divulgacao223 Pelé: seus netos não precisam da caridade de Wagner Ribeiro e do São Paulo. Acabe com essa constrangedora história...
Wagner Ribeiro já é responsável por 120 almas.

120 jogadores são agenciados pelo empresário, sócio do israelense Pini Zahavi.

Pini é parceiro de Kia Joorabchian, ex-presidente da MSI.

Já teve Kaká, Robinho.

Hoje não se contenta com Neymar e Lucas e mais 118 jogadores.

Milionário, está sempre buscando oportunidades para aumentar o seu imenso patrimônio.

Nada mal para quem era um mero gerente de banco em Jaú...

E com mais tentáculos do que um polvo, Ribeiro viu duas oportunidades sensacionais.

Tanto de mídia como de DNA.

Octávio, 12 anos, e Gabriel, 10 anos.

Não são dois fenômenos do futebol.

Muito pelo contrário, até.

Duas crianças que são especiais por seu avô, Pelé.

Os dois são filhos da renegada filha Sandra.

Ela faleceu sem o reconhecimento do pai.

O motivo: Sandra procurou a imprensa antes de se acertar com Pelé.

A história é triste e macula a imagem do maior jogador de todos os tempos.

Pelé nunca teve relacionamento com os netos.

De acordo com o pai, os meninos foram tentar a sorte no Paraná Clube para melhorar de vida.

Mas tinham dificuldades financeiras para frequentar uma boa escola particular.

A história se espalhou.

Pelé continuou sem se manisfestar.

Como se a história não fosse com ele.

Mas não Wagner Ribeiro.

Viu uma excepcional chance para ganhar mais mídia.

E, com a sorte de quem conseguiu beijar a sandália do Dalai Lama, arrebanhou mais duas almas.

Almas com o DNA real.

Esperto, ele não quis o óbvio: levá-los ao Santos.

Não...

A relação com Luís Álvaro já não é tão boa.

A ponto de sonhar levar Neymar para o Chelsea na janela de junho.

Wagner Ribeiro quer se aproximar de vez do São Paulo de Lucas.

Falou de sua idéia para Juvenal Juvêncio e o presidente que enfrenta o estatutos pelo terceiro mandato, adorou a idéia.

Dois netos de Pelé no São Paulo.

Terão até os 16 anos para mostrar se têm talento ou não.

Enquanto isso, estudarão nos melhores colégios.

Terão educação e um auxílio garantido para a família por Ribeiro.

Tudo isso sem Pelé mexer um músculo.

Ele já foi aconselhado a tentar se aproximar dos garotos.

Mas o ressentimento entre ele e a família de Sandra ainda é enorme.

Por vias tortas, bem tortas, as vidas de Gabriel e de Octávio deverão melhorar muito.

Eles se apresentarão ao novo clube em julho para não atrapalhar seus estudos.

Tomara que até lá Pelé se acerte com o pai dos garotos.

E os acolha.

É inaceitável que um empresário tenha de fazer caridade para ajudar dois meninos.

Essa história envergonha o País do futebol...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Conheça todos os blogs do R7


http://r7.com/d4nt