Ser obrigado a fazer o Brasileiro de 2014 com 24 clubes. Esse é o medo da CBF de Marin. O julgamento de hoje no Pleno do STJD não deverá ser o último ato da briga entre Portuguesa e Fluminense. Ela vai parar na Justiça Comum…

1ae29 Ser obrigado a fazer o Brasileiro de 2014 com 24 clubes. Esse é o medo da CBF de Marin. O julgamento de hoje no Pleno do STJD não deverá ser o último ato da briga entre Portuguesa e Fluminense. Ela vai parar na Justiça Comum...
Derrota da Portuguesa no Pleno do STJD.

Mais de mil ações na Justiça Comum, afinadas pelo movimento "Vamos à Luta".

Reversão de quadro e Fluminense rebaixado.

Torcedores cariocas juram que buscarão a Justiça Comum.

CBF tendo de se render e confirmando o Brasileiro de 2014 com 24 clubes.

É com esta vexatória expectativa que amanhece esta sexta-feira.

Dia da '40ª' rodada do triste Campeonato Nacional de 2013.

Ainda não a última...

A partir das 11 horas começará o último ato da ópera-bufa.

No Rio de Janeiro, nove pessoas julgarão o recurso da Portuguesa.

O clube tentará se defender por ter escalado Heverton contra o Grêmio.

Ele teria de cumprir duas partidas de suspensão.

Ficou sem jogar apenas uma.

Por falta de comunicação do advogado Osvaldo Sestário...

Completa desatenção do departamento de futebol...

Incompetência administrativa no Canidé...

Seja qual for a desculpa, a falha foi da Portuguesa.

Não há a menor dúvida disso.

Mas o advogado João Zanforlin já avisou a amigos.

Sua estratégia irá mudar drasticamente.

Revela que apelou para o lado emocional no primeiro julgamento por um motivo.

A falta de tempo na busca de argumentos.

Agora irá insistir que o Estatuto do Torcedor se sobrepõe ao CBJD.

A CBF não publicou imediatamente no BID a suspensão de Heverton.

1gazetapress11 Ser obrigado a fazer o Brasileiro de 2014 com 24 clubes. Esse é o medo da CBF de Marin. O julgamento de hoje no Pleno do STJD não deverá ser o último ato da briga entre Portuguesa e Fluminense. Ela vai parar na Justiça Comum...

Só o fez após a partida contra o Grêmio.

O artigo 35 do Estatuto do Torcedor é claro.

"As decisões proferidas pelos órgãos da Justiça Desportiva devem ser, em qualquer hipótese, motivadas e ter a mesma publicidade que as decisões dos tribunais federais”."

O estatuto ainda exige que seja disponibilizada a punição no site do órgão que promove o torneio.

E a pena começaria a valer a partir da publicação.

O STJD respaldou sua decisão no artigo 133 do CBJD.

"Proclamado o resultado do julgamento, a decisão produzirá efeito imediato, independentemente de publicação ou da presença das partes ou de seus procuradores, desde que regularmente intimados para a sessão de julgamento, salvo hipótese de decisão condenatória."

A alegação de Zanforlin será que o Estatuto do Torcedor é uma lei federal.

E que deve prevalecer.

Mas não é esta a tendência.

Os auditores prometem seguir pelo caminho de que o futebol deve ser julgado pelo CBJD.

Na CBF, Marin e Marco Polo têm a certeza de derrota do recurso.

E a confirmação do rebaixamento da Portuguesa e permanência do Fluminense.

Só que cerca de mil torcedores paulistas já garantiram que entrarão na Justiça Comum.

Tentarão garantir a permanência da Portuguesa na Série A.

Como a justiça é lenta no país, o medo da CBF é que o Brasileiro de 2014 fique impedido de começar.

Travado até a decisão definitiva.

A saída de que nenhum clube seja rebaixado é grande.

E o torneio nacional tenha de acontecer com 24 clubes.

Por falta de datas, essas equipes poderiam ser divididas em dois grupos de 12.

A decisão viria em mata-matas entre os oito primeiros.

Há ainda a chance de que algum juiz determine que Portuguesa e Fluminense ficam na A.

Aí, o torneio teria 22 clubes.

Na verdade, se os torcedores procurarem a Justiça Comum será um caos.

A desmoralização da atual diretoria da CBF.

Seria trágico para a dupla Marin e Marco Polo.

Na teoria, não há saída.

Se o julgamento for favorável à Portuguesa, torcedores do Fluminense juram.

Irão buscar a Justiça Comum para garantir o clube na Série A de 2014.

Os clubes não precisam se desgastar fugindo da esfera esportiva.

Seus torcedores juram que farão esse papel.

O julgamento de hoje está cercado de expectativa.

Mas há quase a certeza absoluta.

Não deverá ser o último capítulo nesta constrangedora novela.

Muito pelo contrário.

Este deve ser escrito pelos torcedores e a Justiça Comum.

Tudo fica ainda mais embaraçoso por 2014 ser ano de Copa do Mundo.

No Brasil.

A resolução do caso tem tudo para ser embaraçoso.

Vergonhoso.

Primeiro por um clube que não consegue se organizar.

Não ser informado que seu atleta não pode entrar em campo.

Mesmo tendo seu advogado no julgamento.

E depois, a CBF.

Incompetente de publicar no seu site os jogadores punidos da rodada.

Assim que acabarem os julgamentos.

Trabalho que um garoto de dez anos pode fazer.

O circo deve começar às 11 horas.

E não tem hora e nem data para acabar.

O perdedor, não há dúvida: o futebol brasileiro...
1fotoarena1 Ser obrigado a fazer o Brasileiro de 2014 com 24 clubes. Esse é o medo da CBF de Marin. O julgamento de hoje no Pleno do STJD não deverá ser o último ato da briga entre Portuguesa e Fluminense. Ela vai parar na Justiça Comum...

59 Comentários

"Ser obrigado a fazer o Brasileiro de 2014 com 24 clubes. Esse é o medo da CBF de Marin. O julgamento de hoje no Pleno do STJD não deverá ser o último ato da briga entre Portuguesa e Fluminense. Ela vai parar na Justiça Comum…"

27 de December de 2013 às 04:05 - Postado por Cosme Rímoli

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Abolio Moira
    - 4 de janeiro de 2014 - 10:42

    Bom Cosme, primeiramente parabéns pelo texto que projeta o futuro desdobramento deste triste episódio do futebol brasileiro! Infelizmente este tipo de atrocidade, como tantas hoje no Brasil, somente deixará de existir com protestos e mais protestos...apoio um movimento de todas as torcidas para vaiarem cada jogo do Fluminense, cada partida, 90 minutos sem parar, as torcidas têm força para isso..quero ver se eles vão aguentar..irão se sentir envergonhados!

    Responder
  • Marcos 2013
    - 27 de dezembro de 2013 - 21:16

    Pois é né Cosme, o ano-véspera da Copa do Mundo está terminando da pior maneira possível, um ano marcado por derramamento de sangue nos estádios brasileiros e por tapetão no campeonato nacional. Quando eu estava pensando que o Brasil começava a evoluir no futebol, aparece um episódio desses... Se for dessa maneira que o campeonato nacional de 2014 será repaginado, o Brasil volta a ser chacota internacional.

    Responder
  • Fabio Finetto
    - 27 de dezembro de 2013 - 18:53

    Compartilho da opinião do lucknopfler. O negócio por aqui é tão bagunçado e suspeito que qualquer decisão dessa corja é motivo de suspeita. Corinthians e Palmeiras caíram no campo e subiram no campo, mas esse time do Rio de Janeiro não pode cair. Não à toa, futebol paulista possui 8 Libertadores, 7 Mundiais e 26 Campeonatos brasileiros.

    Responder
  • Bruno
    - 27 de dezembro de 2013 - 17:03

    A foto desse rapaz torcedor do flu fingindo choro pra zuar a portuguesada é a cara do nosso país, do malandro levando vantagem as custas de outro, e o pior, tudo aprovado pelas nossas OTORIDADES.

    Responder
  • Robert
    - 27 de dezembro de 2013 - 16:05

    Caro Cosme, minha opinião: PRESIDENTE DA PORTUGUESA não quer reconhecer o próprio erro e indiferença. A torcida devia enxergar o verdadeiro culpado. Teve 48 horas para saber o resultado do julgamento. E, na dúvida, não devia ter colocado o jogador condenado atuarheverton entrou aos 35 do 2º tempo… uma coisa eh cristalina: alguém da lu$a levou muito $$$$ sábado após jogo fla deu conta do andré santos e q perderiam 4 pontos. perceberam q caso ocorresse seria rebaixado e buscou solução: foi à lusa e ofereceu $$ (cartolas estão d saída pois acabou d ter eleições) e heverton jogou domingo p/ garantir q lusa perderia tb…o advogado do fla tentou até representar os 2 casos, o resultado final do stjd nem importa, deve apenas ser identico, p/ garantir fla Todos os clubes assinaram o regulamento e sabiam q jogador suspenso q assina a súmula, o clube perde 3 pontos e os pontos conquistados na partida que disputou c/ jogador irregular. o q regulamento diz não tem valor? as regras não foram feitas para serem cumpridas? os clubes q deixaram de usar atletas suspensos durante o certame eh q foram trouxas? Então devolvam as medalhas do Armstrong e do Ben Johnson, porque o que vale é o resultado de campo, no caso deles, nas pistas…

    Responder
  • DIEGO
    - 27 de dezembro de 2013 - 16:01

    "O perdedor, não há dúvida: o futebol brasileiro..." RESUMIU TUDO AQUI COSME. Lamentável!!

    Responder
  • MarcosLP
    - 27 de dezembro de 2013 - 15:21

    Veremos na JUSTIÇA COMUM se a tese da independência do STJD em relação ao Estatuto do Torcedor prevalece...A conferir...

    Responder
  • MarcosLP
    - 27 de dezembro de 2013 - 15:14

    Aguardemos a JUSTIÇA COMUM... Ou ela não valerá também???

    Responder
  • Clóvis
    - 27 de dezembro de 2013 - 14:53

    Cosme, o Estatuto do Torcedor também determina que mudança de campeonato aconteça com um determinado tempo de antecedência, logo, não será tão simples assim mudar o Brasileiro 2014. Da mesma forma que entrarão na Justiça Comum pela Portuguesa, poderão entrar na Justiça Comum para que se cumpra o Estatuto do Torcedor e não alterem o campeonato. Eu seria um a apoiar. Travar o início desse campeonato que promete ser uma vergonha. Aliás, essa desmoralização vai ajudar ainda mais noa protestos já previstos pelo Brasil para o período da Copa.

    Responder
  • Edson
    - 27 de dezembro de 2013 - 14:44

    Esse povo carioca no geral me surpreendeu. Eles acham que estão acima do bem e do mal, eu já vi até Carioca tendo a cara de pau de dizer que o PIB do Rio é maior que o de São Paulo. Agora, cá entre nós... Eu sou São Paulino, mas verdade seja dita, os corintianos e palmeirenses quando caíram, pagaram a segunda divisão de maneira limpa, no campo. Agora esses cariocas, são os reis do tapetão e não tem vergonha nenhuma na cara. Mas mesmo assim, vivem caindo, são times falidos, sem estrutura e quebrados. É muita falta de caráter quererem entrar na justiça para garantir o fluminense na segunda divisão, pior ainda a torcida do Vasco. Lamentável essa merda desse País, com essa merda desse campeonato brasileiro.

    Responder
1 2 3 4 5