Posts com a tag: flamengo

As lágrimas de Guerrero e Vagner Love. Os dois sentem na pele. São os atacantes mais pressionados do futebol brasileiro. Será sempre assim até o final de seus dias no Flamengo e no Corinthians…

1ae20 As lágrimas de Guerrero e Vagner Love. Os dois sentem na pele. São os atacantes mais pressionados do futebol brasileiro. Será sempre assim até o final de seus dias no Flamengo e no Corinthians...
Dois jogadores choraram muito após voltarem a marcar. Um ainda dentro do campo, no Maracanã. E outro nos vestiários do Itaquerão. Ambos tão diferentes mas ligados profundamente pelo destino. Guerrero e Vagner Love.

"Vinha com chances claras de gol, mas infelizmente a bola não entrava. Hoje também tive oportunidades antes de marcar e a bola não queria entrar. A bola quica muito aqui no Maracanã, e não consigo finalizar do jeito que gosto. E não estava conseguindo dormir direito. O motivo? Era o jejum", confirmava Guerrero.

"Tenho minha bagagem e meu currículo, por onde passei fiz gols e ganhei títulos. Quero ganhar aqui também. Sei que muitos zagueiros ainda me respeitam, e vou procurar aumentar ainda mais esse respeito. Não só os zagueiros, mas alguns colegas de vocês (jornalistas) têm de me respeitar. Eu tenho uma história, não caí de paraquedas no futebol. A cada dia vou mostrar mais isso", desabafava Vagner Love.

A ligação entre eles é umbilical. Eles sabem. Guerrero só está no Flamengo por causa de Vagner Love. E Vagner Love só está no Corinthians porque Guerrero estava no Parque São Jorge.

Por trás dessa estranha relação está o ex-presidente Mario Gobbi. Cansado da longa e difícil negociação para o peruano continuar no Corinthians, o dirigente começou a ser ríspido com os empresários de Guerrero. A reação? Os agentes disseram que não negociaram mais com ele. Só com o novo presidente, Roberto de Andrade.

Gobbi sabia da terrível situação financeira do Corinthians. Só haveria condições financeiras para um só atacante caro. E inviabilizou a permanência de Guerrero contratando Vagner Love da China. Ofereceu contrato de 19 meses. Com salário de R$ 500 mil. Golpe de mestre para quem não aceita desaforo. E lá se foi Guerrero para a Gávea.

A atitude de Gobbi teve reflexos pesados nos dois jogadores. A sombra do peruano ainda continua forte, incômoda para Vagner Love. O atacante teve de admitir que o seu antecessor está patamares acima dele mesmo.

 As lágrimas de Guerrero e Vagner Love. Os dois sentem na pele. São os atacantes mais pressionados do futebol brasileiro. Será sempre assim até o final de seus dias no Flamengo e no Corinthians...

"Se o Guerrero fosse brasileiro seria titular da Seleção Brasileira. Mostrou isso na Copa América. Mesmo atuando pelo Peru, uma seleção que tem fama de não ter grandes jogadores. Foi terceiro lugar na competição. E acabou como um dos artilheiros. Representaria bem o futebol brasileiro." O jogador fez essa análise de forma exclusiva ao R7.

Love teve de suportar a injusta comparação. Ele tem menos recursos técnicos do que o peruano. E ainda mais estava vindo da China, onde o treinamento é muito menor do que nos grandes centros do mundo. O futebol por lá é primário. Falta intensidade, técnica. E Vagner precisa estar muito bem treinado para render.

Foi o diagnóstico de Tite. Por isso, o jogador ficou afastado do grupo buscando se recondicionar fisicamente. Mesmo assim, quando seu rendimento seguia baixo. Ele havia perdido a confiança, estava tenso, correndo errado. Prejudicando o time.

O jovem Luciano finalmente mostrava estar dominando o ego. Sua passagem no Panamericano do Canadá deu mais confiança. E seria firmado como titular do Corinthians. Love teria de se conformar com a reserva. Até que, contra o Santos, Luciano rompeu os ligamentos cruzados do seu joelho direito. Ficará entre seis e oito meses sem jogar. A volta será apenas em 2016.

Daí a oportunidade voltar para Love. Mas por um motivo médico. Não técnico. E ele sabia disso. O choro, o pedido de respeito são justos. Se for analisado o passado. O presente do jogador ainda é instável. Não rendeu bom futebol e nem marcou os gols necessários para despertar confiança na torcida ou na imprensa.

4ae15 As lágrimas de Guerrero e Vagner Love. Os dois sentem na pele. São os atacantes mais pressionados do futebol brasileiro. Será sempre assim até o final de seus dias no Flamengo e no Corinthians...

Love continuará muito pressionado, cobrado.

E ele sabe disso.

Paolo Guerrero sabia o que enfrentaria no Rio de Janeiro. A diretoria do Flamengo o quer transformar no maior ídolo do futebol deste país. Só por isso aceitou pagar R$ 12 milhões de luvas e R$ 500 mil mensais. Vale a pena explicar. O jogador aceitou menos do que os R$ 18 milhões de luvas que pedia ao Corinthians. Por um motivo simples, com a chegada de Love, os corintianos não tinham condições de oferecer nem R$ 5 milhões de luvas. E um salário de meio milhão de reais. Gobbi implodiu essa possibilidade.

O presidente Bandeira de Mello fazia, com o peruano, sua grande investida na reeleição. Ele percebeu que sua política de austeridade, para diminuir a espantosa dívida de R$ 850 milhões, garantiria um time fraco, torcida, sócios e conselheiros descontentes. Chance de derrota na eleição do clube no final do ano.

5ae9 As lágrimas de Guerrero e Vagner Love. Os dois sentem na pele. São os atacantes mais pressionados do futebol brasileiro. Será sempre assim até o final de seus dias no Flamengo e no Corinthians...

Daí a aposta em Guerrero. O peruano sentiu a pressão. Sabia que vinha para ser a solução para o clube mais popular do Brasil. A sua apresentação já deixou clara a expectativa da torcida, da imprensa. O peruano nunca falará isso publicamente. Mas ele sabe que o time flamenguista é fraco. O que torna tudo muito mais difícil.

Ele já entra em campo que terá poucas chances de gol, ao contrário que acontecia no Corinthians. Por isso bastaram cinco partidas sem marcar e seu estado emocional ficou abalado. A cobrança veio forte. Principalmente dele mesmo. Por isso o desabafo, as lágrimas ao marcar contra o desarrumado São Paulo de Juan Carlos Osório.

E ambos sabem da importância da quarta-feira. Os dois precisarão ser peças fundamentais nas viradas que Corinthians e Flamengo precisam dar na Copa do Brasil. Os times foram derrotados em clássicos pelos rivais Santos e Vasco. Os clubes que lhes pagam meio milhão de reais a cada trinta dias precisam de seus gols.

Os dois entendem muito bem seus papéis. O que todos esperam da dupla. Até porque, por coincidência, os dois têm 31 anos. Não são mais meninos. Longe disso.

Se fossem, deixariam escapar. A ligação de Guerrero com o Corinthians é para sempre. Foi o artilheiro do Mundial de 2012. Se sentia muito feliz no Parque São Jorge. A ponto de dizer que encerraria sua carreira por lá.

Vagner Love mais ainda. Ele assumidamente ama o Flamengo. Ainda hoje. Um dos maiores presentes seria acabar sua trajetória por lá.

Mas os dois não tiveram como controlar suas carreiras. E estão cada um no clube que o outro desejava estar. Ironia do futebol.

6ae6 As lágrimas de Guerrero e Vagner Love. Os dois sentem na pele. São os atacantes mais pressionados do futebol brasileiro. Será sempre assim até o final de seus dias no Flamengo e no Corinthians...

Só a dupla sabe. O melhor é esquecer o sentimento. E fazer valer o profissionalismo. Por isso, vão dar a alma para que a insônia, a irritação, a boca amarga, a raiva não voltem.

As lágrimas de alívio já estarão secas daqui a dois dias, às 22 horas.

Flamengo e Corinthians precisam de mais uma virada marcante na sua história. Ou não sobreviverão na Copa do Brasil de 2015.

Love e Guerrero disfarçam, mas têm consciência.

A cobrança por gols virá redobrada.

Quem falou que seria fácil?

Os dois são os atacantes mais pressionados do Brasil.

Sentem o peso da camisa 9 do Flamengo e do Corinthians...
1reproducao26 1024x693 As lágrimas de Guerrero e Vagner Love. Os dois sentem na pele. São os atacantes mais pressionados do futebol brasileiro. Será sempre assim até o final de seus dias no Flamengo e no Corinthians...

Guerrero preocupado. O Flamengo tem um time fraco demais. De nada adianta gastar R$ 41 milhões, ter o maior ídolo do país e correr o risco de ser rebaixado. Que marketing é esse?

1reproducao1 Guerrero preocupado. O Flamengo tem um time fraco demais. De nada adianta gastar R$ 41 milhões, ter o maior ídolo do país e correr o risco de ser rebaixado. Que marketing é esse?
Em 1995, há 20 anos, o Flamengo contratava Romário. Brahma, Banco Real, Rede Bandeirantes e Multiplan dividiram cotas para buscar o jogador do Barcelona. Ele havia sido o principal jogador do Brasil na Copa de 1994. "Se fomos campeões, devemos ao Romário", admite Dunga.

Desfilou em carro aberto, foi tratado como um rei. A diretoria da época contratou para ser seu parceiro Edmundo. E avisou aos quatro cantos do país. Em uma rima pobre, bradava. Com Romário, Sávio e Edmundo, o Flamengo teria o 'melhor ataque do mundo'.

Só que se esqueceu que um time não se forma só de ataque. E também não soube conduzir a incrível guerra de egos entre as estrelas da equipe. Além do descontentamento por Romário receber muito mais dinheiro e atenção do que o restante do elenco. Resultado. Um tiro na água. Vexames e dívidas.

O clube carioca só pagou parte do que devia para o atacante, que tirou do Barcelona, em março de 2015. Sim, este ano. Vinte anos depois, ele recebeu R$ 4,2 milhões. E mais, pagará R$ 160 mil de direito de imagem, até dezembro de 2022.

Tudo isso volta à tona porque os grandes pensadores garantem que as 'histórias se repetem'. Ou seja, o ser humano não tem muita imaginação. E por associações costuma seguir o que foi feito de certo ou errado anos, décadas ou até séculos atrás.

2ae7 Guerrero preocupado. O Flamengo tem um time fraco demais. De nada adianta gastar R$ 41 milhões, ter o maior ídolo do país e correr o risco de ser rebaixado. Que marketing é esse? class="alignnone size-full wp-image-50157" />

A diretoria do Flamengo está fazendo um trabalho brilhante. Com empenho desconhecido neste país, está saldando dívidas que deixavam o clube à beira da falência. Irresponsabilidade, incompetência, falta de transparência e corrupção dominaram a Gávea. O clube mais popular do país não tem um estádio e nem mesmo um CT decente. Milhões e milhões de reais, cruzeiros, réis já passaram por lá. E mesmo assim, não se estruturou.

O clube devia mais de R$ 750 milhões. Se seguisse o mesmo ritmo de administrações passadas, quebraria facilmente a barreira do R$ 1 bilhão negativo. Eduardo Bandeira de Mello, administrador e ex-funcionário do BNDES, assumiu a presidência em 2013. Desde então priorizou o pagamento dessa dívida. Foi além.

O Flamengo virou exemplo para todo o país também por reformar os seus estatutos. A diretoria se obriga a publicar balanço trimestral na Internet e seguir regras comuns às empresas de capital aberto. O orçamento terá de ser respeitado de qualquer maneira. Sonegação de tributos e apropriação indébita serão cobrados de maneira exemplar.

Primeiro, com perda imediata de mandato. Depois, inelegibilidade por 15 anos. E depois, processo judicial para que ressarça aos cofres cada centavo desperdiçado, que tenha sumido de maneira mal explicada.

Atitudes louváveis, estimulantes diante de tantas denúncias de corrupção.

Mas só que o Flamengo é futebol na sua essência. Bandeira de Mello quer a reeleição. Sabe que precisa seguir economizando, mas sem resultados dentro das quatro linhas, seu projeito fica inviabilizado. Por um simples motivo. Não consegue apoio para seguir presidente.

3ae6 Guerrero preocupado. O Flamengo tem um time fraco demais. De nada adianta gastar R$ 41 milhões, ter o maior ídolo do país e correr o risco de ser rebaixado. Que marketing é esse?

Daí ele cedeu à pressão de conselheiros e membros de diretoria. E entendeu que nos próximos seis meses, o Flamengo precisa de vitórias. Ganhar jogos, lutar pelo título do Brasileiro. Ter assegurada uma vaga na Libertadores.

Bandeira percebeu que o cenário na Gávea é muito preocupante. Há um elenco fraco. Treinador emergente, inteligente, honesto, mas que ainda não tem maturidade para garantir nem título ou Libertadores. Por isso Cristóvão pode ser demitido a todo o momento.

Mas a notícia mais importante para o futebol desde que assumiu no início de 2013 se concretizará nesta terça-feira, amanhã. O clube fará uma festa imensa. Como já fez um dia para Romário, Ronaldinho Gaúcho, Adriano. O dia amanhã será de Paolo Guerrero.

É a maior 'loucura' de Bandeira de Mello. Ele aceitou o clube se envolver em uma operação de R$ 41 milhões. São R$ 16 milhões em luvas. E mais R$ 650 mil mensais por três anos.

O departamento de marketing da Gávea quer atrair a atenção de todo o país. Começar a trabalhar a ideia de transformá-lo no grande ídolo deste pobre futebol brasileiro. Deseja desesperadamente usar sua boa aparência para buscar empresas que o usem como garoto-propaganda.

Mas e o time? Guerrero é muito próximo de Sheik. Os dois ex-jogadores do Corinthians tem se comunicado, conversado por telefone, trocado mensagens. O artilheiro das duas últimas Copa América pode se preocupar. E muito.

O time das 11 partidas que disputou no Brasileiro venceu três. Empatou uma. E perdeu sete vezes. Tem apenas 10 pontos e está na 15ª colocação.

Sozinho, Guerrero não tem condições de fazer absolutamente nada. Sheik é o melhor dos seus companheiros. Os dirigentes sabem disso. E buscam soluções. De nada adianta ter um artilheiro se a equipe não tem capacidade para jogar em função dele.

4reproducao Guerrero preocupado. O Flamengo tem um time fraco demais. De nada adianta gastar R$ 41 milhões, ter o maior ídolo do país e correr o risco de ser rebaixado. Que marketing é esse?

Em vez de animação, a chegada do peruano está trazendo preocupação. Com derrotas e ameaça de rebaixamento, os projetos de marketing não sobreviverão. Eduardo Bandeira de Mello foi avisado. O clube precisa investir. Buscar pelo menos mais três ou quatro jogadores de qualidade. Isso significa gasto, mas não há outro jeito.

Guerrero, por seu lado, também não quer passar pelo sufoco de seus últimos meses no Corinthians. O jogador percebeu na pele o que a falta de pagamento sabota uma boa equipe. Vivido, sabe também que de nada adiante receber no prazo certo e ter um time fraco, ruim. Não há como não ficar preocupado.

O dinheiro que queria e não teve do Corinthians, pelo menos o peruano recebeu.

Ele chegará à Gávea amanhã de manhã. E dará sua coletiva às 13h30. Cristóvão, desesperado, já o quer contra o Internacional, em Porto Alegre, na quarta-feira.

No domingo, ele não jogará. A diretoria do Corinthians implorou para a direção flamenguista manter um 'acordo de cavalheiros' e não colocar Guerrero no Maracanã. domingo. E houvesse protesto, depredação e até invasão de campo. Como os dirigentes corintianos até facilitaram os encontros com Guerrero e a cúpula flamenguista, e ele não estará em campo.

 Guerrero preocupado. O Flamengo tem um time fraco demais. De nada adianta gastar R$ 41 milhões, ter o maior ídolo do país e correr o risco de ser rebaixado. Que marketing é esse?

Mas Guerrero não tem motivos paras sorrir. Essa demonstração de medo dos corintianos lhe deixou orgulhoso. Mas o fraco time que jogará, não. Aconselhado por Sheik, ele tem conversado com os dirigentes. E lembrou ter tido a promessa que o Flamengo teria uma equipe forte. Isso pesou na hora de acertar seu contrato de três anos.

Essa é a situação. Bandeira de Mello está reconstruindo o Flamengo. Mas para sua reeleição precisava do time forte. E de um grande ídolo. Se possível, o maior do futebol brasileiro. Investiu R$ 41 milhões com Guerrero. Mas é bom avisar o presidente.

Um ídolo midiático é importante. Mas não faz milagres. Muitas vezes nem um ataque inteiro. Qualquer dúvida, ele que compre uma passagem e vá até Brasília.

Ingresse no Senado e procure por um tal Romário...

(A diretoria do Flamengo teve bom senso. Sabendo que os torcedores iriam protestar pelo fraco time, tomou uma decisão. Não haverá festa amanhã na chegada de Guerrero. Triste, mas necessário...)
2reproducao3 Guerrero preocupado. O Flamengo tem um time fraco demais. De nada adianta gastar R$ 41 milhões, ter o maior ídolo do país e correr o risco de ser rebaixado. Que marketing é esse?

Os loucos anos de Emerson/Márcio no Parque São Jorge. Valeu a pena o Corinthians ter contratado esse alucinado ser humano. Agora, tem o direito de beijar a camisa que ama: a do Flamengo…

1ae10 Os loucos anos de Emerson/Márcio no Parque São Jorge. Valeu a pena o Corinthians ter contratado esse alucinado ser humano. Agora, tem o direito de beijar a camisa que ama: a do Flamengo...
Emerson Sheik é um personagem criado por Márcio Passos de Albuquerque. Mudou o nome e diminui três anos dos 17 que tinha, fez nova e falsa certidão de identidade. Fez teste e foi aprovado no São Paulo e passou a atuar entre os garotos de 14 anos. Como gato, fez seis jogos pela Seleção Brasileira sub-20. Um pequeno escândalo que todos fazem questão de esquecer.

Seu dom de jogar futebol abriu todos os caminhos. Não quis assumir seu nome verdadeiro, mesmo depois de flagrado pela Polícia Federal, embarcando para o Catar. Foram dez anos se acostumando a ser chamado de Emerson.

Depois do caso Sandro Hiroshi, outro atleta a diminuir sua idade, a diretoria do São Paulo investigou melhor Emerson. E, imediatamente, ele foi despachado para o futebol japonês, onde ficou cinco anos. Depois passou quatro no Catar, onde se naturalizou catariano e disputou as Eliminatórias para o Mundial da África do Sul.

Fez três jogos pelo Rennes da França, passou pelo Flamengo, Emirados Árabes, Fluminense e desembarcou para quatro longos anos de Corinthians, que acabam de terminar. Ele acertou seu retorno para o clube do coração. Pôde se dar a este privilégio. Aos 36 anos, milionário, com a vida resolvida, ainda dá tempo para seu último sonho: se transformar em ídolo de verdade na Gávea, com a camisa rubro-negra que adora, de verdade. O carinho não é falsificado.

Tite sabe o quanto esse homem irreverente foi importante na inédita conquista da Libertadores pelo Corinthians. "Ele fez o diabo em campo. Ironizou, provocou, xingou, mordeu e principalmente jogou muito futebol. O Emerson tem lugar eterno nesta conquista que parecia impossível. O grupo todo foi fantástico. Mas ele foi especial", admite o técnico, com muita saudade daquele 2012 que parece mais distante.

3reproducao6 Os loucos anos de Emerson/Márcio no Parque São Jorge. Valeu a pena o Corinthians ter contratado esse alucinado ser humano. Agora, tem o direito de beijar a camisa que ama: a do Flamengo...

A relação entre Sheik e Corinthians foi inconstante como sua vida amorosa. Cheias de alegrias inesperadas, comemorações, frustrações. Preparadores físicos e fisioterapeutas confidenciam que se ele tivesse um pouco mais de dedicação poderia ter ido muito mais além. Só que ele nunca abriu mão de fazer o que tinha vontade.

2ae4 Os loucos anos de Emerson/Márcio no Parque São Jorge. Valeu a pena o Corinthians ter contratado esse alucinado ser humano. Agora, tem o direito de beijar a camisa que ama: a do Flamengo...

Como morar no luxuoso condomínio de Alphaville, em Barueri, e treinar no CT Ecológico, cerca de 40 quilômetros de distância. Separado, festas e baladas sempre foram constantes na sua vida. Dormir pouco também. Os atrasos aos treinamentos também. Ele ria quando chegou a alugar helicóptero para chegar no horário.

Os dirigentes corintianos nunca foram próximos de Sheik. Principalmente Andrés Sanchez. Se dependesse dele, sairia logo após a conquista da Libertadores, quando estava em alta. E houve a possibilidade de voltar ao futebol árabe. Mas Emerson/Márcio não quis. Disputou o Mundial, foi campeão. Ainda renovou seu contrato por dois anos em 2013, graças à pressão de Tite.

Essa ligação fraterna teve consequências. Fez Sheik dar um beijo na boca de um dono de restaurante. Foi substituído no Brasileiro de 2013, contra o Coritiba. Irritado, não cumprimentou Tite, apesar de o técnico ter sido responsável por sua renovação. Para tentar desviar o foco, foi até o restaurante Paris 6, chamou o amigo Isaac Azar. E decidiram se beijar e colocar na rede social a foto. Seria uma manifestação contra a homofobia. Na verdade, uma maneira de todos se esquecerem do desrespeito a Tite.

3reproducao5 Os loucos anos de Emerson/Márcio no Parque São Jorge. Valeu a pena o Corinthians ter contratado esse alucinado ser humano. Agora, tem o direito de beijar a camisa que ama: a do Flamengo...

A malandragem de Sheik foi excessiva. Só conseguiu despertar o ódio das organizadas e dos dirigentes do Corinthians. O ex-presidente e delegado Mario Gobbi permitiu que os chefes das principais torcidas se trancassem com o jogador. E o fizeram jurar que não era homossexual. E ainda avisaram que divulgaria uma frase atribuída a ele. "Não sou gay porque não sou são-paulino." Se pronunciou de verdade essas palavras, ninguém saberá. Se assumiu a frase para não tomar alguns bofetões, também não.

Pior do que os chefes das organizadas corintianas, só seu relacionamento com Mano Menezes. Os dois se detestavam. Sheik considerava Mano desrespeitoso, arrogante sem consideração pelo time campeão da Libertadores, Mundial. Acreditava que ele tinha prazer em destruí-lo por uma pitada de inveja. Depois de uma discussão ríspida entre os dois, Mano disse a Gobbi que não trabalharia com ele. E Emerson/Márcio foi emprestado ao Botafogo.

O atacante chegou a um clube corroído pelas dívidas. Mas, esperto que é, fez questão de fazer um acordo. O Corinthians seguiria responsável por seus salários de R$ 520 mil. Em General Severiano virou o jogador mais querido. Vendo a necessidade, principalmente dos mais jovens, emprestou, deu dinheiro para aluguel, escola de filhos, remédios, comida de vários companheiros.

Expulso contra o Bahia, no Maracanã, fez questão de antecipar o que aconteceria com José Maria Marin. Andou até a câmera mais próxima e, em close, falou o que muita gente sempre pensou. "CBF, você é uma vergonha!"

Revoltado com a incompetência dos dirigentes, incapazes de pagar os salários em dia, comprou briga com a diretoria botafoguense. Acabou afastado do clube em outubro. Teve férias de quase 90 dias. Com seu salário religiosamente pago pelo Corinthians. Sem ter o que fazer, namorava atrizes e sub-celebridades. E se deixava fotografar e filmar no luxuoso apartamento a beira mar que tem na milionária Barra da Tijuca.

Seu retorno ao Corinthians não foi o que Tite esperava. Sheik voltou irritadiço, tenso. Os atrasos de salários e direitos de imagem mexeram demais com seu comportamento. Ele não esperava que isso acontecesse no Parque São Jorge. Em plena primeira Libertadores no Itaquerão. Foi quando falou a seu agente Reinaldo Pitta. Tinha certeza que seu contrato não seria renovado.

Daí veio à tona sua paixão verdadeira pelo Flamengo. Emerson/Marcio saiu do Fluminense porque, brigado com a diretoria, cantou o funk Bonde do Mengão em pleno ônibus tricolor. Fez de propósito. E quando o troféu da Libertadores veio cair na sua mão, depois da conquista contra o Boca, ele sabia muito bem onde colocava a boca. Irônico para os fotógrafos, beijou o espaço reservado para o clube da Gávea.

1reproducao10 Os loucos anos de Emerson/Márcio no Parque São Jorge. Valeu a pena o Corinthians ter contratado esse alucinado ser humano. Agora, tem o direito de beijar a camisa que ama: a do Flamengo...

Havia prometido que um dia voltaria para o Flamengo. Esse dia voltou. Vai receber R$ 270 mil a menos. Seu salário será de R$ 250 mil a cada 30 dias. Ao lado de Guerrero e Alan Patrick reforçarão a equipe que sonha com uma vaga na Libertadores. O lateral Ayrton do Palmeiras poderá também ir para a Gávea.

Ele jogou no Flamengo em 2009. Fez ótima dupla com Adriano. Mas teve de sair, negociado como Al-Ain dos Emirados Árabes. Agora, não. Aos 36 anos, escolheu onde deverá terminar a carreira. Seu contrato vai até o final do ano, com o clube da Gávea tendo a prioridade para 2016. Ela será exercida se vier a Libertadores.

O Vasco acenou com uma proposta para o jogador. Mas a vida permitiu que ele faça suas escolhas. E virou as costas ao maior dinheiro que viria de São Januário.

Da mesma maneira que se esqueceu do nome Márcio e só atende por Emerson, escolheu a camisa rubro-negra. Vai embora de vez do Parque São Jorge. Sabe que deixou para sempre sua marca.

Apesar de todas as confusões valeu muito a pena o Corinthians ter contratado esse polêmico jogador. A Libertadores deixou de ser inédita graças aso seus dribles, arrancadas, mordida, gols.

Foi um privilégio acompanhar esse alucinado Sheik, com o número 11, do Sport Club Corinthians Paulista, nas costas.

Ele conquistou o direito de voltar beijar a camisa que realmente ama...
5reproducao Os loucos anos de Emerson/Márcio no Parque São Jorge. Valeu a pena o Corinthians ter contratado esse alucinado ser humano. Agora, tem o direito de beijar a camisa que ama: a do Flamengo...

Toda a falta de consideração de Luxemburgo com Leonardo Moura. O capitão do Flamengo sofre como Edmundo, Romário, Ronaldo, Petkovic, Neto, Marques… Nenhuma novidade…

1ae23 Toda a falta de consideração de Luxemburgo com Leonardo Moura. O capitão do Flamengo sofre como Edmundo, Romário, Ronaldo, Petkovic, Neto, Marques... Nenhuma novidade...
Marcelinho Carioca, Edmundo, Romário, Ronaldo Fenômeno, Neto, Djalminha, Ronaldo goleiro, Felipe, Ronaldinho Gaúcho, Petkovic, Marcelo Moreno, Marques e vários jogadores importantes do futebol brasileiro sabem. Vanderlei Luxemburgo não gosta de ninguém despertando a atenção do que ele. Nos clubes em que trabalha, sua palavra é absoluta.

Ele faz parte de uma ultrapassada escola de técnicos que usam a idolatria de um jogador a seu favor. Muito além da neurolinguística, da psicologia autodidata, Luxemburgo repetiu à exaustão o mesmo truque. Ao assumir uma nova equipe, coloca na alça de mira o ídolo ou o atleta que tem maior espaço na imprensa. Apelo junto aos torcedores.

Luxemburgo trata de enquadrá-lo publicamente. É uma demonstração de força, prestígio e um aviso ao grupo de atletas de quem é que manda. Se for um ídolo do time com sua aposentadoria encaminhada, ou que não viva mais a melhor fase da carreira, não há pena, não há consideração.

"Foi surpresa muito grande, decepção ainda maior, porque meu projeto como profissional era levar a carreira até o final do ano, mas ele decidiu dessa forma, paciência, a gente ficou frustrado, mas a vida segue. Ele justificou que está trazendo outros jogadores, atacantes, e que não contava comigo. Mas, por tudo que a gente representa para o clube, eu, sinceramente, tinha convicção que a gente iria prorrogar esse vínculo por mais seis meses no máximo. Não foi possível."

A lamentação é de Marques, ídolo no Atlético Mineiro. Em maio de 2010, foi avisado pelo ex-presidente Alexandre Kalil. Não teria seu sonho de encerrar a carreira com uma grande festa no clube que amava, no final do ano. O treinador o despachou. Três meses depois, era o técnico que seria despachado, após derrota vexatória por 5 a 1 diante do Fluminense.

Os conflitos com jogadores importantes continuaram. No Flamengo os atritos com Ronaldinho Gaúcho foram públicos. O treinador conseguiu um vídeo mostrando o meia levando uma mulher para o quarto, em plena concentração. O vídeo acabou sendo 'vazado' para a imprensa. Assis, irmão e empresário de Ronaldinho, tinha certeza que havia a participação do treinador neste vazamento. Coube a então presidente Patricia Amorim decidir com quem ficar. Optou pelo jogador, Vanderlei acabou demitido.

1flamengo Toda a falta de consideração de Luxemburgo com Leonardo Moura. O capitão do Flamengo sofre como Edmundo, Romário, Ronaldo, Petkovic, Neto, Marques... Nenhuma novidade...

Nem mesmo após a sua saída da Gávea, tudo ficou tranquilo. E o seu nome esquecido. Muito pelo contrário. Setoristas, jornalistas que cobrem o dia a dia do Flamengo, garantem que muitos atletas comemoraram a saída do técnico. E que teria havido até um churrasco festivo. O nome do goleiro Felipe ficou marcado. Ele seria um dos que mais festejaram o adeus ao técnico.

Só que o mundo girou. E, depois de quase um ano desempregado, queimado por péssimos trabalhos, Luxemburgo foi reconduzido justo ao Flamengo. Ronaldinho já havia deixado o clube. Mas Felipe, não. O goleiro tratou de jurar publicamente que não esteve em churrasco algum, que nunca teve nada contra Vanderlei. Mas acabou não só perdendo a condição de titular absoluto, como foi afastado do grupo. Para nunca mais voltar. Era Luxemburgo impondo a sua maneira de trabalhar. Com a filosofia direta. Se o popular goleiro era banido, todos deveriam tomar cuidado.

No reformulado Flamengo, há outro ídolo. Jogador que está há dez anos no clube. Conquistou Brasileiro, duas Copas do Brasil e cinco Campeonatos Cariocas. Foi quatro vezes escolhido como o melhor lateral direito do país. Mais de 500 partidas com a camisa rubro-negra. Capitão da equipe e muito respeitado pela torcida, pela diretoria, pela imprensa: Leonardo Moura.

Aos 36 anos, ele tinha um desejo. Renovar contrato com o Flamengo até o final deste ano. E, provavelmente, encerrar sua carreira. Mas a conselho de Luxemburgo, o clube ofereceu apenas seis meses de contrato. Mais. O jogador recebia R$ 250 mil. Teve uma redução para R$ 150 mil. Sua irmã, Livia, mostrou a revolta da família com a situação.

"Fazer uma proposta de redução de salário e renovação por seis meses para um jogador que foi fiel a uma só camisa por dez anos é no mínimo uma covardia! Se sentindo perplexa."

1efe Toda a falta de consideração de Luxemburgo com Leonardo Moura. O capitão do Flamengo sofre como Edmundo, Romário, Ronaldo, Petkovic, Neto, Marques... Nenhuma novidade...

Ao mesmo tempo, Luxemburgo, com moral por ter evitado o rebaixamento do Flamengo, ganhou status de manager. Teve o direito a ligar para jogadores que estava interessado. Foi assim com Pará, do Grêmio. Lateral esforçado, mas que devota uma adoração ao técnico.

O treinador o escolheu como herdeiro da vaga do veterano Leonardo Moura. E lhe deu a vaga de titular. O antigo capitão flamenguista passou a ser um mero reserva, sem a atenção do técnico, da diretoria, da imprensa. Ele que usufruísse de mais seis meses na Gávea no banco, quietinho.

A falta de consideração por tudo o que Leonardo Moura representou e representa é inaceitável. Quem ficou revoltado com a situação foi Ronaldo. O ex-atacante sabe bem como Luxemburgo trabalha. Após alguns resultados ruins no Real Madrid, o ex-atacante acabou escolhido por ele um dos culpados. Foi para o banco de reservas. Os dois discutiram e nunca mais tiveram a mesma amizade. Ronaldo não se incomodou quando Vanderlei foi mandado embora do clube espanhol. Nunca demonstrou a menor solidariedade.

Ronaldo é um dos donos do Fort Laudardele Strikers, que disputa a liga NASL, nos Estados Unidos. E convidou Leonardo Moura para ir jogar lá. A notícia vazou. O acordo está praticamente selado. Luxemburgo ficou revoltado. Avisou a imprensa que deseja a definição. Se está negociado, quer o jogador imediatamente fora da Gávea. A saída poderia acontecer tranquilamente, com muito mais respeito. Só que não é a caraterística de veteranos ídolos que cruzam com Luxemburgo pela frente.

Leonardo Moura parecia antecipar o que aconteceria na Gávea. E fez questão de postar logo após a renovação de seu contrato, ainda em dezembro. Mandou um recado direto a uma pessoa que batizou como ingrato. Muita gente na Gávea e fora de lá sabe muito bem quem é esse seu 'amigo'.

"O ingrato geralmente chega de mansinho, fazendo papel de boa praça! Vai colhendo os frutos que não plantou e vivendo uma vida melhor que merecia pelo fato de estar se passando por uma pessoa do bem! Coisa que não é! Aproveita, se deleita, chora, jura fidelidade, e continua comendo do que não plantou e nadando de braçadas no Rio do Amor! Recebe, recebe, recebe, e só recebe até que um resolve dar! Dar um tapa na cara de quem o amou, expor quem o protegeu, e dar uma de suas caras mais feitas! Ele finalmente mostrou quem ele realmente é! A vida do alvo fica marcada, sofrida, desacreditada do próximo! E a do ingrato? Segue, esperando uma outra oportunidade pra colher, nadar, curtir, absorver pra depois pisar! Disfarçado de amor, disfarçado até de si mesmo, porque nem ele sabe quem ele é, ele vai seguindo a vida mendingando acolhimento! Mendiga daqui, mendiga dali até o dia que a casa cai! Por cima dele e de quem estiver perto! Apresento meu amigo: o ingrato."

Por coincidência, lógico, Leonardo Moura foi quem fez questão de abraçar Vanderlei Luxemburgo publicamente na sua volta ao Flamengo. O técnico estava ferido por demissões seguidas e meses desempregado. O capitão do time disse em frente ao elenco que contasse com todo o seu apoio. Isso faz sete meses...

A diretoria acaba de confirmar, Leonardo Moura ficará na Gávea só até domingo. O desejo de Luxemburgo foi satisfeito. Mas ele avisa, não é obrigado a escalar o jogador contra o Botafogo. Pode ser que negue até a despedida do ídolo dos torcedores flamenguistas.

Existem situações na vida que não mudarão jamais...

(A pressão foi enorme por parte da diretoria. E Leonardo Moura terá direito a uma partida de despedida. Na próxima quarta-feira, contra o Nacional do Uruguai. Amistoso. Nada mais justo...)
 Toda a falta de consideração de Luxemburgo com Leonardo Moura. O capitão do Flamengo sofre como Edmundo, Romário, Ronaldo, Petkovic, Neto, Marques... Nenhuma novidade...

Ibope, Datafolha e pay-per-view mostram que Flamengo e Corinthians merecem receber a mais. O sonho de redistribuição do dinheiro da Globo está morrendo. Para profunda raiva de Eurico Miranda…

2reproducao1 Ibope, Datafolha e pay per view mostram que Flamengo e Corinthians merecem receber a mais. O sonho de redistribuição do dinheiro da Globo está morrendo. Para profunda raiva de Eurico Miranda...
As diretorias de Flamengo e Corinthians ganharam um enorme presente hoje. Com o vazamento de como será a distribuição das cotas de pay-per-view. Os R$ 300 milhões que a Globo dividirá pelos jogos mostrados em 2014 nos seus canais a cabo.

Os clubes mais populares do país foram os tiveram suas partidas mais assistidas. Os dados se basearam em pesquisas feito pelo Datafolha e Ibope. Foram ouvidas mais de dez mil pessoas. E a opção pelos dois se manteve firme à frente. O Flamengo com 15,2% enquanto o Corinthians ficou com 12,8% das preferências. O time carioca garantiu mais R$ 45,4 milhões nos seus cofres. E o paulista, R$ 38,4 milhões. A divulgação aconteceu no site da também tevê a cabo, ESPN-Brasil.

Mais do que o dinheiro, os dados desarmam a articulação de Eurico Miranda. Ele jurou publicamente ao voltar para a presidência vascaína que alteraria a distribuição das cotas de tevê. Na aberta, que paga muito mais. Acabaria com o privilégio flamenguistas e corintianos. Iria matar a 'espanholização' na raiz. Só que as pesquisas continuam mostrando que os dois clubes são os que despertam o maior interesse dos torcedores. Seus dirigentes já avisaram várias vezes à Globo que exigem continuar ganhando muito a mais.

Flamengo e Corinthians recebem pelo Brasileiro, na aberta, R$ 110 milhões. A partir de janeiro de 2016, receberão R$ 170 milhões cada uma. O São Paulo recebe hoje, R$ 80 milhões. Passará a ganhar R$ 110 milhões. O Vasco de Eurico Miranda e o Palmeiras, embolsam R$ 70 milhões. Passaram a ganhar R$ 100 milhões. O Santos saltará de R$ 60 milhões para R$ 80 milhões.

Atlético, Cruzeiro, Grêmio, Internacional, Fluminense e Botafogo recebem R$ 45 milhões e ganharão R$ 60 milhões. Os demais clubes ganharão entre R$ 27 milhões e R$ 35 milhões.

A diferença para Flamengo e Corinthians ficará gritante. Lembrando que quanto mais dinheiro da tevê, mais jogos mostrados. O que atrai patrocínios maiores. Mais torcedores. Mais sócios-torcedores.

3ae1 Ibope, Datafolha e pay per view mostram que Flamengo e Corinthians merecem receber a mais. O sonho de redistribuição do dinheiro da Globo está morrendo. Para profunda raiva de Eurico Miranda...

O ranking de pay-per-view está baseado nas informações do assinante. Só os dois clubes são responsável por 29% da audiência. São números fortes demais, consolidados.

A briga de Eurico para tentar reverter esse quadro terá de ser política. Sem embasamento numérico. Por uma questão de justiça, os dois clubes mais populares do país precisam sim ganhar mais. A questão é se a diferença financeira é grande demais ou não.

A audiência do pay-per-view de 2014 teve a potência de um soco no queixo de Eurico Miranda, presidente do Vasco, nas diretorias do Grêmio, do Santos, do Palmeiras, do São Paulo. Esses clubes estavam sonhando com uma oportunidade para obrigar a Globo a redistribuir. de maneira mais igual, o dinheiro que investe. Perderam hoje um enorme argumento.

A esmagadora maioria entre dez mil pessoas revelou ao Ibope e ao Datafolha. 29% paga para ver Flamengo e Corinthians em campo. Os 71% restantes se dividem em 16 equipes...
1reproducao3 Ibope, Datafolha e pay per view mostram que Flamengo e Corinthians merecem receber a mais. O sonho de redistribuição do dinheiro da Globo está morrendo. Para profunda raiva de Eurico Miranda...

Edmundo: o melhor investimento de sua vida…Emprestar a Vanderlei Luxemburgo e receber cheques sem fundos. O Flamengo está decepcionado…

divulgacao300 Edmundo: o melhor investimento de sua vida...Emprestar a Vanderlei Luxemburgo e receber cheques sem fundos. O Flamengo está decepcionado...
Todos os ternos italianos de Vanderlei Luxemburgo...

Mesmo os mais feios...

Todos podem ir parar nos armários de Edmundo...

A decisão será publicada hoje no Diário Oficial...

Os ternos seriam uma parte do R$ 1,8 milhão que o treinador deve ao ex-jogador...

A Justiça até autorizou a retirada de bens da casa do técnico...

Tudo porque a alegação da defesa é que não pagar Edmundo..

A história começou em 1999...

Treinador da Seleção Brasileira, o técnico pediu R$ 400 mil ao então jogador...

E ele emprestou...

Situação estranha demais, o treinador da Seleção pedir dinheiro a um atleta...

Jogador que acabou até sendo convocado por ele em 2000...

Tudo ficaria ainda muito pior...

De acordo com o revoltado Edmundo...

"Me pagou com cheques sem fundos...

Fui cobrar e ele me disse para procurar a Justiça.

Foi o que eu fiz..."

Edmundo entrou com um processo em 2006...

Depois de recorrer em todas as instâncias possíveis, Luxemburgo perdeu...

E terá de pagar R$ 1,9 milhão...

Nos cinco anos em que entrou com vários recursos, o treinador só conseguiu aumentar a dívida...

Amigos confessaram que Edmundo passou a segunda-feira radiante...

E mandou por amigos em comum o recado: não vai aceitar acordo nenhum do treinador...

Quer seu dinheiro integralmente...

Ou o que a Justiça recolher na casa de Luxemburgo...

Tudo pode ser recolhido....

Menos bens essenciais para a sobrevivência do técnico...

Como geladeira e fogão...

É um dos maiores vexames de alguém que já comandou a Seleção Brasileira...

Vanderlei Luxemburgo sobreviveu à CPI...

Mas não escapou de Edmundo...

A direção do Flamengo ficou chocada com o caso...

Os inimigos que o treinador já criou na Gávea não param de falar sobre o caso...

Patricia Amorim, constrangida, repete que o problema é dele...

Mas sabe que a imagem do treinador do Flamengo acaba arranhada...

Se Luxemburgo arrumar o R$ 1,9 milhão manterá seus ternos importantes...

Ele precisa ser rápido...

Até porque já faz 12 anos que ele pediu o dinheiro emprestado...

Pagou com cheque sem fundos, de acordo com Edmundo...

De acordo com a Justiça brasileira...

O Flamengo não merecia passar por mais esse vexame...

Vagner Love volta à agência bancária onde apanhou de palmeirenses. Sorrindo, porque está pertinho do clube que ama: o Flamengo…

divulgacao56 Vagner Love volta à agência bancária onde apanhou de palmeirenses. Sorrindo, porque está pertinho do clube que ama: o Flamengo...
Trancinhas azuis, sorridente...

Vagner Love estava ontem na mesma agência bancária de São Paulo onde apanhou...

Três membros de torcida uniformizada Mancha Verde descontaram sua ira no jogador...

Eles não se conformavam com o seu péssimo rendimento...

E com o Palmeiras deixar escapar o Campeonato Brasileiro que estava nas mãos...

Love foi contratado a peso de ouro...

Chegou na reta decisiva da competição...

Pensava muito mais na Seleção Brasileira do que no time...

Jogava para ele...

Não bastasse isso, ainda criou inúmeros problemas por causa do salário...

Diego Souza exigiu um aumento...

Ele demorou e acabou havendo um racha entre os jogadores...

Cleiton Xavier também reclamava do que ganhava...

No meio do tiroteio, Muricy Ramalho...

E o fracasso foi inevitável...

Depois de apanhar dos torcedores, Vagner Love foi para o Flamengo...

Fez uma interessante dupla com Adriano...

No campo e nos bailes funk...

O Império do Amor....

Acabou tendo de voltar ao CSKA...

Sem Seleção Brasileira...

Sem Copa do Mundo...

Love voltou com a Rússia com a promessa que o Flamengo irá tentar comprá-lo...

O clube acabou de receber dinheiro da TV Globo...

Antecipação da verba das transmissões do Campeonato Brasileiro...

Por isso Vagner Love estava sorridente onde apanhou...

Ele viajaria hoje para o Rio de Janeiro...

Vai se reunir com Patricia Amorim...

E espera ouvir que ela vai cumprir a promessa de oferecer R$ 20 milhões ao CSKA...

Love já recebeu alguns recados que a proposta é para valer...

Tem grande chance de ser companheiro de Ronaldinho Gaúcho...

Dentro e fora de campo...

Com a antecipação da abertura da janela, ele tem muita chance de voltar ao clube que ama...

E que fica bem longe da agência bancária onde apanhou...

Willians não se preocupa com a covarde cotovelada em Negueba. Se o Flamengo quiser vendê-lo, não vai chorar…

divulgacao370 Willians não se preocupa com a covarde cotovelada em Negueba. Se o Flamengo quiser vendê lo, não vai chorar...

Já é tradicional em clubes de futebol.

Os jogadores com mais tempo de casa se sentem intocáveis.

Principalmente diante de jovens atrevidos.

O palco principal são os coletivos.

Com os jogadores do elenco se enfrentando em uma partida.

Todos já tomaram seus pontapés, seus petelecos...

Vi Kaká, Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Denílson...

Enfim, isso é tradicional desde que o futebol foi inventado...

Mas há os que exageram...

Em uma disputa de bola violenta, Domingos quebrou a perna do goleiro Rafael no Santos...

Foi um carrinho completamente desnecessário...

O grupo se voltou contra ele e foi obrigado a deixar o clube...

A situação mais recente está acontecendo no Flamengo...

Negueba resolveu dar um chapéu em Willians...

Seu marcador se sentiu humilhado...

E acabou recebendo uma violenta e covarde cotovelada...

Na frente de todos...

Negueba caiu e ficou chorando no campo...

Se contorcendo em dores...

Os jogadores tiveram de ser contidos para não bater em Willians no vestiário...

O agressor acabou afastado e multado...

Ficou fora também da partida contra o Bahia como punição...

Estava tudo resolvido?

Aparentemente...

Mas torcedores organizados do Flamengo prometeram ir até a concentração protestar...

Exigir que Vanderlei Luxemburgo recolocasse no time titular o agressor...

O técnico se recusou e a polícia chegou para proteger a equipe e seu técnico...

O ambiente para Willians está péssimo no Flamengo...

Ele já pediu desculpas a Negueba e obteve o perdão...

Mas os companheiros não assimilaram o que fez...

O desgaste é enorme...

O jogador não se mostra tão preocupado...

Se o Flamengo quiser vendê-lo não se importa...

A direção não sabe o que fazer...

Situação ridícula...

Twitter e boca tiram Alex Silva do São Paulo. Flamengo, Santos e Corinthians fazem leilão pelo zagueiro…

divulgacao3941 Twitter e boca tiram Alex Silva do São Paulo. Flamengo, Santos e Corinthians fazem leilão pelo zagueiro...
Foi a boca e o twitter que acabaram com a carreira de Alex Silva no São Paulo.

A direção do clube não se conformou da maneira com que ele enfrentou Juvenal Juvêncio.

O zagueiro ficou irritado quando o presidente disse que mentira à imprensa...

E que o Sporting de Portugal não tinha interesse no seu futebol.

"Ele inventa coisas", resumiu Juvenal...

O zagueiro ficou revoltado e mandou o presidente 'se informar' antes de falar aos jornalistas...

Depois pediu desculpas, mas o ambiente ficou péssimo para ele.

Para complicar ainda mais a situação, seu futebol decaiu demais nos últimos tempos.

Ainda havia dúvida sobre comprá-lo ou não, quando surgiu a confusão Carpegiani/Rivaldo...

Logo após a eliminação do São Paulo da Copa do Brasil, ninguém queria dar entrevistas...

Nem os dirigentes...

Alex Silva fez questão de falar.

Deixou claro que não precisava de proteção de dirigente algum para dar entrevista...

Enfatizou o fato deles não estarem no CCT...

Esta gota d'água chegou até Juvenal Juvêncio...

E tudo foi decidido...

Não ficar com o jogador...

Ele que se arrume com o Hamburgo...

A ordem do dirigente é que ele não atue mais pelo São Paulo...

É para mostrar que existe sim diretoria no Morumbi.

Alex Silva ficou chocado com a decisão.

Mas prometeu que sua carreira não vai acabar.

Muito pelo contrário.

Ele já recebeu três propostas.

Corinthians, Santos e Flamengo.

O Hamburgo quer vendê-lo.

Quem pagar mais leva...

No São Paulo, nunca mais...

Flamengo de Ronaldinho Gaúcho se rende à realidade. Vai baixar a sua pedida para o patrocínio na camisa. Ninguém quer pagar R$ 40 milhões…

divulgacao9288 Flamengo de Ronaldinho Gaúcho se rende à realidade. Vai baixar a sua pedida para o patrocínio na camisa. Ninguém quer pagar R$ 40 milhões...
Em fevereiro, o Flamengo despachou a Batavo como a principal patrocinadora da sua camisa.

R$ 22 milhões seria dinheiro de pinga para o time mais popular do Brasil.

Ainda mais que havia acabado de contratar Ronaldinho Gaúcho.

R$ 22 milhões por ano seria uma ofensa.

Bastava lembrar que o Corinthians tem o maior patrocínio do País.

E que a Hypermarcas banca R$ 46 milhões pelo privilégio de estar no peito do camisa...

Só que veio fevereiro...

Março...

Abril...

Estamos no dia 17 de maio...

E até agora nenhuma empresa se dispôs a colocar os R$ 40 milhões sonhados na Gávea...

O sonho ficou mais barato, caiu para R$ 35 milhões...

Mas, como?

O time foi campeão carioca...

Inventou o Bonde do Mengão Sem Freio...

Por um simples motivo: Ronaldinho Gaúcho...

Com salários de R$ 1,8 milhão, ele não é nem sombra do que os dirigentes sonhavam...

Em campo não conseguiu se impor nem contra fracos marcadores de times pequenos cariocas...

Nem diante dos jogadores da Copa do Brasil...

O Flamengo caiu diante do Ceará e ele não teve condições técnicas para evitar...

O seu começo no clube carioca não estimula patrocinadores...

Mesmo nestes de estabilidade da moeda...

É muito o que Patricia Amorim pede...

Hoje todas as empresas fazem pesquisa...

O mercado carioca é menor em relação ao paulista...

Mas o que aperta está na questão do carisma...

Ronaldinho Gaúcho não tem o que sobra em Ronaldo...

Tímido, sem vontade de dar entrevista, de se expor, de se vender, o flamenguista não estimula marqueteiros...

Pelo contrário...

Se tornou um grande desafio...

As críticas em relação ao seu futebol...

Às suas incríveis festas que varam a madrugada...

Tudo isso pesa demais...

Só que seria contornável se ele tivesse carisma...

Ronaldo mesmo gordo demais ainda faz a Hypermarcas pedir que esteja incluído no pacote para renovar patrocínio com o Corinthians....

A situação está complicada na Gávea...

O clube resolveu lançar bonequinhos do jogador...

Ver se ganha algum dinheiro com a imagem do atleta...

O que for...

Patrícia já foi aconselhada por gente da Traffic que é melhor reconhecer a realidade...

Baixar a pedida...

Se vierem R$ 30 milhões ou até mesmo R$ 25 milhões vale a pena fechar o acordo...

Os meses vão passando e os interessados não aparecem...

Pelo contrário até...

O time está jogando com o endereço do seu site oficial no peito...

Ninguém assume publicamente, mas na Gávea, já há uma profunda saudade dos R$ 22 milhões da Batavo...

Patricia Amorim está baixando a guarda...

O desgaste com a camisa sem patrocinador já atingiu a política do clube...

Passou a ser cobrada pela oposição e pela situação...

Ela espera que a qualquer momento apareça alguém com os sonhados R$ 40 milhões...

Se tivesse feito uma promessa de não cortar os cabelos até surgir o patrocinador master....

Teria muita chance de seu nome passar a ser Rapunzel...

Página 1 de 1512345...Último