16 Torcida única no Fla Flu. Só a do Fluminense. Mas o clube está desesperado. Para não ter de pagar para jogar, implora pelos torcedores rubro negros. E os flamenguistas prometem invadir o Engenhão. Confusão à vista...
Infelizmente venceu a tese de torcida única no Rio.

Assim como em São Paulo, a Segurança Pública assumiu.

É incompetente para cuidar de torcedores rivais em clássicos.

O Fla-Flu que decidirá a Taça Guanabara terá só Flu.

Um sorteio amador decidiu que o clube das Laranjeiras será o mandante da decisão no Engenhão.

A solidariedade tricolor é pungente.

O clube entrou com uma liminar exigindo que seja liberada também a torcida rubro-negra.

"O Fluminense, assim como seus coirmãos, é contra torcida única. Vai contra a beleza e história dos clássicos do Rio de Janeiro. Vamos tentar reverter esse quadro. Diante dos acontecimentos do fim de semana, tínhamos esperança que fosse revertida a liminar. Agora nossos advogados vão entrar com recurso para tentar reverter. Sabemos a questão do tempo, entraremos hoje (quinta) e esperamos que saia uma decisão ainda hoje", diz o vice-presidente do Fluminense, Cacá Cardoso.

Emocionante, não é?

Mas tanto empenho tem um grande motivo.

Dinheiro.

O Fluminense tem uma das piores médias de público como mandante entre os clubes que disputam as três principais divisões do Campeonato Brasileiro (Séries A, B e C). Chega a ser quase inacreditável.

Com apenas 2.096 torcedores por jogo.

A torcida está desiludida com o fraco time que o clube montou sem o tradicional dinheiro da Unimed.

Os números são assustadores.

O Fluminense vem acumulando prejuízo nos seus jogos.

 Torcida única no Fla Flu. Só a do Fluminense. Mas o clube está desesperado. Para não ter de pagar para jogar, implora pelos torcedores rubro negros. E os flamenguistas prometem invadir o Engenhão. Confusão à vista...

Das quatro partidas que foi mandante (três pelo Carioca e uma pela Primeira Liga) e mais duas com renda dividida no Campeonato Carioca deste ano (não foi divulgado o borderô da semifinal contra o Madureira) as despesas foram maiores do que as receitas. Somando tudo, o prejuízo é de R$ 382,4 mil.

Nem mesmo quando disputou clássicos com renda dividida, o Fluminense conseguiu ter lucro com a bilheteria. Na estreia do Estadual, quando bateu o Vasco por 3 a 0 no Engenhão, foram apenas 11.043 pagantes (11.711 no total) com uma renda de R$ 353.060,00. Como o total de gastos foi de R$ 563.060,00, o prejuízo causado foi de R$ 210.593,00, que foi repartido entre os dois clubes igualmente.

Ocupa o vergonhoso 45º lugar em termos de arrecadação no país.

Um desastre.

As diretorias de Flamengo e Fluminense estão trabalhando de forma conjunta. Com seus departamentos jurídicos procurando maneiras de cassar a liminar do juiz Guilherme Schilling, do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos, que determina torcida única nos clássicos no Rio.

Por isso serão disponibilizados inicialmente ingressos apenas para os setores Norte e Oeste, reservados para o Fluminense. O Estatuto do Torcedor determina que a venda comece 72 horas antes do jogo, ou seja, 16 horas desta quinta, a partida está marcada para domingo, às 16 horas.

Ou seja, por trás da tradição alegada pelo Fluminense, sua postura é transparente.

O clube quer o dinheiro que os flamenguistas levarão para o Engenhão.

Os dirigentes tricolores cansaram de pagar para jogar.

Simples, e triste, assim.

Do outro lado, torcedores organizados do Flamengo estão inconformados.

E prometem, nas redes sociais, irem para a porta do Engenhão.

Mesmo se forem proibidos de entrar.

Alguns falam em forçar a invasão ao estádio.

Confusão mais do que certa à vista no Fla-Flu.

A situação no Rio de Janeiro está ficando incontrolável...
32 Torcida única no Fla Flu. Só a do Fluminense. Mas o clube está desesperado. Para não ter de pagar para jogar, implora pelos torcedores rubro negros. E os flamenguistas prometem invadir o Engenhão. Confusão à vista...

http://r7.com/R2bG