reuters742 Vagner Ribeiro começa a usar com Neymar a mesma tática que adotou para tirar Kaká do São Paulo. E Robinho do Santos...

Vagner Ribeiro.

Foi acreditando nele que a família Neymar acabou aceitando a proposta do Santos.

"Ele será tratado como um rei.

Nunca no Brasil houve um plano de valorização de um atleta.

Estou orgulhoso pelo que o Santos fez.

O Neymar só vai sair do clube depois da Copa de 2014."

As afirmações foram feitas no dia 19 de agosto.

Não faz um mês.

Ele assinou novo contrato de cinco anos com o Santos.

Sua multa pulou para exorbitantes 45 milhões de euros ou R$ 101 milhões.

Muitos empresários importantes da América Latina acreditaram ter sido uma loucura.

Dos dois lados.

O Chelsea oferecia R$ 40 milhões para o jogador por cinco anos.

E R$ 30 milhões (R$ 69 milhões) ao Santos.

Proposta recusada.

Neymar aumentado para R$ 500 mil mensais.

Com a saída de Robinho, Wesley e André e a contusão de Ganso, o futebol do Santos caiu.

Ficou um time mais fácil de marcar e não impossível de derrotar.

Os amigos publicitários de Luís Álvaro não encontraram as sonhadas empresas dispostos a pagar fortunas para ter Neymar como garot propaganda.

As promessas de transformar Neymar em um jogador midiático mundialmente não são tão fáceis de realizar.

Com o fim da transação com o Chelsea, ele desapareceu do noticiário internacional.

Foi muito bem na Seleção Brasileira.

Voltou a ganhara alguns elogios em jornais espanhóis e italianos.

E só.

Desde que voltou para o Santos para o Campeonato Brasileiro deixou de interessar.

Vagner Ribeiro já não estava tão contente.

Não tinha certeza de foi um bom negócio manter sua estrela no Brasil.

Ou uma perda de tempo e dinheiro,como seus amigos empresários lhe diziam.

Foi quando estouraram as confusões envolvendo o menino contra o Avaí, Ceará e Atlético Goianiense.

Ele se conteve.

Tudo ruiu ontem quando Dorival Júnior percebeu que havia perdido prestígio.

Passou a ser criticado como um técnico sem comando, golpe fatal para alguém de sua profissão.

E resolveu impor um afastamento de 15 dias a Neymar.

Dorival Júnior nunca assumirá publicamente, mas essa multa de 30% nos salários do garoto que a diretoria promete impor, ninguém acredita.

Se fosse real, Vagner Ribeiro teria feito um escândalo.

Ele se calou.

Só voltou a gritar, reclamar quando Dorival Júnior tirou o jogador da partida contra o Guarani.

Qual sua arma?

O twitter...

"Faltou respeito em ambos os casos.

Um pede perdão, mas o treinador insiste em mostrar poder e não perdoa.

Autoridade se impõe com critérios e firmeza.

Recusa de substituição é afronta?

Elogiar o erro depois é normal?

E depois do elogio, chegar no vestiário e criticar é coerente?

Não estou pondo lenha.

Mas não posso ficar quieto ao ver alguém usar uma criança confessa e o pegar para Cristo."

Ribeiro não faz nada por acaso.

Ao citar Ganso, ele quer fazer intriga, aumentar a confusão.

Vagner garante que duvida que Dorival Júnior terá coragem de deixar Neymar fora do clássico contra o Corinthians na quarta-feira.

Ao desrespeitar o técnico do Santos, Vagner Ribeiro sabe que começa a detonar o plano para segurar Neymar na Vila Belmiro.

Por coincidência ou não, quando ele quis tirar Kaká do São Paulo criou um clima insuportável.

A mesma coisa aconteceu quando Robinho saiu do próprio Santos.

Hoje foi um dia marcante.

O dia em que Ribeiro começa a sabotar o plano de Neymar e Santos.

Quando no seu twitter Neymar diz estar cansado de tudo.

Ele quer dizer: cansado de sua vida em Santos, no Santos.

O garoto de 18 anos está profundamente humilhado por haver treinado e não viajado para Campinas.

Se Dorival Júnior lhe queria dar uma lição, só o deixou ainda mais irritado.

E disposto a repensar seu futuro no Santos.

Tudo que está ruim pode ficar muito pior.

Vagner Ribeiro, Kaká e Robinho sabem bem disso...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

http://r7.com/9Fqu