divulgacao000010 Santos, apavorado, quer antecipar volta do operado Ganso na Libertadores. E Neymar descobre que não é Superboy...
Até que enfim alguém com coragem na Vila Belmiro.

Marcelo Martelotte, o interino, enfrentou Neymar.

Ele terá o descanso forçado, o que não queria.

Marcelo acabou com o mimo de Adilson Batista, chega de se dobrar às vontades do garoto.

Não era ele quem precisava enxergar que deveria se poupar, recuperar as energias.

Embora ontem tenha sido o melhor do time, mostrou futebol abaixo do que pode.

Martelotte teve a coragem de fazer a revelação ao menino: não, ele não é o Superboy...

Caberia a um técnico assumir os riscos do paternalismo de Luís Álvaro e tirar Neymar do inúteis jogos pelo Paulista.

E contra o Oeste, Neymar estará longe do jogo.

Sorte do Santos.

Marcelo foi além.

E nesta madrugada, foi no ponto principal que está atrapalhando o Santos.

Aqueles que todos fingiam não ver com Adilson Batista.

Em 12 jogos de 2011 foram vários esquemas, várias formações, a equipe não sabe como atuar.

No ruim empate contra o Cerro Portenho, o time mostrou essa instabilidade.

Já livre dos volantes de Adilson, a equipe alternou ótimos momentos ofensivos e uma fragilidade defensiva assustadora.

O talentoso Iturbe descobriu espaços que não poderia.

O desastroso pênalti do veterano Edu Dracena aos 46 minutos do segundo tempo não foi um castigo.

Fez justiça ao jogo.

O Santos já está atrás do Colo Colo e do próprio Cerro Portenho.

Dois empates nos dois primeiros jogos da Libertadores.

O primeiro contra o venezuelano Tachira e o segundo em casa.

Realmente, a largada foi péssima.

O departamento médico está acelerando a recuperação de Ganso.

Pelo planejamento, ele deveria voltar no final deste mês.

Talvez o ideal seja abril...

Mas a necessidade é outra.

Embora pareça um velho diante do inconsequente Neymar, vale lembrar que Ganso tem apenas 21 anos.

Já sofreu três intervenções cirúrgicas importantes nos joelhos.

É uma jóia rara que surgiu na Vila Belmiro.

O maior presente que Giovanni poderia dar ao clube, que ninguém se esqueça.

Principalmente o próprio meia.

No projeto de Luís Álvaro, a conquista da Libertadores é algo obrigatório.

Por isso o investimento em Elano, Jonathan, Charles.

Mas é preciso ter sangue frio nesta hora.

Não pensar como um torcedor.

Mesmo tendo a partida importantíssima diante do Colo Colo, no Chile, no dia 16, Ganso precisa ser preservado.

Se houver a chance de comprometer sua recuperação, que não entre em campo.

Já há uma pressão enorme por parte da diretoria para que ele jogue de qualquer maneira.

Este é o planejamento do moderno Santos.

Sem um treinador de verdade...

Um elenco inseguro, sem uma maneira definida de jogar...

Desgastando ao máximo Neymar...

Forçando a volta do operado Ganso...

E em terceiro lugar no seu grupo...

Isso é modernidade, Luís Álvaro?

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter

+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

http://r7.com/DbKR