xuxxu O Botafogo virou um triste hospício...

"Bem-vindo ao hospício."

Assim estava escrito no cartaz no aeroporto internacional do Rio de Janeiro, ontem à noite.

Era a torcida do Botafogo saudando a maior contratação do clube para 2010.

O veterano nômade, artilheiro de aluguel, o uruguaio Loco Abreu.

Em 2010 ele completará 34 anos.

E nada menos do que a sua 19ª transferência.

Já perambulou pelo mundo.

Atuou por Uruguai, Argentina, México, Brasil.

Grécia, Espanha e Israel o viram marcar seus gols.

E perder inúmeros...

Mas não faz mal.

É o segundo artilheiro da história da Seleção Uruguaia.

Em meio a mais de R$ 250 milhões em dívidas e fugir do rebaixamento no Brasileiro na última rodada, os torcedores botafoguenses precisam mesmo comemorar a chegada do uruguaio.

Nos últimos tempos, graças a empresários com conhecimento no Mercosul, jogadores médios têm chegado ao Botafogo.

Dentro dos parcos recursos que o clube possui atualmente, Loco Abreu é mesmo uma dádiva.

E fazer festa.

Colocar Zagallo para dar a ele a indefectível camisa 13.

Quanto mais barulho, menos gente irá lembrar da falta de técnica do uruguaio, que já marcou seus gols de todas as maneiras e partes do corpo: peito, barriga e, principalmente, as canelas.

E fingir que o clube não queria Dodô e que não o perdeu por falta de dinheiro ao Vasco.

Os torcedores já sabem que terão um ano 'daqueles' pela frente.

Torcendo como loucos por Loco Abreu e seus companheiros que formarão outra vez uma equipe apenas para sobreviver.

Sem grandes aspirações.

Uma tristeza para as tradições botafoguenses.

Com certeza, mais loucos que o próprio Loco Abreu são os torcedores do clube da estrela solitária.

São loucos de amor que formam um hospício muito especial.

Saudosos de um tempo que parece que não volta mais.

E viva o Loco Abreu...

http://r7.com/XGIE