divulgação231 Por que Richarlyson, ou Felisbino, não jogará no Palmeiras. Apesar do convite de Luiz Felipe Scolari...

Em 2005, quando era diretor de futebol do Palmeiras, Salvador Hugo Palaia comemorou.

Havia acertado verbalmente com o versátil jovem meia do Santo André.

Por achar o seu nome difícil de pronunciar, o dirigente preferiu rebatizá-lo.

Ele seria Felisbino no Palmeiras.

Essa decisão deve ter ajudado, porque quando estava para assinar o contrato, ele preferiu o São Paulo.

No Morumbi, ele pôde manter o seu nome de batismo, Richarlyson.

Palaia nunca o perdoou.

Disse que se sentiu traído por Felisbino e que ele não jogaria em tempo algum no Palmeiras.

Em 2005, Luiz Felipe Scolari estava na Seleção Portuguesa.

Nem imaginava o que havia acontecido entre Palaia e Felisbino.

Cinco anos depois, o treinador voltou para o Palmeiras.

Encontrou uma equipe de potencial mediano, precisando urgentemente de reforços.

A promessa do presidente Belluzzo quando o contratou foi a de que traria jogadores importantes para 2011.

Felipão começou a se informar.

Quis saber quem no cenário nacional está com seu contrato por vencer.

Mais esperto do que vários empresários, tratou de usar o seu prestígio para convencer os jogadores que o interessam.

E Richarlyson confessou que o treinador o convidou para jogar no Palmeiras em 2011.

Seria titular com um pé nas costas no atual elenco do time rival.

De acordo com o jogador, ele disse a Felipão que a prioridade no Brasil é ficar no São Paulo.

No exterior, ele deseja atuar na Alemanha.

Mas se a diretoria do São Paulo não quiser renovar seu contrato, voltaria a conversar com o Palmeiras.

Tudo certo?

Não.

Quem é o presidente em exercício do Palmeiras?

O homem que foi desprezado por Felisbino.

Palaia havia garantido que ele não jogaria pelo clube.

Felipão não sabia dessa promessa.

O impasse não foi nem criado.

Felisbino ou Richarlyson ou ainda Ricky foi vetado no Palmeiras.

A diretoria do São Paulo ainda está indecisa se renova ou não o seu contrato.

Há até a possibilidade de renovação para negociá-lo com o exterior, fazer dinheiro.

Mas Felisbino não usará camisa verde enquanto Palaia tiver força política no Palmeiras...

Veja mais:

+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

http://r7.com/HfVK