422 Porque Cristiano Ronaldo levará o troféu de melhor de 2017. Para desconsolo de Messi e da Catalunha
Por que Cristiano Ronaldo empatará com Messi?

E conquistará o quinto troféu de melhor do mundo?

Será o The Best, designação que a Fifa escolheu para concorrer com a Bola de Ouro, entregue tradicionalmente pela revista France Football.

O motivo é mais do que óbvio. Cristiano Ronaldo fez uma temporada fabulosa. 60 gols em 60 jogos. E conquistou o torneio que mais importa para a Fifa. A Champions League. Competição que merece toda a reverência como a melhor do planeta. Superando, inclusive, a Copa do Mundo. Além de ganhar, de quebra, a Eurocopa e o Mundial de Clubes. Sua participação nestas campanhas também foi responsável pelo troféu que será entregue.

Quando não conseguir ir bem com a bola, ele contagiou seus companheiros, foi também líder. Algo que Messi não consegue incorporar. É algo que não pertence a esta encarnação do argentino.

O Brasil não pode nem sonhar com uma zebra. Não será desta vez que um jogador do país acabará com a hegemonia do português e do argentino. O duelo pessoal que faz tão bem para o Real Madrid, Barcelona e seus patrocinadores. O último intruso nesta briga foi Kaká, em 2007. Desde então, o embate que o mundo acompanha, dividido.

Como esterótipo, Cristiano Ronaldo é muito mais atleta, mais efetivo, mais agudo, objetivo. Narcisista. Já Messi, o jogador com muito maior repertório, de lances mais deslumbrantes, mais emotivo. O quase autista.

221 1024x682 Porque Cristiano Ronaldo levará o troféu de melhor de 2017. Para desconsolo de Messi e da Catalunha

Só que ambos vão muito além. Impossível imaginar o que seria de Portugal sem Cristiano Ronaldo ou a Argentina sem Messi.

Cristiano venceu as competições mais importantes do que seu eterno rival. Ganhou a Champions, o Espanhol e o Mundial. A Taça do Rei de nada servirá para Messi. O português é peça fundamental do melhor time do planeta, atualmente. Zidane e seu Real Madrid seguem impressionantes. O Barcelona segue tentando se reencontrar. A votação da premiação da Fifa leva em consideração apenas o calendário europeu, de agosto de 2016 até setembro de 2017. Será sempre assim.

Está mais do que claro que, se um novo Pelé aparecer no Brasil, não ganhará a premiação enquanto não for atuar na Europa. É evidente. Aliás, o país não teve concorrentes fortes antes de Neymar pelos mais diversos motivos. Adriano resolveu implodir sua carreira na farra. Ronaldinho Gaúcho se enjoou de treinar. E ficou fazendo apenas o necessário. Enquanto o esforçado e talentoso Kaká acabou vencido pelo joelho e quadril.

A média de votação em atletas brasileiros, desde 2007, é de 2%. Sim. Ninguém comoveu o mundo. Nem mesmo Neymar. Aliás, ele precisa mudar. Sua imagem de garoto mimado, arrogante o prejudica imensamente. Mas ele não parece preocupado. Ele segue acreditando se vencer uma Champions, como protagonista do PSG, receberá o troféu. Não é bem assim. Ele está muito desgastado com a imprensa europeia. Apesar da medalha olímpica, não é páreo para Cristiano Ronaldo.

Não dá para esquecer do inédito título da Eurocopa que Portugal conquistou. Ele teve uma participação histórica. Mesmo contundido, como grande líder do elenco. Lógico que isso também será levado em consideração. Messi seguiu capengando com a Argentina nas Eliminatórias.

421 1024x575 Porque Cristiano Ronaldo levará o troféu de melhor de 2017. Para desconsolo de Messi e da Catalunha

O sábio Tostão decretou que Neymar deverá ser o melhor do mundo. Se amadurecer. E só em três ou quatro anos. Por causa da provável decadência física de Cristiano Ronaldo, 32 anos, e Messi, 30. Só que ambos são atletas mais do que dedicados. E poderão ir até além, jogando em alto nível.

O mundo do futebol nunca registrou um duelo tão polarizado entre dois jogadores pelo prêmio de melhor do mundo. Pelé e Maradona foram os melhores, mas nas suas épocas. Não foram contemporâneos. O melhor de todos os tempos, completa hoje 77 anos. Maradona completará daqui uma semana, 57 anos.

A rivalidade foi ótima para o futebol espanhol. Os clássicos entre Real Madrid e Barcelona têm sido fantásticos. E uma guerra particular entres os dois. No ano passado, quando Cristiano Ronaldo venceria tão facilmente quanto esse ano, Messi não apareceu. O clube catalão deu o escudo. Ao anunciar que não liberaria seus jogadores para que treinassem para a Copa do Rey. Mentira descarada. Apenas poupou seu camisa 10 de ter de bater palmas ao português.

529 Porque Cristiano Ronaldo levará o troféu de melhor de 2017. Para desconsolo de Messi e da Catalunha

Não bastasse todos os atributos de Cristiano Ronaldo, chegou aos principais veículos de comunicação que o atacante do Real Madrid resolveu ajudar 370 famílias afetadas pelos grandes incêndios que assolam Portugal. Isso é fabuloso também para a festa que acontecerá em Londres. Seu narcisismo ficará em segundo plano.

Mas na sua sala gigantesca de troféus, chegará mais um.

O que o igualará ao rival argentino.

Mas ele deseja mais.

Vaidoso, Cristiano Ronaldo quer ser o melhor de sua geração.

E dará a alma também para vencer em outubro de 2018.

Antes haverá a Champions League desta temporada.

E uma tal de Copa do Mundo.

Competições que desempatarão o duelo dos últimos dez anos.

Porque o prêmio de 2017 é de Cristiano Ronaldo.

Para o desconsolo dos catalães.

E de um certo argentino...

(O troféu acaba de ser entregue.

Para o focado Cristiano Ronaldo.

A expectativa para 2018 só aumentou...
615 Porque Cristiano Ronaldo levará o troféu de melhor de 2017. Para desconsolo de Messi e da Catalunha

http://r7.com/CjGZ