Sem a Seleção, sem contrato com a cerveja. Mano curte a dor em silêncio. Foge até da sua parceira, a Globo. Teve o plano de carreira abortado. Nada de Copa ou Europa. Esteve perto do Corinthians, Inter e Flamengo. Mas voltará em 2013…

ae129 Sem a Seleção, sem contrato com a cerveja. Mano curte a dor em silêncio. Foge até da sua parceira, a Globo. Teve o plano de carreira abortado. Nada de Copa ou Europa. Esteve perto do Corinthians, Inter e Flamengo. Mas voltará em 2013...
Chega até ser constrangedor.

O site pessoal de Mano Menezes está repleto de fotos.

Nas páginas principais todas relacionadas à Seleção.

Fica claro o quanto adorava ser o técnico do Brasil.

Tinha certeza absoluta que ficaria até a Copa.

Tanto que assinou seu contrato com a Kaiser por quatro anos.

Publicitários garantem que recebia R$ 2 milhões por ano.

Há a certeza que a cervejaria Heineken Brasil vai querer desfazer o trato.

E economizar R$ 4 milhões.

Mano interessava enquanto treinador da Seleção.

O último twitter de Mano foi escrito há 28 dias.

Desejava sucesso ao Brasil na busca do hexa.

Desde o dia 23 de novembro, quando foi demitido sumiu da mídia.

O golpe foi forte demais.

A maior decepção da carreira.

O que parecia um grande presente de Andrés Sanchez virou uma armadilha.

Não fosse o convite para assumir o time da CBF, Mano sabe onde estaria.

Continuaria seu trabalho no Corinthians.

Talvez estivesse no lugar de Tite comemorando o título mundial no Japão.

Foi ele quem comandou a recuperação corintiana na Segunda Divisão.

Agora está com a carreira travada.

Tudo deu errado para Mano na Seleção.

Ele e Carlos Leite tentaram gerenciar sua carreira.

Fazer do futebol uma atividade comum, galgando empregos melhores.

O plano era depois da Seleção voar para o Exterior.

Assumir uma equipe de ponta do futebol mundial.

Mano é fascinado pelo futebol alemão.

Adora a disciplina tática, o método sério de trabalho.

Estuda inglês de forma intensiva há anos.

Fala espanhol.

Se não fosse para a Alemanha, adoraria ir para a Espanha.

Itália, Inglaterra.

Carlos Leite foi parceiro de Jorge Mendes, maior empresário do mundo.

Agente que trabalha com José Mourinho e gerencia a carreira de Felipão no Exterior.

Mendes poderia ajudar Mano.

Poderia desde que o trabalho tivesse sido bom.

Impressionasse o mundo.

Não o que fez com a Seleção.

Na prática, convocou 102 jogadores.

Fez o Brasil ser eliminado das quartas de final da Copa América da Argentina.

Não conseguiu também a sonhada medalha de ouro na Olimpíada.

A pior colocação da história da Seleção no ranking da Fifa está na sua conta.

O Brasil está 18º na colocação geral.

Responsabilidade que deveria ser dividida com Ricardo Teixeira e Andrés.

Os dois quiseram fortalecer o treinador.

E colocaram no caminho do Brasil adversários ridículos como Gabão, Iraque.

A Fifa deu o devido valor a seleções desse quilate: nenhum.

Por isso Marin já conseguiu confirmar Inglaterra e Itália no caminho de Felipão.

Mano saiu da Seleção da pior maneira possível.

Calculista, sabe que o mercado europeu está fechado.

Mesmo os empolgados e endinheirados árabes não o querem.

A campanha na Seleção não justifica.

Mano e Carlos Leite sabem que a retomada precisa ser no mercado nacional.

A falta de sorte o atrapalhou três vezes.

A primeira seria o seu retorno ao Corinthians.

Tite esteve muito próximo da Seleção Brasileira.

Mas enfrentou a resistência do vice Marco Polo del Nero.

Eminência parda e mentor de Marin, brigou por Felipão.

Não queria mais laços de Andrés Sanchez com a Seleção.

Até porque sabe que o ex-presidente corintiano vai tentar derrubar Marin.

O cenário teve peso decisivo para que Tite não fosse o escolhido.

Houve até a antecipação do nome de Scolari.

Foi anunciado antes do Mundial de Clubes.

Marco Polo temia que com a vitória corintiana, o clamor da mídia fosse intenso.

Com Felipão já estando no lugar, essa pressão foi abortada.

Se Tite tivesse assumido, Mano voltaria ao Corinthians.

Andrés e Mario Gobbi o adoram.

Só que nada disso aconteceu.

Depois, Mano foi muito cotado para assumir o Internacional.

Se Dunga não resolvesse voltar ao futebol, o cargo seria seu.

Enfim, seu nome era prioridade para Paulo Pelaipe no Flamengo.

Ele só teria de fazer com que Dorival Júnior fosse embora.

E abrisse mão de uma multa de R$ 2,7 milhões.

Chegou até a mandar embora o preparador físico Celso de Rezende para pressioná-lo.

Mas Dorival foi firme, se o Flamengo quisesse a sua saída que pagasse a rescisão.

Foi tão duro com Pelaipe, que a demissão de Celso de Rezende foi revogada.

E o dirigente gaúcho não pôde reviver a dupla da Batalha dos Aflitos.

Mano acabou escanteado novamente.

Diante do atual quadro, Mano resolveu se calar.

Não deu entrevistas nem para quem considerava a sua parceira, a TV Globo.

A hora é se recolher.

Ele e Carlos Leite sabem que basta esperar.

Depois de conviver com tantas sombras de treinadores na Seleção...

Mano será agora a sombra de vários no Brasil.

Clubes grandes que começarem mal a temporada 2013, pensarão nele.

O ex-treinador da Seleção não ficará sem trabalho no Brasil.

Sabe disso.

Como também tem a certeza que deu vários passos atrás na carreira.

A demissão na CBF foi um golpe duro demais.

Por isso está calado.

Suas aulas com fonoaudióloga não são necessárias agora.

Muito pelo contrário.

O momento é de lamber as feridas.

Se calar.

Apostar na memória fraca dos brasileiros.

A maior parte do seu trabalho na Seleção foi ruim.

Quer que todos se lembrem dos últimos jogos.

Quando dava sinais de ter encontrado o time.

Sem um atacante fixo, com Neymar à frente.

Pouco importa que levou dois anos e meio.

E 102 convocações, 13 só de goleiros.

O que o fará voltar a trabalhar também será o status.

Dirigentes adoram ter um ex-técnico da Seleção.

Por isso a certeza de Carlos Leite.

Ele trabalhará em 2013.

No fim da fila para a Seleção, onde talvez nunca retorne.

O sonho da Europa não existe mais.

Assim como o contrato com a cerveja será desfeito.

Porém as portas dos grandes clubes brasileiros estão abertas.

Para o bem ou para o mal, Mano vai voltar...

23 Comentários

"Sem a Seleção, sem contrato com a cerveja. Mano curte a dor em silêncio. Foge até da sua parceira, a Globo. Teve o plano de carreira abortado. Nada de Copa ou Europa. Esteve perto do Corinthians, Inter e Flamengo. Mas voltará em 2013…"

22 de December de 2012 às 09:31 - Postado por Cosme Rímoli

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Alexandre Lopes
    - 26 de dezembro de 2012 - 21:09

    Muito boa esta matéria, na sua opinião o Felipão e o Parreira ainda podem perder os cargos atuais e pior ainda o Andrez pode ganhar a eleição da CBF em 2014.

  • DAniela Moura
    - 25 de dezembro de 2012 - 22:20

    O Plano é bastante ambicioso e orquestrado por larápios, sem vergonhas, sem escrupulos como os que dominam o país há 10 anos. Nao é mera coincidência o small club ter ganho tanta coisa e tanta visibilidade e nao faltar recursos nem patrocínios. Vergonha...

  • Daniel Roque
    - 23 de dezembro de 2012 - 16:01

    Esse técnico habitue de times de 2ª divisão está rico com a farra de convocar jogadores medíocres para seleção. Basta apenas assumir o Palmeiras que a depressão passa logo,logo. SRN

  • Cello
    - 23 de dezembro de 2012 - 00:15

    O Papito acha que o Flamengo é pouco expressivo. A Adidas acha que não. Quem será que está certo?

  • Papito
    - 22 de dezembro de 2012 - 17:09

    Nessa balada toda quem se deu bem foi o Corinthians. Se livrou do Mano Menezes, que é um técnico razoável e trocou por um cara que eu acho melhor que é o Tite (O pior é que quando eu, em uma oportunidade aqui no blog, havia escrevido que o Tite estava entre os TOP 5 do Brasil, junto com o Abelão, teve nêgo que disse que eu era louco. Tai a minha loucura com os atuais campeões da América, do Mundo e do Brasil). Resta ao Mano recomeçar de novo em um time pouco expressivo, tipo um Flamengo da vida, e quem sabe arrumar um trampo melhor por aqui ou até fora do Brasil.

  • Yan
    - 22 de dezembro de 2012 - 15:48

    Cosme se possível faz um tópico aprofundado sobre o novo patrocínio do flamengo, agradecimentos de um leitor assíduo.

  • Wagner Oliveira
    - 22 de dezembro de 2012 - 15:33

    Vai acabar indo para o lugar do Gilson kleina. Cosme, as (camisas) do mundial, quando será o sorteio? Abraço.

  • Jair Sergio
    - 22 de dezembro de 2012 - 13:50

    Acho que se paga muito aos técnicos no Brasil, com raríssimas excessões a gente vê um trabalho de qualidade, a maioria só quer trabalhar com craques, ora prá trabalhar com craques, na minha opinião não precisa de um técnico tão caro, na minha opinião técnico bom tem que saber trabalhar desde o jogador que é mirim até o profissional, tem um monte de técnico boleiro por aí, e ainda tem que apresentar soluções para os jogadores, tanto táticas quanto técnicas, veja o exemplo do Mourinho, os próprios jogadores do Real Madrid já estão questionando seus métodos, pelo jeito é mais um que só tem um esquema, quando os outros treinadores conseguem um plano que supere sua forma de fazer o time jogar ele não tem outra alternativa nem com craques consegue ganhar mais, com excessão do Tite não consigo ver no Brasil um técnico brasileiro que consiga fazer de um time de jogadores médios em uma equipe forte, talvez o Felipão também consiga sei lá, no mais é só técnico pedindo salário alto,reclamando do elenco que tem e pedindo reforços, mas trabalhar que é bom nada, concordo com você o Mano demorou demais para chegar a um time ideal, chegou à seleção por política e a política o derrubou, escolheu o caminho errado para atingir seus objetivos, política é coisa suja!

  • Marcelo Novaes Pereira
    - 22 de dezembro de 2012 - 13:02

    "Enfim, seu nome era prioridade para Paulo Pelaipe no Flamengo. Ele só teria de fazer com que Dorival Júnior fosse embora. E abrisse mão de uma multa de R$ 2,7 milhões. Chegou até a mandar embora o preparador físico Celso de Rezende para pressioná-lo. Mas Dorival foi firme, se o Flamengo quisesse a sua saída que pagasse a rescisão. Foi tão duro com Pelaipe, que a demissão de Celso de Rezende foi revogada." Boa, Dorival! Sou seu fã agora, depois dessa. Bem feito pro idiota que tentou fritar você.

  • BRUCE BRONSON
    - 22 de dezembro de 2012 - 12:54

    Diga-me com quem andas, que te direi quem és. Que se dane e fique desempregado por um bom tempo.

1 2 3
6234