Uma vitória para dar orgulho ao Atlético Mineiro. E preocupar, e muito, o Cruzeiro…

divulgacao18 Uma vitória para dar orgulho ao Atlético Mineiro. E preocupar, e muito, o Cruzeiro...
Vitória épica do Atlético Mineiro em Sete Lagoas.

Daquelas para lembrar quando as coisas não estiverem dando certo.

De dar orgulho.

Não pelo futebol apenas, mas pela superação.

Os vândalos cruzeirenses deram o seu apoio ao apedrejar o ônibus da delegação do time de Dorival Júnior.

Era o estopim da raiva que os jogadores precisavam.

Não bastasse a falta de competência e a acomodação do poder público que designou torcida única para o clássico.

Melhor solução para quem realmente não está disposto a se empenhar no trabalho.

Cuidar de duas torcidas rivas para quê?

Melhor só autorizar uma e acabou.

Dor de cabeça em um sábado de verão não combina com poder público.

Então lá foi o Atlético Mineiro enfrentar o caldeirão azul.

O Cruzeiro de Cuca tinha a obrigação de se impor.

Tudo estava a seu favor.

A torcida e a vontade de preparar um bom ambiente para receber o fatídico Estudiantes de Verón pela Libertadores.

Ganhar do incômodo rival de quintal seria obrigação para a tensa estréia na Libertadores.

E o Cruzeito tentou se impor na partida.

Mas mostrou a mesma falha crônica de 2010: o espaço para os adversários contragolpearem.

Além, de inseguro miolo de zaga.

A alternância de placar foi incrível.

O Atlético Mineiro também tem um sério problema com seus zagueiros.

Por isso os sete gols.

Vale a pena incensar Diego Tardelli.

Em mais uma renovação do elenco do Atlético Mineiro ele se impôs como artilheiro indispensável.

Mostrou sangue frio na hora de marcar seus três gols.

Sangue quente quando quis provocar os jogadores cruzeirenses.

E falta de bom senso na estúpida expulsão.

Mesmo assim roubou a cena em Sete Lagoas.

O argentino Montillo também se virou bem, mesmo sendo marcado por dois, até três jogadores.

Dorival Júnior sabia que o caminho da vitória estava em travar o argentino.

E explorar a fragilidade defensiva do Cruzeiro.

No novo Atlético para 2011 ficou claro a rapidez da equipe.

Nada de jogador carregar a bola por 30 metros até perder como era com Luxemburgo.

O time está mais rápido, ágil, compacto.

Lembra o início do Santos em 2010.

Sem os talentosos Ganso e Neymar, lógico.

Para ganhar a Copa do Brasil, como deseja Dorival, há mesmo o que trabalhar.

E por que não, buscar mais reforços.

A defesa e as laterais são pontos fracos.

Mas o espírito do time está impressionante.

A busca pela velocidade é incessante.

Já Cuca precisa acordar.

O toque de bola talentoso do seu time já está marcado.

É preciso criar outras variações, jogadas ensaiadas, algo novo.

E também, olhar de verdade para a sua zaga.

Para quem sonha em ganhar a Libertadores, o Cruzerio é um time muito fácil de contragolpear.

Tudo ainda está no começo no Brasil.

Os times buscam se acertar.

Mas quem quiser poderá tirar lições verdadeiras neste clássico de Sete Lagoas.

O Atlético Mineiro voltou mais confiante, com um futebol mais objetivo...

O Cruzeiro continua com elenco mais talentoso, mas com falhas gravíssimas...

Que a vergonha que a torcida passou em Sete Lagoas sirva para alguma coisa...

Cuca continua tendo enormes problemas quando tenta atacar.

Oferece a sua defesa para o adversário se divertir.

Diego Tardelli fez o que quis hoje.

No monótono Campeonato Mineiro dá para se recuperar.

O problema é se o time jogar assim a Libertadores...

Que alguém tenha coragem de apertar o senador suplente Zezé Perrela...

O time precisa de bons zagueiros.

Depois não vá chorar, Cuca...

Pergunte a Adilson Batista como faz bem perder o Campeonato Mineiro...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Depois de Roberto Carlos ir por dinheiro, Corinthians se prepara até para eventual saída do cansado Ronaldo…

AgenciaEstado27 Depois de Roberto Carlos ir por dinheiro, Corinthians se prepara até para eventual saída do cansado Ronaldo...
Andrés Sanchez sacramentou hoje pela manhã o que todos no Corinthians já sabiam.

Roberto Carlos saiu do Corinthians por dinheiro.

E não pelas ameaças da torcida.

O presidente corintiano não fez questão de protegê-lo.

Dourar a pílula...

Assumiu que o lateral tem uma proposta milionária.

Ganhará mais de três vezes o seu salário no Corinthians se fechar com o Anzhi.

Saiu do Corinthians sem discussão financeira.

Sem multa, com o clube deixando de pagar R$ 4 milhões dos futuros salários...

Andrés ficou completamente decepcionado com Roberto Carlos.

Não sentiu qualquer esforço do jogador para se integrar às coisas do Corinthians.

O dirigente já havia avisado o quanto ele é profissional.

Já que havia prometido encerrar a carreira no Santos.

Mas disse em outra ocasião que adoraria voltar ao Palmeiras.

Caiu no Corinthians por causa de Ronaldo, do projeto do Centenário, da busca pela Libertadores.

A direção corintiana chegou a oferecer proteção total ao jogador e sua família.

Os contatos políticos de Andrés Sanchez também lhe assegurariam tranquilidade.

A promessa era da Secretaria de Segurança Pública.

Mas nada comoveu o lateral que se dizia ameaçado pela torcida.

A rescisão foi acertada e nunca mais ele pisará no Parque São Jorge.

Quem também ficou decepcionado com tudo o que aconteceu foi Ronaldo.

Ele já havia cogitado antecipar a sua aposentadoria com a desclassificação da Libertadores.

E principalmente depois da revolta dos torcedores.

Se aconselhou muito com o seu grande amigo Roberto Carlos.

Quando resolveu escrever no Twitter que estava pronto para enfrentar os seus críticos e a raiva dos corintianos, Roberto Carlos resolve ir embora.

Não há nada de extraordinário para Ronaldo continuar jogando.

Apenas o fraco Campeonato Paulista.

E o Campeonato Brasileiro.

Ele está cansado e irritado.

Não há a desculpa de oferta maior.

Porque ele não tem.

Recebe R$ 1,8 milhão a cada 30 dias.

Mas está cada vez mais cansado de tudo.

Pessoas próximas a ele percebem sua desmotivação.

Não seria surpresa para Andrés Sanchez se Ronaldo decidisse parar de jogar a qualquer momento.

O dirigente até teria comentado em uma festa na madrugada deste sábado.

Ele está pronto para o pior.

Se Ronaldo quiser sair do Corinthians, por exemplo, na próxima segunda-feira, ele entenderia.

E não teria como protestar, brigar.

Ele é grato a todo o dinheiro e publicidade que o jogador trouxe ao clube.

O contrato de R$ 42 milhões com a Hypermarcas vale até o final de 2011.

Independente do obeso atacante.

O presidente percebe a falta de objetivo atual para a permanência do jogador no Corinthians.

Sem a Libertadores, o Corinthians, Roberto Carlos e Ronaldo perderam o rumo em 2011...

Acabou a grande motivação do ano.

O lateral-esquerdo mais vitorioso do futebol brasileiro foi embora.

Agora, o atacante mais midiático do mundo está sem chão...

Cansado de tudo...

Não será surpresa se resolver seguir os passos do amigo e ir embora...

E sabe que não faria nenhuma falta para o time.

Pelo contrário até.

Com ele, Tite é obrigado a montar a equipe como se estivesse com dez jogadores em campo.

E está.

Gordo, sem nenhuma mobilidade, Ronaldo só está sendo motivo de chacota.

Não marcou sequer um gol em 2011...

Andrés já sabe.

E está preparado para o pior.

Ou para o melhor.

Ronaldo pode parar a qualquer instante...

(E enquanto isso, Roberto Carlos festeja.

Fechou com o time russo por R$ 22 milhões em dois anos.

Nunca ameaças de torcedores foram tão bem-vindas...)

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

A TV Globo escondeu a Seleção de Neymar na madrugada…Pensando na Olimpíada de Londres que não transmitirá…

divulgacao28 A TV Globo escondeu a Seleção de Neymar na madrugada...Pensando na Olimpíada de Londres que não transmitirá...
Por que a Seleção Brasileira Sub-20 fez tantos jogos às 00h10?

Ninguém no Sul-Americano do Peru atuou neste horário ingrato para o público nacional...

Como hoje, quando o time de Neymar decidirá o título contra o Uruguai e decidirá ou não sua ida à Olimpíada...

Nada é por acaso envolvendo televisão.

No Brasil, a TV Globo é dona dos direitos dos jogos para o território nacional.

Como faz com o Brasileiro, repassa a Bandeirantes com um custo mais baixo.

A empresa argentina Full Play é dona dos direitos da Sub-20.

E está tentando tomar da brasileira Traffic a Copa América.

Mas isso não vem ao caso.

O que importa é o horário que a Globo exigiu os jogos do Brasil.

Impôs o das 00h10 durante a semana por motivo muito simples.

Deixar a Seleção Pré-Olímpica a mais desconhecida possível da população em geral.

Foi raridade o que aconteceu na quarta-feira, quando houve jogos em Arequipa e nos regionais.

Nesta luta pela liderança da audiência no País, não vale a pena para a Globo valorizar a Seleção que vai a Londres em 2012.

Pelo simples motivo que a emissora carioca não tem direito sobre a próxima Olimpíada.

Ela é da Record.

Quanto menos Neymar, Lucas e Casemiro brilharem...

Quanto menos apego da torcedor ao time de Ney Franco, melhor...

Quantas pessoas podem ir dormir depois das duas da madrugada e trabalhar no dia seguinte?

A lógica é cruel e foi seguida à risca.

A Argentina, por exemplo, que não tem esse problema interno sempre jogou antes do Brasil.

A desculpa que no Peru o fuso horário é de menos três horas em relação ao nosso país é mera desculpa.

A Globo poderia impor o horário que desejasse.

E foi o que ela fez.

Por isso, o Brasil decidirá hoje o seu futuro amanhã.

A frase só é sem sentido para quem vai acompanhar a partida contra os uruguaios às 00h10 deste domingo.

A compensação virá no meio do ano que vem.

Quando, aí sim, o time de Neymar jogará em um horário que todos poderão assistir.

E torcer.

Brigará pela inédita medalha de ouro olímpica.

E não terá como a Globo mandar as partidas para as madrugadas.

Para sorte do torcedor...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Por que Roberto Carlos desmentiu Roberto Carlos. E pediu a rescisão do Corinthians…

divulgacao92 Por que Roberto Carlos desmentiu Roberto Carlos. E pediu a rescisão do Corinthians...
Cinco horas.

Foi o tempo necessário para Roberto Carlos desmentir Roberto Carlos.

Nem Duílio Monteiro Alves acreditou.

O empresário Fabiano Farah foi definitivo: o lateral não tem interesse em continuar no Corinthians.

E quer o seu contrato rescindido.

Monteiro Alves entrou em contato imediatamente com Andrés Sanchez que voltou de Paris.

O presidente corintiano soube que Farah alegava que o jogador decidiu sair pelas ameaças que recebeu dos torcedores.

As mesmas ameaças que o lateral garantiu que iria enfrentar no começo da tarde.

Incoerência ou proposta maior do futebol americano, do futebol russo?

Andrés e os dirigentes corintianos têm a certeza de que as ameaças estão sendo usadas como desculpa.

A questão é absolutamente financeira.

O principal dirigente corintiano ficou arrasado com a postura do jogador.

Ele confiava na garantia do próprio Ronaldo de que Roberto Carlos continuaria.

Tanto que estava aliviado no início da tarde com a garantia da permanência.

Só que no futebol, principalmente envolvendo dinheiro, muda rápido demais.

Roberto Carlos tem 37 anos.

Pode ser a última oportunidade de assinar um bom contrato no exterior.

Sem a Libertadores, ele ficaria sem objetivo maior no clube.

A rescisão do contrato ficou acertada.

Mas Andrés Sanchez ainda vai tentar conversar pessoalmente com o jogador.

Tentar convencê-lo a ficar.

Ou pelo menos ouvir dele as suas justificativas.

A amigos, Roberto Carlos acabou de falar, às 19h30, que não tem mais vontade de seguir no Corinthians, no Brasil.

"Não dá mais", disse.

Com a mesma convicção de quem garantiu: "Vou ficar", às 13h30.

Antes, havia garantido em rede nacional, na TV Bandeirantes, falando com Rivaldo.

Se Roberto Carlos realmente sair, ele acaba sendo o injusto símbolo da humilhante desclassificação da Pré-Libertadores.

Ele nem entrou em campo contra o Tolima, em Ibigué.

E mostra que a sua contratação foi apenas espuma.

Um projeto de marketing fracassado.

Andrés Sanchez, em coletiva amanhã, colocará tudo em pratos limpos.

Fabiano Farah e Duílio Monteiro Alves acertaram a rescisão.

Amanhã deverá ser o adeus.

Pela porta dos fundos, sem torcida dando boné e camiseta...

Deverá, porque com Roberto Carlos é assim...

O que ele disser agora não vale daqui a duas horas...

Los Angeles Galaxy-EUA e Anzhi Makhachkala são os clubes interessados nele.

O mesmo jogador que se dizia encantado com o Corinthians...

Tão vivido e com uma carreira maravilhosa, Roberto Carlos deveria valorizar algo fundamental na vida...

Sua palavra...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Apesar das ameaças de morte e do perfume de Beckham, Roberto Carlos quer continuar no Corinthians…

divulgacao11 Apesar das ameaças de morte e do perfume de Beckham, Roberto Carlos quer continuar no Corinthians...
A garantia vem da diretoria corintiana.

Roberto Carlos vai continuar no clube.

Ele já teria antecipado a Andres Sanches sua vontade de ficar.

Apesar de haver denunciado as ameaças de morte que recebeu por telefone e perseguição de motoqueiros...

Paranóia, tietagem ou real ameaça, Roberto Carlos estava profundamente amedrontado..

Mas resolveu não se entregar...

O lateral resolveu desprezar a sondagem que recebeu do futebol americano.

Mesmo podendo ganhar muito mais.

Ronaldo teve muito a ver com essa decisão, ainda de acordo com conselheiros ligados a Andres.

O atacante conversou com o jogador e disse que seria uma vitória dos 'bandidos' deixar o Corinthians.

Sair pela porta de trás.

Roberto Carlos ficou realmente assustado com a reação da torcida diante da eliminação da Pré-Libertadores.

Ainda mais porque ele não jogou.

E passou a ser chamado de 'amarelão'.

A sua não escalação se deveu a Tite.

Como o jogador se queixava de dores musculares, o treinador resolveu deixá-lo de fora em Ibagué.

Ficou estranho porque na véspera da partida, Roberto Carlos garantiu que jogaria.

A situação foi levada de maneira amadora.

Tanto Tite como Roberto Carlos ficaram expostos, como se alguém estivesse mentindo.

Depois de uma chegada apoteótica, o lateral não conseguiu empolgar.

Nem dentro de campo e muito menos fora.

Por maior que tenha sido o trabalho do departamento de marketing, grandes empresas não investiram no jogador.

Ele havia feito um acordo que teria um fixo e mais a verba das publicidades que faria pelo Corinthians.

Como não fez, ficou com o fixo, cerca de R$ 400 mil.

Pouco dinheiro diante do R$ 1,8 milhão de Ronaldo.

Ele acredita que recebe pouco pela sua carreira no Parque São Jorge.

O lateral esperava continuar a jogar sem maiores problemas com o clube.

Até que surgiu a eliminação da Pré-Libertadores.

Andres Sanches também recebeu ameaça de morte por parte dos torcedores.

Notificou a polícia e todos os seus telefones são rastreados.

Ele também usa seguranças quando acha necessário.

Roberto Carlos sempre teve guarda-costas desde que voltou ao Brasil.

Agora seus telefones passam a ser rastreados pela Polícia.

E com todo o apoio de Ronaldo e dos dirigentes, ele vai anunciar que fica no Corinthians hoje à tarde.

É o que o seu procurador Fabiano Farah, Ronaldo e a cúpula do clube espera.

Ele não vai para os Estados Unidos, não se reencontrará com o perfumado Beckham...

Vai continuar a frequentar o CT do Parque Ecológico...

A decisão oficial será anunciada logo mais à tarde...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Sem Palaia por perto, Valdivia fez as pazes com Felipão. Sorte do Palmeiras…

reuters823 Sem Palaia por perto, Valdivia fez as pazes com Felipão. Sorte do Palmeiras...
A melhor notícia para o Palmeiras.

Valdivia e Felipão finalmente se entenderam.

Com a troca de diretoria, o chileno perdeu a proteção.

Ficou sem o vice Salvador Hugo Palaia, articulador da sua volta ao Palmeiras.

O jogador de R$ 14 milhões se viu brigado com o técnico e exposto a dirigentes que não conhecia.

Depois dos três vexames consecutivos de colocá-lo para jogar e ter de tirá-lo com menos de 30 minutos...

Luiz Felipe Scolari resolveu ser mais exigente e duro com o meia.

Exigiu que a diretoria fizesse um documento o proibindo de jogar futebol nas férias.

Se ele não podia atuar pelo Palmeiras seria ridículo participar de jogos beneficentes.

Valdivia se recusou a assinar o tal papel.

E ficou ressentido com Scolari.

O treinador não se importou e avisou que ele seria tratado como mais um no clube.

Não teria o tratamento especial que imaginava merecer.

Palaia e o maior investidor em Valdivia, Osório Furlan, acreditavam que era melhor negociá-lo com o Fluminense.

O clube carioca sabe que terá dificuldades em contar com Deco na temporada.

As seguidas contusões podem até tirá-lo das Laranjeiras.

Mas os principais candidatos à presidência, Paulo Nobre e Arnaldo Tirone, juraram que ele não sairia.

E Tirone segurou Valdivia.

O clima para o chileno, por mais irônico que possa parecer, melhorou muito com a saída de Palaia.

Scolari havia jurado por todos os santos que ele só sairia do departamento médico quando estivesse completamente curado.

E foi até um pouco além.

Como não precisava dele, já que a primeira fase do Campeonato Paulista é longa e desinteressante, o segurou.

Mesmo tendo ótimas notícias dos médicos, quis deixar Valdivia sentir saudade de entrar em campo.

Pelos treinos, o técnico já percebeu que ele está no ponto há algum tempo.

Por estratégia de vida até, o deixou esperando.

Desejando que valorizasse de verdade ser ídolo do Palmeiras.

O arremate foi uma longa conversa que os dois tiveram.

Scolari quis saber como ele estava.

Valdivia foi receptivo e explicou ao técnico que no Oriente Médio treinava e jogava muito menos.

E que mesmo não estando acostumado mais a atuar tanto como no Brasil, quis forçar para ajudar o Palmeiras.

Admitiu que foi além do limite.

Scolari retrucou que ele ainda é peça fundamental no Palmeiras que está montando.

A conversa foi franca, boa.

Houve uma reaproximação de verdade.

Scolari nunca gostou da maneira paternalista com que Palaia tratava Valdivia.

O estragava.

Agora ela não existe mais.

E o meia passou a confiar em Felipão, se sentiu integrado.

Ele não entendia a rejeição do técnico.

Jogando ou não contra o Americana amanhã, não importa.

O Palmeiras ganhou o seu maior reforço para o ano.

Valdivia.

Motivado e humilde.

Não o meia mimado que desembarcou no Palestra Itália em 2010.

É esse jogador que Luiz Felipe Scolari e o Palmeiras precisam...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Lula implora pelo fim de carreira de Ronaldo. Adriano alcoolizado e sem carta. Ronaldinho Gaúcho na balada, de novo. Qual jogador é o rei dos vexames no Brasil?

divulgacao10 Lula implora pelo fim de carreira de Ronaldo. Adriano alcoolizado e sem carta. Ronaldinho Gaúcho na balada, de novo. Qual jogador é o rei dos vexames no Brasil?
Lula disse em um vôo que Ronaldo está gordo demais e já passou a hora de parar de jogar futebol.

Está atrapalhando o time do coração do ex-presidente do Brasil.

O departamento físico do Flamengo divulga que Ronaldinho Gaúcho precisa treinar e perder peso.

Na noite anterior da divulgação da notícia, ele estava em uma forte balada regada a samba no Rio.

Mais uma.

Até a madrugada.

Adriano foi pego alcoolizado dirigindo seu Porshe no Rio de Janeiro.

Ele mal havia chegado ao Brasil para passar um mês e meio e se recuperar da operação no ombro.

Roberto Carlos jurou que iria encerrar sua carreira no Corinthians.

Se dizendo ameaçado por torcedores, quer voltar a jogar no Exterior.

De preferência nos Estados Unidos.

Carlos Alberto se diz pronto para uma nova vida no Grêmio.

O presidente do Vasco, Roberto Dinamite, garante estar livre do jogador mais problemático que viu na vida.

Diz que o meia, além de engordar, constantemente, não aceitou ser cobrado pela péssima campanha do time.

Fábio Costa está encostado no Atlético Mineiro desde a saída de Luxemburgo.

Dorival Júnior não o quer no grupo.

Não apareceu sequer um clube interessado em aceitar o goleiro emprestado pelo Santos.

Ídolos do futebol brasileiro estão passando por enormes vexames nas suas carreiras.

Qual deles passa pelo pior?

De quem você fica constrangido ao ouvir o nome ?

Quem merece estar passando tanta vergonha?

Quem cavou a própria cova?
newsoftheworld Lula implora pelo fim de carreira de Ronaldo. Adriano alcoolizado e sem carta. Ronaldinho Gaúcho na balada, de novo. Qual jogador é o rei dos vexames no Brasil?

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Os gols de Liedson provocam raiva dos dirigentes corintianos. Não o priorizaram e se arrependem…

divulgação3d Os gols de Liedson provocam raiva dos dirigentes corintianos. Não o priorizaram e se arrependem...
Enquanto Andrés Sanchez passeava por Paris, para reencontrar velhos amigos, Ricardo Teixeira e Mano...

Seus companheiros mais próximos lamentavam a partida contra o Ituano.

Justamente pela vitória por 4 a 0.

Ela veio exatamente uma semana depois da eliminação da Pré-Libertadores pelo Tolima.

O que doeu nos parceiros de Andrés foi o desperdício de Liedson.

O atacante marcou dois gols ontem no Pacaembu.

Doeu ver o 'Levezinho', como é chamado em Portugal, atuar tão bem...

Por ele ser ter sido o plano D, não houve tempo hábil para contratá-lo a tempo para atuar contra o Tolima.

Ronaldo paralisou o clube na busca de atacantes para a Libertadores.

Andrés Sanchez perdeu um tempo precioso acreditando que ele faria mesmo Adriano atuar no Parque São Jorge.

Depois a minissérie Luís Fabiano vem ou não vem?

Foram semanas esperando que ele convencesse a direção do Sevilla a liberá-lo para o Corinthians.

Pura bobagem os 7 milhões de euros oferecidos aos espanhóis.

Eles queriam 20 milhões e ponto final...

A partir daí, a tentativa de Marcelo Moreno.

Outros dias que custaram ouro.

Quando foi falado a sério com Liedson já era tarde demais para a Pré-Libertadores.

"Não tem problema. Usaremos na própria Libertadores", defendiam conselheiros e amigos do peito de Andrés.

Só que não há Libertadores para o Corinthians.

Por isso os gols do Levezinho doem tanto na diretoria.

Após a partida de ontem, o tom de tristeza dominava as tribunas do Pacaembu.

"Ah, se o Liedson estivesse livre há uma semana ainda estaríamos na Libertadores", me dizia um importantíssimo dirigente.

Agora, só resta aplaudir os gols do atacante no Campeonato Paulista.

E no Brasileiro...

Que Andrés Sanchez aproveite bem o seu passeio em Paris e esqueça sua falta de planejamento no Corinthians...

( Os próprios corintianos já demonstraram a decepção com a eliminação precoce da Libertadores.

O Pacaembu ontem tinha pouco mais de seis mil pessoas.

Não é preciso vândalos quebrando carros ou ameaçando jogadores.

O desprezo ao time é prova definitiva do fracasso da organização do futebol em 2011.

Não há com o que se empolgar...)

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Brasil sub-20 sem Neymar é um time comum, igual aos outros. Duro é depender tanto dele…

divulgacao04 Brasil sub 20 sem Neymar é um time comum, igual aos outros. Duro é depender tanto dele...
Foi um sufoco.

O Equador perdeu pelo menos quatro gols no segundo tempo.

O Brasil ganhou por 1 a 0, com Oscar levantando a bola na cabeçada de Casemiro.

Está a um ponto da Olimpíada de Londres.

Mas mostrou o quanto este time sub-20 depende de Neymar.

Os equatorianos jogaram de igual para igual com a Seleção Brasileira de Ney Franco.

A partida foi absolutamente equilibrada.

Mesmo o treinador brasileiro confirmou na coletiva que seu time foi acuado.

Sim, o Brasil foi pressionado pelo Equador.

Teve de apelar para chutões, cera e sorte para preservar a importantíssima vitória.

Nas tribunas do estádio em Arequipa, no Peru, Neymar, suspenso, observava dois times iguais.

Seu talento é que desequilibrou esse sul-americano sub-20 para o Brasil.

É ele quem dribla, destrói defesas adversárias, faz gols com o pé direito e esquerdo.

A dependência brasileira do atacante santista é assustadora.

Que o desespero contra o Equador sirva para Ney Franco, Mano Menezes, Padre Marcelo, Anderson Silva...

Alguém precisa de coragem para chacoalhar Neymar e mostrar a sua importância à Seleção.

Ele não pode tomar cartão amarelo por se envolver em confusão com o goleiro da Argentina, como na rodada passada...

Casemiro e Lucas são bons jogadores.

Mas o Brasil sem Neymar é uma equipe absolutamente comum.

Só não perdeu para o Equador por sorte.

Algo drástico precisa ser feito se o Brasil confirmar a vaga olímpica no sábado...

É temeroso demais a Seleção depender tanto de Neymar na Olimpíada.

Ainda mais com seu enorme ego.

Uma discussão com um jogador adversário ou com o árbitro pode travar o sonho da medalha de ouro.

Que ele não leve para o lado de orgulho essa triste dependência.

E contra os uruguaios ele não queira decidir a partida sozinho.

Seus dribles e chutes a gol são importantes.

Mas talvez também fundamental ele saber que basta estar em campo que ele atrai dois ou três zagueiros.

Tanto respeito facilita para os demais jogadores brasilerios que ficam livres.

Por isso, atenção total na partida contra os uruguaios, líderes do sul-americano.

Neymar não pode vacilar de novo.

Não cair em provocações bobas, gratuitas.

Agora resta rezar para São James Dean do Suarão.

Que ele conserve o seu juízo no sábado e na Olimpíada.

Ninguém do mundo gostaria de estar na dependência de Neymar.

Principalmente Ney Franco e os outros jogadores da seleção brasileira...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Diego Cavalieri e a perigosa síndrome do goleiro reserva no Fluminense. Foram dois pontos jogados fora ontem contra o Argentino Juniors…

divulgação82 Diego Cavalieri e a perigosa síndrome do goleiro reserva no Fluminense. Foram dois pontos jogados fora ontem contra o Argentino Juniors...
Diego Cavalieri já foi o sonho de consumo do Corinthians, Santos, Internacional e Flamengo.

Reserva de Marcos no Palmeiras, empresários e dirigentes de acreditavam haver um enorme desperdício.

Nos treinamentos e nas poucas partida em que pôde jogar mostrou grande talento.

Reflexos apurados, confiança nas saídas do gol, moral para gritar com os zagueiros.

Muricy Ramalho fez questão de se informar a respeito de Cavalieri assim que acabou o Brasileiro.

Apesar do título, ele não tinha um goleiro para chamar de seu.

Alguém que despertasse a sua confiança.

E houve a chance de contratá-lo.

Até de maneira mais fácil do que se esperava.

Infelizmente, havia um motivo.

Ou melhor, nove.

São nove anos como reserva.

Primeiro no Palmeiras, depois no Liverpool, no Cesena.

Cavalieri se desacostumou a disputar partidas seguidas.

A pressão das torcidas, a cobrança do treinador, do time.

Ele estava condicionado a treinar, treinar e depois sentar no banco de reservas.

Ser um torcedor privilegiado e bem recompensado.

Um dos mellhores preparadores de goleiros do País, Carlos Pracidelli, o considera excelente.

"Ele tem todos os fundamentos para brigar até por uma vaga na Seleção Brasileira."

Foi esse jogador que Muricy recomendou.

E foi outro que chegou ao Fluminense.

No empate de ontem contra o Argentino Juniors, teve uma falha absurda, comprometedora.

Errou o tempo em um cruzamento banal.

A bola o encobriu como a um iniciante e caiu na cabeça do minúsculo Niell, de 1m62...

Ele marcou o segundo gol argentino.

Sorte que Rafael Moura não permitiu que o prejuízo fosse total e marcou também dois de cabeça.

Ao final do 2 a 2 no Engenhão, a torcida gritava por Ricardo Berna, goleiro que acabou como titular em 2010.

Muricy Ramalho não se conformava, mostrava o distintivo do Fluminense e pedia apoio a Cavalieri.

Em vão.

Os torcedores já estavam irritados com ele desde a derrota para o Botafogo.

E ontem, ao contabilizar cinco gols sofridos em duas partidas, toda a raiva foi canalizada no goleiro.

Ele tentava se manter tranqüilo, evitar o confronto.

Mas Cavalieri sabe que esse início de trabalho seria bem difícil.

Nove anos na reserva pesam demais no lado psicológico.

Muricy Ramalho fará tudo para preservá-lo.

Até por obrigação.

Não foi uma contratação barata.

Pelo contrário.

Vai lhe dar todo o apoio possível.

Mas a pressão das arquibancadas já chegou na diretoria.

Há um descontentamento crescente em relação ao goleiro.

Os dois pontos desperdiçados em casa ontem foram contabilizados na sua conta.

Apesar de o time ter sido um desastre.

Feito inúmeros inúteis chuveirinhos e ligações diretas, com chutões da defesa para o ataque.

O meio de campo praticamente não existiu na construção das jogadas.

Sorte a evoluçao de Rafael Moura para evitar a derrota.

Cavalieri está pagando o pago.

Mas Muricy Ramalho tem se explicar e, principalmente, buscar novas opções no meio de campo.

E se Cavalieri não mostrar personalidade para ser titular, o recolocar no local que está acostumado: no banco.

Não há tempo a perder na Libertadores.

Não há como recuperar os dois pontos perdidos ontem no Engenhão.

O grupo é difícil, conta com Nacional do Uruguai e América do México.

É obrigação o Fluminense acordar para não correr o risco de ser eliminado logo na primeira fase.

Pelo futebol de ontem, a situação é preocupante...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7