148 Sem personalidade e com o péssimo futebol de David Luiz,  o Brasil de Dunga abre 2 a 0 e cede o empate para o Uruguai. Neymar foi muito mal e ainda acabou suspenso, não enfrenta o Paraguai. Frustração em Pernambuco...
O Brasil de Dunga mostrou falta de confiança, personalidade. E depois de abrir 2 a 0, sofreu o empate contra o Uruguai. 2 a 2, em Pernambuco, acabou sendo um bom resultado. Porque o time de Suárez deu um sufoco enorme no final da partida. Merecia a virada, vencer o jogo. Neymar, além de ter atuação fraca, conseguiu tomar o segundo cartão amarelo. Não enfrenta o Paraguai, na terça-feira. Ficou claro que a Seleção carece de um líder de verdade.

Se o Brasil perder em Assunção, a situação pode se complicar na tabela de classificação.

De nada adiantou a postura covarde da CBF em levar a Seleção para o Nordeste, fugir de São Paulo, Rio, Rio Grande do Sul. Até os eufóricos pernambucanos acabaram vaiando muito a Seleção ao final do frustrante 2 a 2.

"Abrimos 2 a 0 e tínhamos o jogo na não, mas vacilamos na marcação no primeiro gol, colocamos eles de volta no jogo. É uma equipe chata, faz duas linhas de quatro muito bem, se fecha bem. Quando conseguirem o empate se fecharam e jogaram no contra-ataque. O erro foi tomar o primeiro gol", desabafa, frustrado, Renato Augusto.

"Como sempre, essa equipe demonstra caráter no futebol. Criamos mais ocasiões de gol do que eles. Poderíamos ter vencido o jogo", resumia, com razão, Suárez. Ele voltou de longa suspensão por haver mordido o zagueiro italiano Chiellini, na Copa do Mundo de 2014. Além da alegria do retorno, pela primeira vez, ele marcou contra o Brasil. E ainda mandou a torcida pernambucana calar a boca.

335 Sem personalidade e com o péssimo futebol de David Luiz,  o Brasil de Dunga abre 2 a 0 e cede o empate para o Uruguai. Neymar foi muito mal e ainda acabou suspenso, não enfrenta o Paraguai. Frustração em Pernambuco...

Dunga também precisa pensar a sério em tirar David Luiz do time. O zagueiro se mostra inseguro e segue falhando em lances decisivos. Suárez já faz o que quer com ele quando o enfrenta na Europa. Hoje foi a mesma coisa.

David Luiz teve a coragem de falhar não só nos dois gols uruguaios. Inseguro, lento, comprometeu a Seleção. Se não fosse por Alisson, o Brasil perderia a partida. Graças à outra fraca atuação do zagueiro do PSG.

A sorte do Brasil é que David Luiz também está suspenso. E não atuará contra o Paraguai.

"Quando se faz gol, todo mundo participa, quando tomar todos são responsáveis. Não é fácil enfrentar Suárez e Cavani, jogadores de muita qualidade", falou após o jogo. Tentou ser esperto, responsabilizar a qualidade dos atacantes uruguaios e não a lentidão e insegurança do defensor brasileiro.

Quem apenas assistiu aos primeiros 25 minutos da partida pelas Eliminatórias da Copa de 2018, tinha uma certeza. O Brasil golearia o Uruguai. Tamanha a superioridade. O time de Dunga começou muito bem o jogo. Marcou sob pressão, se impôs, soube usar todo o fanatismo da torcida pernambucana. Não foi por acaso que abriu 2 a 0.

Dunga sabia que os uruguaios iriam tentar os contragolpes. Óscar Tabárez sabe que tem nas mãos um elenco menos forte do que possuía, por exemplo, em 2010. E trata dar consistência ao time. Com duas linhas de marcação e muito aplicação e boa dose de catimba dos seus jogadores.

Elas não tiveram nem tempo de ser armadas. Bastaram 42 segundos, 11 trocas de passes. E o Brasil saía na frente no placar. Daniel Alves acertou excelente lançamento para Willian. Ele buscou a linha de fundo pela direita e cruzou. Cheio de personalidade por tudo que está fazendo no Bayern, Douglas Costa foi para a bola e fez 1 a 0.

O gol iludiu a todos que estavam na Arena Pernambuco. E o falso brilho da Seleção duraria mais 25 minutos. Dunga havia aberto mão de um atacante fixo. E Neymar flutuaria atrás dos volantes, entrando de surpresa, de frente para os zagueiros e para o ótimo goleiro Muslera. Sua postura era uma involuntária homenagem a Cruyff, falecido ontem. O holandês se consagrou jogando como o falso centroavante.

Nesta instável geração que Dunga tem nas mãos, quando tudo está indo bem, o futebol de todos se destaca. A grata surpresa era Renato Augusto. O meia ainda não foi contaminado pelo fraquíssimo nível técnico dos chineses. Sua inteligência tática surtia efeito. Ele abria espaços para Douglas Costa e Neymar brilharem.

Fernandinho também mostrava presença na área uruguaia. Substituía muito bem o versátil Elias, contundido. A pressão brasileira passou a falsa impressão para a torcida pernambucana. O time de Dunga conseguiria uma fácil vitória contra o tradicional rival.

A impressão viraria a mais absoluta certeza quando, aos 25 minutos, Renato Augusto marcou um gol maravilhoso. Recebeu de Neymar, deu um drible de corpo que desmontou Muslera. E fez 2 a 0. Se o torcedor tivesse ido embora do estádio ou dormido, teria a certeza de fácil vitória do time de amarelo.

Mas só que Tabárez percebeu que tinha de adiantar seu time. Continuar marcando muito atrás, seria seguir dando campo, atraindo o ágil Brasil para a sua área. Fez o meio de campo se adiantar, ajudar seus excelentes atacantes Cavani e Suárez. Foi o que bastou. Começava a ficar exposto não só o talento ofensivo uruguaio, mas a insegurança defensiva brasileira. Principalmente David Luiz. Lento demais. Um convite à taquicardia.

O inevitável gol uruguaio veio aos 31 minutos. Álvaro Pereira driblou Willian e cruzou. Sánchez cabeceou para trás. Adivinha quem ficou no meio do caminho, apenas olhando Cavani bater na bola? Sim, David Luiz. 2 a 1.

Com o gol tomado, veio à tona a falta de personalidade, de caráter desta geração de jogadores.

Não é por acaso que Cafu disse bem claro: Neymar não tem condições psicológicas para ser capitão da Seleção. Ele segue agindo como uma prima donna, reclama, se enerva, quer dar show individual. Não joga para o time. Joga para se exibir. Bem ao contrário do que faz no Barcelona.

E quando as coisas começam a se complicar, Neymar desconta reclamando do árbitro. Discutindo com os marcadores. Deixando a Seleção ainda mais tensa. Foi exatamente o que aconteceu em Pernambuco. O nervosismo dominou a equipe brasileira, depois do gol uruguaio.

Estava claro que o cenário ficaria pior no segundo tempo. E em apenas dois minutos, Suárez se aproveitou de seu freguês de caderneta, David Luiz. Ele recebeu ótimo passe e ganhou na velocidade do zagueiro. Chutou forte e empatou a partida. 2 a 2.

Mas o capitão brasileiro iria reagir, lógico. Neymar aos 17 minutos, deixou a bola e entrou com a sola da chuteira na canela de González. Tivesse vergonha na cara, o argentino Néstor Fabián Pitana teria dado cartão vermelho. Não tem. Deu amarelo. Mas já custará a suspensão do camisa 10. Ele não enfrentará o Paraguai na terça-feira.

1pernambuco press Sem personalidade e com o péssimo futebol de David Luiz,  o Brasil de Dunga abre 2 a 0 e cede o empate para o Uruguai. Neymar foi muito mal e ainda acabou suspenso, não enfrenta o Paraguai. Frustração em Pernambuco...

David Luiz ainda tentou ao máximo dar a vitória ao Uruguai. Fez falta na entrada da área, tomou amarelo. E ainda, aos 40 minutos, errou de forma infantil, recuo de bola. A cabeçada fraca foi passe para Suárez. Ele invadiu a grande área e cara a cara com Alisson chutou forte. O goleiro brasileiro salvou com os pés.

O lance aconteceu aos 40 minutos. Até o final do jogo, os pernambucanos vaiaram muito a Seleção. Sentiram a falta de personalidade, a omissão de uma geração quando as coisas não dão certo.

Principalmente de seu capitão.

Neyumar consegue deixar tudo ainda pior.

Não aprendeu com a suspensão na Copa América.

E não quer aprender.

Por isso estará de fora contra o Paraguai.

Ainda Suárez o salvou de brigar com Fucile.

E se complicar mais ainda.

Caberia a Dunga cobrar, enquadrar Neymar.

Mas não se atreve.

Sabe o quando é dependente de seu talento.

Ruim com o mimado Neymar, muito pior sem ele.

Enquanto isso, mais um jogo frustrante do Brasil...
247 Sem personalidade e com o péssimo futebol de David Luiz,  o Brasil de Dunga abre 2 a 0 e cede o empate para o Uruguai. Neymar foi muito mal e ainda acabou suspenso, não enfrenta o Paraguai. Frustração em Pernambuco...

http://r7.com/M72E