segundo ataque mais positivo da libertadores

De “time do meio a zero”, Timão passa ao segundo ataque da Libertadores.O que não faz uma depenada numa galinha morta… O terceiro? Assuntem-se: o Fla

caixa surpresa De time do meio a zero, Timão passa ao segundo ataque da Libertadores.O que não faz uma depenada numa galinha morta... O terceiro? Assuntem se: o Fla

Futebol é uma... (isso é inédito. Ou não?)

 

A capacidade de surpreender é certamente uma das principais características a fazer do futebol o esporte mais amado do planeta.

 

Observem com atenção: o Corinthians começou o ano com fama merecida de time do "meio a zero está bom".

 

Ou seja: a equipe disciplinada taticamente que quase sempre deixa o torcedor com o coração na mão em vitórias sofridas de magros 1 a 0 ou por um gol de diferença.

 

Não é mesmo verdade?

 

Pois, numa realidade dessas, ainda que benéfica, nada como aparecer diante de nós, para depenar, uma galinha morta como esse Deportivo Tachira, que nesta quarta-feira (18) levou o maior sapeca iá-iá da competição até agora, o 6 a 0 do Timão, para as verdades começarem a ser deliciosamente subvertidas pelas estatísticas.

 

Vejamos se não:

 

O ataque mais positivo da Libertadores, até o início da última rodada da fase de grupos na noite desta quinta-feira (19), será o do Nacional de Medellín, com 15 gols.

 

Sabem de quem é o segundo?

 

Isso mesmo: o do Coringão, com 13.

 

E por acaso imaginam de quem é o terceiro?

 

Pois é, o do Flamengo, com 12, o que o torna também o segundo time brasileiro que mais marcou na Libertadores este ano - e com gols distribuídos pelas seis pardidas, e não concentrado em uma ou duas como, por exemplo, no caso do Corinthians.

 

O que prova, a propósito, que o rubro-negro só precisaria de mais um milímetro de comprometimento, seriedade, comando e profissionalismo para continuar - e até bem - na Libertadores.

 

Opine.

 

Registre o seu comentário.

 

 

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com