Posts com a tag: Cruzeiro

A tristeza de Fábio. O medo de perder a Copa América pela falha absurda contra o Figueirense…

divulgacao2904 A tristeza de Fábio. O medo de perder a Copa América pela falha absurda contra o Figueirense...
Fábio sonhava com uma convocação para a Seleção Brasileira...

Há pelo menos dois anos, ele é um dos melhores goleiros do País...

Enfrentava rivais poderosos atuando na Europa...

Se não pelo potencial, pelo marketing...

E até por apelo sentimental...

Como foi a convocação de Doni por Dunga...

O levou por ter enfrentado o clube para atender uma convocação...

E perdeu sua posição de titular na Roma...

O treinador se sentiu obrigado a levá-lo...

Fábio continuou trabalhando muito sério...

Foi o melhor goleiro do Brasil em 2010...

Ganhou a disputa pessoal com Victor e Jefferson, preferidos por Mano...

A atrapalhar o goleiro estava o seu passado...

O inacreditável gol em que virou as costas, contra o Atlético Mineiro...

Os treinadores do Brasil inteiro ficaram chocados com sua atitude...

E o ótimo goleiro, que nasceu no Vasco, tem feito tudo para que esqueçam o que fez...

Conseguiu...

A pressão foi tanta da imprensa...

E dele mesmo, graças a grandes defesas, que o chamado de Mano Menezes veio...

Ele o chamou para brigar por uma improvável vaga para a Copa América...

Fábio teria de convencer o técnico da Seleção que merece ficar com uma das três vagas...

Ninguém tira Júlio César da disputa sul-americana...

Também Victor...

A briga é entre ele e Jefferson, para quem merece ser o terceiro goleiro que vai até a Argentina...

O goleiro cruzeirense ficou animado demais...

Esqueceu a timidez e deu algumas entrevistas mostrando sua empolgação...

Mas veio o jogo contra o Figueirense...

E em cruzamento sem maior pretensão na área, ele sai muito mal...

Dá um soco reto, a bola bate na cabeça de Marquinhos Paraná e entra...

Gol do do time catarinense...

Para piorar tudo, o time não consegue reagir e perde o jogo...

O lance cresceu em importância...

Sua visibilidade ficou muito maior...

O goleiro sentiu o golpe...

Por mais que companheiros tentassem o animar, ele está terrivelmente triste...

Foi assim hoje, dia seguinte ao desastre...

Ele sabe como é o mundo do futebol...

Com que moral vai se apresentar para se mostrar melhor do que Jefferson?

A família e amigos têm tentado fazer com que esqueça do lance...

E que acidentes acontecem...

Só que Fábio sente que esse aconteceu na pior hora...

Na errada...

Tem consciência que é a última impressão é a que fica...

Cuca e o departamento de futebol terão de prestar atenção no ótimo goleiro...

Ele está bastante deprimido, tenso, preocupado...

Sabe que errou quando não poderia...

E pode sim pagar por isso...

Sua situação que já era difícil na Seleção ficou pior...

Bem pior...

O medo dos clubes brasileiros em contratar Sheik, aquele que cantou o Bonde do Mengão sem Freio com a camisa do Fluminense…

divulgacao394 O medo dos clubes brasileiros em contratar Sheik, aquele que cantou o Bonde do Mengão sem Freio com a camisa do Fluminense...
O mundo do futebol não perdoa traição.

Não pública.

Emerson está sentindo isso na pele.

Ele quebrou todos os acordos silenciosos que existem em um clube.

O bom atacante que estava no Fluminense não esperava que o feitiço virasse contra ele.

Resolveu forçar a sua saída das Laranjeiras.

E da forma mais tosca possível.

Em plena disputa da Libertadores da América entrou no ônibus do Fluminense cantando Bonde do Mengão sem Freio...

'Hino' que o Flamengo adotou no Campeonato Carioca.

Ele já tinha problemas com Enderson Moreira, com a diretoria, com Fred.

Conseguiu o seu intento.

Rescindiu contrato.

E resolveu deixar claro o que para ele acontecia no Fluminense.

Enderson aceitava interferência de jogadores na escalação.

Ficou implícito que ela viria de Fred.

Souza não era titular do time por ser seu amigo.

E que outros jogadores tinham cantado animados o Bonde do Mengão sem Freio...

Deixou o ambiente péssimo no clube...

Com todos desconfiando de todos...

Não bastasse isso...

Ainda usou o Twitter para ironizar a desclassificação do Fluminense...

Só que sua vingança pessoal se virou contra ele mesmo...

Acabou fechando as portas para clubes importantes do Brasil...

A primeira delas foi a do Santos...

Muricy Ramalho é fã do seu futebol...

Sabe que o jogador está à disposição...

Mas sofreu resistência da diretoria santista...

Exatamente por não confiar no comportamento do atacante...

Também ocorreu o mesmo no Cruzeiro...

Cuca o conhece bem...

E nem teve tempo para indicá-lo quando a diretoria também se manifestou contra o jogador...

O mesmo aconteceu no clube em que sonhava voltar...

Luxemburgo já foi o primeiro a barrar o retorno do jogador...

Pelo mesmo motivo...

Se ele detonou o Fluminense, por que não detonaria o Flamengo?

Renato Gaúcho o indicou ao Grêmio.

Mas também não houve entusiasmo nos dirigentes por sua escolha...

Emerson tinha certeza que arrumaria novo clube no dia seguinte à sua saída do Fluminense...

Mas não foi bem assim...

Os presidentes dos principais clubes brasileiros ficaram chocados com a indolência do atacante...

Há um medo coletivo que ele venha a fazer a mesma coisa na nova equipe que o contratar...

E inúmeros jogadores também reprovaram a sua atitude...

Perderam a confiança nele...

Emerson resolveu se calar, deixar a poeira baixar...

Mas há poeira demais...

Ainda está muito fresco o que ele fez no Fluminense...

O autor do gol que levou o título brasileiro às Laranjeiras em 2010...

Não tinha ideia das consequências...

Não sabia o que estava fazendo com seu próprio futuro...

O Brasileiro de 2011 vai começar e ele está sem clube...

O mundo do futebol não perdoa traição...

( Perdoar, não perdoa...

Mas há a necessidade....

A vergonha...

Depois de ter sido passado para trás pelo Inter em relação a Gilberto...

O Corinthians tenta Emerson...

E dirigentes pede para que, se ele acertar contrato, não cantar música alguma...)

O que Fábio realmente representou para o Cruzeiro na conquista do Campeonato Mineiro…

Fábio é um dos jogadores mais retraídos do futebol brasileiro.

Detesta entrevista.

Só fala com jornalista porque sonha ser goleiro do Brasil na Copa de 2014.

Ele tinha a fama de ser um dos líderes do Cruzeiro.

Os próprios jornalistas mineiros não acreditavam muito.

Mas basta ver as imagens de ontem, antes de o time entrar em campo...

Contra o eterno rival Atlético...

Na final do Campeonato Mineiro...

No acanhado vestiário de Sete Lagoas...

As palavras serão poupadas...

Prevalece a imagem da intimidade do vestiário de Cuca...

E a incrível participação de Fábio...

Veja e ouça o que ele significa na vida do Cruzeiro...

Bastidores (via TV Cruzeiro.) por thevideos no Videolog.tv.

Bastaram cinco dias e os nervos acabaram com o Cruzeiro. Once Caldas e Atlético Mineiro agradecem o descontrole emocional do melhor time do Brasil…

divulgacao88 Bastaram cinco dias e os nervos acabaram com o Cruzeiro. Once Caldas e Atlético Mineiro agradecem o descontrole emocional do melhor time do Brasil...
Bastaram cinco dias...

Meros cinco dias e os nervos desmoronaram o melhor time do País...

Aquele que jogavao futebol mais empolgante...

Veio a derrota inesperada para o Once Caldas em Minas Gerais...

A cotovelada absurda de Cuca em Renteria...

E hoje, o Cruzeiro perdeu de novo...

Logo no primeiro jogo da decisão do Campeonato Mineiro, mostrou outra vez...

A Toca da Raposa precisa de forma urgente de psicólogos...

Os jogadores seguiram pelo caminho de Cuca...

Não conseguem jogar futebol...

Irritados, tensos demais, trocaram a bola por provocações e expulsões infantis...

No equilibrado clássico de hoje, o mais importante era manter a calma...

Não transformar a motivação em dar a volta por cima em raiva...

Foi exatamente o que o time não conseguiu fazer...

Pelo contrário...

Se mostrou uma pilha de nervos...

Com a acomodação da polícia mineira, a partida teve só torcedores do Atlético...

Era claro que o ambiente estaria todo o time de Dorival Júnior...

Até mesmo no placar, onde a diretoria atleticana impediu que fosse colocado o nome Cruzeiro...

Uma bobagem...

Mas que funcionou...

O Cruzeiro de Cuca parecia um time com ódio do mundo...

Esse foi o veneno que atrapalhou o futebol do time mais técnico, mais talentoso...

Inverteu a ordem natura das coisas...

Acabou sendo envolvido para o mais centrado, mais focado, mais profissional...

Dorival entrou para explorar o lado mais fraco do adversário...

Até Tiririca se treinasse um time e enfrentasse o Cruzeiro faria a mesma coisa...

Atacar pelo lado de Pablo...

E pela esquerda do seu ataque que os atleticanos foram assustando, encurralando o time de Cuca...

Logo veio a falta pela esquerda...

Todos esperavam cruzamento de Mancini...

Até quem não poderia: Fábio...

E o chute quase sem ângulo foi direto para as redes...

Gol do Atlético e Mano Menezes ganhou mais um argumento para não convocar o goleiro...

Incrível falta de atenção de Fábio...

Imperdoável em uma decisão...

O Cruzeiro começou a reagir e pagar na mesma moeda.

O caminho era lado direito com o fraco Patric...

Renan já tinha trabalhado muito quando Montillo fez o que deveria fazer...

Mostrou toda a sua técnica, driblou em velocidade três marcadores e...

Deu de bandeja para Wallyson empatar...

O gol deixou a partida indefinida...

Já que no minutos após o 1 a 1 o Cruzeiro mostrou traços de confiança...

E quando parecia que poderia virar o jogo, veio o segundo gol atleticano...

Magno Alves entrou com personalidade com a bola dominada...

E rolou para o jogador que era vaiado pela própria torcida...

Foi justo Patric quem chutou cruzado e fez 2 a 1 aos 36 minutos...

A partir daí, voltou toda a falta de concentração e nervosismo cruzeirenses...

O Atlético Mineiro poderia ter marcado mais gols, só que desperdiçou...

No segundo tempo, Cuca tratou de deixar Pablo amarrado no vestiário...

E comprou a briga...

Mandou seu time atacar...

Dorival queria os contragolpes e apertar na marcação...

A cada falta mais dura, os cruzeirenses se revoltavam...

Pareciam lutadores de MMA antes de entrar no octógono...

Eram reflexos de quem?

Mal entrou em campo, Fabrício começou a discutir, provocar...

Fez tudo menos jogar...

O Atlético tratava de segurar o excelente resultado...

E tudo que estava ruim para o Cruzeiro ficou pior...

Faltou oxigênio no cérebro de Montillo e fez uma falta violenta, desnecessária em Giovanni.

Foi bem expulso por Paulo César de Oliveira, sim...ele mesmo...

Ou seja: o Cruzeiro perdeu seu principal jogador expulso na prorrogação...

Não o terá em campo no próximo domingo...

Resumo da ópera...

Desclassificação da Libertadores na quarta-feira, com Roger expulso no primeiro tempo...

Com Cuca dando cotovelada em jogador colombiano...

Derrota no domingo, na primeira partida do final do Mineiro...

Com Montillo expulso...

Algo muito grave está acontecendo na Toca da Raposa...

Só não enxerga quem não quer...

Ou ainda não tomou calmante...

O Cruzeiro trocou seu toque de bola refinado por pontapés, provocações, cotoveladas...

Melhor para o Once Caldas...

E para o Atlético que cumpriu muito bem o seu papel...

Colocou a bola no chão e tratou de jogar...

E seu jovem time se impôs contra o rival...

Por isso reverteu a vantagem para a decisão do Mineiro...

Atlético Mineiro e Cruzeiro. A decisão mais tensa em todo o Brasil. Quem perder sofrerá sérias consequências…

divulgacao2907 Atlético Mineiro e Cruzeiro. A decisão mais tensa em todo o Brasil. Quem perder sofrerá sérias consequências...
Dorival Júnior não vai admitir nem amarrado o quanto ficou satisfeito com a desclassificação do Cruzeiro.

Com a cotovelada de Cuca em Renteria.

Com o fim da Libertadores para o rival.

Não vai porque não ficou.

Ele sabe que a decisão do Campeonato Mineiro se tornou muito mais difícil.

Se o Cruzeiro seguisse o seu caminho normal agora estaria preocupadíssimo com o Santos.

E com a sensação silenciosa que o torneio estadual não vale nada.

O que importaria seria as quartas-de-final da Libertadores.

Mas a falta de controle dos nervos acabou matando o sonho maior de 2011.

Zezé Perrela garantiu a permanência de Cuca.

Independente do vexame internacional que ele deu como treinador e como homem.

Renteria não esperava a cotovelada do técnico.

O presidente do Cruzeiro havia garantido no ano passado que Adilson Batista continuaria no clube.

Mesmo depois dos fracassos no Mineiro e na Libertadores.

O técnico acabou saindo.

Para o mundo exterior ficou a versão que pediu demissão.

Para quem vive na Toca da Raposa não foi bem assim...

Por isso Cuca se apega nesta decisão como se valesse a sua vida no Cruzeiro.

E vale.

A equipe azul tem jogadores caros, mais rodados.

E sabem que alguns deles, com a derrota na Libertadores, deverão ser vendidos em junho.

Para conseguir limpar a desgastada imagem, a vitória no estadual virou fundamental.

É até uma questão de mercado.

Por isso a pressão para a decisão aumentou demais na Toca da Raposa.

Dorival Junior sabe disso.

Tem a convicção de que o jogo ficou mais difícil.

E alertou a todos.

A decisão poderá ser a mais emocionante entre todos os estaduais brasileiros.

Os jogadores do time branco e preto precisam de autoafirmação, a maioria quer ganhar espaço na carreira.

Mas há veteranos como Mancini e Magno Alves.

Para o Atlético, a conquista do Mineiro serviria para aliviar a depressão da eliminação da Copa do Brasil.

Para o Cruzeiro uma resposta para a queda absurda da Libertadores.

Outra vez com a prova da incompetência da polícia mineira, uma torcida só em Sete Lagoas.

Hoje só os atleticanos.

Os cruzeirenses ficam com o jogo final.

A tristeza por eliminações para Grêmio Prudente e Once Caldas marca a decisão.

O time que insistir em perder sofrerá as consequências imediatas.

O planejamento de um ano inteiro pode ser interrompido.

Com trocas inesperadas de jogadores ou até de técnicos.

Se Cuca está ameaçado pela direção cruzeirense...

Dorival Júnior passa a ser objeto de desejo de conselheiros importantes no Palmeiras e no Grêmio...

A decisão entre Atlético Mineiro e Cruzeiro será cruel para quem for derrotado...

Primeira decisão depois da queda na Libertadores. Rafael Sóbis não fica no Inter. Foi oferecido a Corinthians, Santos, Flamengo, Cruzeiro…

twitter.rafaelsobis Primeira decisão depois da queda na Libertadores. Rafael Sóbis não fica no Inter. Foi oferecido a Corinthians, Santos, Flamengo, Cruzeiro...
Há uma primeira consequência na eliminação precoce do Internacional da Libertadores.

Rafael Sóbis está no mercado.

Seu empréstimo do Al Jazeera não será renovado.

A diretoria gaúcha já decidiu que não irá comprá-lo.

Ele voltou ao Inter cercado de expectativa.

Foi durante a Copa do Mundo de 2010.

Quando trabalhando politicamente e com o apoio da CBF, o clube conseguiu inscrevê-lo na Libertadores.

Foi como se ele tivesse sido contratado especificamente para os jogos contra o São Paulo nas semifinais.

Teve a sua participação na eliminação do time de Ricardo Gomes.

E na conquista da Libertadores.

Mas depois foi caindo.

Não foi nem sombra do atacante que havia sido vendido por oito milhões de euros para o Bétis.

Foram cerca de R$ 19 milhões para os cofres do Inter...

Mesmo com todo o carisma e proteção da diretoria, esteve abaixo dos jovens Giuliano, Oscar, Leandro Damião...

Mesmo com a venda de Giuliano, Sóbis não reagiu...

Continuou sendo um reserva de luxo durante 2011...

Seus nervos estão à flor da pele...

A discussão com D'Alessandro em pleno gramado ontem contra o Peñarol foi só a ponta do iceberg...

Ele não se conforma com o fraco rendimento...

E percebe a falta de confiança dos dirigentes, da torcida, dos companheiros...

Sabe que não continuará depois de 2011 quando acaba o seu empréstimo...

Empresários o oferecem para vários clubes brasileiros...

Santos, Flamengo, Cruzeiro, Corinthians...

Inclusive, Andres Sanches nunca negou que a saída de Rafael Sóbis foi muito estranha do Parque São Jorge...

Ainda como junior ele deixou o clube e rumou para o Beira-Rio...

Não há a definição para onde ele vai...

Existe apenas a certeza: o Internacional não vai investir em Rafael Sóbis...

A diretoria ficou extremamente decepcionada com seu retorno...

Outros jogadores sairão...

Chegou a hora, Cuca… De mostrar se o seu Cruzeiro merece mesmo tanta confiança… Sem traumas… Sem insegurança… Nem marcha-ré…

divulgacao2999 Chegou a hora, Cuca... De mostrar se o seu Cruzeiro merece mesmo tanta confiança... Sem traumas... Sem insegurança... Nem marcha ré...
A única conquista da carreira de Cuca como treinador foi o Carioca de 2009.

Só.

Desde 1998 ele é técnico.

Já trocou de clubes 22 vezes.

Isso desde 1998.

Com o passar dos tempos, ele ganhou duas famas.

A primeira de fazer grandes trabalhos, mas não vencer.

E a segunda, a de "'chorar" para justificar essas derrotas.

No mês passado fiz uma exclusiva com ele e Cuca mostrou que está mudado.

Mostrou-se muito mais seguro, determinado.

Amadureceu.

Parou de perder tempo com as inúmeras opiniões que as pessoas sempre darão em times grandes...

Não presta mais tanta atenção com o que pensa presidente, diretor, jogador, jornalista...

Foi muito difícil, já desde a época como jogador ele foi uma pessoa de passar horas falando sobre futebol...

E sempre levou demais em consideração as opiniões contrárias...

Demorou para perceber que como treinador há a necessidade de apostar em um caminho e não mudar o rumo...

Não se importar para críticas de jornal...

Nem procurar saber se o reserva do reserva diz que não gosta do seu trabalho...

Não trocar idéias com dirigentes sobre a forma com que sua equipe joga...

Deixou de ser influenciável...

Foi uma enorme mudança na sua personalidade, naturalmente dócil...

Demorou 11 anos, mas percebeu...

O futebol brasileiro de elite exige que o técnico seja quase um ditador...

Talvez ainda resquício do final dos anos de chumbo, onde os militares mandavam...

Muitos não sabiam o que faziam, mas mandavam...

Uma matéria publicada pela revista Placar teve muita influência em Cuca...

Ela o mostrava como um homem fraco, cheio de manias, inseguro e supersticioso...

A ponto de não permitir que o motorista que dirigia o ônibus desse marcha ré.

Cuca acreditava que seu trabalho com o time também andaria para trás se o ônibus desse ré...

É para dar dó do motorista tentando estacionar...

A matéria foi um marco pessoal.

Ele percebeu o quanto estava virando um personagem folclórico.

E mudou.

No Cruzeiro procurou se reinventar.

Aproveitou a proteção oferecida por Zezé Perrela aos técnicos que leva para a Toca.

E resolveu ir muito além do trabalho deixado por Adilson Batista.

A primeira providência foi acabar com as improvisações, que os jogadores tanto detestavam...

E insistiu demais no toque de bola, na ofensividade...

Cuca foi um meia inteligente, de bom potencial...

Soube aproveitar o fato de o Cruzeiro lhe oferecer Montillo, Gilberto e Roger...

Esse diferencial equipe alguma da América do Sul possui...

E se impôs diante do marido de Deborah Secco...

Muitas vezes ele ficou na reserva ou nem isso, quando esteve mais rebelde...

Cuca montou um esquema ofensivo em casa e, no Brasileiro, colocou a equipe nos contragolpes fora de Belo Horizonte...

Chegou a um controverso vice no Campeonato Nacional, com seu time prejudicado em jogos fundamentais pela arbitragem...

Em 2011, o técnico foi além...

Percebeu que o Cruzeiro também poderia atacar muito mais jogando fora...

E se tornou mais ousado do que foi na sua carreira inteira...

Arriscou.

Soltou as rédeas da equipe.

E com requintes de crueldade.

Quebrou o famoso código entre os jogadores.

O de poupar uns aos outros.

Ou seja: se o time está ganhando de 4 a 1, por exemplo, vários times diminuem o ritmo com a vitória garantida...

Cuca tem exigido mais...

E a resposta veio em forma de goleadas, como a de 8 a 1 no América de Teófilo Otoni na semifinal do Mineiro...

A melhor campanha na primeira fase da Libertadores é resultado da sua confiança, da sua libertação...

Ele me disse que tudo isso pode ser esquecido a partir de hoje...

"É bonito, as pessoas estão aplaudindo a nossa campanha, os gols, as vitórias.

Mas depois começa a fase do mata-mata na Libertadores.

Tomamos 1 a 0 fora de casa e não conseguimos vencer em Belo Horizonte e tudo acabou.

Eu sei como as coisas funcionam.

Não me iludo.

Por isso, o Cruzeiro não vai mudar o que fez até hoje.

Vai jogar para se impor contra quem for, sem ilusão.

Mas principalmente, sem medo."

E ainda mais hoje...

Manizalles e o Once Caldas têm um sabor diferente para Cuca.

Há sete anos, lá mesmo deixou de ir para a final da Libertadores.

Perdeu com o São Paulo.

Depois do 0 a 0 no Morumbi, o jogo estava empatado em 1 a 1 até perto do final...

Quando os colombianos fizeram o gol decisivo...

Chegou a hora de dar um fim em mais esse trauma...

O Once Caldas é um time muito piorado em relação ao que venceu a Libertadores em 2004...

Basta ter confiança.

O exilado Brandão substitui bem Thiago Ribeiro...

O resto da equipe é a mesma que está impressionando a todos em 2011...

Não há porque tremer...

O Cruzeiro dos 60 gols pode...

O Cuca reinventado, também...

É para assistir de camarote...

Sem direito a marcha ré...

Zezé Perrela empolgado no Cruzeiro. Vai abrir os cofres pela Libertadores. E ainda mais se vier o Mundial de Clubes. Com direito a grandes reforços…

divulgacao272 Zezé Perrela empolgado no Cruzeiro. Vai abrir os cofres pela Libertadores. E ainda mais se vier o Mundial de Clubes. Com direito a grandes reforços...
O senador suplente Zezé Perrela está radiante.

Depois dos 3 a 0 de ontem, contra o Estudiantes, em plena Argentina...

Sem Montillo, o melhor jogador do Brasil...

Quebrando uma invencibilidade do rival em casa de 27 anos na Libertadores...

Melhor campanha entre todos os times da Libertadores...

20 gols marcados e apenas um sofrido...

Saldo de 19 gols...

São cinco vitórias e um empate...

Perrela tomou uma decisão...

Além de distribuir beijos em Cuca, ele garante que irá contra os seus princípios...

Não irá vender jogadores se o time vencer a desejada competição sul-americana...

Pelo contrário, irá atrás de reforços de alto nível para a eventual disputa do Mundial de Clubes...

As premiações dos jogadores para as próximas fases da Libertadores também serão aumentadas...

E a Arena do Jacaré continuará como alcapão da equipe mineira enquanto a direção conseguir...

As sondagens da Espanha por Montillo serão desprezadas...

Zezé está de queixo caído com o rendimento do time sob o comando de Cuca...

O vice do Brasileiro de 2010 já foi um ótimo sinal.

Mas acreditava que o treinador havia sido até humilde demais na reestruturação do time para 2011...

Manteve a base e liberou jogadores que pareciam importantes como Jonathan, Welligton Paulista, Cláudio Caçapa, Bernardo...

Poucas vezes quem vive o Cruzeiro viu Perrela tão entusiasmado.

A ponto até de deixar Cuca à vontade em relação ao pouco concorrido Campeonato Mineiro...

Só que o treinador é esperto.

Adilson Batista caiu nesta conversa, nesta empolgação da diretoria em 2010 e deu o título ao Atlético de Luxemburgo...

Com a eliminação da Libertadores e a festa no quintal do vizinho com o título estadual, sem moral, Adilson foi demitido...

Cuca quer porque quer garantir o Campeonato Mineiro...

E segurar a empolgação de Perrela.

Não deseja ver o time perdendo o foco pela reação de torcedor do se presidente...

O Cruzeiro é mesmo uma equipe empolgante e com muita personalidade...

Mesmo com o Estudiantes poupando jogadores, não deu chance aos argentinos...

Venceu com uma autoridade impressionante...

Como primeiro colocado na classificação geral da Libertadores, terá o privilégio de decidir em casa as próximas fases...

Terá pela frente no seu primeiro mata-mata, o pior segundo colocado geral...

Nada mal...

Se tem uma equipe que merece respeito e confiança entre as brasileiras que disputam a Libertadores é o Cruzeiro...

Com todo o mérito...

Sem dever favor a ninguém...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Conheça todos os blogs do R7


Torcida do Cruzeiro. Não envergonhe o Brasil novamente nesta sexta-feira… Acorde Ministério Público…

divulgacaocbv Torcida do Cruzeiro. Não envergonhe o Brasil novamente nesta sexta feira... Acorde Ministério Público...
Quando o Cruzeiro resolveu investir pesado no vôlei, a novidade foi muito bem recebida.

Uma marca fortíssima no futebol, com uma torcida vibrante.

Não poderia dar errado.

E ainda aproveitaria a lacuna da tevê que monopoliza o esporte no Brasil.

Se destacaria diante da proibição da divulgação dos nomes verdadeiros dos clubes bancados por empresas.

Nada de Medley.

Os narradores e repórteres dizem Campinas.

Não é BMG Montes Claros ou BMG São Benardo.

É apenas Montes Claros ou São Bernardo.

Não é Soya Blumenau.

É Blumenau.

Esconder o nome de quem banca a equipe desestimulou inúmeros patrocinadores.

Mas a TV Globo não faz propaganda de graça, alega a emissora.

Esse é um grave problema que a Liga Feminina também enfrenta.

Infelizmente, o privilégio da masculina é com o preconceito.

Se há festa pela torcida cruzeirense ter acabado em 35 minutos com os dois mil ingressos da semifinal contra o Vôlei Futuro, há uma enorme preocupação.

A terceira e decisiva partida acontecerá em Contagem nesta sexta-feira.

A primeira foi marcada por um enorme vexame.

Digno da Alemanha nazista...

Vergonha não só para os cruzeirenses, para os mineiros, para os brasileiros, para os seres humanos...

Michael, excelente jogador do Vôlei Futuro de Araçatuba, assumiu ser gay.

Os torcedores do Cruzeiro se acharam no direito de recriminá-lo.

E mancharam a imagem do clube o xingando durante toda a partida.

Inclusive senhoras e crianças gritavam 'bicha, bicha, bicha' a plenos pulmões.

Não era apenas as torcidas uniformizadas.

Se pudessem, o teriam apedrejado em plena quadra.

O ódio era tanto que constrangeu os próprios jogadores do Cruzeiro.

Eles pediam para os torcedores pararem com o ato estúpido.

Mas não houve jeito.

Todos pareciam enlouquecidos nas arquibancadas.

A vitória do Cruzeiro foi brilhante, mas constrangedora.

A notícia correu o mundo.

Os dirigentes cruzeirenses tiveram uma atitude digna e pediram desculpas publicamente a Michael.

A torcida do Vôlei Futuro deu um show de dignidade no segundo jogo.

Levou faixas, comprou todas as camisetas de Michael.

O líbero Mário Júnior usou uma camisa com as cores do arco-íris protestando no segundo jogo contra o preconceito.

Ninguém ofendeu o time do Sada Cruzeiro.

Foram os torcedores quem ofenderam Michael.

A grande preocupação é que tudo se repita nesta sexta-feira.

A polícia já está avisada e estará infiltrada no meio das torcidas uniformizadas do Cruzeiro.

O Ministério Público de Minas Gerais promete que pessoas poderão ser presas se voltarem a ofender o jogador.

Para os dirigentes, a intolerância do vôlei vem do futebol.

E ela será reprimida.

Michael, porém, já se preparou psicologicamente para o pior.

Disse estar pronto.

Age como se estivesse indo para a guerra.

Sabe que a sua vida como jogador será assim daqui para a frente.

Acabou sua paz.

Lillico, foi o primeiro jogador de vôlei brasileiro a se assumir gay.

Foi perseguido, discriminado pelos próprios companheiros de times.

Sofreu demais.

Teve de jogar no Japão.

Mas logo abandonou a carreira.

Morreu de um AVC aos 30 anos.

Michael garante que vai enfrentar o preconceito.

Não terá vergonha se ser o que é.

Sua sexualidade só importa a ele.

Dentro da quadra é um jogador como qualquer outro.

Sua família e amigos estão apavorados.

Temem por algum gesto radical de algum torcedor.

Uma aula de intolerância.

Sexta-feira, a torcida cruzeirense tem a chance de redenção.

Mostrar que aprendeu a lição...

De corrigir o erro.

Mostrar que para amar o seu clube não precisa humilhar ninguém.

Ser homossexual é uma decisão de Michael.

Ninguém está abrindo bandeira em defesa de nada a não ser o direito da diversidade.

Da pessoa ser o que é.

O preconceito é inadmissível.

Por isso vários homossexuais que estão no esporte não se assumem e levam uma vida plena, verdadeira.

Quem aceitaria feliz que o seu maior ídolo do time que torce é gay?

Que direito alguém tem de julgar a sexualidade, a religião, as crenças alheias?

Torcida cruzeirense...

Não envergonhe de novo o Brasil nesta sexta-feira...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Conheça todos os blogs do R7


Cruzeiro, Corinthians, Santos, Atlético Paranaense. Em menos de um ano, Adilson Batista passeia pelos clubes do Brasil…

divulgacao22 Cruzeiro, Corinthians, Santos, Atlético Paranaense. Em menos de um ano, Adilson Batista passeia pelos clubes do Brasil...
Em junho de 2010, Adilson Batista começou sua peregrinação.

Era técnico do Cruzeiro.

Caiu por ter desprezado o Campeonato Mineiro e pela eliminação da Libertadores.

Foi para o Corinthians.

Dirigiu a equipe por 17 partidas.

Foi demitido por não conseguir se adaptar às mordomias que Ronaldo e Roberto Carlos tinham no clube.

Por não dar uma base à equipe, improvisar jogadores em posições que nunca atuaram...

E, lógico, pela insistência com o zagueiro Thiago Heleno que trouxe do Cruzeiro.

Foi demitido sem dó.

Acabou contratado pelo Santos.

Com direito a festa do presidente Luís Álvaro.

Ele, só ele, acreditava haver fechado com um treinador melhor do que Dorival Júnior.

Adilson durou 12 jogos.

Fez de tudo.

Encheu o ofensivo time santista de volantes.

Fez Neymar atuar na lateral direita.

Improvisos e improvisos que assustaram os dirigentes.

E, principalmente, o grupo de empresários que dá apoio, mas cobra muito Luís Álvaro.

Ao perceber a atuação confusa do comandante do Santos na Libertadores, demissão sumária.

Tentaram Abel Braga, Paulo Autuori, mas sossegaram com Muricy Ramalho.

Enquanto isso, Adilson Batista não foi esquecido.

O Fluminense, campeão brasileiro, ofereceu seu time a ele.

Mas ele não quis se expor.

Acabou aceitando o Atlético Parananense, da sua querida Curitiba.

Geninho tomou um 'passa moleque' da direção do clube a quem deu o único título brasileiro.

Logo depois da vitória no clássico contra o Paraná Clube.

O Coritiba está tão avassalador, que a inconstância do time de Geninho desesperou a direção do clube.

O direito de dispensar o treinador é indiscutível.

E o trabalho não era animador.

Mas não custava avisar antes.

E tudo ficou mais feio quando vazou que auxiliares de Adilson Batista estavam observando os jogos da equipe, com o ingênuo Geninho no banco de reservas.

A mágoa foi tão grade que Geninho jurou que nunca mais trabalhará no Atlético Paranaense.

Nunca mais.

Adilson já assumiu e tratou de afastar cinco jogadores.

Típica atitude combinada com a diretoria.

Porque ele não conhecia intimamente os atletas para afastá-los.

Péssima primeira providência.

Instala o clima de terror e propicia o questionamento sobre quem realmente manda no time.

Se o técnico ou os dirigentes.

Em menos de dez meses, três clubes diferentes.

Três demissões.

Que Adilson Batista reavalie no Atlético Paranaense que treinador realmente é.

O que prometia ser muitos anos de ponta...

Revolucionário...

Pupilo de Luiz Felipe Scolari e Vanderlei Luxemburgo...

Ou o técnico que improvisa...

Desnorteia os próprios jogadores...

Que justifica o apelido de professor Pardal...

Aquele que não consegue bom ambiente com o time...

Odiado pelos torcedores...

E só é amado pelos dirigentes...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Página 1 de 812345...Último