Posts com a tag: Muricy

Neymar e Muricy foram os responsáveis por levar o Santos para a semifinal da Libertadores…

AgenciaEstado93 Neymar e Muricy foram os responsáveis por levar o Santos para a semifinal da Libertadores...
O pênalti perdido outra vez tira um pouco de brilho...

Mas outra vez Neymar foi fundamental.

O Santos deve muito da chegada à semifinal da Libertadores ao garoto de 19 anos...

E a Muricy Ramalho, o técnico que, de acordo com inimigos, não saberia disputar mata-matas...

No empate em 1 a 1 contra o perigoso Once Caldas, os dois fizeram muito bem seu papel...

Desde os primeiros minutos de jogo, Neymar pediu todas as bolas...

E enfrentou com coragem e talento os irritados e bem nutridos zagueiros colombianos...

O Santos fez o inverso do Cruzeiro na sua eliminação diante do tinhoso Once Caldas...

Muricy adiantou a marcação santista e encurralou o adversário no seu campo...

E retomou inúmeras bolas e criou chances para golear...

Isso ainda no primeiro tempo...

O Santos desperdiçou chances demais...

Só Neymar conseguiu um chute perfeito da entrada da área....

Quando todos esperavam o segundo e o terceiro gol veio o empate..

Renteria aproveitou a bobeada da zaga e marcou o 1 a 1.

O Santos não sentiu o golpe e continuou buscando o gol...

Tivesse outro atacante e não Zé Eduardo, teria vencido a partida...

Neymar e Elano o deixaram livre para marcar...

Mas o que ele conseguiu no Pacaembu foi irritar os torcedores...

E chegar a 13 partidas sem fazer um golzinho...

Veio o segundo tempo...

E Muricy Ramalho manteve a marcação na saída de bola do Once Caldas...

O time tirou o resto de fôlego que restava da maratona de jogos...

E continuou pressionando, não deixando de maneira alguma os colombianos tocarem a bola no meio de campo...

Sempre a lembrança do jogo do Cruzeiro...

E na pressão veio o pênalti em Neymar...

Ele não deixou o cobrador oficial, Elano, bater...

Muricy Ramalho e Elano não criaram caso...

Tudo certo para o jogador se consagrar...

Mas ele cobrou mal demais, fraco, quase meio do gol e Martinez defendeu...

Isso aos 41 minutos do segundo tempo...

O Once Caldas adiantou toda sua equpe para tentar qualquer coisa...

Mas Muricy Ramalho deu consistência à defesa santista...

Os colombianos nem assustaram...

A vaga foi garantida.

Semifinal da Libertadores...

Festa de 34 mil torcedores o Pacaembu...

E quase ninguém nem se lembrava de um tal Paulo Henrique Ganso...

Neymar e Muricy Ramalho não deixaram...

Cruzeiro mostrou a Muricy como não jogar contra o Once Caldas…Euforia, ingenuidade e time aberto é tudo o que os colombianos querem…

ap Cruzeiro mostrou a Muricy como não jogar contra o Once Caldas...Euforia, ingenuidade e time aberto é tudo o que os colombianos querem...
O Cruzeiro virou o espelho do Santos.

Ainda com a faixa de bicampeão paulista no peito, Muricy Ramalho viu e reviu o jogo em Sete Lagoas.

Analisou como o Cruzeiro, time mais técnico e talentoso, foi eliminado pelo Once Caldas...

Viu que a armadilha que derrubou os mineiros: a empolgação...

Foi preparada uma festa para a equipe que tinha a melhor campanha na primeira fase da Libertadores...

Com a badalada presença de Deborah Secco, a primeira dama do time...

A torcida empolgada, sonhando em transformar o estádio em caldeirão...

Cuca montou sua equipe muito aberta, esperando os colombianos medrosos, presos na defesa...

Só que o Once Caldas tem como característica tocar a bola em velocidade, comprar a briga...

Buscar o gol mesmo fora de casa...

Tanto que ainda não perdeu na Libertadores atuando longe de Manizales...

O Cruzeiro se irritou com a personalidade, as tabelas, os dribles conscientes dos adversários.

E rapidamente se descontrolou....

A expulsão de Roger ainda no primeiro tempo foi chave, fundamental para a derrocada mineira...

A partir daí, o Once Caldas se tornou cada vez mais confiante e se impôs com personalidade...

O caminho dos erros já está traçado...

E custou caro demais ao Cruzeiro na Arena do Jacaré...

Cabe ao Santos ir pelo outro lado...

Ainda mais depois da conquista do título paulista...

E a garantia do Pacaembu lotado...

Muricy tem uma equipe mais jovem do que a de Cuca...

Sua providência obrigatória foi cortar as asas do time...

Ele quer o mesmo comportamento contra o Corinthians...

Tanto que, apesar de Danilo estar recuperado, vai manter Alan Patrick no time...

Gostou do sentido tático, do espírito de sacrifício na marcação...

Só que ele vai além, graças ao seu talento ofensivo...

O Santos vai atacar, mas com consciência...

O time está cansado...

Não pode entrar na euforia da torcida para tentar decidir a partida a qualquer custo...

A vitória a busca da vitória é atraente, mas pode ser o canto da sereia...

Isso na definição de Muricy...

Ele não esquece que o empate basta para o Santos chegar à semifinal...

E existem poucos treinadores de ponta no País que valorizem tanto o empate na hora certa como Muricy...

"É uma grande vantagem, sim", diz, sem ter vergonha...

Se o Cruzeiro tivesse empatado em Sete Lagoas estaria vivo na Libertadores...

Depois de dez partidas decisivas e com vitórias santistas...

O elenco tem uma grande compensação se passar hoje pelo Once Caldas...

A certeza do descanso...

Nas primeiras rodadas do Brasileiro, o time será poupado caso se classifique...

Os jogos da Libertadores passarão a ter um espaço de uma semana de preparação...

Acabou a pressão da fase decisiva do inútil Campeonato Paulista....

Torneio que só serviu para desgastar o elenco...

A alegria pelo bicampeonato serve apenas para o ego...

É a Libertadores que leva à disputa do Mundial, da valorização internacional dos jogadores...

O Paulista serviu para tirar Ganso da fase decisiva do torneio mais importante do ano...

Mas isso não importa, sempre será assim enquanto os clubes se ajoelharem para federações...

O que vale hoje para Muricy é não imitar o Cruzeiro de Sete Lagoas contra o Once Caldas...

Não cair nos elogios fáceis de Juan Carlos Osorio, treinador adversário...

Ele coloca os jogadores santistas como melhores do mundo...

Todos sem exceção...

Quem o ouve falar parece que seu time ficará travado, morrendo de medo de ser goleado...

Foi o que o Cruzeiro acreditou...

Muricy mostra que não vai cair no truque...

Até porque ele também quer chegar onde nunca chegou...

Ao título da Libertadores...

Por isso foi demitido do São Paulo, apesar de tricampeão brasileiro...

Para isso, promete colocar um Santos equilibrado no Pacaembu...

Se puder ganhar o jogo, golear, Neymar dar dribles históricos...perfeito...

Mas se vier um 0 a 0 e a vaga...também será muito bem aceito...

E o mais importante...

Sem cotoveladas em Renteria ou quem quer que seja...

Até porque Muricy não tem mais físico para o UFC...

Muricy Ramalho aprendeu a jogar com os dirigentes. Santos entra inteiro contra o São Paulo no Morumbi…

divulgacao2009 Muricy Ramalho aprendeu a jogar com os dirigentes. Santos entra inteiro contra o São Paulo no Morumbi...
As três últimas demissões de Muricy Ramalho foram motivadas pelas diretorias.

Houve desde preconceito intelectual, rejeição, interferência e até ameaça de redução de salários.

As saídas de São Paulo, Palmeiras e Fluminense marcaram sua pele.

Como cicatrizes com queloide.

Não dá para esconder, ela estão lá.

Se as pessoas se esquecem, quem as têm, não.

A saída do São Paulo doeu na sua alma.

Tricampeão seguido do Campeonato Brasileiro, não conseguiu vencer a Libertadores.

Foram três em seguida.

Na última, diante do Cruzeiro, no Morumbi.

Mas nesta última seu trabalho foi sabotado.

Dirigentes trabalharam em alto e bom tom para trocá-lo.

Havia até quem para o atingir se referia de maneira pejorativa à maneira com que ele se vestia.

E o fato de não ser poliglota.

Não foi por acaso que Ricardo Gomes o substituiu.

Juvenal Juvêncio foi pressionado por dois anos seguidos.

O maior inimigo declarado de Muricy foi o vice presidente de futebol, Leco.

Eles até nem se falavam nos últimos tempos.

Muricy sabia que só continuaria no Morumbi se conquistasse a Libertadores.

Não conquistou e foi demitido da maneira humilhante.

Não se conformou com carros de imprensa o aguardando na calada da noite.

Percebeu o óbvio: jornalistas foram avisados da sua demissão antes dele.

Ao chegar do Palmeiras ele tentou se relacionar melhor com todos os membros da diretoria.

Mas encontrou grande resistência no vice Gilberto Cipullo.

Ele não queria Muricy treinando o clube.

Teve de aceitá-lo porque a escolha foi do presidente Belluzzo.

Mas Cipullo o avisou que os métodos do treinador não dariam certo.

O elenco era mimado demais para os gritos, a falta de intimidade com os jogadores...

E o ex-dirigente não gostava das escolhas de jogadores que Muricy indicava...

Punha defeito em tudo...

Os dois não se deram bem do primeiro ao último minuto...

Isso atrapalhou demais o treinador no Palestra Itália...

Também é verdade que seu esquema não encaixou e o time perdeu o título brasileiro, que parecia certo...

Em seguida, a mudança de ares...

Rio de Janeiro, Fluminense...

Foi tudo perfeito com Roberto Horcades...

Já havia chegado com toda moral pelos tricampeonatos nacionais...

A prioridade do clube era o Brasileiro e a classificação para a Libertadores...

Perdeu a Copa do Brasil, mas não houve cobrança...

A ótima campanha do time e a convocação para ser treinador da Seleção deixou seu prestígio nas alturas...

Tudo ficou ainda melhor com a conquista do Brasileiro...

Mas aí veio a troca de presidente....

Desde o primeiro dia, Peter Siemens havia sentido que o treinador tinha muito poder...

Dava palpite em tudo...

Cobrava pressa na construção de um moderno CT, criticava jogadores que não havia pedido...

Muricy fingia que não percebia...

Não quis se aproximar do novo presidente, como muitos treinadores fariam...

O fraco início da Libertadores era tudo o que Siemens esperava...

Foi duro com o técnico...

Cobrou as reclamações com a imprensa das contusões dos jogadores no péssimo gramado das Laranjeiras...

A famosa declaração que havia até ratos por lá foi a gota d'água...

O presidente primeiro demitiu o vice Alcides Antunes, homem de confiança do treinador...

Embora a amizade estivesse desgastada, era muito próximos...

Muricy não se conformou...

Depois recebeu o recado que seu salário deveria ser 'reajustado'...

Diminuído para os íntimos....

Em 40%...

Foi a maneira sutil de Siemens o forçar a pedir demissão...

Isso aconteceu...

Todas essas demissões explicam a situação atual no Santos...

O treinador tem o relatório do desgaste físico dos seus jogadores...

Gostaria de poupá-los para o jogo decisivo contra o América no México na terça-feira...

Mas há a semifinal do Paulista amanhã contra o São Paulo no Morumbi...

Para ele não haveria problema algum em jogar com um time misto...

Só que Muricy aprendeu a ler sinais de fumaça...

Percebeu que o presidente Luís Álvaro quer de qualquer maneira o bicampeonato paulista...

É uma questão de domínio territorial...

Quer mandar no quintal...

Ele acredita e também deseja a Libertadores...

Mas para ele é possível a dupla conquista...

Muricy decidiu não enfrentar a cabeça do dirigente...

Ele quer Neymar, Ganso e Elano contra o São Paulo...

Muricy vai colocar...

E rezar para o Santos conseguir uma boa vantagem que permita o tirar do jogo o mais rápido possível...

Mas o treinador cedeu...

Não vai bancar o martir...

Só não vai jogar um atleta que estiver perto de um estiramento...

Peitar o presidente, com a chance de ser eliminado pelo São Paulo e ainda perder para o América no México...

Demorou, mas Muricy se dobrou...

Percebeu que talvez o maior inimigo esteja na sala da presidência dos clubes onde trabalha...

Do que nos times adversários...

Este é o futebol brasileiro...

Isso é trabalho, meu filho...

Né, presidente?

Muricy quer colocar reservas contra o São Paulo para poupar o time para o América do México. E agora, presidente Luís Álvaro?

divulgacao2929 Muricy quer colocar reservas contra o São Paulo para poupar o time para o América do México. E agora, presidente Luís Álvaro?
As câmeras mostraram rapidamente.

A pressa para entrevistar jogadores do Santos atrapalhou.

Os jogadores e a Comissão Técnica do América do México comemoraram muito a derrota por 1 a 0.

Se abraçavam, se cumprimentavam, animados...

O time saiu da Vila Belmiro convicto que o resultado foi muito bom.

Fácil de reverter terça-feira, no México.

Do seu lado, Muricy Ramalho fez questão de saudar com entusiasmo o 1 a 0.

Para ele, o gol de Ganso obrigará o América a se abrir.

O time só sobreviverá se ganhar por dois gols no México.

E tudo o que o Santos quer é espaço para contragolpear.

Quem está certo?

As aparências apontam para o Santos.

A equipe ganhou ontem o jogo de uma maneira diferente do que vinha acontecendo.

Jogou de forma madura, segura.

Não se desmanchava para atacar.

Quando Jonathan estava na frente, Léo ficava no meio de campo.

E vice-versa.

Arouca e Danilo tiveram mais cuidado com a proteção aos zagueiros.

Elano não disputou bola com Zé Eduardo na área adversária.

Tratou de ajudar a fechar a intermediária.

O Santos não se desmanchou para atacar.

Manteve a sua estrutura sólida.

Neymar e Ganso tiveram a liberdade que necessitam.

Mas foram marcados muito de perto.

São duas celebridades do futebol mundial.

Cada vez menos terão espaço em jogos importantes como o de ontem.

Ganso fez o gol em um belo chute, mas ainda está em busca do seu melhor ritmo.

Ainda pesa o longo período parado para se recuperar da operação no joelho.

E Neymar foi caçado.

Sofreu outra vez um nojento rodízio de pontapés.

Os árbitros fingem que não percebem.

É revoltante.

Mas ficou claro que o America do México já teve atletas com maior potencial técnico.

A vantagem santista é sim muito importante.

Os mexicanos não deveriam comemorar tanto antecipadamente.

Se der espaço para o time de Muricy na próxima terça-feira vão se arrepender.

O grande problema para o Santos é o clássico de sábado.

Como colocar o melhor time na semifinal do Paulista que promete ser uma guerra.

Contra o São Paulo e seus torcedores dominando o Morumbi.

Como ter energia para essa batalha e logo em seguida viajar para a América do Norte?

E enfrentar o o time mexicano em outra decisão?

Será preciso coragem.

Muricy tem de poupar jogadores importantes no sábado.

Não dá para comparar Campeonato Paulista com Libertadores.

Se tiver de abrir mão de um para lutar de verdade pelo outro, não tem nem de pensar...

E é o que ele fará se tiver respaldo da diretoria...

Para o Santos o melhor é colocar reservas no Morumbi...

Clube grande luta pela Libertadores...

Campeonato Paulista é compensação de quem não consegue ganhar algo importante na vida...

E agora, presidente Luís Álvaro?

Como fica a sua simpática relação com a cúpula da Federação Paulista de Futebol?

Muricy, Ganso e coadjuvantes fizeram o Santos renascer na Libertadores. Que Neymar, Elano e Zé Love passem a jogar pelo time, que há chance de brigar pelo título…

divulgacao291 Muricy, Ganso e coadjuvantes fizeram o Santos renascer na Libertadores. Que Neymar, Elano e Zé Love passem a jogar pelo time, que há chance de brigar pelo título...
Paulo Henrique Ganso, Muricy e os coadjuvantes do Santos precisam comemorar.

A noite de hoje foi especial.

A festa de aniversário santista veio de maneira empolgante.

Na sobrevivência na Libertadores da América.

A vitória diante do Cerro Portenho foi arrancada na personalidade, na raiva.

Sem Neymar, Elano e Zé Eduardo, expulsos infantilmente, depois que o time vencia por 3 a 0 o Colo Colo, os santistas precisavam desesperadamente ganhar o jogo em Assunção.

Mas graças à Providência Divina, quem se colocou de maneira desesperada foi o Cerro Portenho.

O técnico Astrada colaborou como pôde.

Deixou da maneira mais frouxa possível a marcação em Paulo Henrique Ganso, justo o único jogador com um talento especial.

Ao final da partida ele ficou com a feição de arrependimento da direção santista que não deu atenção a Maikon Leite.

As suas arrancadas foram fundamentais na vitória de hoje.

Ainda mais diante de uma zaga lenta, sem sobra.

Astrada queria se consagrar diante de sua torcida e montou o Cerro Portenho de forma bizonha.

Escancarado, aberto e imóvel como um time de botão.

Ingênuo, acreditou que o Santos jogaria trancado na defesa, dentro da sua área.

Mas Muricy colocou o time marcando forte na intermediária paraguaia.

Arouca voltou muito bem à equipe.

Inteligente, técnico.

Teve em Danilo um ótimo companheiro.

Firme na marcação e com muita vontade no apoio.

O primeiro gol do jogo saiu do seu pé esquerdo, um golaço de fora da área, logo aos 11 minutos.

A partir deste chute, os paraguaios ficaram ainda mais desesperados.

Astrada fez outro enorme favor aos brasileiros.

Ele brigou com o jovem Iturbe, jogador mais talentoso de todo futebol paraguaio.

E o deixou 64 minutos fora da partida.

Ele viu do banco de reservas Maikon Leite receber ótimo passe de Ganso, disparar e fazer 2 a 0.

Logo aos três minutos do segundo tempo.

O gol foi um balde de gelo nos paraguaios.

A partir daí, o time ficou ainda mais desesperado e escancarado.

Se Maikon Leite tivesse mais pontaria.

E fosse qualquer outro atacante e não Keirrison a jogar, o time brasileiro poderia ter goleado.

Ainda sofreu o gol do Cerro de Benítez na prorrogação, graças à bobeada de Edu Dracena.

Mas o que importavam era os três salvadores pontos que o time de Muricy conquistou em Assunção.

O Santos só merece de uma simples vitória no Pacaembu diante do venezuelano Deportivo Tachira.

O alívio foi geral.

A festa que Muricy Ramalho fez não foi normal.

Era como se lembrasse de como saiu pela porta dos fundos do Fluminense.

E logo na primeira partida da Libertadores com o Santos, a vitória importantíssima.

O aniversário e a competição mais desejada por todos foram salvos.

O Santos foi uma equipe de futebol competitiva hoje.

Que Neymar, Elano e Zé Eduardo tenham assistido com muita atenção ao jogo.

E voltem diferente contra os venezuelanos.

Neymar não tem mais o direito de ser expulso querendo fazer marketing com a sua própria mascara.

Elano não pode ser expulso por jogar toalhas em técnicos adversários.

Zé Love não pode brigar com quem o provocar...

Se Muricy conseguir fazer com que o trio jogue pelo time, o Santos ficará uma nova equipe na Libertadores.

Com outra perspectiva, força, confiança.

E nesta festiva noite que merece palmas foi Ganso.

Jogou por ele, deu seus chapéus, e pela equipe, com lançamentos e passes milimétricos.

Tomou vários pontapés e continuou jogando.

Mostrou que não é mercenário e muito menos estar tentando sabotar o time para ir embora do clube.

O Santos tem tudo para voltar a ser Santos depois da excelente vitória de hoje.

Parabéns pelos 99 anos...

Quem sabe hoje não foi o início da busca de uma terceira estrela para o seu distintivo?

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Conheça todos os blogs do R7


Muricy terá de fazer valer o seu salário. A missão é tão importante e difícil quanto a Libertadores. Convencer Ganso a ficar…

divulgacao78 Muricy terá de fazer valer o seu salário. A missão é tão importante e difícil quanto a Libertadores. Convencer Ganso a ficar...
Muricy Ramalho não quis o contrato de três anos que a diretoria do Santos ofereceu.

Preferiu fechar até o final do ano.

Sonhou com longos contratos no Palmeiras e no Fluminense e deu tudo errado.

Vai ganhar R$ 700 mil mensais.

E ainda acertou premiações de dar inveja a José Mourinho.

Não a Luiz Felipe Scolari, não chega a tanto.

O divulgado é que a Libertadores vale R$ 3 milhões.

O Paulista, R$ 1,5 milhão.

O Brasileiro, R$ 2 milhões.

E o Mundial, se o Santos ganhar a Libertadores, R$ 5 milhões.

Para justificar tanto dinheiro, a primeira missão que assumiu é dificílima.

Vai tentar convencer Paulo Henrique Ganso a ficar por pelo menos um ano mais no Santos.

Fazer que volte atrás na decisão de ir para a Itália.

Quer que esqueça os inúmeros telefonemas que trocou com Leonardo.

Vai aproveitar o péssimo momento da Inter de Milão.

E mostrar onde o Santos pode chegar com estrutura, Neymar e Ganso.

Muricy Ramalho já foi avisado que Ganso foi convencido pelos gestores de sua carreira que a hora é de sair.

Até para o Corinthians já o ofereceram.

E ele não foi irredutível.

Pelo contrário, mostrou que poderia sim vestir outra camisa preta e branca.

Se não houver como sair direto para a Itália, poderia fazer um estágio no Parque São Jorge.

Acontece que um acordo de cavalheiros entre Andres e Luís Álvaro impediu a saída fácil.

É por aí que Muricy vai atacar.

Mostrar que o momento não é bom para ir embora.

Sair com o coro da torcida de "mercenário" não faz bem para ninguém.

Muito menos um jogador tão jovem.

Ganso precisa se firmar no cenário internacional.

Um ano de convocações e disputa de títulos importantes podem valorizá-lo ainda mais.

Não será tarefa fácil.

Ganso se cansou de sentir desvalorizado em relação a Neymar.

Não perdoou a falta de carinho enquanto esteve contundido.

Quer vida nova.

Só um psicólogo de altíssimo nível para convencê-lo a voltar atrás.

Essa será a primeira prova de fogo de Muricy.

O treinador terá já de cara de provar que vale o quanto pesa.

Tão importante quanto sobreviver na Libertadores será o resultado dessa conversa.

Futebol é trabalho e psicologia, meu filho!

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Santos oferece contrato europeu a Muricy Ramalho. O quer por pelo menos três anos…

divulgacao237 Santos oferece contrato europeu a Muricy Ramalho. O quer por pelo menos três anos...
Muricy Ramalho não queria assumir o Santos ainda na Libertadores.

Se dependesse dele, tudo seria fechado quando a competição terminasse.

Com o time da Vila sendo campeão ou eliminado.

O treinador não gostaria de correr o risco de enfrentar o Fluminense.

Mas seu procurador e as pessoas que o cercam acreditam ser uma grande bobagem perder mais tempo.

A começar pela maneira com que a torcida do Fluminense o tratou nos últimos tempos...

De traidor a covarde, passando por inúmeros palavrões.

Na conversa de hoje como Luís Álvaro, o técnico ficou sem desculpa para adiar.

O presidente santista ofereceu o que Muricy Ramalho quer ganhar e mais premiação por títulos.

E foi claro.

Pediu para o treinador assumir logo depois da partida decisiva de quarta-feira, contra o Colo Colo.

Em compensação, o técnico ainda teve a promessa que terá Neymar no elenco por pelo menos um ano, no mínimo.

Ganso, não.

O presidente acredita que será difícil segurá-lo no meio do ano.

Luís Álvaro prometeu que buscará reforços para o Brasileiro.

Está insistindo com Ricardo Oliveira e Zé Roberto.

O presidente santista apontou com um contrato longo.

Quer tornar Muricy treinador do Santos por três anos.

A princípio seria um contrato de dois anos e o terceiro renovável.

O técnico não ficou satisfeito com o tempo que ficou no Palmeiras e no Fluminense.

E alegou ser impossível um trabalho profundo ficando apenas um ano em um clube.

Muricy está bem animado com a proposta.

E com a infraestrutura santista.

Montada por Luxemburgo, diga-se de passagem...

Gosta da ideia de ter o talentoso elenco santista nas mãos.

Não vê problema em trabalhar com Marcelo Martelotte como auxiliar do Santos.

Desde que leve Tata, como seu auxiliar de confiança.

Há muita confiança entre os assessores de Luís Álvaro que o treinador assinará amanhã.

Do lado de Muricy, há a quase certeza de assinatura na quarta-feira e apresentação na quinta-feira.

Mas ambos os lados garantem que desta semana não passa.

E vai começar a dinastia Muricy na Vila Belmiro...

Com a bênção de Elano, Neymar e Ganso...

Sem essa bênção, técnico nenhum trabalha no Santos...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Se o campeão do Brasil está infestado de ratos, como será que estão os outros clubes? Que vexame, Fluminense…

divulgacao35 Se o campeão do Brasil está infestado de ratos, como será que estão os outros clubes? Que vexame, Fluminense...
Enquanto Muricy Ramalho adiantava suas conversas com o Santos, um rato caía do telhado nas Laranjeiras.

O treinador revelou que havia ratos no vestiário do campeão brasileiro de 2010 há muito tempo.

Ninguém levou a sério.

Pensou-se que ele estava ironizando, criticando a atuação da diretoria do clube carioca.

Não era possível que o campeão do país fosse tão mal cuidado, tivesse essa vergonhosa infraestrutura.

Afinal, a Unimed coloca dinheiro até não mais poder no Fluminense.

Se o clube gasta tudo o que deve e o que não deve em jogadores, há algo errado demais.

Como deixar ratos dominarem as instalações?

É triste, lamentável, inexplicável.

Muricy também cansou de reclamar do estado do gramado, cheio de buracos.

O que a direção do Fluminense fez?

Mandou colocar areia e pintar essa areia de verde.

Só para enganar fotógrafos e câmeras de tevê.

Os buracos cobertos de areia verde são armadilhas para tornozelos e joelhos.

Como é possível que o grande Fluminense sujeite seus atletas a tamanho vexame?

E o pior é que o clube descrito é o campeão do Brasil.

O melhor entre todas as equipes.

Que lição de desleixo...

A foto do rato tombado circula no mundo...

Mais um vexame.

Não só do Fluminense.

Mas de todos os clubes brasileiros.

Como não ficar constrangido com uma cena deprimente dessas.

O pior é saber que a primeira providência dos dirigentes quando souberam da morte do rato foi absurda.

Promover uma desratização no clube.

Os dirigentes precisam é buscar um lugar digno para o time treinar.

E cuidar de verdade da modernização das Laranjeiras.

Parar de dar razão a treinador campeão que abandona tudo por falta de estrutura...

E ingerência dos dirigentes no seu trabalho.

O Fluminense precisa parar de passar por tanta vergonha.

E de provocar a pergunta óbvia...

Se o campeão do Brasil está assim, infestado de ratos, como estão os outros times?

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Elano convenceu Santos a gastar R$ 700 mil por Muricy Ramalho. Ou o contrata ou adeus Libertadores…

imagem filme o poderoso chefao 2  Elano convenceu Santos a gastar R$ 700 mil por Muricy Ramalho. Ou o contrata ou adeus Libertadores...

Elano teve uma conversa definitiva com Luís Álvaro.

Sua influência no clube é maior do que todos imaginam.

Discreto, ele participa das maiores decisões no futebol do clube.

Sua palavra não é questionada nem pelos atletas e muito menos pelos dirigentes.

Como líder do time santista, era ele quem apoiava e sustentava Marcelo Martelotte como interino.

E até já defendeu a sua efetivação.

Mas vieram as partidas e o jogador percebeu que o time não reagia.

Era fácil alvo de equipes com menor potencial técnico.

Martelotte conseguia enxergar os erros, principalmente de marcação.

Na hora de mostrar, pedir, exigir dos atletas uma mudança de comportamento durante o jogo, não havia resposta.

Vivido, Elano percebeu que o elenco precisa de uma pessoa que imponha muito mais respeito.

Com currículo que lhe dê respaldo para gritar e ser ouvido.

Não ter suas ordens questionadas.

Mesmo que no subconsciente.

Com o risco de jogar a Libertadores fora ainda na primeira fase.

E foi por isso que virou o principal cabo eleitoral de Muricy Ramalho.

Mesmo sem nunca ter trabalhado com ele.

Elano percebeu a reação de Neymar, Ganso, Arouca e os demais atletas quando souberam que Muricy pode assumir o Santos.

E tratou de levar essa posição ao presidente Luís Álvaro.

O dirigente que já estava disposto, ficou convencido.

E depois de tentar barganhar, acabou aceitando pagar os R$ 700 mil que o representante Márcio Rivellino está pedindo.

Luís Álvaro conversou com Martelotte e foi direto dizendo que não o efetivaria, mas não abriria mão dele.

O quer como auxiliar de Muricy, ao lado de Tata, que trabalha com o treinador.

O dirigente quer o encontro se possível ainda hoje.

Muricy já foi convencido por Rivellino que não há cabimento na quarentena sem trabalhar que o técnico desejava.

A contratação caminha firme para ser efetivada.

Com a bênção de Elano, o grande cabo eleitoral de Muricy...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Fluminense. O desespero e o improviso para contratar um técnico para quarta-feira. No jogo de sobrevivência ou morte na Libertadores…

divulgacao838 Fluminense. O desespero e o improviso para contratar um técnico para quarta feira. No jogo de sobrevivência ou morte na Libertadores...
Dorival Júnior, Luiz Felipe Scolari, Cuca, Levir Culpi disseram 'não'.

Abel Braga não quer se comprometer agora e quer responder no final do mês se assume o time em maio.

Há quem defenda tentar tirar de qualquer maneira Joel Santana do Botafogo.

Uma tristeza o que a diretoria está fazendo com o Fluminense.

O campeão brasileiro não tem treinador depois da estranha renúncia de Muricy Ramalho.

O time caiu nos braços de Ronaldo Torres.

Preparador físico...

Foi muito triste a derrota para o Boavista no sábado...

Só o dinheiro da Unimed não está sendo suficiente para resolver tanta bagunça.

Mostra que a nova diretoria do clube não tinha idéia do que aconteceria quando pressionou Muricy por resultados.

Com a sua demissão, o barco virou de uma maneira constrangedora.

A hora é de olhar na parte de baixo da lista de técnicos.

As prioridades já foram.

Então, é ver quem sobrou.

Os mais fáceis, que estão 'na mão'...

Caio Júnior, Adilson Batista...

A idéia de uma simbiose cresce...

Contratar Alfredo Sampaio como 'tampão' até que, em maio, assuma Abel Braga...

Se ele e Deus quiserem...

Houve uma cruel inversão nas expectativas...

O presidente Peter Siemsen que tanto pressionou Muricy Ramalho agora é pressionado...

Conselheiros querem uma resposta imediata.

Um técnico de grande gabarito ainda hoje.

Porque o time jogará quarta-feira pela Libertadores.

Se não vencer o América do México no Engenhão se despede da competição ainda na primeira fase.

Um vexame sem cabimento...

As reuniões se sucedem nas Laranjeiras.

Depois do não de Levir Culpi, empresários do Brasil todo correm atrás de um bom nome.

Para, na base do improviso, assumir o time na quarta-feira...

Fred, único jogador com moral para cobrar publicamente a situação, quer uma solução imediata.

Fala em nome do time.

Todos os atletas estão assustados com a desorganização que domina o campeão brasileiro...

Peter Siemsen disse que iria dar um choque de gestão ao assumir o clube no lugar de Roberto Horcades...

Deu mesmo...

(E o constrangimento ficou pior.

Adilson Batista recusou o convite para treinar o campeão do Brasil.

Depois de ser demitido por Corinthians e Santos, não quis o Flu.

A solução foi Gilson Kleina, técnico da Ponte Preta...

O toque absurdo.

Ele pode ficar como tampão de Abel Braga até maio.

Pode.

Não há certeza alguma...

De nada nas Laranjeiras...

É ele, sem dúvida...

O tal choque de gestão...)

(Só que teve mais um capítulo da série "Tá todo mundo louco, oba..."

Apesar de o Fluminense anunciar oficialmente Kleina como seu treinador, tudo mudou...

Quando ele soube que o contrato era apenas de três meses para esperar Abel Braga...

Resolveu não aceitar.

Preferiu a sua querida Ponte Preta...

Choque de gestão...

Lindas palavras....

Mas vou ficar com o refrão...

"Tá todo mundo louco, oba...oba...oba..."

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Página 1 de 41234