Só resta uma vaga

Depois dos resultados desta quarta-feira, já dá pra definir três rebaixados.

América e Santa Cruz matematicamente já caíram.

O Figueirense, mesmo com o gol de empate marcado aos 47 do segundo tempo, já caiu também.

A equipe catarinense agora está cinco pontos atrás do primeiro fora do Z4, faltando três rodadas pro final.

Só um milagre livraria o time da segundona.

Então, só resta uma vaga pra definir os quatro rebaixados.

Neste momento o Inter é o de pior situação, por que está dentro do Z4.

A equipe vai ter uma partida decisiva nesta quinta contra a Ponte.

Por jogar em casa, é obrigado a ganhar. O empate já é um péssimo resultado.

Até porque depois terá dois dos três jogos fora de casa. Sai pra enfrentar o Corinthians e o Fluminense, e tem o mando de campo diante do Cruzeiro.

O Vitória está um ponto na frente, mas pega o Santos hoje na Vila. Provavelmente vai levar um sacode e entrar na zona do rebaixamento.

Mas a tabela pode ajudar. Na sequência, tem dois confrontos diretos contra Figueirense e Coritiba. Na última rodada deve pegar o Palmeiras já com o título garantido.

Apesar da derrota de ontem em casa para o Cruzeiro, o Sport não deve cair.

Vai ter a sorte de enfrentar os já rebaixados América e Figueirense até o final do campeonato. Convenhamos que é uma grande vantagem.

Portanto, na minha opinião, Inter e Vitória estão na briga pra não ficarem com a última vaga que resta.

A pressão em cima do time gaúcho é maior por nunca ter caído antes. Este fator pode atrapalhar muito um elenco já abalado psicologicamente.

Até a próxima.

 

 

 

Ele resolve

E pensar que o Vasco poderia não subir para a primeira divisão este ano.

Convenhamos que seria como se fosse outro rebaixamento.

Acho até que a torcida não aguentaria outra decepção dessa e abandonaria de vez os estádios.

O time que chegou a ser líder por muitas rodadas foi caindo de produção e chegou a ficar três partidas sem conquistar uma vitória.

Aliás, nos últimos oito jogos foram apenas duas vitórias e a chance de não subir cada vez mais presente.

Mas, tudo ficou mais tranquilo depois dos três pontos diante do Bragantino fora de casa.

Um resultado que ainda não garante o acesso, mas deixa a equipe cinco pontos na frente do quinto colocado, precisando de apenas mais uma vitória pra matematicamente se garantir na elite do futebol brasileiro.

O torcedor agora pode respirar mais aliviado.

E pode agradecer muito ao ídolo Nenê.

Foi ele quem cobrou o escanteio para o gol do Thales e fez o segundo de pênalti.

Finalmente o craque desencantou. havia dez partidas que ele não sabia o que era balançar a rede.

Um jejum que coincide com a má fase do Vasco.

Tá na cara que quando ele está bem, o jogo da equipe flui muito mais.

A "Nenê dependência" durou o campeonato inteiro, mostrando que o elenco não é lá essas coisas, mas tem um jogador diferenciado e que resolve.

Deu gosto de ver a alegria dele e dos torcedores após o final do jogo contra o Bragantino. Ele fez questão de cumprimentar todos que estavam atrás do gol, deixando claro que a paz voltou entre a torcida e o time.

7b2528 c4095576898b44aebc6c505d29d373f1 Ele resolve

Nenê é vice-artilheiro da série B com 13 gols

A volta à primeira divisão pode acontecer já no próximo sábado em Santa Catarina contra o Criciúma, que não briga por mais nada no campeonato.

O retorno para o lugar de onde um clube grande como o Vasco jamais deveria ter saído.

Mas esta é a conta que o Vasco tem que pagar pela incompetência de Eurico Miranda, Roberto Dinamite e outros dirigentes que por lá passaram.

Até a próxima.

 

A melancólica despedida do Levir

Terminou de forma vexatória a passagem de Levir Culpi pelas Laranjeiras.

Foram 52 jogos, com 22 vitórias, 15 empates e 15 derrotas, no comando do Fluminense.

Muito pouco para um técnico caro e que veio com o objetivo de brigar pelas primeiras posições.

A exigência da torcida era de pelo menos uma vaga  na Libertadores. E olha que na época que ele veio, ainda era G4.

Mas, depois de seis jogos sem vencer no brasileirão, Levir foi embora.

Na minha opinião, ele já deveria ter saído antes.

Vale lembrar que o treinador já tinha colocado o seu cargo à disposição em setembro, após a derrota de virada pra Chapecoense dentro de casa.

Vamos combinar que o Fluminense, mesmo passando várias rodadas entre os seis primeiros, já vinha jogando mal há um bom tempo.

Derrotas inexplicáveis, contra a Chapecoense e contra o São Paulo, por exemplo, mostravam que o time estava sem comando e nervoso em campo.

O próprio empate diante do Vitória, na volta ao Maracanã, levando o gol nos minutos finais, exibiam uma fragilidade enorme no setor defensivo, com os zagueiros Gum e Henrique cometendo erros bizarros.

Mas a culpa não é só deles. Muito menos só do Levir.

A verdade é que o elenco é fraco.

Os laterais Wellington Silva e William Matheus não são bons nem no apoio nem na defesa.

Os atacantes não estão a altura de um clube grande.

Richarlison é apenas esforçado. Magno Alves já está perto do fim da carreira.

Marcos Júnior era uma grande esperança mas não vem rendendo.

O melhorzinho ali é o Wellington, que vai pra cima da marcação e é habilidoso, mas muitas vezes peca pelo individualismo.

O setor de meio-campo é o mais talentoso, com Scarpa e Cícero.

Mas falta um equilíbrio maior, com jogadores mais fortes na marcação. O Douglas ou o Henrique jogaram várias vezes como o único volante.

Sim, porque não dá pra contar com o Cícero como um dos volantes. Se eu fosse treinador do Flu, o colocaria pra jogar lá na frente, com a força que ele tem para as jogadas aéreas.

Análises à parte, agora é tarde pra uma mudança radical.

Só faltam quatro jogos, e a chance da equipe ir pra Libertadores é pequena.

Nesse momento, acredito até que o Marcão seja uma boa opção. Ele tem uma história no clube e pode fazer o mesmo sucesso de treinadores inexperientes,  como o Jair Ventura e o Zé Ricardo.

O problema é a falta de tempo pra mostrar serviço.

Convenhamos que em quatro jogos, ele dificilmente vai fazer o Fluminense mudar da água pro vinho.

marcao2 A melancólica despedida do Levir

Marcão já foi várias vezes interino, mas nunca teve chance como treinador titular

Aí, quando acabar o campeonato, o novo Presidente eleito vai contratar outro medalhão a peso de ouro.

E o Marcão volta a ser só interino.

Filme que eu já vi várias vezes no futebol brasileiro...

Até a próxima.

 

 

Prêmio tem nome diferente, mas figuras são as mesmas

THE BEST

Este é o novo nome que a FIFA adotou para o prêmio de melhor jogador do mundo em 2016.

Vale lembrar que houve uma separação com a revista France Football, que vai continuar com o nome  "bola de ouro" para o vencedor, numa outra premiação.

A cerimônia da FIFA acontece somente no dia 9 de janeiro do ano que vem.

A lista inicial tem 23 jogadores. Entre eles, as figuras que sempre marcam presença, como CR7, Messi e Neymar.

Outros jogadores que se destacaram no ano, como o uruguaio Luis Suarez e o francês Antoine Griezmann, também fazem parte do seleto grupo, mas com menos chances de ganhar.

Eu diria nenhuma chance.

Nomes surpreendentes que conquistaram o título inglês com o Leicester, como Jamie Vardy, Riyad Mahrez e N’Golo Kanté, atualmente no Chelsea, também foram lembrados. Só de fazerem parte da relação, já é uma grande vitória pra eles.

A novidade para este ano é a participação popular, via internet, para escolher o vencedor.

Tá certo que o peso é de apenas 25% na votação.

Outros 25% saem de 200 jornalistas selecionados para a escolha.

E os outros 50% são dos votos de treinadores e capitães de seleções nacionais espalhadas por todo o globo.

Mas de qualquer maneira, a votação online do público, vai ter sua voz.

As pessoas tem até o dia 22 de novembro pra participar pelo site da FIFA.

A relação com os três finalistas será divulgada no dia 2 de dezembro.

Se não houver nenhuma zebra, Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar novamente vão estar na disputa.

O grande favorito é Cristiano Ronaldo, que conquistou dois títulos importantes no ano. A Liga dos Campeões com o Real Madrid, e a Euro com Portugal.

Estes troféus dão um peso muito grande para a vitória do gajo.

Sem falar nos 16 gols que ele marcou na competição, se tornando o maior artilheiro da história da Champions, com 93 gols.

Na Euro, já desgastado na parte física, se arrastou em alguns jogos, mas foi fundamental pela sua liderança em campo para a inédita conquista de Portugal.

 Prêmio tem nome diferente, mas figuras são as mesmas

Apesar da grande olimpíada que fez, Neymar corre por fora no prêmio

Messi e Neymar conquistaram o título do espanhol e da Copa do Rei pelo Barcelona, mas sem o brilho do rival.

Pelo menos o Neymar foi o grande responsável pelo inédito ouro nos Jogos do Rio.

Já o argentino, foi vice na Copa América quando era o grande favorito contra os chilenos.

Até a próxima.

 

 

 

 

 

 

O fantasma ainda assombra

Parecia que o São Paulo tinha se reencontrado e que o rebaixamento não assombrava mais.

Mas, depois da derrota de ontem para o já rebaixado América, o medo voltou ao clube.

E com toda a razão.

O que se viu na partida em BH foi um time nervoso, confuso e que ainda sente a pressão de ter que pontuar para ter um final de ano um pouco mais tranquilo.

A vantagem do América saiu de falha coletiva. Três jogadores erraram e permitiram o gol do centroavante Michael.

O primeiro foi Wesley, que quis driblar no lugar e na hora errada e permitiu o desarme do Danilo Barcelos.

Depois, Maicon perdeu o tempo de bola e deixou Michael livre pra chutar.

Vamos combinar que o chute não foi forte e foi de longe.

O goleiro Dênis  falhou mais uma vez e não conseguiu fazer a defesa.

Digo mais uma vez, porque ele já vem sendo criticado não é de hoje.

Começou muito mal o campeonato, depois até melhorou e fez algumas defesas importantes quando o time mais precisava.

Aí vieram as falhas diante do Santos e do América. O suficiente pra torcida perder a paciência mais uma vez e pedir a contratação de um outro goleiro.

Bom, mas isso é um assunto pra se pensar na próxima temporada. Até o final do ano tem que se virar com ele mesmo.

O pior é que ele deu declaração após a partida e o frango que tomou, convicto de que não houve falha. Só disse que o goleiro não pode deixar a bola passar.

Ora isso é óbvio né Dênis!

Se o goleiro deixa a bola passar num chute defensável, ele falhou ué!?

 O fantasma ainda assombra

Torcida quer a cabeça do Dênis

Não posso deixar de mencionar a chance perdida por David Neres no rebote do goleiro João Ricardo.

Ele ficou com tanto medo de errar o gol que chutou em cima do goleiro.

Não só David Neres, Chavez também perdeu boas chances. O ataque tricolor não teve uma noite feliz.

Agora o clássico contra o Corinthians no sábado à noite ganhou importância ainda maior.

Sorte do São Paulo que o jogo é no Morumbi.

Hora do torcedor esquecer esta derrota doída pro América e apoiar o time.

Afinal de contas, o fantasma do rebaixamento ainda está rondando por aí.

Até a próxima.

 

 

 

 

 

Rodada decisiva

O brasileirão vai caminhando para as últimas rodadas e os jogos vão ficando cada vez mais decisivos.

A 33ª rodada, que começa hoje, pode definir o título ou embolar novamente o campeonato.

Basta dizer que teremos amanhã o confronto entre Galo e Flamengo no Mineirão.

Um triunfo dos mineiros vai colocar o Atlético na vice-liderança e praticamente tirar os cariocas da briga.

Um outro cenário é vitória rubro-negra e derrota do Palmeiras para o Santos na Vila, resultado absolutamente normal.

Aí a diferença entre os dois primeiros cai pra três pontos, o que encheria o Flamengo de esperança, principalmente depois de derrotar o Galo fora de casa.

Caso o Atlético vença, vai torcer também por derrota do Palmeiras. Mas neste caso a diferença seria de cinco pontos.

Agora tem um detalhe. Se o Palmeiras ganhar do Santos pode botar a faixa de campeão no peito.

Em caso de empate, fica com o título praticamente assegurado.

O melhor resultado para os paulistas no outro confronto, seria um empate entre Atlético e Flamengo.

Vitória atleticana não é um negócio tão bom pro Palmeiras, já que os dois se enfrentam duas rodadas depois em Belo Horizonte. O ideal pros paulistas seria enfrentar o Atlético já sem chances de brigar pelo título.

Matemática à parte, fato é que Santos x Palmeiras e Atlético x Flamengo podem definir o campeonato amanhã.

Sem falar na briga contra o rebaixamento.

A vitória do Sport ontem contra a Ponte botou pressão no Inter e no Coritiba.

A tarefa do Colorado é teoricamente mais tranquila. Pega o lanterna Santa Cruz em casa.

Já o Coxa sai pra enfrentar o embalado Botafogo.

Sorte deles que o Vitória tá fazendo uma força danada pra cair. E hoje pega o Fluminense no Maracanã. Menos mal pra eles que o estádio deve estar vazio diante da má fase dos tricolores.

Façam suas apostas.

Até a próxima.

Os números favorecem o Cruzeiro

Hoje à noite acontece a primeira partida da semifinal da Copa do Brasil entre Cruzeiro e Grêmio, no Mineirão.

A volta será no feriado do dia 2 de novembro em Porto Alegre.

Um confronto que tem tudo pra ser eletrizante.

As duas equipes são as maiores vencedoras da competição, com quatro conquistas cada.

Depois de uma péssima fase no campeonato brasileiro, o Grêmio aos poucos vai se encontrando, depois da vinda do Renato Gaúcho.

A equipe não perde há quatro jogos e está firme na briga pelo G6 da Libertadores.

O Cruzeiro ainda está mal das pernas no brasileirão, mas o time vem se recuperando e a possibilidade de rebaixamento fica mais distante a cada rodada.

Foram três vitórias e dois empates nos últimos cinco jogos, o que mostra que o trabalho está no caminho certo.

Podem falar o que quiser, mas o Mano Menezes é bom treinador e aos poucos está ajeitando o time.

Acho inclusive que ele está acertando a equipe na hora certa. Em um mata-mata, isso pode fazer a diferença.

Esp3 Cruzeiro1 Os números favorecem o Cruzeiro

Ábila e Arrascaeta são a esperança de gols do Cruzeiro

Na minha opinião, os mineiros estão mais fortes para este confronto.

O retrospecto também favorece.

Basta dizer que o Cruzeiro nunca perdeu uma fase mata-mata para o rival.

Levou a melhor no título brasileiro de 1966, na final da Copa do Brasil de 93, no bicampeonato da Libertadores de 97 e nas semifinais da Libertadores de 2009.

Claro que esses números favoráveis não entram em campo, mas aumentam sim a confiança de quem tem a vantagem.

O Cruzeiro tenta chegar à sétima final de Copa do Brasil. O Grêmio já chegou em sete finais, perdendo três.

Existe ainda um outro fator que pode animar o time comandado por Mano Menezes. Em sete semifinais na Copa do Brasil, o time foi eliminado apenas uma vez.

Foi em 2005, quando surpreendentemente foi superado pelo Paulista, que acabou ficando com o título.

Por todas estas estatísticas, vou sair de cima do muro e apontar o Cruzeiro como favorito neste clássico.

Mas será que clássico tem favorito?

Certamente não.

Mas vale o palpite...

 

 

 

Rodada de erros e título garantido

Os tão falados erros de arbitragem continuam acontecendo a cada rodada.

Aí tem uma reclamação aqui, uma choradeira ali...

Na imensa maioria das vezes, quem foi beneficiado faz que não foi com ele, com aquele velho discurso de que "os erros acontecem".

Pelo menos o presidente rubro-negro Eduardo Bandeira de Mello veio a público dizer que realmente o Flamengo teve ajuda.

Também né! Que ajuda!

Foi um erro bizarro não ver que o Guerrero e mais dois estavam adiantados no primeiro gol!

Mas não foi só o Flamengo não.

O Palmeiras também teve .

O zagueiro Mina pode não ter tido intenção, mas levantou o braço acima da cabeça dentro da área. Um risco desnecessário.

Pênalti pro Sport que o juiz não deu porque não quis.

O pior é que logo depois saiu o gol do Palmeiras.

Pelo menos os dois primeiros colocados do brasileirão foram igualmente ajudados.

Pra não ficar aquela choradeira de que querem dar o título pra um ou pra outro.

Melhor pro Palmeiras, que agora praticamente garantiu o título.

Vale lembrar que são seis pontos de vantagem e uma diferença de duas vitórias a mais.

Sem falar no saldo de gols muito melhor.

Acabou. O título já está decidido.

E com seis rodadas de antecedência.

Até a próxima.

O Cuca acertou

Vi e ouvi muita gente criticando o técnico Cuca por causa da eliminação do Palmeiras na Copa do Brasil.

Todos afirmando que ele não foi inteligente em poupar quase todo o time num jogo decisivo contra o Grêmio.

Até porque, a próxima partida pelo brasileirão, também será em São Paulo. Ou seja, não haveria um cansaço de viagem.

Eu discordo.

Acho que alguns jogadores estão no limite do cansaço físico, após uma temporada pra lá de desgastante.

Um cansaço que poderia resultar em contusão, caso eles entrassem em campo numa partida de tanta intensidade.

Aí o Cuca correria o risco de perder atletas para o jogo contra o Sport.

Convenhamos que para a torcida, a prioridade total é o título brasileiro, que não vem desde 1994.

Vale lembrar que o Gabriel Jesus só jogou porque tá suspenso e não joga domingo.

Sem falar no gramado horroroso do Allianz Parque.

Definitivamente os shows do Aerosmith e do Andrea Bocelli estragaram um campo, que já estava ruim.

Uma vitória no domingo vai fazer o palmeirense esquecer esta eliminação.

Afinal de contas, o que é uma final da Copa do Brasil para quem está prestes a ganhar um título brasileiro?

Até a próxima.

Noite decisiva na Copa do Brasil

Hoje é um dia importante na temporada 2016 do futebol brasileiro.

Vamos conhecer os semifinalistas da Copa do Brasil.

Escrevi aqui no blog nos jogos de ida, que as equipes que não precisavam se preocupar com mais nada levariam vantagem.

Foi o que aconteceu.

O placar das partidas foi apertado, mas Santos, Corinthians e Grêmio levaram vantagem sobre o Inter, Cruzeiro e Palmeiras, respectivamente.

Nenhuma surpresa, já que todos atuaram em casa.

A surpresa mesmo ficou por conta da vitória magrinha do Galo sobre o Juventude. Resultado que deixou o time de Caxias do Sul cheio de esperanças.

Mas, o que os gaúchos não contavam era de que o Atlético ficasse praticamente sem chances de título no brasileirão.

Agora eles vem com força total pra cima do Juventude. Na minha opinião, os mineiros vão passar, até com certa tranquilidade.

Nessas três semanas de intervalo entre um jogo e outro, o G4 virou G6 para a Libertadores, o que colocou Corinthians e Grêmio disputando alguma coisa no campeonato novamente.

Por isso é difícil arriscar um prognóstico entre Cruzeiro x Corinthians e Palmeiras x Grêmio.

Pelo fato dos dois terem feito gol como visitante, sou mais Cruzeiro e Grêmio esta noite.

Nada demais para o Palmeiras, que deve comemorar o título brasileiro nas próximas semanas.

Nem pro Corinthians, que está reiniciando um trabalho com um novo treinador e vai se contentar com o G6 do brasileirão.

No confronto entre Inter e Santos, a equipe gaúcha continua respirando por aparelhos e tentando escapar de um inédito rebaixamento.

Por isso, o meu palpite é que o Santos empata em porto Alegre e fica com a quarta vaga.

Só palpite.

Façam suas apostas...

 

Página 1 de 7012345...Último