73 Tite já sabe. Se der tudo errado na Copa do Mundo de 2018, não ficará desamparado. Diretoria do Corinthians deixa porta aberta para o retorno. Se o técnico tiver de voltar a trabalhar em um clube brasileiro será na sua casa, o Parque São Jorge...
"Sou ser humano. Que tem emoções e gratidão. Tenho gratidão ao Corinthians e a essas pessoas (do camarote). Se fosse o Santos, eu faria exatamente a mesma coisa. Liguei ao presidente do Santos me desculpando, dizendo para interpretar como um ato humano, não como máquina. Também liguei para o Dorival Júnior pedindo que me entendesse e desculpasse."

Foi assim que Tite explicou a sua comemoração emocionada no gol de Jô, que deu a vitória ao Corinthians contra o Santos, no sábado, 4 de março. Foi flagrado pelas câmeras. Vibrava como um torcedor no camarote da presidência corintiana. Para deixar ainda mais clara a ligação umbilical com o clube, deixou escapar o quanto o clube mexe com sua alma.

"A emoção toma conta de mim. Eu agora falando agora fico emocionado. Quando eu chego próximo ao estádio eu fico emocionado. Eu estava com dificuldade de ir até à porta porque eu via os torcedores. Eles começam a se comunicar comigo, e começa a aflorar uma emoção. Gratidão, reconhecimento, senso de equipe e emoção."

A situação ficou ainda mais evidente no intervalo do clássico.

O Itaquerão todo relembrou o coro que marcou as passagens do treinador.

2agenciacorinthians3 Tite já sabe. Se der tudo errado na Copa do Mundo de 2018, não ficará desamparado. Diretoria do Corinthians deixa porta aberta para o retorno. Se o técnico tiver de voltar a trabalhar em um clube brasileiro será na sua casa, o Parque São Jorge...

"Olê, olê, olê, olê! Tite! Tite!"

A ligação é tanta que o treinador da Seleção teve de se explicar.

De maneira sutil foi perguntado a ele se protegia jogadores com quem conviveu. Lógico que se referiam ao Corinthians. Depois de Gil e Renato Augusto, atletas com quem trabalhou no Corinthians, os questionamentos cresceram com a convocação do lateral Fagner.

"Quando o cara fala assim para mim "ele convocou porque é queridinho dele" vocês não sabem como isso me dói, porque isso não é legal, é privilégio, se tem uma coisa que na minha vida procuro fazer é não dar privilégio. Tenho muito respeito."

Na verdade, o Corinthians está entranhado na alma de Tite.

Tanto que depois de fazer o Brasil enfrentar a Argentina no Mineirão, palco dos 7 a 1, e não no Nordeste, como desejavam Dunga e Gilmar Rinaldi, Tite convenceu Marco Polo del Nero. Era hora de a Seleção Brasileira se acertar com o torcedor mais exigente, mais impaciente, mais ressentido com o time da CBF: os paulistas. A rejeição vem desde os tempos do bairrismo, quando o Rio de Janeiro mandava nas convocações, no treinador. Tudo perdeu o sentido com os melhores jogadores atuando no Exterior. Mas o ranço ficou.

Na antiga Comissão Técnica, São Paulo estava fora da rota das Eliminatórias. Foi Tite quem quis o Brasil atuando hoje contra o Paraguai em terras paulistanas. E escolheu com carinho o lugar onde será a partida. Nem pensar no Morumbi. Muito menos na nova arena palmeirense, que ainda por cima precisa de algumas obras para se adequar ao padrão Fifa.

329 Tite já sabe. Se der tudo errado na Copa do Mundo de 2018, não ficará desamparado. Diretoria do Corinthians deixa porta aberta para o retorno. Se o técnico tiver de voltar a trabalhar em um clube brasileiro será na sua casa, o Parque São Jorge...

O estádio escolhido foi o do Corinthians.

Mas a ligação é de duas mãos.

O presidente Roberto de Andrade não esconde de ninguém. "O Tite nasceu para treinar o Corinthians. O Corinthians nasceu para ser treinado por ele", costuma repetir para os seus conselheiros mais próximos.

Roberta confessa que não teve como fazer nada quando a CBF chamou o técnico no lugar de Dunga. O dirigente corintiano tinha a esperança e queria seguir com o técnico até o final de seu mandato, até 2018. Só que não teve como segurá-lo. O treinador mantinha como grande sonho de sua carreira comandar a Seleção. Esteve muito perto em 2012, às vésperas do Mundial. Tinha a certeza que iria substituir Mano Menezes. Mas o então presidente Mario Gobbi avisou que não o liberaria. A não ser que a CBF pagasse a multa rescisória de R$ 4 milhões.

Tite estava a ponto de implorar a liberação da multa, quando José Maria Marin antecipou a escolha de Felipão. O presidente presidiário da CBF tomou essa atitude porque a pressão era enorme. Tite havia conquistado a Libertadores. E se ganhasse, como ganharia o Mundial, ficaria inexplicável não dar o cargo a ele.

4reproducao5 Tite já sabe. Se der tudo errado na Copa do Mundo de 2018, não ficará desamparado. Diretoria do Corinthians deixa porta aberta para o retorno. Se o técnico tiver de voltar a trabalhar em um clube brasileiro será na sua casa, o Parque São Jorge...

O treinador aprendeu e quando voltou ao Corinthians, em 2015, fez questão de exigir uma cláusula no contrato, revelada no blog. A liberação imediata e sem multa alguma, caso fosse chamado para a Seleção Brasileira. Foi o que aconteceu, com o fracasso de Dunga.

A amizade com Roberto de Andrade segue intensa.

Assim como Andrés Sanchez, que se considera 'seu pai'.

"Agora todo mundo quer carregar o Tite no colo. Mas fui só eu quem o bancou quando o Corinthians foi eliminado pelo Tolima. Ele tinha uma multa de R$ 2 milhões, em 2011. Falei que ele iria ficar. E quem não quisesse, colocasse o dinheiro do próprio bolso, porque o clube não pagaria a multa para dispensá-lo. Acabou a onda pela demissão rapidinho. E deu no que deu. Campeão da Libertadores, do Mundial, dois Brasileiros, Paulista. Ganhou tudo", enfatiza Andrés a aliados.

529 Tite já sabe. Se der tudo errado na Copa do Mundo de 2018, não ficará desamparado. Diretoria do Corinthians deixa porta aberta para o retorno. Se o técnico tiver de voltar a trabalhar em um clube brasileiro será na sua casa, o Parque São Jorge...

Mas foi Roberto de Andrade quem deixou claro ao treinador da Seleção. Falou em nome da atual ala que comanda o Corinthians desde 2005. E deve seguir no poder por muitos anos. O presidente avisou que Tite não ficará um dia desamparado caso o Brasil fracasse na Copa de 2018.

O Parque São Jorge o acolherá imediatamente.

Estará sempre de portas abertas para ele.

Independente quem seja o treinador.

Ainda mais se for Fábio Carille, seu auxiliar por anos.

O clube fará o mesmo que o Grêmio fez com Felipão.

Depois do vexame de 2014, o treinador lambeu as feridas no seu clube de coração. No que abriu as portas para que se tornasse o técnico vencedor. Conquistasse a Libertadores, o Brasileiro, a Copa do Brasil, a Recopa e quatro Gaúchos.

3a Tite já sabe. Se der tudo errado na Copa do Mundo de 2018, não ficará desamparado. Diretoria do Corinthians deixa porta aberta para o retorno. Se o técnico tiver de voltar a trabalhar em um clube brasileiro será na sua casa, o Parque São Jorge...

Tite sabe dessa oferta.

E a guarda com carinho.

Tem uma certeza.

Um dia voltará ao Parque São Jorge.

Mas torce, do fundo da alma, que não seja logo após a Copa de 2018.

Depois do Mundial na Rússia, seu sonho é conquistar a Europa.

Quando um dia retornar aos clubes brasileiros, não tem dúvida alguma.

O escolhido será o Sport Club Corinthians Paulista.

Mesmo que receba ofertas milionárias.

Ele quer de volta a "Favela", o "Hospício"...
 Tite já sabe. Se der tudo errado na Copa do Mundo de 2018, não ficará desamparado. Diretoria do Corinthians deixa porta aberta para o retorno. Se o técnico tiver de voltar a trabalhar em um clube brasileiro será na sua casa, o Parque São Jorge...

http://r7.com/ttXC