divulgação22222 Qual é a luta dos seus sonhos no UFC Brasil em agosto de 2011? Dana White pode atender seu pedido...
Dana White confirmou que no dia 27 de agosto de 2011, o UFC voltará ao Brasil.

Depois de conquistar os Estados Unidos, Inglaterra, Canadá, Japão e Emirados Árabes.

E o restante do planeta pela tevê.

A moderna Arena HSBC da Barra da Tijuca terá esse privilégio.

Será muito diferente do evento de 16 de outubro de 1998.

Posso falar porque eu era uma das 8.500 pessoas no acanhado ginásio da Portuguesa.

Nada daqueles telões sensacionais de alta definição.

Era um torcer de pescoço terrível para tentar enxergar as lutas.

O octogono ficou grande demais para o ginásio.

Quem estava nas primeiras fileiras sentia o cheiro do suor e do sangue dos lutadores.

E o mais incrível por acompanhar de tão perto os combates: a adrenalina no ar.

O público era formado por praticantes de jiu jitsu.

As academias formaram caravanas.

E os demais por curiosos, que queriam ver o vale tudo.

Torciam por pisões no pescoço, chutes na cabeça, dedo no olho.

E que ficaram decepcionados ao saber das regras do MMA.

Antes e depois das lutas, o acesso aos lutadores era fácil demais.

Não eram estrelas inatingíveis como são hoje.

Naquela noite inesquecível, o que mais ficou na retina foi a vitória de Victor Belfort diante de Vanderlei Silva.

Foi a seqüência de socos mais precisa e marcante da carreira do garoto de 18 anos.

Foram 44 segundos arrasadores.

Pedro Rizzo massacrou o barrigudo Tank Abbot.

Não havia antidoping, nem os cuidados médicos eram respeitados como deveriam.

Tudo era muito tosco.

Após as lutas, todos seguiram para uma festa na saudosa Tango Tango, misto de danceteria e bar.

E os lutadores foram perseguidos por formosas Marias Tatame.

Nem o árbitro Big John McCarthy escapou.

O estranho foi que Tank Abbot ficou conversando por horas de mãos dadas com um amigo, sem se importar com o que acontecia ao seu redor.

Tudo mudou.

Dana White e Lorenzo Fertitta transformaram o UFC em um dos eventos mais assistidos e elitizados do planeta.

Os atletas são máquinas de fazer dinheiro.

As apostas pelo mundo movimentam centenas de milhões de dólares.

Os cachês dos campeões são de cerca de 400 mil dólares.

O acesso aos lutadores lembra o de estrelas de rock.

Os exames antidoping são rigorosíssimos.

Uma pena que o preço dos ingressos também.

Nos Estados Unidos, os melhores lugares custam até R$ 1.300,00.

Aqui há a promessa de que haverá muitos populares.

Mas quem quiser ver os atletas de perto terá de pagar muito caro.

Indo ao que interessa.

Que luta você queria assistir no Brasil?

Anderson Silva contra quem?

Shogun e...

José Aldo tendo pela frente...

Vitor Belfort...

Minotauro, Minotouro, Cigano...

Brock Lesnar, George Saint Pierre, BJ Penn, Cain Velasquez, Lyoto Machida...

O eterno Randy Couture...

Escolha a luta dos seus sonhos...

Dana White prometeu que levará em consideração a vontade dos fãs brasileiros.

Portanto, escolha e cruze os dedos...

Eu tenho a minha.

Basta olhar para a foto do post...

http://r7.com/BHdC