18 1024x512 Palmeiras foi dormir sonhando com Diego Souza. Acordou com Deyverson.  Quem?  Atacante do Levante, que estava emprestado ao Alavés. E que custou metade que o Sport pedia por Diego Souza. O jogador da Seleção seguirá em Recife...
Dirigentes e conselheiros do Palmeiras tomaram um choque ontem. Eles estavam há semanas animados, sabiam que viria um reforço para o ataque. Um goleador de respeito. Para a Libertadores, Brasileiro e Copa do Brasil. Alguém para ganhar a posição de Borja. Alexandre Mattos, Mauricio Galiotte e Cuca incentivavam esta expectativa.

Depois da tentativa por Richarlyson, o sonho tinha nome e sobrenome. Diego Souza. Não havia um conselheiro importante ligado a Galiotte que não se assanhava esperando a transação com o Sport dar certo. No último final de semana, nos corredores do Palestra Itália, já havia abraços, brindes. O clima escancarado. Quem faltava iria chegar.

O time iria corrigir o erro de gastar R$ 35 milhões da Crefisa contratando Borja. O atacante que tanto tem animado Tite sumiu dos treinamentos do Sport. Estava em reunião constante com seu empresário Eduardo Uram, no Rio de Janeiro. Uram é o empresário predileto de Mattos. Os dois têm uma proximidade enorme.

Diego evitou entrar em campo contra o Coritiba, disputar sua sétima partida no Brasileiro com Sport. O que inviabilizaria jogar pelo Palmeiras neste Brasileiro.

Conselheiros ligados ao grande articulador político do Palmeiras, Mustafá Contursi, já até deixavam escapar detalhes. Seriam três anos de contrato para o meia atacante, que vive grande fase na sua carreira. Talvez a melhor.

Mas o choque veio ontem.

Se materializou no nome Deyverson. "Quem?", perguntavam ao jornalista as pessoas que deveriam servir de fonte no Palmeiras. Mesmo os mais ligados ao futebol não tinham a menor ideia de quem se tratava.

39 Palmeiras foi dormir sonhando com Diego Souza. Acordou com Deyverson.  Quem?  Atacante do Levante, que estava emprestado ao Alavés. E que custou metade que o Sport pedia por Diego Souza. O jogador da Seleção seguirá em Recife...

Sonharam com Diego Souza e acordaram com Deyverson.

As negociações com o jogador do Sport não prosperaram. A direção do time pernambucano foi muito competente. Fez questão de avisar Uram e Diego que equipararia os salários oferecidos pelos palmeirenses. E que ele seguiria sendo a grande e única estrela do Sport. Ao contrário de ser mais um no Palmeiras.

Na verdade aconteceram duas situações. Há cerca de dez dias, o gerente Cícero Souza foi a Pernambuco para fechar a transação. Só que os dirigentes do Sport foram muito firmes. Não iriam negociar o atleta por menos de R$ 40 milhões. No final de 2016, Diego Souza estendeu seu contrato. E a multa pulou de R$ 12 milhões para R$ 60 milhões. Cícero avisou Mattos, que mandou o gerente retornar. O clube não gastaria tanto.

A esperança era que Diego Souza convencesse os dirigentes a baixar a pedida. Só que a oferta que ele recebeu do Palmeiras não foi tão boa quanto esperava. Ele já ganha R$ 500 mil entre salários, luvas e bônus no Sport. Esperava pelo menos R$ 800 mil. Só que o clube paulista decidiu não pagar tanto. Chegaria a R$ 600 mil porque teria de gastar na compra dos seus direitos mais que esperava.

A negociação chegou a um impasse.

O Palmeiras não aumentava a proposta.

A direção do Sport garantiu que só abaixaria a pedida se Diego pedisse para sair do clube. O que não aconteceu porque o dinheiro oferecido seguiu abaixo do esperado. O jogador esperou de sexta-feira até hoje no Rio, resolvendo 'problemas particulares'. Avisou que deverá se reapresentar hoje. E enfrentar a Chapecoense amanhã. E encerrar de vez essa 'história de Palmeiras'.

3reproducaodp Palmeiras foi dormir sonhando com Diego Souza. Acordou com Deyverson.  Quem?  Atacante do Levante, que estava emprestado ao Alavés. E que custou metade que o Sport pedia por Diego Souza. O jogador da Seleção seguirá em Recife...

Ao mesmo tempo, na Europa, diante da inflacionada pedida do Sport e de Diego Souza, o Palmeiras decidiu fazer valer sua prioridade em Deyverson. O atacante carioca de 26 anos, canhoto, 1m88. Atleta que saiu do Mangaratibense para o Benfica B, Belenenses, Köln, Levante e Alavés.

Ele é um atacante alto, ágil e que lembra Liédson, ex-atacante do Corinthians, por sua movimentação na área. Mas muito menos veloz. Tem semelhanças dentro do gramado também com Alan Kardec, que atuou pelo próprio Palmeiras.

Cuca havia pedido ainda no ano passado que Alexandre Mattos monitorasse o jogador. O Palmeiras conseguiu a prioridade para o Brasil. Se ele não conseguisse um time grande da Europa, poderia voltar ao Brasil. Desde que fossem pagos 5 milhões de euros ao Levante, dono dos seus direitos. R$ 18,9 milhões. Menos da metade do pedido por Diego Souza. A Crefisa deu o dinheiro e foi assinado o contrato de cinco anos.

O clima de desilusão domina o Palmeiras. Porque a sua chegada enterrou a possibilidade contratação de Diego Souza.

Para tentar aliviar a decepção, o clube divulga a opinião do ex-treinador do Barcelona, Luis Enrique, sobre o atacante, contratado ontem.

"Deyverson é um dos atacantes complicados do futebol espanhol por seu nível técnico e físico. É muito bom no jogo aéreo, um lutador nato, continua as jogadas que cria para seu time na segunda bola. Chega muito bem na conclusão, é muito rápido na transição. É um jogador completo, que sempre será complicado de enfrentar."

Enrique elogiou um dos principais rivais, antes da final da Copa do Rey, como é de praxe, antes de qualquer decisão neste vasto mundo. O Barcelona venceu por 3 a 1. O brasileiro, 'jogador completo' não marcou. Mas no Espanhol, fez um dos gols na surpreendente vitória do Alavés por 2 a 1, no Camp Nou. E também deixou sua marca contra o Real Madrid, na derrota por 4 a 1.

Na derrota na final da Copa do Rey, os jogadores do Alavés ganharam suas medalhas de vice campeões. E Deyverson emocionou a Espanha ao deixar o gramado, subir as arquibancadas e dar sua medalha ao pai, que chorou muito de felicidade.

O jogador deverá se apresentar ainda esta semana em São Paulo.

O lugar onde sua contratação foi mais festejada foi Recife.

Houve a certeza que acabou o desejo do Palmeiras por Diego Souza.

Conselheiros, dirigentes, Leila Pereira e mesmo jornalistas que frequentam o Palestra Itália acordaram com idênticas dúvidas, neste dia de clássico contra o Corinthians.

"Por que Deyverson e não Diego Souza?

"Quem é Deyverson?"

http://r7.com/5FZV