- Blog do Cosme Rímoli - http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli -

Prováveis goleadas contra Iraque e Dinamarca não podem iludir. A Seleção Olímpica de Micale tem graves problemas. E que precisam ser corrigidos. Se for preciso, Tite tem de ajudar…

Postado por Cosme Rímoli em 05/08/2016 às 09:25 em Sem categoria | 39 Comments

120 Prováveis goleadas contra Iraque e Dinamarca não podem iludir. A Seleção Olímpica de Micale tem graves problemas. E que precisam ser corrigidos. Se for preciso, Tite tem de ajudar... [1]
Brasília...

A assessoria de imprensa da CBF se apressou em dizer, ontem, que não haveria folga. Depois da decepção de ontem, o empate em 0 a 0, os jogadores da Seleção Olímpica não estariam liberados para suas baladas. Seriam obrigados a dormir no luxuoso hotel Windsor Brasília, com suas cama king size. A diária no cinco estrelas, no apartamento mais simples, sai por R$ 416.

Rogério Micale, visivelmente abalado, pelo empate e frustração dos torcedores e da imprensa, decidiu que haverá um treinamento às 16 horas. A TV Globo Brasília divulgou o local, CT dos Bombeiros. Mensagem cifrada para os torcedores 'seguirem dando seu apoio'.

A questão vai muito além de 'apoio' de torcida. Ou da frustração de jornalistas com a promessa de nova revolução no futebol [2] brasileiro, feita pelo técnico da Seleção Olímpica.

"Tenho de avaliar várias situações. Análise mais fria sobre o jogo. Preciso de tranquilidade. Há trabalho realizado, um conceito de jogo estabelecido. E não será em razão de um empate que vamos mudar tudo o que trabalhamos", avisava Rogério Micale, sinalizando que não se mostrava disposto a mudar o time.

210 Prováveis goleadas contra Iraque e Dinamarca não podem iludir. A Seleção Olímpica de Micale tem graves problemas. E que precisam ser corrigidos. Se for preciso, Tite tem de ajudar... [3]

A fragilidade de Iraque e de Dinamarca, duas equipes muito piores do que a África do Sul, pode disfarçar. Duas prováveis goleadas não podem iludir ninguém. Principalmente o treinador. Há problemas graves na Seleção Brasileira.

Japão e África do Sul mostraram que a utopia de formar uma equipe aberta, ofensiva, em apenas 15 treinos. E ainda disputar uma competição com obrigação de ganhar. O 4-3-3 de Micale tem se mostrado fácil de ser contido.

A começar pelo lado numérico. Os japoneses e sul-africanos montaram duas linhas de quatro jogadores nas intermediárias. Muitas vezes até de cinco, sem posicionar ninguém no ataque. O 5-5-0 previsto por Parreira, década atrás. E conseguiram encaixotar o meio de campo brasileiro, isolar o sonhado trio de atacantes, Gabriel, Gabriel Jesus e Neymar.

O Brasil tinha a posse de bola, mas não tinha como penetrar. Zeca e Douglas Santos ficaram intimidados, não queriam roubar espaço de Gabriel e de Neymar. E a Seleção não teve jogadas pelos lados do campo.

48 Prováveis goleadas contra Iraque e Dinamarca não podem iludir. A Seleção Olímpica de Micale tem graves problemas. E que precisam ser corrigidos. Se for preciso, Tite tem de ajudar... [4]

Com o tempo passando, a pressão da torcida e a marcação da África do Sul prevalecendo, Neymar e Gabriel tiveram a mesma reação. Passaram a tentar decidir o jogo sozinhos. Pegavam a bola e tentavam partir para o drible. Abrir espaço a força. O que deixou tudo mais decepcionante ainda. Eram desarmados seguidamente.

Gabriel Jesus enfiado entre os zagueiros, lembrava Fred na Copa do Mundo de 2014. O esquema de Micale está matando o jovem jogador do Manchester City. Ele é um meia atacante ágil que decide jogos vindo da intermediária, não um pivô ou um grande cabeceador.

Ele quer se firmar na Seleção e respeita demais as determinações de Micale. Passou os 90 minutos preso, sem ter onde se movimentar. Não cai pelas pontas para não 'roubar' o espaço de Gabriel ou de Neymar. Não recua para a intermediária ofensiva. Ela pertence a Felipe Anderson ou Renato Augusto. Ou seja, em um latifúndio, Gabriel Jesus tem uma quitinete.

Para atuar dessa maneira, Luan seria mais útil. Melhor cabeceador, mais alto e especialista em fazer o pivô. Só que tirar Gabriel Jesus seria repassar a culpa no atacante por ter perdido um gol feito, chutado a bola na trave, sem goleiro, diante da África do Sul.

Gabriel Jesus é muito querido pelo grupo. Sua eventual saída provocaria muitas reações. Poderia levar insegurança aos demais jovens atletas. Ficaria claro que uma má atuação custaria a posição de titular.

Outro problema grave está no meio de campo. Thiago Maia, Renato Augusto estão sobrecarregados. E, Felipe Anderson, isolado. Ou seja dois jogadores têm a função de sair com a bola com qualidade. E ainda marcar, travar os adversários.

A situação tem um agravante. Renato Augusto não está 'se encontrando' com os companheiros. "O time é muito rápido, a garotada está acostumada a tocar a bola de primeira. Mas muitas vezes não dá. É preciso ter calma. Ainda mais neste gramado ruim do Mané Garrincha. É preciso jogar com dois toques. Um para dominar a bola e o outro para passar", tenta justificar.

64 Prováveis goleadas contra Iraque e Dinamarca não podem iludir. A Seleção Olímpica de Micale tem graves problemas. E que precisam ser corrigidos. Se for preciso, Tite tem de ajudar... [5]

Ficou cristalina a diferença com a entrada de Rafinha. Os problemas graves seguiram no meio de campo, mas pelo menos, o time teve mais fluência. Tocou mais rápido a bola. Houve mais agilidade na equipe.

Com a determinação de ditar o ritmo do Brasil e, de vez em quando, dosar a correria, Renato Augusto está exagerando. Tornando a Seleção lenta.

Essa é a situação típica que precisaria de tempo para ser ajustada. Mas é tudo o que o Brasil não tem. A próxima partida será já no domingo. Hoje o treinamento será leve. Movimentação para valer, só amanhã, véspera do jogo.

Renato Augusto teria experiência para sair do time e não cair na depressão. Se Rafinha entrasse, o 'conceito' de Micale seria mantido.

Zeca e Douglas Santos precisam atacar. Com três meias no meio de campo, os dois têm medo de tomar bolas nas costas, ficarem sem cobertura. Mas não há saída. Se o Brasil quer vencer seus jogos e enfrenta times com mais jogadores no meio de campo, precisa das pontas. Isso é básico.

O último problema sério é Neymar. O capitão do time se mostra sem poder de reação. Travado. Seus dribles, passes inesperados, arrancadas não surgiram. Nem contra japoneses e sul-africanos. Foi marcado, anulado com facilidade. Mesmo quando estava, como gosta de dizer Micale, 'um contra um'. Ele diante de um zagueiro adversário.

E no segundo tempo tem cansado. Mesmo assim, insiste em prender a bola, tentar a jogada individual. Como o 4-3-3 tem se mostrado utópico, ele se sente com a responsabilidade de decidir. Só que não tem mostrado explosão muscular.

57 Prováveis goleadas contra Iraque e Dinamarca não podem iludir. A Seleção Olímpica de Micale tem graves problemas. E que precisam ser corrigidos. Se for preciso, Tite tem de ajudar... [6]

"O Neymar é diferenciado. Sabe o que significa para a Seleção. Está vindo de um longo período de férias. Vai crescer durante a competição", defende Micale.

O Brasil está sofrendo com o pouquíssimo tempo de preparação. Postura amadora para quem se impõe a obrigação de ganhar o ouro. Ninguém pode assumir publicamente. Já começaram as Olimpíadas [7].

A saída será muita conversa. Não há como forçar os treinamentos após e antes dos jogos. O erros estão evidentes. São graves.

E há uma armadilha pela frente.

Duas prováveis goleadas contra Iraque e Dinamarca.

Elas não podem iludir ninguém.

Nem ser desculpa para mais folgas e farras até amanhecer o dia.

Micale tem de ser firme e racional.

Se preciso for, que Tite o ajude.

Não é hora para constrangimento.

O futuro do futebol brasileiro está em jogo...
8 Prováveis goleadas contra Iraque e Dinamarca não podem iludir. A Seleção Olímpica de Micale tem graves problemas. E que precisam ser corrigidos. Se for preciso, Tite tem de ajudar... [8]

http://r7.com/fh4H

  [9]
  [10]


Artigo impresso de Blog do Cosme Rímoli: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli

Endereço do artigo: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/provaveis-goleadas-contra-iraque-e-dinamarca-nao-podem-iludir-a-selecao-olimpica-de-micale-tem-graves-problemas-e-que-precisam-ser-corrigidos-se-for-preciso-tite-tem-de-ajudar-05082016/

Endereços neste artigo:

[1] Imagem: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/files/2016/08/120.jpg

[2] futebol: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli http://esportes.r7.com/futebol/

[3] Imagem: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/files/2016/08/210.jpg

[4] Imagem: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/files/2016/08/48.jpg

[5] Imagem: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/files/2016/08/64.jpg

[6] Imagem: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/files/2016/08/57.jpg

[7] Olimpíadas: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli http://esportes.r7.com/esportes-olimpicos/

[8] Imagem: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/files/2016/08/8.jpg

[9]  : http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/provaveis-goleadas-contra-iraque-e-dinamarca-nao-podem-iludir-a-selecao-olimpica-de-micale-tem-graves-problemas-e-que-precisam-ser-corrigidos-se-for-preciso-tite-tem-de-ajudar-05082016//emailpopup

[10]  : http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/provaveis-goleadas-contra-iraque-e-dinamarca-nao-podem-iludir-a-selecao-olimpica-de-micale-tem-graves-problemas-e-que-precisam-ser-corrigidos-se-for-preciso-tite-tem-de-ajudar-05082016//print

© 2011 Nicolau Marmo. Todos direitos reservados.