O Cruzeiro do meio para a frente é empolgante. Do meio para trás, se não fosse Fábio… Pense um pouco, Cuca…

divulgacao131 664x1024 O Cruzeiro do meio para a frente é empolgante. Do meio para trás, se não fosse Fábio... Pense um pouco, Cuca...
O Cruzeiro venceu ontem o Guarani no Paraguai.

Poderia cair na tentação de tecer loas à campanha, que realmente é fabulosa.

Já é primeiro colocado no grupo, não vai tomar uma sonora goleada do Estudiantes.

Escrever que Thiago Ribeiro alcançou Jairzinho e já é o segundo artilheiro do Cruzeiro na Libertadores.

Ambos marcaram 12 gols, enquanto o bom Palhinha conseguiu 20.

Comemorar a 30ª vitória do trabalhador Cuca, que está calando muita gente, até este blogueiro...

Mas isso seria fácil.

E não alertaria sobre o que precisa ser corrigido...

Difícil é escrever sobre o grave defeito que a equipe mostrou ontem.

E na maioria das suas partidas.

A fragilidade da proteção dos zagueiros.

Incrível como o fraco e desmotivado Guarani teve chances de marcar vários gols.

Outra vez, Fábio envergonhou Mano Menezes.

Teve mais uma atuação impressionante.

Foram inúmeras defesas.

Marquinhos Paraná e Henrique continuam mostrando muito talento para sair com a bola dominada.

Mas péssimo posicionamento nos contragolpes adversários.

Vitorino se desdobra, mas não consegue jogar por ele e Gil.

Aliás, Gil é um caso à parte.

Continua instável, imprevisível.

Durante qualquer partida faz ótimas antecipações, firmeza nas cabeçadas...

E falhas bizonhas, infantis...

O lugar de Gilberto não é atrás.

Não tem mais o menor cacoete para sair correndo atrás de atacantes.

Definitivamente, não é a sua posição...

Cuca precisa prestar atenção neste grave defeito.

Está brincando com fogo na defesa...

A partir da próxima fase, uma falha aproveitada pelo adversário pode por tudo a perder.

Não é possível só bater palmas para Fábio e não perceber o óbvio.

Se o goleiro se destaca em todas as partidas é que os adversários estão tendo chances e chances de marcar...

Tendo o talento de Montillo e de Roger no meio de campo, os volantes não podem sair tanto...

E, principalmente, ao mesmo tempo.

É suicídio...

Há que se pensar também na cobertura de Pablo...

É um convite para qualquer time atuar com dois jogadores fixos nas laterais cruzeirenses...

O momento é de festa, sentimento de superação...

Mas é necessário frieza, ter a humildade para ver o que não está dando certo...

Até porque o sonho é de ganhar a Libertadores...

Há sim muita chance até...

Mas se corrigir esse problema crônico na marcação...

Caso contrário, o excelente Cruzeiro de Cuca não vence a Libertadores...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Só Celso Roth para acabar com a alegria que Oscar e D’Alessandro levaram aos colorados. Roth é o José Lewgoy do futebol…

divulgacao34 Só Celso Roth para acabar com a alegria que Oscar e DAlessandro levaram aos colorados. Roth é o José Lewgoy do futebol...
Celso Roth tem um estilo diferente de viver.

Tudo indica que ser xingado, questionado, criticado o estimula.

Desperta nele vontade de viver.

Se fosse ator no anos 50 brigaria com José Lewgoy pelos papés de vilões na chanchadas de Oscarito.

Teria prazer em ouvir o público o vaiando cada vez que aparecesse na tela...

Como era costume no ingênuo espectadores da metade do século passado....

Quando surgia o vilão da história...

Bigodinho a la Lewgoy, Roth já gosta de usar...

O comportamento fechado com os jogadores, jornalistas, torcedores faz com que uma nuvem cinzenta o acompanhe por onde passe...

Sempre foi assim...

Agora no Internacional, ele conseguiu a façanha da conquista da Libertadores de 2010 com méritos...

Deu o vexame histórico de comandar o time na derrota para o Mazembe...

Mas seu trabalho foi reconhecido a ponto de não perder o cargo na volta para o Brasil...

Pelo contrário, teve seu contrato renovado...

Mesmo com mais da metade da diretoria querendo Paulo Roberto Falcão para seu cargo...

Em vez de relaxar, se mostrar contente, feliz...

A carranca não se desmanchou da sua fisionomia...

As vaias, os palavrões da própria torcida do Inter o perseguem onde que que vá...

É como se fosse uma campainha o avisando que ele não nasceu para sorrir...

Ele dá motivo...

Ah, como dá...

Parece de propósito....

Ou como explicar o que aconteceu ontem?

Depos de uma vitória sem contestação diante do boliviano Jorge Wilstermann por 3 a 0...

Ele roubou a cena...

Quando a torcida colorada e os jornalistas gaúchos comemoravam a dupla Oscar e D'Alessandro...

Surgiu José Lewgoy...

Ou melhor, Celso Roth...

Ele conseguiu quebrar todo o encantamento da dupla que esbanjou técnica e talento...

Tirou a fantasia ao dizer que os dois terão de exercer outras funções se quiserem jogar juntos...

Ou seja: terão de marcar o adversário.

Roth conseguiu em segundos acabar com o clima de empolgação.

Todos entenderam o que ele quis dizer...

Um volante brucutu deverá substituir o habilidoso Oscar, que finalmente se adaptou ao Internacional...

E dá-lhe críticas a José Lewgoy...

Que prazer sórdido Celso Roth nutre em acabar com a alegria dos times que dirige...

Ele opta pelo futebol mais feio possível...

E se o time começa a agradar demais aos olhos, ele trata de acabar com a festa...

Só pode ser um amante das vaias, das críticas...

Celso Roth não quer o papel do mocinho, do homem a ser admirado, cultuado...

Ele quer é ser xingado...

Isso o nutre...

Dá força para viver...

Que pena, José Lewgoy do futebol...

Que pena, Internacional....

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Passou da hora de cobrar Paulo César Carpegiani. O São Paulo não pode ser mais um time bipolar…

divulgacao25 Passou da hora de cobrar Paulo César Carpegiani. O São Paulo não pode ser mais um time bipolar...
Frustrante...

A palavra resume a derrota de ontem do São Paulo diante do Santa Cruz.

O clube estava embalado depois da quebra do tabu contra o Corinthians.

A vitória empolgou a todos no Morumbi.

E a apresentação de Luís Fabiano indicava que começaria uma nova era no clube.

O caminho óbvio seria vencer logo a Copa do Brasil e garantir a Libertadores de 2012.

Mas esqueceram de avisar o Santa Cruz.

Zé Teodoro tratou de organizar uma marcação forte, ríspida na intermediária.

E no mais, a maravilhosa e agoniada torcida pernambucana fez o resto.

Depois de ser eliminada da Série D do Brasileiro de 2010, a Copa do Brasil virou Copa do Mundo...

Os torcedores colocaram fogo nos seus jogadores.

Mesmo sem a técnica dos rivais paulistas, conseguiram lutar e proteger a área como se lutassem pela sobrevivência.

A pane mental sofrida por Rodrigo Souto deixou o jogo ainda mais dramático.

Ele marcou um gol contra de dar orgulho em Oséas...

A grande atração em Recife conseguiu acertar um bom chute da entrada da área, mas mostrou falta de ritmo...

Rivaldo não conseguiu ser o jogador de armação que o time precisava...

Não jogou bem, mas foi só uma partida depois de muito tempo na reserva...

É compreensível...

O que não se entende foi o nervosismo, a falta de calma do São Paulo como um todo...

A equipe toda se perturbou demais com a marcação forte, mas leal do Santa Cruz...

E com a torcida...

O time foi para Pernambuco com a missão de vencer a partida por mais de dois gols e eliminar o jogo da volta...

Acabou derrotado e tendo a obrigação de vencer de qualquer maneira no Morumbi para seguir na Copa do Brasil...

De favorito à conquista da Copa do Brasil a sério candidato à eliminação...

Os dirigentes já começam a olhar sério para Paulo César Carpegiani...

Querem algo que ele não consegue dar desde que foi contratado...

Estabilidade, padrão de jogo...

O São Paulo parece que está amarrado a uma montanha russa...

Faz campanha bipolar...

Depois de vitórias empolgantes, derrotas inexplicáveis...

Como a de ontem, em Recife...

Paciência tem limite, Juvenal...

Não faça de Carpegiani um novo Ricardo Gomes...

Chegou a hora da cobrança...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Medo de futuro vexame fez a apresentação de Adriano no Corinthians ser a mais discreta possível. Sem torcida, sem farra…Um casamento em segredo…

divulgacao221 Medo de futuro vexame fez a apresentação de Adriano no Corinthians ser a mais discreta possível. Sem torcida, sem farra...Um casamento em segredo...
Mais discreto, impossível

O Corinthians apresentará amanhã Adriano como se tivesse medo.

Andrés Sanchez pensou bem e não buscou o comprometimento antecipado.

Apesar do discurso apaixonado de Ronaldo, jurando que o atacante vai se comportar, não há confiança.

Como um candidado à presidência da CBF pode passar um vexame público?

Organizar uma festa de arromba para um jogador que pode abandonar o clube a qualquer momento.

Melhor, não.

Bastam as duas centenas de jornalistas que deverão ir amanhã ao CT do Parque Ecológico e ponto final.

Nada de escola de samba, de musa da bateria, de torcedores.

Levar Adriano para o Anhembi ou para o Museu do Ipiranga não seria um risco apenas para os locais...

Seria para a credibilidade corintiana.

Definitivamente, não há certeza de que o atacante não faltará ou atrasará a ponto de ter de ser dispensado...

Ou pior, um dia resolver que seu lugar é no Rio de Janeiro, no Complexo do Alemão e adeus...

Depois da festa de 45 mil pessoas do São Paulo por Luís Fabiano, tudo tomou uma proporção diferente...

É incompatível, um vexame...

A comparação será inevitável...

São dois atacantes, artilheiros, com nível internacional disputando a chance de voltar para a seleção...

E usando a força dos clubes paulistas para isso...

As camisas dos dois já estão à venda.

E dados preliminares mostram que as do atacante são-paulino fizeram o maior sucesso...

Isso tem explicação...

Se Luís Fabiano é um ídolo há anos para a torcida tricolor...

Adriano é uma incógnita para todos...

Ninguém quer comprar a camisa de um atleta que pode sumir dentro de dois meses...

Infelizmente, esse é o motivo...

Criado pela vida do próprio atacante...

Andrés preferiu esse primeiro contato sem muito alarde...

Da mesma forma que todos jogadores comuns no clube foram apresentados para a imprensa...

Nada de festa especial para o Imperador...

Como o Flamengo...

E a pobre diretoria da Roma fizeram...

Contrato de risco é contrato de risco....

O Corinthians está cada vez mais desconfiado de Adriano...

Ronaldo tem tentado acalmar os dirigentes corintianos...

Principalmente Andrés...

Mas não está conseguindo.

O presidente corintiano está morto de medo de um enorme vexame de Adriano...

Mas está pagando para ver porque o investimento é relativamente baixo...

'Apenas' R$ 300 mil sairá dos cofres corintianos.

O restante virá de patrocinadores convencidos por Ronaldo a investir.

O médico Joaquim Grava foi acionado para cuidar de todos os aspectos de Adriano.

Ele dirá até se o atleta precisa de terapia ou não...

Joaquim será o 'porto seguro' do jogador no Parque São Jorge...

Com direito até a conselhos...

Como um tutor...

O resumo da situação...

O Corinthians está muito desconfiado de Adriano...

Por isso, sua apresentação será silenciosa, quase secreta, em comparação a Luís Fabiano...

O São Paulo sabe onde está se metendo...

Já o clube do Parque São Jorge, não...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

A falta de coragem de Rivaldo e de Paulo César Carpegiani. Chega de fazer o São Paulo fingir que tem uma estrela internacional. Ou joga ou vai embora, Rivaldo…

divulgacao37 A falta de coragem de Rivaldo e de Paulo César Carpegiani. Chega de fazer o São Paulo fingir que tem uma estrela internacional. Ou joga ou vai embora, Rivaldo...
Por que o São Paulo contratou Rivaldo?

Por que Rivaldo foi para o São Paulo?

O clube estava desesperado atrás de uma estrela.

Juvenal Juvêncio assumia que faria os conselheiros engolirem o seu terceiro mandato.

Atitude absurda, antidemocrática, indigna de um clube com as tradições do São Paulo.

Aos 38 anos, o jogador estava pronto para estrear no clube que é presidente, para não escrever dono.

O Mogi Mirim.

Já estava resignado com a virada de costas que recebeu do Palmeiras.

De Luiz Felipe Scolari, técnico que ajudou a ganhar muito dinheiro no Uzbequistão...

Felipão não quis nem saber de dar chance ao jogador.

Eles não tiveram pequenos problemas por lá e a amizade azedou...

Não se daria ao trabalho de montar um esquema específico para que Rivaldo pudesse jogar.

Porque com 38 anos na elite do futebol brasileiro, o atleta precisa ter um esquema que o favoreça, o proteja...

Saiba usar o talento acima do normal que o meia possui...

O que ele não poderia fazer atuando ao lado de Luís Fabiano e Lucas, por exemplo?

Foi assim que o Corinthians deu uma sobrevida ao gordo Ronaldo...

E essa estratégia que o teimoso Paulo César Carpegiani nega a Rivaldo...

Depois de uma conversa com Rogério Ceni, o veterano jogador mostrou o quanto gostaria de atuar no Morumbi...

O ídolo são-paulino conversou com Juvenal Juvêncio e as portas foram abertas a ele.

Rivaldo seria o novo Zizinho...

O cerébro que faria o time correr...

Tudo certo?

Não...

Ninguém falou com Carpegiani...

Ele é o técnico mais orgulhoso do futebol brasileiro....

Coloca no chinelo os egos de Luxemburgo e de Felipão, por exemplo...

Por isso se recusa a mentir na entrevistas coletivas e vive se complicando...

Carpegiani não quis montar um esquema especial para Rivaldo...

Nada de mordomias em campo...

Para o treinador, meia titular de sua equipe é versátil...

Tanto marca, quanto ataca...

Corre entre as duas intermediárias...

Algo que ele mesmo fazia com talento indiscutível quando era jogador...

Rivaldo tentou se submeter a esse crime de lesa Pátria...

Lógico que seus músculos não aguentaram e estouraram...

Resultado...

Contusão e banco de reservas....

Sem direito a contestação...

Ele aguentou calado por muito tempo...

Mas hoje, contra o Santa Cruz, time que o lançou para o futebol brasileiro, ele quer jogar...

Ainda mais no Recife, em Pernambuco...

É uma questão de honra...

Carpegiani percebeu e deve ceder...

Mas não adianta colocá-lo para atuar hoje e depois passar supercola nos seus fundilhos e deixá-lo no banco...

Ter Rivaldo e não utilizar o seu talento é ridículo...

E um jogador com o talento, com tamanho currículo ficar na reserva no São Paulo é submissão desnecessária....

Falta de amor próprio...

As duas partes precisam se acertar...

Ou Rivaldo joga ou, honre a sua carreira, e vá embora.

Não se desmoralize...

Cuide de sua vida, já que de dinheiro você não precisa...

Assim como ao São Paulo nada acrescenta um ídolo na reserva...

Está faltando coragem para Rivaldo e para Carpegiani conversarem de homem para homem...

Chega de tanto fingimento...

A situação é patética...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Bruno Cesar. O talento, e o enorme ego, que o Corinthians acabou dispensando. Com a bênção de Ronaldo…

divulgacao326 Bruno Cesar. O talento, e o enorme ego, que o Corinthians acabou dispensando. Com a bênção de Ronaldo...
Todo o barulho por Adriano escondeu uma negociação há muito desejada no Corinthians.

A venda de Bruno César.

De maneira discreta, o clube esperou surgir uma boa oferta e a agarrou com unhas e dentes.

Poucas vezes na história do Parque São Jorge houve uma rejeição tão grande a um bom jogador.

Para entender como tudo aconteceu tão rápido, o importante é voltar ao passado...

À origem do jogador...

Desde a infância, ele foi considerado pela família e pelos amigos como um fenômeno...

Como um atleta que logo iria para a Seleção Brasileira, para o Exterior...

Seus dribles curtos, a velocidade e a facilidade em bater forte demais na bola impressionavam a todos...

Bruno César cresceu convicto que era um atleta predestinado, um talento inquestionável...

Esse é o seu mal...

Ele se convenceu disso e não há quem o faça mudar...

Começou no União Barbarense.

De lá foi levado para o Bahia.

Tratado como a sétima maravilha do universo, com 17 anos logo estava no time principal...

Atuava como atacante e se deliciava marcando gols e mais gols...

Quando soube que o São Paulo se interessou pelo seu futebol, o jogador não pensou duas vezes...

Foi à Justiça para se livrar do amor dos baianos....

E se apresentou no Morumbi...

Apesar do ego inflado, não agradou...

Desnorteado, percebeu que não poderia perder tempo...

E recebeu uma oferta do Palmeiras...

Se animou para uma reviravolta na carreira...

Mas era o Palmeiras B...

Foi....

Pensando em uma chance na equipe principal...

Essa oportunidade nunca chegou...

Como nunca foi de perder tempo, Bruno César logo se bandeou para o Grêmio...

Também não agradou...

Conseguiu uma chance no Ulbra...

Se questionava de o porquê de ninguém enxergar o seu talento fora do comum...

Quando resolveu voltar para São Paulo...

Atuou no Noroeste.

De lá, aportou no Santo André....

Disputou um impressionante Campeonato Paulista de 2010...

"Finalmente no Santo André eu pude jogar como eu gosto.

Com liberdade para criar, do meio para a frente...

Perto da área para tabelar ou chutar ao gol.

É assim que eu rendo.

Os treinadores que me deram liberdade não se arrependeram", disse.

Ele já atuava como meio, de frente para o gol adversário.

Adorava.

Contratado pelo grupo DIS, foi oferecido ao Corinthians para valorizar.

Andres Sanches o aceitou sem pensar duas vezes.

Bruno sentiu que finalmente havia chegado a sua oportunidade, sua hora.

Só que não contava com Ronaldo.

Seu estilo um tanto quanto egoísta de jogar chocou o atacante.

Ele não se conformava com o número de bolas que Bruno César chutava para o gol em vez de passar.

Todo o elenco comprou o lado de Ronaldo.

E o apelidaram de "Chuta Chuta".

O que era uma brincadeira, virou ofensa.

O pensamento geral é que Bruno César pensava mais nele do que no time.

Logo esse clima chegou a Tite.

Ele percebeu o desconforto de alguns jogadores importantes da equipe em atuar com Bruno César.

Teve várias conversas com ele.

Mas o meia rebatia dizendo que aquele era o seu estilo.

O treinador ainda tentou amenizar a situação o colocando mais preso na direita.

Bruno César foi à imprensa reclamar, dizer que estava jogando fora de posição.

Perdeu seu único defensor.

Tite resolveu ceder ao desejo nada encoberto de Ronaldo.

E tirou Bruno Cesar do time.

Na partida decisiva contra o Tolima, ele não participou.

Nunca reclamou, mas o clima de Bruno Cesar nunca foi bom no clube.

Não houve aceitação plena.

Muito pelo contrário.

Andres Sanches ansiava por uma proposta para negociá-lo.

E confessou isso para o grupo DIS, que não teve trabalho em repassá-lo ao Benfica.

Ele já até assinou contrato por seis anos.

Ao Corinthians caberá apenas 20% do lucro da transação, por ter servido como vitrine.

O meia ficará até o dia 1º de junho no Corinthians.

Depois partirá para Portugal.

Vale a pena destacar que não houve comoção no Parque São Jorge.

Muito pelo contrário.

Apesar do indiscutível talento, "Chuta Chuta" nunca foi unanimidade entre os atletas.

E principalmente para Tite.

Ninguém assume publicamente porque é desnecessário.

Mas o talento de Bruno Cesar não conseguiu ser maior do que seu ego...

Ego formado nas categorias de base do União Barbarense, quando era apontado como fenômeno...

Só por isso sai tão rápido do Corinthians.

Vale repetir: ele tem apenas 22 anos...

22 anos...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Jobson. Uma aula de como tentar jogar a carreira fora. Atlético e Botafogo se cansaram dele. Oferecido ao Palmeiras, Felipão avalia…

divulgacao44 Jobson. Uma aula de como tentar jogar a carreira fora. Atlético e Botafogo se cansaram dele. Oferecido ao Palmeiras, Felipão avalia...
Poucos jogadores de futebol, no final de suas carreiras, podem olhar para trás e pensar:

"A vida me deu várias chances".

Este não será nunca o caso de Jobson.

Atacante rápido, ousado, atrevido.

Surgiu como grande esperança no Brasiliense.

O ex-senador Luís Estevão, dono do clube, viu nele a possibilidade de fazer muito dinheiro.

Mas logo Jobson se mostrou muito atraído pelas tentações da vida.

Mulheres, bebidas, noitadas, punições e fugas para o Pará, onde nasceu e tem família.

Logo as situações ficaram repetitivas, rotineiras.

Luís Estevão se cansou, mas não queria perder dinheiro.

Tratou de emprestá-lo para o mais longe que conseguiu.

E lá foi Jobson jogar na Coréia do Sul, no Jeju United.

Não se acostumou à rigidez oriental.

E muito menos os coreanos se adaptaram ao brasileiro e seus atrasos.

Trataram de devolvê-lo.

Foi quando o Botafogo acabou o levando.

Rio de Janeiro...

Time grande, torcida, dinheiro no bolso.

Noitadas...

Se Jobson logo chamou a atenção de todos no Botafogo: pelos gols e pelas baladas e baladas.

Os jogadores faziam rodízio para sair com ele.

Ninguém suportava o seu ritmo forte.

Os atrasos já começavam a incomodar, quando ele foi pego no antidoping.

A substância apontada foi cocaína.

Um dia, ele disse que a consumiu pura.

No outro, ela chegou ao seu organismo graças ao crack.

Não importa.

Estava negociado com o Cruzeiro quando estourou o escândalo.

Tudo foi desfeito.

Foi suspenso por dois anos.

Dois anos...

Mas o destino o ajudou e a pena caiu para apenas seis meses.

Uma oportunidade de ouro para se recuperar.

Voltou ao Botafogo.

Mas nem Joel Santana, com toda a sua paciência suportou os atrasos, a volta às noitadas de Jobson.

Gastou saliva tentando convencer o atacante a se levar a sério.

Se cansou.

E logo o Atlético Mineiro surgiu e o levou emprestado.

Com a saída de Tardelli e Obina, a diretoria acreditou que o jogador teria todo o espaço para atuar.

Só que não contavam com a seriedade de Dorival Júnior.

Com ele, Jobson não seria tratado como um menino levado.

Pelo contrário.

O técnico, que sabia de toda a história do atleta, foi direto.

Ou ele se enquadraria ao clube e seria seu titular ou ficaria de lado.

Jobson não teve espaço e nem companhia para aprontar.

Dorival Júnior conseguiu montar um grupo consciente e disciplinado.

O time recebe em dia.

Mas sabe que não há espaço para indisciplina ou falta de entusiasmo.

Jobson se viu isolado, pressionado.

E sem ninguém para o mimar, como acontecia nos tempos do Brasiliense, do Botafogo.

Nem mesmo sua mãe, dona Lourdes, que perdeu oito quilos por sofrimento...

Enquanto durou a suspensão do filho por uso de cocaína...

É a única pessoa no mundo que não acredita que ele tenha usado drogas...

Mesmo diante da confissão do atacante...

Coisa de mãe...

Quem tem sabe o que é...

Jobson pediu para sair do Atlético Mineiro.

Alegou falta de adaptação.

Dorival Júnior não moveu uma palha para segurá-lo.

O treinador sabe quanto tempo perdeu tentando convencê-lo a se dedicar à carreira...

A direção do Atlético Mineiro o quer devolver.

O Botafogo não o deseja de volta.

Situação absurda, criada pela falta de responsabilidade, amor à profissão de um jogador.

Mas o destino parece não se cansar de Jobson.

Empresários o estão oferecendo ao Palmeiras.

Felipão já disse uma vez que gostaria de ter o atleta.

Que o endireitaria.

As negociações mal começaram.

Pode ser que não dê em nada.

Mas só o interesse do Palmeiras recoloca o interesse de outras equipes em Jobson.

Realmente, ele nunca poderá reclamar de falta de oportunidade na vida, na carreira.

Que pense agora.

Tem 23 anos e a história de um jogador veterano, problemático, sem rumo...

Seu sonho é passar a aposentadoria pescando no Pará.

Pode ser em um barco moderno e seu...

Ou em uma vara de pescar, sentado na margem do rio...

As escolhas que fizer daqui por diante na vida é que definirão a qualidade de vida que terá e dará à sua família...

Pense bem, Jobson...

Um dia o destino vai cansar de você...

Honre o sofrimento de dona Lourdes...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Luís Fabiano deitou e rolou em cima do Corinthians. Diretoria se articula agora por Lugano…

divulgacao390 Luís Fabiano deitou e rolou em cima do Corinthians. Diretoria se articula agora por Lugano...
45 mil são paulinos no Morumbi...

Em uma terça-feira à tarde.

Sem jogo...

A apresentação de Luís Fabiano foi a maior da história do futebol brasileiro.

Superou a Ronaldinho Gaúcho no Flamengo.

E a de Ronaldo no Corinthians.

Aliás, Andres Sanches conseguiu.

Perdeu-se muito tempo com provocações inúteis, bobas, infantis ao Corinthians.

O motivo: a ousadia dos dirigentes em tentar levar Luís Fabiano para o Parque São Jorge.

E o atacante entrou nas provocações.

Disse que não jogaria em nenhum outro clube a não ser o São Paulo, ao saber por dirigentes do Sevilla do interesse do Corinthians...

Afirmou ser difícil jogar no estádio corintiano já que seu contrato tem (só) quatro anos.

E que sua festa foi grande porque no Morumbi 'cabe muita gente'.

A de Ronaldinho Gaúcho foi na Gávea, com direito a torcedor derrubar portão.

E a de Ronaldo no velho e acanhado Parque São Jorge.

Tirando essas infantilidades, o que importa é a contratação de um grande artilheiro internacional com 30 anos.

Luís Fabiano ainda tem muito o que jogar.

A sua presença dá outro perfil para o São Paulo.

O time perde aquela tradicional atitude blasé, polida diante de uma derrota.

Luís Fabiano traz um pingo de revolta, ira, inconformismo que tanto falta ao clube do Morumbi...

Com ele, o São Paulo é outro.

O investimento de R$ 19 milhões foi muito bem feito.

Encheu de orgulho os são-paulinos...

Foi o começo de um sonho...

Luís Fabiano chegou...

Agora, a torcida quer muito mais: Lugano.

Os dirigentes vão tentar.

Mas a situação está complicada.

Não está fácil contratá-lo de volta do futebol turco...

O ponto favorável é que se cansou do Fenerbahce...

E quer retornar ao Morumbi...

Seu preço é caro, cerca de R$ 20 milhões, dinheiro difícil de juntar para um zagueiro...

Mas não impossível...

Esperto, Juvenal Juvêncio disfarça e diz que para este ano é impossível...

Sabe que não é ....

Mas quer se valorizar se conseguir os R$ 20 milhões...

Depois da festa de hoje não há como fugir...

O São Paulo está renascendo...

E tendo como alvo principal um time preto e branco da Zona Leste...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Neymar dá sua contribuição para o racismo. Assim como Ronaldo, Roberto Carlos. E bananas para a eficiente polícia inglesa. A que matou Jean Charles…

divulgacao211 Neymar dá sua contribuição para o racismo. Assim como Ronaldo, Roberto Carlos. E bananas para a eficiente polícia inglesa. A que matou Jean Charles...
A polícia inglesa divulgou quem jogou uma banana em direção a Neymar.

Na partida entre Escócia e Brasil, no estádio do Arsenal, o Emirate.

Um estádio sem alambrado para proteger os jogadores.

Se uma pessoa quiser jogar uma moeda, uma pilha, pode atingir os atletas.

De acordo com os policiais, foi um um adolescente alemão, um turista.

E que não houve intenção do jovem em hostilizar o brasileiro, compará-lo ao um macaco.

Não, jogou a banana por jogar.

Se estivesse comendo uma jaca, jogaria a jaca...

E diante desta profunda investigação, o caso está encerrado...

Assim como o torcedor russo que mostrou uma banana para Roberto Carlos...

Ou como os peruanos que ficaram imitando macacos para Diego Maurício na disputa do Sul-Americano sub-20.

Ou como Danilo não quis ofender Manuel quando o chamou de macaco no ano passado e já esquecemos...

Esta postura absurda diante do racismo se explica pelos ofendidos...

Eles não querem confusão e optam pela saída mais vergonhosa: a da covardia...

"Prefiro nem tocar no assunto para não virar uma bola de neve", foi o que disse Neymar.

Ele já disse pior.

Antes da partida em Londres, de uma interessante entrevista.

Perguntado se já havia sofrido preconceito, ele foi direto.

"Nunca fui discriminado. Até porque não sou preto..."

Talvez não no seu espelho, mas para um adolescente alemão você é.

E deve ser humilhado por isso.

O comportamento da polícia inglesa é absurdo.

Como no caso de Jean Charles de Menezes, morto pela Scotland Yard, em 2005.

Apenas por ter sido confundido com um terrorista.

Nenhum policial foi punido.

Esta é a atitude da polícia inglesa.

Até porque há muito dinheiro envolvido.

O Emirates virou a casa da Seleção graças a um acordo com a empresa Kentaro, que negocia os jogos do Brasil.

O time agora de Mano Menezes atua por lá porque rende muito dinheiro.

Não seria uma casca de banana jogada para Neymar que iria alterar esse acordo.

Só para lembrar.

Neymar não está sozinho nesta postura de não se enxergar negro.

Ronaldo também falou algo assustador quando atuava no Real Madrid.

"Acho que todos os negros sofrem (com o racismo).

Eu, que sou branco, sofro com tamanha ignorância."

Roberto Carlos disse que não 'se afetou' com a banana mostrado pelo torcedor do Zenit.

Enquanto os jogadores tiverem medo de enfrentar essa situação nojenta, racistas continuarão fazendo o que quer.

Se alguém quer ganhar muito dinheiro deve vender bananas em frente ao Emirates Stadium.

Principalmente se a Seleção Brasileira estivar jogando...

Consumidores dessas bananas não vão faltar....

Nem policiais e jogadores se fazendo de desentendidos...

E encorajando gerações e gerações de racistas...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Luís Fabiano é só o primeiro. Finalmente o São Paulo se lembrou o que representa no futebol mundial. E Juvenal desistiu da Copa de 2014…

divulgacao232 Luís Fabiano é só o primeiro. Finalmente o São Paulo se lembrou o que representa no futebol mundial. E Juvenal desistiu da Copa de 2014...
A Copa de 2014 provou uma pane no São Paulo.

Assim que o Brasil foi confirmado como sede da competição, Juvenal Juvêncio travou o clube.

O presidente vislumbrou uma oportunidade de ouro.

Sabia que o Rio de Janeiro iria fechar o Mundial, sediar a final.

E São Paulo abrir a Copa.

E tinha certeza que o Morumbi seria o palco ideal o jogo inaugural.

Só que se esqueceu da briga desigual que comprou com Andres Sanches.

Na hora errada.

Quando ele se aliou para sempre com Ricardo Teixeira.

E com o respaldo do seu padrinho Lula.

Depois do título brasileiro de 2008, só tristeza para os são-paulinos.

Para Juvenal Juvêncio.

Perdeu a sua quixotesca briga para ter o Morumbi na abertura da Copa.

Vale perceber que a luta era na direção de conseguiu o estádio completamente reconstruído com todo o apoio financeiro governamental.

Assim como sairá a Arena Itaquera para o Corinthians.

Era uma disputa de centenas de milhões de reais.

"Se o São Paulo conseguisse fazer no Morumbi a abertura da Copa iria dar um salto de 20 anos na frente dos rivais.

Foi isso que não deixaram", me confidenciou o diretor de futebol do São Paulo, João Paulo Jesus Lopes.

Juvenal só desistiu de vez no final do ano passado.

Percebeu que não há como enfrentar o Corinthians nesta disputa.

E só no início deste ano acordou...

Viu tudo o que desperdiçou...

E resolveu correr atrás...

Primeiro tratou de amarrar as forças políticas do clube e garantiu seu terceiro mandato...

Atropelou quem tinha de atropelar para conseguir seu intento...

Depois, resolveu reinvestir na grandeza do São Paulo...

E sem gastar...

Mesmo percebendo todo o talento do jovem Lucas Piazon para o Chelsea.

O meia de 17 anos trouxe R$ 16 milhões para os cofres são-paulinos.

O clube colocou mais R$ 3 milhões e trouxe Luís Fabiano.

Jogada genial.

O São Paulo precisava de um atleta deste nível, com essa personalidade.

Um goleador respeitado no mundo inteiro.

E que hoje será apresentado no Morumbi com toda pompa e circunstância.

Os astros se uniram para no domingo, Rogério Ceni marcar seu centésimo gol contra o Corinthians.

E fará a festa hoje, na apresentação do atacante.

São esperadas entre 25 mil e 30 mil pessoas no Morumbi.

Será um marco.

O renascimento do São Paulo.

Finalmente hoje, o clube exorciza a Copa de 2014.

E volta a se comportar como um clube de vanguarda.

Juvenal Juvêncio já perdeu tempo demais...

O clube disputa a Copa do Brasil e não a Libertadores em 2011 graças à sua teimosia...

Estava mais do que na hora de compensar o sofrimento de tantos são-paulinos...

E já que vai mesmo fazer do São Paulo a sua casa, ficando quantos anos quiser, que não pare no Luís Fabiano...

Pague o preço de querer se tornar eterno, Juvenal...

Monte um esquadrão...

E ganhe muitos títulos...

Só assim algumas pessoas vão esquecer que você rasgou os estatutos do clube...

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7