divulgação544 Robinho promete roubar a festa hoje na Bahia, na sua despedida. Será que desta vez cumpre a palavra?

Ele já decepcionou na Copa do Mundo.

Quando, sem ninguém pedir ou cobrar, ele bateu no peito e disse que seria "o cara" da África do Sul.

Acabou sendo mais um no fracassado time de Dunga.

Essa tem sido a carreira de Robinho: quando mais se espera, ele some.

Seu enorme destaque em um jogo decisivo foi na final do Campeonato Brasileiro de 2002.

Diante do Corinthians de Parreira.

Deu suas incríveis sete pedaladas, teve como coadjuvante Rogério.

Sofreu o pênalti e se consagrou para o mundo.

Ganhou os holofotes, mas não se consagrou como esperava.

Saiu do Santos para o Real Madrid.

Bateu no peito - como ele gosta de bater no peito! - e disse que seria o maior do mundo.

Não chegou nem perto.

Sua personalidade egocêntrica acabou o isolando na Espanha.

Ele encontrou uma poderosa panela e que tinha um comandante, Raúl.

Robinho não se enquadrou e acabou sem ambiente.

Recebeu uma cantada de Felipão para ir jogar no Chelsea.

Quando os dirigentes espanhóis souberam colocaram as coisas de maneira clara.

Ou Manchester City ou reserva no Real Madrid.

Como último conselho do então seu empresário Vagner Ribeiro, foi para o Manchester City.

Como Ribeiro não conseguiu convencer os dirigentes do Real a vendê-lo ao Chelsea, acabou demitido.

Robinho não só não brilhou no time inglês, como decepcionou.

A imprensa britânica o criticou muito.

Jornalistas publicavam que ele não se empenhava nos treinamentos e que havia se arrependido de aceitar a proposta do Manchester City.

Acabou em capas de tabloides, em escândalo que logo foi abafado.

A essa altura, ele já havia se transformado em reserva eventual.

Eventual porque havia partidas que nem no banco ficava.

Dunga lhe disse textualmente: "Ou tu volta a jogar ou não tenho como te levar para a Copa".

Assustado, Robinho ligou para os dirigentes do Santos se oferecendo.

Ele mesmo procurou a direção do Manchester City e disse que perderiam dinheiro se não o emprestassem.

Se continuasse como reserva eventual não iria à África do Sul.

Os árabes, donos do time, não são bobos.

E o cederam ao Santos.

A Unilever e a Seara se juntaram no investimento de R$ 6,5 milhões para ter Robinho de fevereiro a agosto na Vila Belmiro.

Foi tudo calculado pela direção do clube brasileiro: empréstimo terminando hoje, dia 4 de agosto.

Luís Álvaro tinha certeza de que o Santos chegaria até a final da Copa do Brasil.

Pois bem, hoje é a despedida de Robinho do clube, que o trata como um filho.

Ele recuperou parte do seu futebol atuando com a camisa branca.

Não foi brilhante, mas teve grandes momentos.

Ele passou confiança a Ganso, Neymar, André.

Também os influenciou onde não deveria.

A concentração santista parece uma reunião de adolescentes se preparando para uma balada.

Com direito a todas as bobagens e excessos.

Como trocar socos com Wesley depois de quebrar seu celular e ter o retrovisor de seu carro despedaçado.

Embora a diretoria lamente a perda do talento do atacante, há um certo alívio com sua saída.

Será muito mais fácil controlar Neymar e Ganso.

Madson é considerado um caso perdido e deve sair logo após a final de hoje.

Assim, Robinho se despedirá mais uma vez do Santos.

Foram 22 partidas e 11 gols.

E, pela terceira vez, bate no peito.

Prometeu a amigos que fará uma partida histórica.

De dar saudades.

De deixar as portas escancaradas para um novo retorno.

Ele precisa ter o que mostrar para quando chegar ao Manchester City.

Robinho quer ir para outro clube grande.

O sonho dourado continua sendo o Barcelona.

Sonho, porque a realidade é dura.

Até agora só surgiram propostas do futebol turco e do Leste europeu.

Ele sabe: hoje na Bahia, tem de roubar o show.

Brilhar mais do que Neymar, Ganso, Elkeson, Ramon, Simon, Ivete Sangalo, Carla Perez...

Chega de promessas e depois sumir nos jogos importantes, decisivos.

Há oito anos Robinho faz a mesma coisa...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Veja as principais notícias do dia
+ Todos os blogs do R7

http://r7.com/w7b2