Ronaldinho Gaúcho convocado para valorizar o amistoso contra a Argentina. Ele não é o meia de Mano…

reuters13 Ronaldinho Gaúcho convocado para valorizar o amistoso contra a Argentina. Ele não é o meia de Mano...

Hotel Intercontinental. Rio de Janeiro.

Mano Menezes acaba a coletiva da convocação da seleção brasileira que enfrentará a Argentina.

O jogo será no dia 17 de novembro, em Doha, Qatar.

Ronaldinho Gaúcho já é manchete no mundo inteiro por seu retorno.

Sua última convocação foi em março de 2009.

Perdeu a Copa do Mundo por falta de comprometimento.

Apesar de haver prometido a Dunga que se afastaria de confusões, o treinador não o convocou depois de ter a confirmação de uma festa que ele organizou.

A festa teria levado três dias e três noites.

Ronaldinho não estava de férias.

Acabou sendo riscado do grupo de Dunga sem dó.

O seu retorno à seleção foi necessária.

Com Ganso machucado, Mano não tinha um meia efetivo para a seleção.

Isso ficou claro como esse jogador fez falta diante do Irã e da Ucrânia.

Tanto que convocou também Douglas do Grêmio.

A convocação de Ronaldinho Gaúcho chega em ótima hora por um motivo comercial também.

Neste processo de renovação, o Brasil não tem uma grande estrela internacional.

Para os organizadores dos jogos do Catar, o Brasil não tinha quem rivalizar com Messi.

Agora sim os cartazes terão um contra o outro e a certeza de que o estádio estará cheio.

Ninguém por lá ainda sabe quem é Neymar.

E Robinho não chegou ao quilate que acha que tem.

De acordo com gente ligada à CBF, Ronaldinho Gaúcho foi muito receptivo a Mano Menezes.

Não guardou mágoa da seleção.

Apenas de Dunga.

Chega na seleção tentando mostrar que tem potencial para estar no grupo em 2014.

A sua posição é de Paulo Henrique Ganso.

A sua convocação foi conveniente para Mano e melhor ainda para a organização do jogo.

É uma enorme chance de provar que tem sangue nas veias, vontade de atuar pela seleção.

Dunga também havia detectado no meia uma postura de 'tanto faz' em relação à Copa do Mundo.

Ronaldinho Gaúcho não cedeu, não mandou recado, não pediu nova chance.

Perdeu a Copa do Mundo e tudo bem.

Nem desabafar, protestar, xingar ele teve vontade.

Ricardo Teixeira deixou Mano completamente à vontade em relação a Ronaldinho Gaúcho.

Ele é baladeiro, mas na seleção nunca levou ninguém para suas noitadas.

Foi levado.

Não é um líder negativo.

Não é líder.

Mano vai deixar que jogue como gosta.

Lucas, Ramires e Elias deverão correr por ele para que possa mostrar o seu talento.

Aí por diante é com ele.

Quando der o primeiro toque na bola, os caros ingressos já terão sido vendidos.

E a cota de US$ 2 milhões livres (R$ 3,4 milhões) já estará nos cofres da CBF.

O principal, os organizadores do amistoso estarão sorrindo satisfeitos.

Messi contra Ronaldinho Gaúcho ainda é atração no mundo todo.

Santa convocação...

Se ele chegará à Copa do Mundo de 2014?

Meia titular com 34 anos?

Aí a história será bem diferente.

Mas vamos deixar isso para lá...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

A Libertadores e a Copa do Brasil mataram o Campeonato Paulista. E os demais estaduais…

divulgação043 A Libertadores e a Copa do Brasil mataram o Campeonato Paulista. E os demais estaduais...

A fórmula de sucesso do Campeonato Carioca e a queda de interesse mudaram o Campeonato Paulista.

Ele continua interminável, com um número exagerado de clubes.

São 20 clubes.

O motivo de tantos está na necessidade de Marco Polo del Nero fazer política.

Ficar bem com o máximo possível de clubes pelo Interior.

Clubes que ficarão abandonados mais da metade do ano, quando o torneio acabar.

Por isso, dá-lhe clubes de aluguel.

Que servirão apenas para expor os jogadores de empresários amigos.

Mal acaba o Paulista, os atletas voltam para o desemprego.

Os clubes do Interior, sem estrutura, contabilizam seus prejuízos.

Essa é a rotina.

A fórmula de pontos corridos foi um fracasso.

Pode ser justa, mas ninguém tem interesse em tantos jogos insignificantes.

A solução foi fazer como os cariocas.

Não na simplicidade.

Não há como fazer turno: semifinal e decisão do primeiro turno e batizar de Taça Guanabara.

E nem segundo turno, semifinal e decisão do segundo turno e dar o nome de Copa Rio.

Isso acontece por lá porque há bom senso de ter apenas 16 times.

Os quatro a mais daqui fazem enorme diferença.

Não há datas para tantos clubes.

Há jogos sem o menor interesse nem dos pais dos jogadores.

De acordo com o passar Campeonato Paulista, ele perde público e audiência por causa da Libertadores e da Copa do Brasil.

Sempre há os grandes envolvidos na disputa.

A saída foi criar um mata-mata.

Para contar, teoricamente, com todos os grandes.

Oito times estarão classificados para esse mata-mata depois de um longo primeiro turno.

Se os grandes não ficarem pelo menos entre os oito, será má vontade demais...

O primeiro colocado enfrentará o oitavo e assim por diante.

Por causa das poucas datas, o mata-mata será diferente.

Nas quartas de final será apenas um jogo.

Na casa de quem fez mais pontos, e acabou.

O mesmo critério vale para as semifinais.

Um jogo...e deu.

Apenas as finais serão em duas partidas.

Na verdade, Marco Polo del Nero tenta salvar um torneio cada vez mais insignificante.

Os estaduais só atrapalham os clubes.

Eles deveriam estar fazendo uma pré-temporada para suportar o ano.

Mas não pode ser assim.

A Federação Paulista de Futebol pode até desfiliar clubes que não disputem o torneio.

Uma vez desfiliado, nada de Campeonato Brasileiro, Libertadores, Copa do Brasil.

Ou seja: o torneio é obrigatório.

Muitos clubes ameaçam colocar jogadores juniores, mas mudam de ideia por pressão de Marco Polo.

Este é o Campeonato Paulista que, como os outros estaduais, poderia estar extinto.

Não faria falta.

Principalmente se os dirigentes tivessem visão de que poderiam estar excursionando, fazendo amistosos milionários e preparando as equipes para competições que realmente valem algo.

Mas cadê coragem para enfrentar as federações?

Ainda mais quando os clubes estão amarrados financeiramente.

As federações são boazinhas e vivem fazendo antecipação de verba de transmissão e empréstimos a juros baratinhos, baratinhos.

Tudo para não perder a freguesia...

Porque audiência e público já despencaram.

Quem vai gastar dinheiro indo para o estádio no primeiro turno, sabendo que oito equipes se classificarão para os mata-matas?

E ainda mais sabendo que Libertadores e Copa do Brasil acontecem ao mesmo tempo?

Um dia os dirigentes terão coragem, enfrentarão as federações e os estaduais vão acabar...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Travestis calados. Flamenguistas suspiraram aliviados: “Ah, se Ronaldo tivesse dez quilos a menos”…

reuters2222 Travestis calados. Flamenguistas suspiraram aliviados: Ah, se Ronaldo tivesse dez quilos a menos...

Mal terminou a partida de ontem no Engenhão, Ronaldo estava orgulhoso.

Sabia o que havia feito em campo.

Gol, toques de calcanhar, tabelas, dribles...

Foi muito festejado nos vestiários corintianos.

Calou os travestis que foram ao estádio atazaná-lo...

Ganhou até a admiração dos rivais flamenguistas.

Léo Moura e Maldonado, que o acompanharam de perto travaram o seguinte diálogo flagrado por um radialista.

"Você viu o que o Ronaldo fez?", perguntou Léo.

"Ele é f...Quando a bola cai nos pés dele não dá para tomar", respondeu o chileno.

"Imagine se ele tivesse dez quilos a menos...", completou Moura.

Maldonado balançou a cabeça concordando.

Essa foi a grande sensação ontem.

E, por coincidência ou não, todos insistiam nesse número: 10 quilos a menos...

Todos viram o grande desempenho de Ronaldo.

E imaginaram o que seria dele e do Corinthians se ele tivesse dez quilos a menos.

Até ele se conscientizou.

E jogadores corintianos sentem o quanto ele está arrependido pela falta de cuidado com seu corpo.

Por mais que sinta diversas dores no treinamento, todos no Parque São Jorge sabem dos vilões que o levaram ao apelido de "Gordo".

Pratos sofisticados e pesados, vinho e charutos.

Adilson Batista tentou se meter usando a autoridade de técnico e se deu muito mal.

Tite por enquanto tem uma postura olímpica, até porque Ronaldo está mais contido.

Quer tentar jogar o máximo que puder para tentar dar o Brasileiro ao Corinthians.

Se tivesse essa disposição desde o segundo semestre de 2009, muita coisa seria diferente na sua vida.

Inclusive na Seleção Brasileira, basta lembrar tudo o que fez no primeiro semestre de 2009.

Ronaldo acordou.

Tarde, é verdade.

Mas melhor do que nunca.

No mínimo o Corinthians terá um outro jogador na Libertadores de 2011...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Juiz não deixou o Palmeiras vencer. Mas nada justifica a grossura de Felipão. Ele precisa respeitar o cargo que ocupa…

divulgação12 Juiz não deixou o Palmeiras vencer. Mas nada justifica a grossura de Felipão. Ele precisa respeitar o cargo que ocupa...

Impossível não ficar revoltado com o que aconteceu com o Palmeiras em Sete Lagoas.

Mesmo não tendo jogado bem, só não venceu os reservas do Atlético Mineiro graças ao árbitro Marcelo de Lima Henrique.

Ele teve uma arbitragem bizonha, inaceitável.

Os mineiros só empataram a partida depois de um pênalti inexistente de Márcio Araújo em Obina.

Até o atacante ficou surpreso com a marcação.

Antes, Marcelo já havia voltado atrás em um pênalti que havia marcado com toda convicção de Jairo Campos em Lincoln.

Seguiu o auxiliar que apontou impedimento.

O estranho foi a demora que Marcelo agiu.

A direção do Palmeiras vai protestar alegando que o auxiliar foi avisado por alguém de fora que viu na tevê o dificíl impedimento.

E o Palmeiras acabou empatando com os reservas do Atlético Mineiro.

No dia 10 de novembro, Dorival Júnior ameaça colocar os titulares no Pacaembu.

E brigar com o que tem de mais forte para tentar ficar com a vaga para a semifinal da Sul-Americana.

O post deveria acabar aqui.

Mas não pôde.

Novamente Valdivia, o chileno sentiu dores na coxa esquerda.

Ficou 18 minutos em campo apenas.

Que médicos são esses que o liberam para jogar?

Como o blog já havia avisado, o médico Otávio Vilhena não quis dar entrevistas.

Valdivia já avisou que não entrará mais em campo enquanto não estiver recuperado.

Ou seja, estava sendo induzido a jogar.

Felipão fez mais uma vez um papel lamentável.

Indigno para alguém com seu currículo.

Depois de outra atuação decepcionante do time dirigido pelo técnico que mais recebe no Brasil, ele tratou de descontar na imprensa sua frustração.

Primeiro chamou os repórteres de estarem fazendo palhaçada por perguntarem sobre Valdivia.

Depois apontou para um dos jornalistas na coletivo e o chamou de ser o 'mais palhaço'.

Lembrando que a coletiva é sempre uma covardia a favor do entrevistado.

Depois de fazer a pergunta, a palavra fica com o técnico, com o jogador ou com o dirigente.

Felipão atacou quem quis e não ouviu o troco.

Ele perdeu toda a noção de civilidade ao ouvir que o médico não quis falar sobre Valdivia.

"Foda-se", respondeu e encerrou a triste coletiva.

Pouco importava para ele se crianças e mulheres acompanhavam a coletiva ao vivo.

Felipão precisa se colocar no seu lugar.

Ele é um profissional de respeito internacional.

Está comandando o Palmeiras, não um time de várzea.

A imprensa pode questioná-lo, ele recebe R$ 700 mil livres também para ser questionado.

É sua função esclarecer o torcedor palmeirense.

Ele tem muitos mais argumentos do que simplesmente sair xingando descontrolado quando não gosta da pergunta.

A direção do Palmeiras precisa deixar de ser fraca e questionar seu treinador.

Ele não pode desviar o foco toda vez que o time vai mal e que escala de maneira precipitada Valdivia.

Felipão está desrespeitando o Palmeiras.

A Unimed, patrocinadora especial do técnico palmeirense.

Alguém precisa mostrar para Felipão que papel ridículo ele está se prestando...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Marcelo Teixeira e Luís Álvaro. O ego dos dois fez a Vila Belmiro ser penhorada…

divulgação656 Marcelo Teixeira e Luís Álvaro. O ego dos dois fez a Vila Belmiro ser penhorada...A Vila Belmiro penhorada por uma ação do ex-presidente Marcelo Teixeira.

Ele cobra na Justiça um empréstimo de R$ 17 milhões ao Santos.

É dinheiro que colocou para ajudar o clube e não recebeu.

E ele aproveitou também para entrar com outra ação: contra a rejeição das contas do clube em 2008 e 2009.

Na Justiça, conseguiu o direito de juntar documentos que foram vetados pelo Conselho Deliberativo do clube.

O que significa tudo isso?

Algo simples e duro de aceitar: os presidentes fazem o que querem com o dinheiro dos clubes.

Por que Marcelo Teixeira emprestou R$ 17 milhões ao Santos?

Por que não R$ 20 milhões ou R$ 5 milhões ou então nada, como manda o bom-senso?

Ele emprestou porque quis.

Foi a sua forma de administrar, tentar títulos.

E depois, como está se vendo, conseguir o dinheiro de volta na Justiça.

Mesmo se o clube passar pelo vexame de ter de empenhar a Vila Belmiro enquanto o problema não se resolve.

O regime presidencialista protege os mandatários dos clubes.

A legislação ainda mais.

Embora exista o Conselho Deliberativo e o Conselho Fiscal, a última palavra onde colocar cada centavo no clube é do presidente.

E ele não precisa arcar com erros, com prejuízo.

Nada.

Pode até emprestar dinheiro e cobrar depois.

As auditorias de novos dirigentes são sempre anunciadas com pompa e circunstância.

Mas na prática, nada acontece.

Seja qual for o resultado das investigações.

Marcelo Teixeira diz que não deseja prejudicar o Santos.

Só quer o seu dinheiro de volta.

Ele é inimigo de morte de Luís Álvaro.

Mas em comum existe, ou deveria existir, o amor ao Santos.

Qual o benefício para os dois desse vexame público?

Expor o Santos dessa maneira?

Já passou da questão da política.

É terrível ver a falta de cuidado com o glorioso Santos Futebol Clube.

Por que transformar o clube em motivo de piada?

Lógico que Marcelo Teixeira não irá ganhar a Vila Belmiro e transformá-la no Parque do Gugu.

Bastaria que ele e Luís Álvaro e seus inúmeros assessores conseguissem resolver a questão.

Como pessoas civilizadas, evoluídas.

Não era preciso que o mundo todo soubesse que o estádio que consagrou Pelé está penhorado.

Não importa se Marcelo ou Luís Álvaro esteja certo.

Essas duas pessoas não tinham o direito de expor o clube dessa maneira.

Para piorar a situação, gente dos dois lados garante que não vão desistir da briga na Justiça.

Alguém acha que essas pessoas estão preocupadas com o Santos?

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Teixeira já começa a dividir politicamente a Copa das Confederações de 2013…É assim que ele está no poder há 21 anos…

reuters901 Teixeira já começa a dividir politicamente a Copa das Confederações de 2013...É assim que ele está no poder há 21 anos...

Um dos trunfos de Ricardo Teixeira para sobreviver na CBF é repartir sabiamente o pão.

Ele está desde 1989 comandando o futebol no Brasil porque conseguiu neutralizar todos os levantes contra ele.

O mais forte foi o campeonato que tinha justamente o nome do ex-sogro, responsável por sua chegada ao futebol.

Sim, a Copa João Havelange.

Teixeira conseguiu domar os rebelados do Brasil por 21 anos da mesma maneira.

Fazendo alianças.

E é o que está articulando para a Copa das Confederações.

Sim, pensar a longo prazo é também um grande negócio.

Como ele quer dar a abertura da Copa do Mundo para São Paulo e a final para o Rio, como fazer com as outras federações?

Com os presidentes das outras federações?

Até rimando, a Copa das Confederações...

O diretor de comunicação da CBF, Rodrigo Paiva, só fala o que é autorizado, combinado com Teixeira.

E ele 'deixou escapar' ao jornal mineiro Hoje em Dia que a Copa das Confederações terá quatro ou cinco sedes.

Serão 12 estádios construídos ou reformados para a Copa.

Qual a lógica maquiavélica de Teixeira?

Dar a federações de seu interesse jogos do torneio de 2013.

A Baiana, a Paranaense, a de Brasília, a de Minas Gerais, a Gaúcha...

A CBF as compensará por não ter o melhor pedaço da Copa do Mundo.

Esta será a função principal da Copa das Confederações.

A segunda, apressar a construção da Arena em Itaquera.

Caso contrário, São Paulo não terá nenhuma partida do torneio.

É a certeza de que a obra, que mais preocupa Teixeira, estará preparadíssima para a Copa de 2014.

Quem tem interesse em fazer pelo menos um jogo na Copa das Confederações deve correr.

E implorar para Ricardo Teixeira.

Porque seu plano já está terminado.

E está sendo colocado em prática...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Kleber: a vontade de humilhar o estimula na vida. E principalmente contra o Atlético Mineiro…

reuters116 Kleber: a vontade de humilhar o estimula na vida. E principalmente contra o Atlético Mineiro...

A torcida do Atlético Mineiro nunca irá esquecer a imitação de galo de Kleber.

Jogando pelo Cruzeiro, ele ironizou o símbolo do maior rival ao comemorar um gol.

E ainda fingiu que estava chorando.

Foi a morte para os atleticanos.

Sofreu todo tipo de ameaça dos torcedores.

Mas ele tem o couro curtido por tanto sofrimento na infância dura da periferia de São Paulo.

Não se intimidou.

Kleber lida bem demais com essa história de cultivar inimigos.

Em todo jogo contra o São Paulo, clube que o lançou para o futebol, mas o desprezou...

E diante do Atlético Mineiro, sua adrenalina fica a mil.

Na importante partida de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana, ele quer decidir.

Marcar gols.

Sim, no plural.

Sabe que terá pela frente o seu adversário pessoal.

E com os jogadores reservas.

Dorival Júnior preserva os seus principais atletas para evitar o rebaixamento no Brasileiro.

Teoricamente abre mão da Copa Sul-Americana.

Mas é claro que tentará ganhar a partida.

O Palmeiras é mais do que favorito.

Mesmo sem saber se poderá contar com Valdivia, depois da bobagem de tê-lo colocado diante do Universitário de Sucre sem estar recuperado do estiramento da coxa.

O time de Felipão tem a obrigação de vencer.

O que interessa é o estralho apetite de Kleber.

Na concentração ele está animado como se fosse uma final.

Tudo pelo prazer de humilhar de novo a torcida do Atlético Mineiro.

Há pessoas que são movidas a raiva, a provocação...

Kleber é uma delas...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Flamengo e travestis esperam por Ronaldo. Esta história não acabará nunca…

reuters222 Flamengo e travestis esperam por Ronaldo. Esta história não acabará nunca...

Travestis já foram contratados e estarão no Engenhão.

Esperarão por Ronaldo.

A intenção da torcida uniformizada do Flamengo é atormentar, humilhar o ex-ídolo.

Ela não perdoa Ronaldo por não ter cumprido a promessa de jogar na Gávea seus últimos anos como jogador.

O ressentimento é enorme.

E só foi aumentando.

De lado a lado.

Foram cinco jogos de Ronaldo contra o seu time de coração.

E em todos eles, faixas ou travestis de verdade para desestabilizar o atacante.

Isso para não deixar ninguém esquecer o escândalo de quando foi pego com três travestis em um motel no Rio.

Ferido pela postura da torcida, Ronaldo disse que virou corintiano.

E até cometeu a bobagem de duvidar se a torcida do Flamengo é mesmo a maior do Brasil.

Todas as vezes que vai ao Rio, mesmo quando não há partidas, ele tem de se fazer de surdo.

As provocações raivosas sobre os travestis o perseguem.

Na verdade, a torcida do Flamengo queria demais Ronaldo atuando na Gávea.

Ela ficou chocada pelo atacante ter aceitado tão rápido os milhões oferecidos pelo Corinthians.

O ex-presidente Márcio Braga jura que havia combinado tudo com o jogador.

E disse ter ficado estarrecido quando ele foi atuar no Parque São Jorge.

O artilheiro se defende dizendo que o Flamengo nunca ofereceu um contrato para ele.

Braga responde que a promessa do contrato foi feita, bastava ele se recuperar fisicamente.

Agora, Inês é morta.

Ronaldo, com a camisa do Corinthians, atuou cinco vezes contra o Flamengo.

Em todas as partidas teve de se lembrar dos travestis.

Marcou dois gols contra o time do coração.

Foram quatro derrotas.

E na única vitória, ela foi amarga.

Custou a eliminação da Libertadores, em pleno Pacaembu.

Hoje, Ronaldo quer melhorar suas estatísticas.

Sabe o quanto o Corinthians precisa dele.

A torcida do Flamengo já tem o comitê de recepção pronto.

Travestis estarão no Engenhão e alguns deles tentarão entrar na concentração corintiana.

Que situação triste, deprimente.

Em um jogo tão importante, que vale a lideraança para o Corinthians ou o fim da chance do rebaixamento para o Flamego, o assunto seja travestis...

As organizadas juram que essa história não acabará nunca.

Todas as vezes que Ronaldo enfrentar o Flamengo, a tática será a mesma.

Quem foi traído não esquece...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

O barato Adilson Batista não entusiasma ninguém no Santos. Todos queriam Abel Braga…

divulgação499 O barato Adilson Batista não entusiasma ninguém no Santos. Todos queriam Abel Braga...

Uma coisa é Tite.

Outra é Abel Braga.

Se a diretoria do Al Wahda não colocou qualquer dificuldade para a saída do treinador brasileiro sem um título significativo, não foi assim com o Al Jazira.

Afinal, não se libera um campeão do Mundo, da Libertadores por causa de um sorriso, uma piscada.

Ele tem contrato até maio de 2011.

Se o Santos tivesse mesmo uma diretoria ousada, gastaria US$ 1 milhão da multa e o contrataria.

Abel Braga estaria hoje na Vila Belmiro já planificando a Libertadores da América.

Montando o time que será um dos favoritos, com Ganso, Neymar, Arouca e os reforços escolhidos pelo novo treinador.

Abel seria contratado com um craque.

Mas faltou coragem, disposição.

E aí surgiu Adilson Batista.

A direção do clube o havia deixado como segunda opção, caso Abel não se livrasse do Al Jazira.

Na madrugada de ontem, conselheiros trocavam telefonemas.

E nenhum deles se empolgava com o nome do técnico demitido pelo Corinthians.

O fato de Adilson ser barato só anima o presidente Luís Álvaro, que tenta forçar a semelhança entre ele e Dorival Júnior.

Seus conselheiros e amigos mais próximos não compraram a idéia.

Pelo contrário: sabem que um é antítese do outro.

Dorival Júnior trabalha de uma forma simples, focada.

Não complica psicologicamente seus jogadores.

Já Adilson...

Ele gosta de treinar de uma maneira e improvisar na hora de colocar o time em campo.

Os corintianos detestaram.

A maneira escancarada que monta seu meio de campo oferece chance efetiva para qualquer adversário.

Não foi por acaso que ficou 17 partidas no Parque São Jorge e em apenas três delas o time não sofreu gols.

Luís Álvaro ficou abatido demais com a negativa do Al Jazira.

Já tem acertada a contratação do meia Alex, ex-Inter, para agradar Abel, que sugeriu o jogador.

O presidente santista quer Adilson Batista.

Conselheiros importantes sonham com Paulo Autuori, também no mundo árabe.

Empresários já ofereceram Joel Santana, Ricardo Gomes, Antônio Lopes, René Simões.

Dunga também faz parte da longa lista.

Mas Luís Álvaro tem sido firme.

Quer o desempregado Adilson Batista.

Mas chora pelos cantos da Vila Belmiro por Abel Braga, técnico que todos, inclusive os jogadores, consideram ideal para o Santos.

Seus cabos eleitorais eram Ganso e Neymar pelo que ouviram falar dele como profissional e como pessoa.

Só que Luís Álvaro nem pensa em abrir o precedente de oferecer o US$ 1 milhão pelo treinador campeão da Libertadores e do mundo, comandando o Inter.

Vai com o que estiver na mão.

E quem está soltinho e aguardando rezando o convite santista é Adilson Batista...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Exclusivo: “Adriano não sairá da Roma em janeiro. A imprensa italiana mente. Por isso ele está em greve com os italianos e também com os jornalistas brasileiros. É mentira demais”, Gilmar Rinaldi…

adriano Exclusivo: Adriano não sairá da Roma em janeiro. A imprensa italiana mente. Por isso ele está em greve com os italianos e também com os jornalistas brasileiros. É mentira demais, Gilmar Rinaldi...

Gilmar Rinaldi.

Cada cabelo branco que surge na sua cabeça tem um culpado: Adriano.

O goleiro tetracampeão do mundo é empresário de um dos jogadores mais problemáticos da história.

Ele tem fugido das entrevistas.

O momento de seu principal cliente na Itália não é bom.

A imprensa italiana garante que ele irá embora da Roma em janeiro.

Que estaria descontente por jogar pouquíssimo no seu clube italiano.

E que deseja romper seu contrato de três anos.

Seu acordo garante três milhões de euros por ano, ou cerca de R$ 7, 2 milhões.

Só que acabei de falar com quem comanda a carreira de Adriano, Gilmar Rinaldi.

E ele antecipou ao blog.

"O Adriano não sairá da Roma.

Tudo isso é mera especulação da imprensa.

Isso é uma resposta porque o Adriano não está dando entrevista para ninguém.

Eu garanto que ele continuará no clube em 2011 e no resto do contrato", disse, tranquilo.

"Estou calmo porque desta vez o Adriano não aprontou nada. É tudo mentira da imprensa italiana."

Gilmar, o que está acontecendo com o Adriano?

Nada. Está fulo da vida porque está contundido.

Não está jogando porque está machucado.

A direção da Roma sabe disso.

Todos os exames foram feitos e sua contusão foi confirmada.

Ele queria muito voltar a jogar, até porque a campanha da Roma é fraca.

O time precisa dele, só que machucado não dá.

Mas e a história de que ele quer ir embora em janeiro?

- Quem faz as negociações do Adriano sou eu.

E garanto que não passa de mentira da imprensa.

Os jornalistas não têm acesso ao Adriano.

Como tem saído muita mentira sobre ele, resolvemos que o melhor é se calar.

Deixa escrever o que quiserem sobre ele.

É tudo bobagem.

Ninguém sabe como ele está querendo vencer na Roma.

E vai conseguir.

Basta se recuperar.

Teve uma contusão na coxa, outra no tornozelo.

Não está fazendo os gols que a Roma precisa porque está machucado.

E a história de que ele está com problemas com o técnico Claudio Ranieri?

- Grande bobagem.

O Ranieri está sempre perguntando diretamente a Adriano quando estará bom para jogar.

Não há problema algum de relacionamento.

Muito pelo contrário, quero registrar que ele está sendo muito bem tratado na Roma.

E se sentindo tão bem que vai levar a sua família no final do ano para morar com ele.

Se quisesse ir embora da Itália iria levar os familiares?

Vamos falar sério.

A imprensa italiana, quando fica sem notícias é terrível.

E vou dizer mais.

Também a brasileira.

Saiu por aí que o Adriano esteve no Rio e saiu com algumas mulheres.

Mentira grossa.

Ele também não está falando com a imprensa brasileira.

Cansamos de mentiras por todos os lados.

O Adriano já errou muito, mas agora está centrado, focado em jogar na Roma.

Não vamos dar munição para jornalistas que só querem prejudicar sua carreira.

A última pergunta. A nutricionista da Roma falou que ele chegou com 15 quilos a mais?

- Outra bobagem publicada pela imprensa italiana.

O Adriano chegou um pouco acima do peso, mas nunca 15 quilos.

E emagreceu.

Está trabalhando muito a sério por lá.

Quer mostrar que valeu o investimento, a aposta da Roma.

Tínhamos vários clubes para escolher.

Ficamos com a Roma porque há um projeto para o Adriano.

E de longo prazo.

Ele, mais do que ninguém, quer cumprir os três anos de contrato.

Não é verdade essa bobagem de sair de lá em janeiro.

Já estou cansado de desmentir essa imprensa italiana...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7