1reproducao1 R$ 5 milhões de dinheiro público em capas para soldados em pleno período de seca em Brasília. Prostitutas mineiras cursando inglês para agradar e negociar com os turistas. R$ 3 bilhões em caxirolas. Essa Copa do Mundo será inesquecível...
Não é só de caxirolas e fulecos que vive o Brasil.

De uma história estarrecedora o dinheiro público está livre.

Quem ainda não sabe, não vai acreditar.

Brasília é uma das cidades com o clima mais seco do país.

Principalmente em junho e julho.

A capital do Brasil é conhecida por não ver chuva no meio do ano.

Mas mesmo assim, a Polícia Militar de lá resolveu contrariar a lógica.

E usar o futebol como desculpa.

Mais precisamente a Copa das Conferações e a Copa do Mundo.

A PM resolveu anunciar que gastaria R$ 5 milhões em capas de chuva.

Dinheiro três vezes maior do que o gasto em coletes à prova de bala.

Seriam 17 mil para proteger seus soldados nas competições.

Uma aberração em todos os sentidos.

Cada capa sairia por R$ 395,00.

Só que o preço em média pelo Brasil fica em R$ 100,00.

Ou seja, custariam quase quatro vezes mais.

E seriam compradas para um lugar onde não irá chover.

Um escândalo vergonhoso usando a Copa do Mundo no País.

O governador Agnelo Queiroz passou a ser desmoralizado com a notícia.

Logo tomou providências.

E exonerou o coronel Suamy Santana que comandava a PM há um ano.

Mas não ficará nisso.

Haverá investigações para levantar detalhes desse caso inacreditável.

Em meio a tantos superfaturamentos e desperdício de dinheiro, um alento.

Pelo menos esses R$ 5 milhões continuarão nos cofres públicos.

A compra foi suspensa, não acontecerá.

Os soldados de Brasília ficarão sem capa na Copa.

2reproducao R$ 5 milhões de dinheiro público em capas para soldados em pleno período de seca em Brasília. Prostitutas mineiras cursando inglês para agradar e negociar com os turistas. R$ 3 bilhões em caxirolas. Essa Copa do Mundo será inesquecível...

Assim como a capital do País continuará sem chuvas.

Esse foi um caso que não deu certo.

Dá até medo pensar nos outros, que não são revelados.

Vale só lembrar que a Copa do Brasil é a mais cara de todos os tempos.

A única com a construção de 12 novas arenas.

Com assumidos quatro elefantes brancos.

Natal, Cuiabá, Manaus e, sim, Brasília.

Estádios que fizeram a festa de empreiteiras e construtoras.

Enquanto isso, a Associação de Prostitutas de Minas Gerais trabalha.

Organiza curso de inglês para pelo menos quatro mil garotas de programas.

 R$ 5 milhões de dinheiro público em capas para soldados em pleno período de seca em Brasília. Prostitutas mineiras cursando inglês para agradar e negociar com os turistas. R$ 3 bilhões em caxirolas. Essa Copa do Mundo será inesquecível...

Para que saibam tratar bem e negociar com os turistas que virão para a Copa.

Assim caminham os preparativos para a Copa do Mundo no Brasil.

Com policiais querendo gastar dinheiro público com capa onde não chove.

Prostitutas se aprimorando no inglês para negociar com turistas.

E da própria Bahia tentando proibir as caxirolas.

Invenção do seu filho Carlinhos Brown.

Um negócio de R$ 3 bilhões.

O mundo acompanha surpreso o que acontece por aqui.

As decisões que mancham a imagem do brasileiro no Exterior.

Esta Copa será inesquecível...

http://r7.com/rswX