1reproducao10 Rogério Ceni pode respirar tranquilo. O São Paulo pode cair no Paulista, na Copa do Brasil, na Sul Americana. Leco e Pimenta o querem como treinador, como escudo. Para os candidatos a presidente, o problema está no elenco limitado...
Rogério Ceni pode ficar sossegado.

Mesmo que o São Paulo fracasse nas semifinais do Paulista.

Seja eliminado pelo Corinthians.

E seu time não consiga reverter os 2 a 0 para o Cruzeiro.

Sendo eliminado da Copa do Brasil.

Já está decidido tanto por Leco como Pimenta.

Os candidatos à presidência do São Paulo o manterão como treinador.

Ele terá até o final do ano para provar sua capacidade.

Os dois grupos políticos estão desde a manhã na sede social do São Paulo.

E fazem campanha corpo a corpo com os conselheiros no Morumbi.

A eleição será na próxima terça-feira.

Garantem aos eleitores que não mexerão no maior ídolo da história.

Têm a mesma análise.

O problema não é o técnico e sim o elenco, que reconhecem, limitado.

Até mesmo Leco, que o montou assume que o time precisa de protagonistas.

Ele tem um sonho que só pessoas próximas sabem.

Deseja a volta de Paulo Henrique Ganso por empréstimo.

Mas o Sevilla não quer nem imaginar esse tipo de transação.

513 Rogério Ceni pode respirar tranquilo. O São Paulo pode cair no Paulista, na Copa do Brasil, na Sul Americana. Leco e Pimenta o querem como treinador, como escudo. Para os candidatos a presidente, o problema está no elenco limitado...

Já que pagou R$ 34,3 milhões pelo jogador.

Não importa que não fica nem no banco.

Espera na próxima janela empurrá-lo para a China.

Ou Estados Unidos.

O próprio Ganso já afirmou que não deseja voltar ao Brasil.

Leco deixa escapar um velho arrependimento.

Nenê.

Ele tentou no início do ano, mas insistirá com o Vasco.

E buscará ter o meia para o Brasileiro.

Se for reeleito.

Embora não seja ativo como nos tempos de Juvenal, Rogério Ceni é usado na eleição. Apontado por Leco como seu grande cabo eleitoral. Mas o treinador se mantém discreto, sereno até demais para quem ganhou seu cargo do atual presidente do São Paulo.

Pimenta também sabe que precisa de Rogério Ceni.

Principalmente se conseguir voltar à presidência.

Seu caso envolvendo Mario Tilico segue vivo na situação.

O ex-presidente necessita de um escudo.

Trata de chamá-lo de "Telê do Século XXl".

Sua esperança vai além do técnico.

Ele garante que trará um fundo de investimento no clube.

Nada menos do que R$ 100 milhões para investimento.

O São Paulo fechou 2017 devendo R$ 285 milhões.

Incluídos R$ 66 milhões para o empresário Vinícius Pinotti.

Ele comprou Centuríon.

Ganhou o cargo de diretor de marketing.

Só que não abre mão de receber seu dinheiro.

Situação muito ruim.

Pessoas ligadas a Pimenta adorariam a volta de Muricy.

Não como treinador.

Mas como coordenador, orientador de Rogério Ceni.

Só que ainda não está nada fechado.

A bem da verdade, conselheiros dos dois lados se questionam.

Seguem se perguntando se não foi muito precoce dar o cargo de treinador para Rogério Ceni. Antes mesmo dele terminar o curso de treinador na Europa.

Só que sabem que não há como tirá-lo do cargo, mesmo se vierem fracassos no Paulista e na Copa do Brasil. Até da Sul-Americana, ele está isento.

O elenco limitado é a sua desculpa.

Mas o Brasileiro será decisivo.

Ele terá a obrigação de recolocar o clube na Libertadores.

O clube precisa de uma vaga em 2018.

Rogério Ceni segue tentando não se abalar.

Após o vexame contra o Cruzeiro, ele reuniu o time.

E avisou que só faltam quatro partidas para o título paulista.

Ou seja, ele acredita que irá eliminar o Corinthians da final.

E vencer Palmeiras ou Ponte Preta na decisão.

Mas seu discurso foi sereno.

Não vibrante, como nos tempos de jogador.

Ele sabe: está sendo pressionado, criticado pela imprensa e torcida.

Mas tem a certeza que não será demitido.

Não até o final do Brasileiro.

A promessa é de Leco e Pimenta.

E se honrarem suas palavras, enterram uma especulação forte.

Conselheiros importantes da situação e da oposição avaliam.

Se não seria a hora do retorno de Cuca ao Morumbi.

Os candidatos a presidente não querem nem pensar na hipótese.

Pelo menos até o final do ano.

Lembrando: mandato do presidente eleito irá até 2020...
36 Rogério Ceni pode respirar tranquilo. O São Paulo pode cair no Paulista, na Copa do Brasil, na Sul Americana. Leco e Pimenta o querem como treinador, como escudo. Para os candidatos a presidente, o problema está no elenco limitado...

http://r7.com/_i8K