divulgação92   Valdivia: a previsão é que jogará apenas nas finais da Sul Americana. Ou apenas em 2011. Contra o Goiás, o time não precisa dele...

Por ordem do presidente em exercício, Salvador Hugo Palaia, os médicos do Palmeiras se calaram.

Felipão também recomendou: primeiro a ressonância magnética, avisar à Federação Chilena de Futebol que Valdivia não enfrentará o Uruguai na próxima quarta-feira, se reunir para analisar o prazo de recuperação.

E só falar para a imprensa amanhã.

Palaia e Felipão estão juntos na revolta pela situação do meia chileno.

Por que ele consegue fazer todos os testes, chutar, driblar, dividir no dia anterior e no jogo envergonha toda a Comissão Técnica pedindo para sair nos primeiros minutos da partida?

Contra o Atlético Mineiro ontem foi o recorde, apenas nove minutos para sentir a contusão na coxa esquerda.

O choro de Valdivia já denunciava algo de que se suspeitava.

A lesão piorou.

Se transformou em estiramento.

A preocupação dos médicos hoje à noite era imensa.

Porque o trabalho deles está sendo colocado em xeque.

O Palmeiras gastou cerca de R$ 14 milhões para ter o meia.

Ele, Kléber, Marcos Assunção, Marcos e Deola são os jogadores com maior potencial no clube.

Com ninguém confirmando oficialmente, a previsão é que o meia só deverá estar recuperado para as finais da Copa Sul-Americana.

Se o Palmeiras se classificar.

Vai jogar contra o Goiás, que acaba de eliminar o Avaí, vencendo por 1 a 0.

O chileno não é considerado fundamental nestas semifinais contra o time de Arthur Neto.

Há a certeza de que o clube chegará à decisão da Sul-Americana.

O problema é o adversário, que pode ser a forte LDU.

Aí, Valdivia seria fundamental.

Se falou muito sobre o meia hoje no Palmeiras.

Inclusive se ele estaria se cuidando como deveria – aos 27 anos e com um contrato de cinco.

Os médicos palmeirenses não suportam mais tanto vexame.

Foram três as vezes em que Valdivia sentiu sua contusão e deixou os jogos mais cedo.

Ele se contundiu no dia 15 de outubro, contra o Universitario de Sucre.

Saiu com 36 minutos de jogo.

Se submeteu ao tratamento para cuidar da distensão na coxa esquerda.

E depois passou a conseguir jogar cada vez menos.

34 minutos contra o Corinthians, 18 diante do Atlético Mineiro em Minas Gerais e 16 ontem, no Palestra Itália, diante novamente do Atlético Mineiro.

Felipão já adiantou aos médicos que Valdivia deve parar o tempo que for necessário.

Inclusive se tiver de voltar no próximo ano, não haverá problema.

Tudo que ele não quer é um novo vexame.

A ressonância já foi feita, mas o pacto entre os médicos e Felipão é claro.

Diagnóstico oficial, só amanhã.

Mas conselheiros importantes garantem que Valdivia, só nas finais da Sul-Americana...

Ou talvez nem isso...

Sobre escalar time misto no restante do Brasileiro, Scolari foi direto.

"Não me encham o saco com isso.

Todos sabem quem prejudicou quem nos anos passados.

Eu tenho a língua grande, sou capaz de falar.

Vou fazer o que for melhor para o Palmeiras.

O resto não me interessa."

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

http://r7.com/9Muj