divulgação20 Ricardo Teixeira quer tirar Muricy Ramalho do Flu. Mesmo que tiver de ser à força...

Ricardo Teixeira ficou petrificado quando soube a postura da diretoria do Fluminense.

Principalmente a de Roberto Horcades.

Amigos comuns foram quem intermediou o encontro de hoje de manhã no Itanhangá Clube.

O presidente da CBF decidiu que não desistirá tão fácil de Muricy Ramalho.

Os mesmos amigos que o ajudaram na reunião com Muricy já telefonaram para Horcades.

E várias pessoas influentes no Fluminense dizem que o responsável pela negativa é Celso Barros.

O presidente da Unimed, patrocinadora do clube, finalmente estava contente com um treinador.

Há anos ele desejava ter Muricy Ramalho.

E foi ele quem insistiu com Horcades que não tem cabimento liberar o técnico "nem para a seleção".

Para ele está muito claro que importante é o Fluminense e ponto final.

Horcades quando foi dar a entrevista coletiva para dizer que não liberaria o treinador saiu rápido.

Estava constrangido.

Sabia que seus amigos estranharam a postura do Fluminense.

Está claro que Horcades tomou a decisão graças à pressão de Celso Barros.

A situação está muito complicada.

Ricardo Teixeira jura que não vai ceder.

Pagar a multa realmente faz parte dos seus planos.

Só depende de Muricy Ramalho.

A história de contrato até 2012 é uma meia verdade.

Porque o treinador apenas conversou sobre a possibilidade.

Não assinou nada.

Teixeira promete lutar pelo treinador.

Desde que perceba que Muricy vai comprar a briga.

Se não sentir firmeza no treinador, começará a pensar nas opções disponíveis.

Aí Mano Menezes, Vanderlei Luxemburgo, Abel Braga, Paulo Autuori podem ser anunciados.

Mas sempre ficará no ar o que ninguém deseja: que a Seleção Brasileira teve de apelar para o plano B.

O treinador que Ricardo Teixeira, o dono do futebol do País, deseja está nas Laranjeiras...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Veja as principais notícias do dia
+ Todos os blogs do R7

http://r7.com/nxjZ