a121 Paulinho decidiu: este será o seu último ano de Corinthians. Bertolucci e Kia Joorabchian estão buscando clubes no mercado inglês. Onde já colocaram Ramires, David Luiz e Oscar. Por causa deles, o volante largou Brunoro...

Este é o último ano de Paulinho no Corinthians.

Se chegar até dezembro, será lucro.

Os planos do volante é ir embora na janela do meio do ano.

"Tem de vender quando o atleta está em alta."

Este é a frase que marca a vida de Giuliano Bertolucci.

O agora empresário do volante corintiano.

Paulinho tomou coragem e resolveu tirar as decisões da carreira da Brunoro Sports.

Como o nome diz, a empresa é administrada por José Carlos Brunoro.

Os dois já divergiram várias vezes.

Como no ano passado, quando o empresário defendia sua saída após a Libertadores.

Paulinho quis ficar e disputar o Mundial.

Aposta arriscada, mas que deu muito certo.

Acabou mais do que valorizado.

Só que agora ele entende que é, sim, hora de jogar na Europa.

E aceitou ser representado por Bertolucci pela penetração do empresário.

Ele tem contatos fortíssimos.

Até porque trabalha em conjunto com Kia Joorabchian.

A parceria não é destacada.

O motivo são os vários problemas que Kia teve com a Polícia Federal.

Chegou a ser proibido de pisar no Brasil na época da MSI.

Agora a situação está resolvida.

De vez em quando, o iraniano aparece pelo País.

Mas não precisa estar aqui constantemente.

Bertolucci resolve as suas pendências.

E, importante, busca jogadores no mercado brasileiro.

Kia teve participação na ida de Oscar ao Chelsea.

Assim como na de Ramires e David Luiz.

Sua proximidade com Roman Abramovich é mais do que íntima.

O Chelsea passa a ser uma possibilidade ao corintiano.

Com Bertolucci e Kia, a perspectiva de Paulinho cresce.

Não ficará apenas na dependência da Inter de Milão ou Roma.

Os contatos de Brunoro se restringiam a Itália e à Rússia.

O mercado inglês é o que está pagando melhor.

O sucesso de Ramires no Chelsea serve como porta de entrada de Paulinho.

Fora todo o sucesso de haver sido campeão mundial e titular da seleção brasileira.

O ex-jogador do Cruzeiro impressiona jornalistas britânicos pela versatilidade.

E quando Bertolucci ou Kia dizem que Paulinho faz a mesma coisa, têm de ser ouvidos.

Os dois são os empresários de Ramires, Oscar e David Luiz.

Na seleção, Paulinho ouviu dos três muitos elogios aos dois.

Por isso decidiu trocar de empresário.

O volante corintiano não é de longos discursos.

Mas tem uma personalidade forte.

E estava se desentendendo com Brunoro.

Queria mais independência em relação ao seu futuro.

Ficou muito irritado quando o dirigente do Pão de Açúcar o criticou publicamente.

Acreditava que o jogador cometia um erro ao ficar no Corinthians.

Brunoro bateu boca pela imprensa com Ronaldo, que entendia que o melhor seria sair depois do Mundial.

Paulinho se impôs, disse que não sairia e ficou.

"Aprendi uma coisa.

Independentemente da pessoa com quem você trabalha, a última palavra é do jogador.

Se o Giuliano ou o Pão de Açúcar trouxer alguma proposta, a última palavra vai ser minha.

Quem decide sou eu."

Agora a situação é outra.

Paulinho seguirá o ditado que marca a carreira de Bertolucci.

Sabe que está em alta e quer ganhar muito dinheiro com isso.

Há a certeza de que será um dos titulares de Felipão.

Estará na convocação do próximo dia 22.

E mostrará mais uma vez seu futebol para o mercado britânico.

Contra a própria Inglaterra, dia 2 de fevereiro, em Wembley.

Com a camisa da seleção.

Cenário ideal para Bertolucci e Kia.

Londres é o habitat do iraniano depois que foi implodida a MSI.

Paulinho abriu o melhor mercado do mundo ao trocar de empresário.

Sabe disso.

E que viverá seu último ano no Corinthians.

Fará 25 anos em julho, o momento de sair é agora em 2013.

Isso se não aparecer uma oferta milionária ainda nesta janela, de início de ano.

Em dezembro, o Corinthians comprou por R$ 13 milhões a parte do atleta que pertencia ao BMG.

E se tornou dono de 50% dos direitos econômicos.

O Audax, time do Pão de Açúcar, ficou com a outra metade.

Foi quando Brunoro procurou o jogador e disse haver interesse de clubes russos.

O atleta outra vez disse não.

Foi quando surgiram Bertolucci e Kia.

Inspirado na transação de Oscar para o Chelsea, Paulinho não pensou duas vezes.

E se prepara para os últimos momentos de Corinthians...

http://r7.com/WReA