1reproducao31 São Paulo se isenta de culpa na morte do torcedor. Para o clube, ele assumiu o risco da queda de 25 metros, ao tentar ir para um setor mais caro do estádio. Era a primeira vez que ia ao Morumbi...
A direção do São Paulo lamenta a morte do torcedor Bruno Pereira da Silva. Ele morreu ontem ao cair de uma altura de 23 metros. Equivalente a um prédio de oito andares. Tentava passar da arquibancada amarela para a vermelha, no estádio do Morumbi. Bruno tentava escalar o alambrado que separa os setores. Acabou escorregando e caindo de cabeça. Teve fratura craniana e nas pernas.

Havia rumores que de que o clube poderia ser responsabilizado pela morte. Só que o departamento jurídico diz que isso não ocorrerá. Porque há a separação bem clara. Cercada com uma grande com mais de três metros de altura. Bruno, assim como inúmeros torcedores fizeram, tentou burlar a separação. E assistir ao jogo contra o Corinthians ontem de um setor melhor e mais caro. A arquibancada amarela custa R$ 20,00. A vermelha, R$ 30,00.

De acordo com conselheiros que falaram em off, Bruno tentou, por sua conta e risco, transgredir as normas de segurança. A responsabilidade foi dele. O departamento jurídico acredita que não há possibilidade de processo civil ou esportivo. Todos estádios do mundo têm divisões de setores. Se alguém tenta escalar a grade de separação, cai e morre, não há como colocar a culpa no clube.

O corpo de Bruno, que morava em Pindamonhangaba, passou a noite no IML.

Sua mãe, Joelma Aparecida da Silva, foi reconhecer o corpo do filho.

"Ele sempre torceu pelo São Paulo.

Seu sonho era vir conhecer o estádio.

Aí ele veio realizar este sonho", disse, arrasada.

2reproducao16 São Paulo se isenta de culpa na morte do torcedor. Para o clube, ele assumiu o risco da queda de 25 metros, ao tentar ir para um setor mais caro do estádio. Era a primeira vez que ia ao Morumbi...

Ele era muito pobre.

Trabalhava como auxiliar de pedreiro.

Tinha dois filhos.

Há a possibilidade de o São Paulo arcar com o funeral.

O que está certo é que o clube não aceitará levar a culpa pela tragédia.

Tanto que divulgou uma nota bem clara sobre o incidente.

"O São Paulo lamenta profundamente o acidente envolvendo um torcedor antes da partida contra o Corinthians neste domingo (26), no Morumbi. O clube prestou atendimento imediato logo após a queda do torcedor que tentava acessar outro setor do estádio pulando sobre uma das divisões da arquibancada. O torcedor acidentado foi atendido pela equipe médica contratada pelo clube e levado pela ambulância imediatamente para o Hospital Municipal do Campo Limpo. O clube segue acompanhando o caso."

Apesar de não aceitar culpa, tomará providências.

Deverá passar a colocar policiamento no local onde Bruno morreu.

No clássico de ontem, inúmeros torcedores passaram de um setor para o outro.

À vontade.

Sem serem molestados por ninguém.

Essa movimentação só parou com a terrível queda de Bruno...
3reproducao São Paulo se isenta de culpa na morte do torcedor. Para o clube, ele assumiu o risco da queda de 25 metros, ao tentar ir para um setor mais caro do estádio. Era a primeira vez que ia ao Morumbi...

http://r7.com/BDiF