado deixou o Galo na lanterna do grupo um.

Agora o time terá que vencer pelo menos dois dos três próximos jogos para ter a chance de decidir em casa a classificação contra o Colo Colo, na última rodada.

Não é impossível, mas a equipe vai ter que melhorar muito dentro de campo pra continuar na briga.

Até a próxima.

 

 

Pobre campeonato carioca

Incrível como o Campeonato Carioca consegue piorar a cada ano que passa.

Conseguiram esculhambar novamente um dos clássicos mais tradicionais do futebol brasileiro.

Fluminense e Vasco se enfrentaram no estádio do Botafogo, por falta de entendimento entre os clubes.

O Vasco não aceitou mudar de lado na arquibancada do Maracanã. Queria que a sua torcida ficasse do lado direito, como sempre foi na história do clássico.

Já o Fluminense, não aceitou o argumento, alegando que pelo contrato com o administrador do estádio, deve ficar nesse lado.

Acho que o Fluminense tem razão nessa história.

Os vascaínos sempre ficaram ali. Não gostariam de perder esse direito nos jogos contra o Fluminense.

Mas o clube tricolor se baseia em uma cláusula no contrato que assegura o direito de ficar naquele setor.

Como o Fluminense tem um longo acordo assinado para a utilização do estádio, está no seu direito de escolher o local de sua torcida na arquibancada.

A polêmica não foi solucionada e o jogo foi parar no Engenhão, para um público pagante de um pouco mais de 6 mil pessoas.

Ainda houve o episódio da briga entre as torcidas, com mais de 120 "torcedores" detidos.

O confronto aconteceu numa estação de trem do Méier e nos arredores do estádio.

A PM teve muito trabalho para conter os bandidos que se dizem torcedores, mas não passam de arruaceiros que estão ajudando a afundar cada vez mais o futebol, não só no Rio como em outras cidades brasileiras.

Ah, mas teve o jogo, e durante os 90 minutos o Vasco foi superior e demorou muito pra fazer o gol da vitória.

Parece que o Doriva, em pouco tempo de trabalho, já conseguiu arrumar o time cruzmaltino.

A equipe só levou dois gols em seis jogos. Lembrando que no Ituano, o treinador também ganhou fama por ter uma defesa muito pouco vazada.

Já o Cristóvão, mesmo há muito mais tempo no cargo de treinador do Fluminense, montou mal o time para o clássico e foi presa fácil.

Em nenhum momento a equipe ameaçou o rival.

Com a derrota a freguesia continua.

Já são nove jogos seguidos em que o Vasco não sabe o que é perder para o tricolor, com seis vitórias e três empates.

É o suficiente para o Vasco surpreender e conquistar o título carioca?

Acho cedo pra dizer isso. Na minha opinião o Flamengo continua sendo o favorito.

Mas que o Vasco já deixou o Fluminense pra trás, isso eu não tenho dúvida.

Até a próxima.

 

 

 

 

Show do Tite

Convenhamos que o Corinthians poderia ter vencido com um placar muito mais elástico do que foi.

Em nenhum momento o São Paulo ameaçou. Muito pelo contrário, os donos da casa não foram incomodados e  mantiveram com facilidade o comando da partida.

Pra mim houve um nó tático do Tite em cima do Muricy.

Eu já havia mencionado aqui no blog a minha preferência pelo trabalho do treinador corintiano.

No clássico contra o tricolor, essa superioridade ficou bem clara.

Mesmo tendo só seis jogos à frente do Timão nessa passagem pelo clube, percebe-se como ele tem o grupo nas mãos.

O único volante realmente de marcação no clássico era o Ralf. Mesmo assim o Corinthians deu um show de pegada e marcação, onde todos participavam do jogo.

Em todos os momentos em que o time da casa marcou com mais pressão e imprimiu um ritmo forte, o gol saiu.

E poderia ter sido de três ou quatro...

Elias, em noite inspirada, jogou demais. Danilo fez o que dele se esperava.

Muricy, por sua vez, tratou de cometer alguns erros de escolha.

A principal delas, foi ter colocado o Michel Bastos, um dos principais jogadores do time, na lateral esquerda.

Insistir no Luiz Fabiano também foi um erro. Já tem um tempo que ele não está jogando nada.

Quem acabou saindo foi o Alan Kardec. Erro grave.

Nas mãos do Muricy, o São Paulo atuou no clássico como time pequeno. E está muito longe disso.

O time é muito qualificado.

Mas ao meu ver, mostra que está sendo mal treinado e orientado em campo.

Se cuida Muricy!

Até a próxima.

 

Dois candidatos ao título se enfrentam hoje pela Libertadores

A expectativa é grande.

Depois de um início de ano muito morno, eis que está começando pra valer a Libertadores.

E hoje teremos um super clássico brasileiro pela fase de grupos da competição.

O primeiro Corinthians x São Paulo da história, válido por uma Libertadores.

Um duelo que, por si só, já valeria o ingresso. Sem falar na rivalidade que dá um tempero todo especial ao confronto.

Uma partida que reúne dois dos principais treinadores do Brasil até pelos títulos importantes que já conquistaram.

Confesso aqui que sou mais fã do trabalho do Tite, mas o Muricy tem que ser respeitado.

Em campo, também teremos várias estrelas.

Do lado corintiano, Elias, Danilo, Sheik e companhia, prometem tornar a equipe bem ofensiva.

A ausência do Guerrero será muito sentida, mas tem a expectativa do Love entrar no segundo tempo.

O tricolor também é muito forte do meio pra frente.

Ganso, Luiz Fabiano e Alan kardec é um trio de respeito.

Na minha opinião, se o São Paulo ficar muito recuado, esperando o adversário, vai se dar mal.

Mas, como o Muricy adora uma retranca, pode tentar amarrar o jogo.

Aí vai dar chances para o Corinthians sufocar nos 90 minutos.

Por isso, acredito mais em uma vitória corintiana.

De qualquer maneira, espero que seja um belo espetáculo dentro e fora de campo.

Espero que a anunciada briga entre os “bandidos organizados” dos dois clubes não aconteça logo mais no Itaquerão.

Infelizmente, acho que está na hora de todos se reunirem e apoiarem a decisão de torcida única em todos os clássicos.

Até a próxima.

 

Não tem comparação com a Copa

Os jogos entre os times brasileiros e alemães na Florida Cup não podem ser comparados com os 7 a 1 da Copa do Mundo.

O Bayern Leverkusen e o Colônia estão no meio da temporada, apenas com um intervalo na Bundesliga.

Não dá pra comparar o estado físico desses jogadores com o dos brasileiros, que estão retornando das férias.

Sem falar que o Fluminense enfrentou o atual terceiro colocado do campeonato alemão, que tem um elenco de qualidade e um entrosamento que o tricolor ainda não tem.

Tá certo que o time foi dominado no primeiro tempo, mas o gol só saiu aos 44 minutos.

No segundo tempo os reservas das duas equipes entraram e o jogo mudou inteiramente.

O Corinthians perdeu pelo placar mínimo. Não soube segurar a partida e tomou o gol logo aos 13 minutos.

Teve até chances de empatar no segundo tempo, mas não as aproveitou.

Ouvi muita gente falando que o futebol alemão é muito superior ao brasileiro e os times daqui sempre vão perder feio.

Calma aí.

Até acho que existe uma superioridade, muito mais porque o nível do nosso futebol está fraquíssimo.

Vale lembrar que a Alemanha empatou com Gana e ganhou da Argélia na prorrogação durante o mundial.

O único jogo em que eles atropelaram foi naquele fatídico 7 a 1.

Estarei ausente do blog por uns dias, viajando com a família.

Até a volta em fevereiro.

 

Passeio na terra do Mickey

jogadores Passeio na terra do Mickey

Tenho visto muita gente criticando o fato de Corinthians e Fluminense estarem disputando um torneio de pré-temporada em Orlando.

O argumento é que os atletas estão perdendo o foco com tanta badalação.

Todos já presenciaram passeio dos jogadores nos parques da Disney, fotos e autógrafos com personagens, entre outras atividades que nada tem a ver com futebol.

Eu até concordo que tudo isso pode atrapalhar.

Mas acredito que também tem um lado bom.

Acho bem bacana fugir da mesmice que acontece todo início de ano, quando os clubes se refugiam no interior, ou acabam treinando em seus centros de treinamento, tendo que encarar o calor do verão brasileiro.

Lá nos Estados Unidos estamos no inverno, que é muito ameno na Flórida. Com temperatura que gira entre 22 e 12 graus. Perfeito pra se começar bem a temporada.

Claro, que depois tem a adaptação ao calor daqui, mas nenhum jogador vai reclamar.

Muitos deles inclusive preferem voltar ao trabalho em território americano. Quanto mais num lugar como Orlando, que oferece opções de lazer pras famílias dos atletas. Algumas esposas e filhos deles estão lá.

Tenho certeza que a grande maioria aprovou a novidade.

E ainda tem o fato de disputar amistosos de verdade. Não aqueles chatíssimos jogos treinos que acontecem em Janeiro.

Sem contar que, Bayer Leverkusen e Colônia não são duas babas que os times costumam pegar antes dos estaduais. Os jogos da Florida Cup tem tudo pra servir de bom teste para os brasileiros. Além de divulgá-los no exterior.

Enfim, apesar de todas as críticas sobre a preparação dos dois para 2015, eu acho que foi uma boa iniciativa.

Cabe à comissão técnica blindar um pouco mais o grupo, alternando pequenos momentos de lazer com trabalho duro em dois períodos.

Até a próxima.

Os nomes esquisitos e engraçados da Copinha

O Editor e produtor do Esporte Fantástico, Euzir Bastos dos Santos, fez um levantamento dos nomes diferentes e curiosos dos garotos que estão atuando na Copa São Paulo de futebol Junior.

Euzir pesquisou a relação de inscritos de todos os times que disputam a competição.

Tem cada pérola...

Difícil imaginar como os pais desses meninos tiveram tanta criatividade na hora de registrar a criança.

O resultado você vê aqui no blog, com o clube e o número de cada um deles.

Se prepara, porque a lista é bem extensa!

 

CHAPECOENSE (SC)

20 SHAYLON KALLYSON CARDOZO

AMÉRICA (MG)

23 PABLICIO BASILIO DA SILVA

SANTA CRUZ (PE)

11 GLLAWCYO ANDERSON COSTA SILVA

13 AMINADAB DOMINGOS DE SOUZA NETO

GRÊMIO (RS)

7 TYROANE JOE SANDOWS

SÃO RAIMUNDO (RR)

1 LEONAY LIMA PIMENTEL DE MATOS VIEIRA

2 IZANO DAVID CRUZ CAVALCANTE

15 DHYEFESSON NERIS DA SILVA

JUVENTUS

4 BRYAN IVIE PEDROSO DE OLIVEIRA

5 DHONATHAN MARCANTONIO SILVA

11 LUCCAS DO BRASIL CESAR SANTOS

 FLAMENGO

10 DAWHAN FRAN URANO DA PURIFICAÇÃO OLIVEIRA

ATLÉTICO-PR

8 CRYSAN DA CRUZ QUEIROZ BARCELOS

19 DOMINIC VINICIUS EBERECHUKWU UZOUKWU

ARAGUAÍNA (TO)

5 FRANCINALDO POVOA DA CRUZ

 DESPORTIVO BRASIL

2 MARTHÃ FERNANDO GONÇALVES PIMENTA

PAYSANDU (PA)

1 REDSON TRAVASSOS DA CUNHA

EC TARUMÃ (AM)

7 ELIASAFE DA SILVA VALENTE

15 KENNY HAYKA BRAGA BATISTA

16 NIASHE PEREIRA DE AVIZ

RIO BRANCO (AC)

2 HUENNE DOUGLAS MONTEIRO LIMA

3 JOARDESON MENDES DE OLIVEIRA

9 RAIANDERSON DA COSTA MORAES

19 JENEILSON DA SILVA MONTEIRO

 RIO CLARO

5 JUNGMIN KIM

 VILHENA (RO)

9 JESUELTON PROENÇA DE LIMA

14 DIEYSSON BRENNER AMARAL JULIÃO

15 JOÁS CALEBE DA SILVA MOURA

 OSASCO FC

19 MAIKI ESLEY DE OLIVEIRA

SETE DE SETEMBRO (AL)

5 ESIL JORGE DA SILVA

9 EMAXWELL SOUZA DE LIMA

20 MANOERBSON DA SILVA SANTOS

 

 

 

Página 1 de 5312345...Último