“Se eu tiver o Ronaldo por seis meses, ele disputa a Copa de 2014.” Exclusiva com Nuno Cobra, o preparador de Ayrton Senna…

divulgacao56 Se eu tiver o Ronaldo por seis meses, ele disputa a Copa de 2014. Exclusiva com Nuno Cobra, o preparador de Ayrton Senna...
"Se eu tiver o Ronaldo nas mãos por seis meses ele disputa a Copa de 2014".

A promessa é de ninguém menos do que Nuno Cobra.

Fisiologista que transformou Ayrton Senna em um atleta de verdade, o melhor preparo físico da Fórmula 1.

Em entrevista exclusiva, Nuno revela a máfia dos preparadores físicos que o deixou afastado do futebol.

E o quanto se motivaria em acabar com a aposentadoria de Ronaldo...

Nuno, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez diz que sonha com a volta de Ronaldo.

Garante que depois de dois ou três meses ele voltará por saudade aos campos.

Isso é possível?

A aposentadoria do Ronaldo agora será o maior desperdício do mundo.

Ele tem 34 anos.

Fisiologicamente, o potencial de um homem é igual dos 20 aos 40 anos.

Basta trabalhar muito e de maneira inteligente.

Um atleta precisa ser tratado fisicamente, espiritualmente e mentalmente.

O Ayrton Senna chegou até mim arrasado.

Inseguro, travado, sem confiança.

Mal conseguia se erguer em uma barra.

No fim dos dez anos do meu trabalho com ele, estava quase um atleta olímpico.

O que é necessário é motivação, perseverança, vontade.

Só depende do Ronaldo.

Ele está parando com o futebol por falta de orientação.

Mas Nuno, ele diz que perdeu para o corpo.

Está gordo, com dores...

Eu treinava o tenista Cesar Kist e o fazia correr com dois coletes de dois quilos.

Ele reclamava, desanimava, sentia dores no corpo todo.

Depois, sem eles, seu preparo na quadra era excelente.

Eu te pergunto, Cosme, com quantos coletes o Ronaldo estava jogando nestes últimos jogos?

Com pelo menos uns oito.

Ele deve estar 16 quilos acima do peso.

Quem joga sem dor com oito coletes no corpo?

O Ronaldo é um fenômemo do lado fisiológico.

Ele tem fibras rápidas demais nas pernas de um jogador.

Por isso fazia o que queria com os zagueiros.

Agora, com 16 quilos a mais é impossível...

Nuno, e em relação aos cigarros e as bebidas alcóolicas que ele aprecia?

O Neto não conseguia dar um pique de 100 metros.

Quando comecei a trabalhar com ele, estava bebendo como um louco.

Comigo ele parou.

E fomos treinar em Campinas.

Depois de dar uma volta em velocidade em parque de lá, ele começou a chorar, me agradecendo.

Eu não peço para os atletas pararem com seus vícios.

Eles percebem a importância de respeitar o próprio corpo.

Uma pena que meu trabalho teve de ser interrompido com o Neto porque o supervisor do Corinthians soube.

E o Neto foi proibido de treinar comigo.

Há uma máfia absurda no futebol entre os preparadores físicos.

Você teve outra experiência parecida?

Treinei o Hugo Hoyama, um dos melhores mesotenistas de todos os tempos no Brasil.

O resultado foi tão bom que o pai dele, conselheiro do Palmeiras, ficou empolgado.

Me recomendou para o clube.

Queria que eu recuperasse o Edmundo, o Animal.

Mas não deixaram nem eu chegar perto dele.

Ficou claro para mim a existência da máfia no futebol e só por isso não trabalhei com grandes jogadores.

Voltando ao Ronaldo, você disse que ele deve o fim precoce de sua carreira a um método burro?

Sim. A sua estrutura é de uma pessoa magra.

Quando ele foi jogar na Europa, fizeram com que ele ganhasse massa de uma maneira estúpida, burra.

Musculação intensa e o encheram de suplementos, como a um cavalo.

Não levaram em consideração a sua formação fisiológica, suas articulações.

Com o peso excessivo ele sempre ficou sujeito a lesões.

E elas vieram.

O caso do Ronaldo é clássico, bem nítido o erro na formação física desse talento extraordinário.

Você resolveria como a falta de motivação de Ronaldo para continuar?

O Ronaldo precisa redescobrir a alegria de ser um atleta respeitado.

Ser chamado de baleia, gordo, pançudo quebra a motivação de qualquer um.

O trabalho tem de ser feito primeiro na mente de Ronaldo.

Ele precisa voltar a se gostar, a se enxergar como jogador de futebol.

Ter orgulho do seu corpo.

Ele é privilegiado por Deus.

Ninguém tem tanto talento como atacante no futebol mundial.

Parar com 34 anos é um crime!

Se eu tivesse seis meses com ele, Ronaldo voltaria a ser Ronaldo.

Disputaria a Copa de 2014...

E jogaria até os 40 anos, brincando.

Só peço seis meses.

E nem precisa me pagar um tostão.

Faria isso por amor, por prazer de salvar tanto talento que está sendo jogado fora...

Veja mais:
+
Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

O que realmente está por trás da briga pela transmissão dos jogos pela TV: a formação ou não da Liga dos Clubes brasileiros…

divulgacao20 O que realmente está por trás da briga pela transmissão dos jogos pela TV: a formação ou não da Liga dos Clubes brasileiros...

As águas de março estão chegando.

E com elas, a definição de qual emissora transmitirá o Campeonato Brasileiro de 2012, 2013, 2014.

A briga pelas imagens dos jogos esconde algo até mais significativo para o futebol brasileiro.

A CBF tenta desarticular, acabar com o Clube dos 13.

Qual o interesse?

Manter o poder absoluto do futebol e exterminar qualquer chance de criação de uma Liga.

A Liga reunindo os principais clubes do país tornariam obsoletas as federações e a própria CBF.

Na prática, as federações e a CBF servem organizar campeonatos e registrar os jogadores.

Para vários clubes seriam dispensáveis.

Só que não levam em conta a força política que Ricardo Teixeira tem na América do Sul, na África.

E, principalmente, junto ao presidente da Fifa, Joseph Blatter.

Ainda mais agora, na organização da Copa do Mundo de 2014...

Nos grandes países da Europa, as Ligas controlam o futebol.

Sem maiores problemas.

Aqui, no Brasil, não.

A estrutura foi montada para manter o poder dos presidentes das Federações e da própria CBF.

Só uma grande reviravolta promoveria uma revolução no futebol.

Revolução que não desperta o menor interesse da CBF.

As ideias subversivas crescem no Clube dos 13.

Ricardo Teixeira sabe disso.

E por isso lançou de forma abrupta Kléber Leite como candidato de oposição a Fabio Koff.

O ex-presidente do Flamengo e grande amigo de Teixeira perdeu a eleição em 2010.

Mas Teixeira estuda outra solução.

Para rachar o Clube dos 13.

E acabar com a ideia da criação da Liga na raíz.

Usando o seu grande aliado Andrés Sanchez.

O presidente do Corinthians foi chefe da delegação brasileira na África do Sul.

E teve todo o apoio de Teixeira na confirmação da construção da Arena em Itaquera para abrir a Copa do Mundo.

Andres já queria se unir ao Flamengo para ter o direito de transmissão dos jogos.

Ele acredita que os clubes de maior audiência merecem receber mais do que os demais.

E assumiu ontem querer sair do Clube dos 13.

"É um direito meu buscar o melhor para o Corinthians.

Não sou obrigado a continuar a ficar em um lugar que eu acredito que me dê prejuízo."

Mas ele quer arrastar o Flamengo.

Andres tinha grande proximidade com Márcio Braga.

Com a eleição de Patricia Amorim, houve um afastamento.

A solução foi usar a Taça das Bolinhas para a reaproximação.

Ele interferiu junto a Ricardo Teixeira, com o apoio da Federação Carioca pelo retorno do troféu ao Flamengo.

O reconhecimento do torneio de 1987 seria obrigatório.

Mesmo voltando atrás ao que já cansou de repetir, Teixeira aceitou hoje confirmar Flamengo e Sport como campeões de 1987.

A direção do Sport promete ir para a Justiça exigindo que o ano tenha um campeão só.

Enquanto isso, os dirigentes do Flamengo se juntam aos dirigentes corintianos.

E discutem a criação, em toque de caixa, do Clube dos Sete.

A ideia de Andrés Sanchez é juntar as sete equipes de maior audiência do país.

Sete clubes efetivos e um convidado.

Clube dos Sete que são oito...

Não é novidade no Brasil, já que o Clube dos 13 é formado por 20 clubes...

Andrés não quer o São Paulo, pela profunda rivalidade criada em relação ao Morumbi e a Arena Itaquera.

Há quem garanta que eles já estão fechados com a TV Globo e com Ricardo Teixeira.

Sem o apoio destes grandes clubes, a criação da Liga é impossível.

Com tanto empenho está explicado o motivo pelo qual Teixeira quer Andrés como seu sucessor...

Enquanto isso, Fábio Koff tenta manter de qualquer maneira a unidade do Clube dos 13.

E deixar o processo de licitação acontecer normalmente como estava previsto.

Nessa semana as propostas dos interessados na transmissão devem chegar às mãos da cúpula do Clube dos 13.

O resultado será divulgado em março.

Por isso a pressa corintiana no rompimento.

E a rapidez na ajuda pelo reconhecimento do título do Flamengo em 1987.

Depois do apoio inesperado, Patricia Amorim quer ouvir com seriedade a proposta de Andrés.

A pressão vem de todos os lados.

Das Federações, das TVs, dos políticos...

O interesse está muito além da transmissão das partidas...

Mas da própria sobrevivência da CBF...

Da permanência do sistema que controla o futebol no Brasil...

Quem merece a taça das bolinhas? Flamengo? São Paulo? Ou a derrete e faz dois vasos e dá um para cada clube?

divulgacao83 Quem merece a taça das bolinhas? Flamengo? São Paulo? Ou a derrete e faz dois vasos e dá um para cada clube?
Na briga pelo direito da transmissão do jogos do Brasileiro vale tudo.

A CBF acaba de reconhecer o título de 1987 do Flamengo.

Em vez de vencedor da Copa União ele será considerado campeão brasileiro.

Ou seja: haverá dois campeões no mesmo ano: o time da Gávea e o Sport, vencedor do módulo amarelo.

Com a atitude, a CBf assim ganhou um poderoso aliado, o Flamengo.

Ao lado do Corinthians para fechar o contrato de transmissão com quem mais interessar.

A Taça das Bolinhas já está de posse do São Paulo, inimiga mortal da entidade.

Até na disputa pela transmissão.

Ricardo Teixeira vai pedir que seja devolvida ao Flamengo, como prêmio ao primeiro pentacampeão brasileiro.

O que você acha dessa história toda?

Quem tem razão?

Quem merece ficar com a Taça das Bolinhas?

Ou derrete e faz dois vasos e dá um para cada clube?

Seja um Ricardo Teixeira cover e decida...

Em vez de celebrar a conquista do Flamengo, Felipe prefere xingar torcedores do Corinthians…

AgenciaEstado839 Em vez de celebrar a conquista do Flamengo, Felipe prefere xingar torcedores do Corinthians...
"Se me odeia, quer faça o quê?

Falar que amo?

Me esquece e morde a testa !!!!"

Esse é o conselho zen-budista de Felipe à torcida do Corinthians.

Ele foi questionado sobre sua identificação, seu amor ao Flamengo.

Foi xingado várias vezes.

Além dos palavrões, o termo mercenário foi o mais presente.

A passagem de Felipe pelo Corinthians acabou sendo uma das mais cheias de reviravolta do futebol brasileiro.

Amor e ódio é clichê e não alcança os extremos.

"O meu grande arrependimento como dirigente foi ter contratado o Felipe.

Ele não merecia ter vestido a camisa do Corinthians.

É um mau caráter."

As acusações repetidas até o infinito são de Andres Sanches.

Na África do Sul, ele soube que o jogador abandonou a delegação que estava concentrada.

"Foi uma manobra dele e dos empresários para ser vendido ao Braga.

Como confiar em uma pessoa que toma uma atitude dessa?", pergunta o presidente.

Felipe chegou ao Parque São Jorge depois de ótima passagem pelo Bragantino.

O suficiente para que todos esquecessem o rebaixamento do Vitória.

E a briga terrível com o então presidente do Vitória, Paulo Carneiro.

A truculência das palavras do dirigente, que lhe valeram até processo por racismo, protegeu Felipe.

Foi o goleiro titular na queda do Corinthians para a Segunda Divisão.

Acabou ganhando o ódio eterno de Andres ao exigir aumento mesmo com o rebaixamento.

"O goleiro caiu com o time e ainda exige ganhar mais.

Não acredito que exista um jogador assim", reclamou o presidente corintiano que pagou o aumento.

"Ele havia prometido", se defendeu Felipe.

O jogador fracassou na decisão da Copa do Brasil de 2008 diante do Sport.

Ficou algumas partidas afastado.

Mas Mano o perdoou.

Ganhou o Paulista e a Copa do Brasil de 2009.

Teve segura atuação contra o Internacional de Tite na final.

Depois no Brasileiro houve a absurda partida contra o mesmo Flamengo onde está jogando.

O goleiro não foi na bola, na cobrança de pênalti de Léo Moura.

Andres, outra vez, se disse revoltado.

Deixou claro sua revolta pela atitude Felipe que, na visão do dirigente, facilitou a vitória flamenguista.

Mesmo assim o segurou para a Libertadores, apesar de o Fluminense ter tentado contratá-lo.

Veio a eliminação diante do Flamengo, sempre ele, na competição mais importante do centenário corintiano.

Andres foi para a África e Felipe para Portugal.

Lá chegou a ser acusado de agredir a namorada, mas nada se provou.

Foi contratado pelo Flamengo no final do ano passado.

Logo na entrevista de apresentação fez mil promessas de amor ao clube.

As suas palavras provocaram enorme ressentimento na cúpula corintiana.

Andres havia até aconselhado Patricia Amorim a não contratar Felipe.

Repetiu a acusação de mau caráter.

Depois da sensacional atuação de ontem, novas juras de amor eterno ao Flamengo por parte de Felipe.

E em vez de comemorar, resolveu tirar a forra com os torcedores corintianos.

O nível foi rasteiro.

Não conseguiu ser inteiramente zen budista no twitter.

A provocação que o tirou do sério foi esta.

"Comédia. Antes era juras pelo Coringão.

Felipe você não passa de um comédia!

Flamenguista frouxo."

Foi o que bastou para o goleiro responder sem cerimônia.

"Quero que você se f..., irmão."

Vale a pena destacar que ele chamou o torcedor corintiano de irmão.

Isso ameniza a ira...

Felipe pode ser campeão mundial pelo Flamengo, pela Seleção...

Mas os problemas, o ódio que provocou no Vitória e no Corinthians o perseguirão pela vida toda.

Tanto que Patricia Amorim mandou um recado para se acalmar.

Luxemburgo vai no mesmo caminho.

Duro será o genioso jogador se controlar.

Sabe que tem dois caminhos.

Precisa optar pelo certo.

Cabe a ele virar as costas e superar as provocações.

Ou gastar os dedos para devolver cada ofensa que receber no twitter...

E elas serão muitas eternamente...

Porque nunca será perdoado pela torcida corintiana...

Nunca...

Palmeiras, o líder que faz jejum de gols e não engana ninguém…

divulgacao16 Palmeiras, o líder que faz jejum de gols e não engana ninguém...
Corinthians, São Paulo, Santos, Americana e Paulista...

Cinco times tem mais gols do que o líder Palmeiras...

Os comandados de Luiz Felipe Scolari conseguiram marcar 12 gols em nove jogos...

A média assustadora para o primeiro colocado no Campeonato Paulista...

1,33 por partida...

Hoje, outra atuação frustrada do ataque...

Kléber não suporta mais ser o único jogador com talento na frente.

Ele pede desesperadamente para a direção contratar um artilheiro.

Alguém que fique parado como um cone para empurrar as redes, completar as jogadas que consegue fazer...

O Palmeiras atua de uma maneira frustrante.

Para o time...

Para a direção...

Para o treinador...

E, principalmente, para o torcedor...

É irritante o que provoca a falta de um companheiro para Kléber...

Endividado, o clube procurou a Traffic e implorou ajuda na contratação de um atacante...

Um número nove, como se refere Arnaldo Tirone.

E o Palmeiras inovou...

Sem dinheiro e com a relação abalada com a antiga diretoria...

O Palmeiras não citou nomes...

Aceita quem vier...

Desde que não precise gastar...

A situação do clube, sem mídia ou Libertadores, desanima a Traffic...

A empresa busca no mercado brasileiro um jovem promissor...

Mas barato, sem grande impacto...

Luiz Felipe Scolari contem os nervos, mas sente que está a ponto de explodir.

Consegue uma excelente campanha com uma equipe limitada...

Mas, vivido, sabe que quando começarem os confrontos pelo título, a história será complicada.

Contra o Mogi Mirim, diante da inércia do ataque, vaias bem direcionadas da torcida ao líder...

A primeira colocação do Palmeiras que não marca gols não engana nem parentes de Arnaldo Tirone...

Só nesta fórmula bizarra, cansativa e enganadora do Campeonato Paulista o líder não tem intimidade com os gols...

E espera com a ansiedade de um aposentado na fila da Caixa Econômica no dia do pagamento...

O atacante que a Traffic conseguir...

Qualquer um...

Este é o líder do Campeonato Paulista de 2011...

O substituto de Bruno rouba a cena de Ronaldinho Gaúcho. Mas a Taça Guanabara ainda não é do Flamengo…

divulgacao128 O substituto de Bruno rouba a cena de Ronaldinho Gaúcho. Mas a Taça Guanabara ainda não é do Flamengo...
A Felipe o que é de Felipe...

Ele roubou a cena e levou o Flamengo à decisão da Taça Guanabara contra o Boavista.

O ex-corintiano conseguiu compensar o que Ronaldinho Gaúcho e o esquema de Luxemburgo não fizeram.

O instável goleiro jogou como nunca no Engenhão.

Não só foi decisivo nas cobranças dos pênaltis.

Durante o jogo foi ele quem garantiu o empate em 1 a 1.

Está certo que Joel Santana levou 45 minutos e a desvantagem por 1 a 0 no primeiro tempo para atacar.

Foi a pitada de coragem que precisou para o time encurralar o Flamengo de Luxemburgo.

A impressão que a semifinal deixou foi a de desperdício...

Se Joel colocasse sua equipe no ataque desde o início ganharia o jogo.

Os raros contragolpes pararam no ótimo goleiro Jeferson...

O gosto amargo ficou na garganta dos botafoguenses por causa dos pênaltis...

De Felipe...

Mas a festa flamenguista, a felicidade de ir para a final contra o pequeno Boavista não esconde o principal...

Ronaldinho Gaúcho...

Outra atuação abaixo do esperado...

Um chute perigoso ao gol durante todo o jogo.

É muito pouco.

Está repetindo atuações pífias como no tempo do Milan...

Não adianda dar toques de calcanhar ou gingar em cima da bola no meio de campo...

Precisa ter habilidade, força física e velocidade para fazer jogadas assim na área adversária...

Não foi o caso de hoje...

O Flamengo chegou aos trancos e barrancos à decisão...

Todos sabem...

O primeiro turno do Campeonato Carioca foi de péssimo nível técnico...

Fluminense e Botafogo são equipes melhores definidas taticamente do que os finalistas...

Mas conseguiram ser piores e mereceram a eliminação nos pênaltis...

O Flamengo tem mais nome, tradição e jogadores caros do que a equipe de Saquarema...

Mas a decisão é imprevisível...

Mesmo com Ronaldinho Gaúcho, ninguém pode apostar de olhos fechados.

Muito pelo contrário...

O Flamengo só está na final graças a excelente atuação de Felipe...

O substituto de Bruno...

Apesar do carnaval antecipado, o primeiro turno, que os cariocas batizam de Taça Guanabara, ainda não tem dono...

Adilson Batista ofereceu a vitória ao Corinthians. Foi uma derrota primária do Santos…

divulgacao136 Adilson Batista ofereceu a vitória ao Corinthians. Foi uma derrota primária do Santos...
O garoto pode ter 19 anos.

Não 19 pulmões.

De que adiantou enfrentar a maratona do Campeonato Sul-Americano no Peru...

Ter ido para Caracas e jogado mal contra o Tachira...

Ainda pior hoje contra o Corinthians?

Tudo isso para terminar o jogo como lateral direito?

O que Adilson Batista fez com Neymar foi o retrato da derrota santista por 3 a 1 para o Corinthians.

Adenor nasceu e pediu a Deus um dom como treinador de futebol.

E ele foi atendido: o de armar qualquer time com 11 jogadores ele consegue colocar para contragolpear.

Sem ser mais obrigado a escalar Ronaldo e Roberto Carlos, Tite colocou o melhor time fisicamente possível.

E esperou o favoritíssimo Santos.

A equipe de Adilson Batista pareceu um pardal caindo em uma rústica armadilha montada por crianças do interior...

Bastou ver o alpiste e não percebeu que estava debaixo de uma gaiola, com a porta presa por uma corda.

Entrou para comer o alpiste, o garoto puxou a corda e o pardal foi capturado.

O Santos se ofereceu para perder o jogo.

Tentando mostra que merecia a fama de melhor time de São Paulo, a equipe partiu para o ataque.

Com seu meio de campo aberto, sem cobertura aos laterais ou proteção aos zagueiros...

Só que, com tantas opções na Vila Belmiro, seu treinador escolheu a pior.

O meia Diogo e o 19 pulmões, Neymar.

Não bastou terem jogado mal demais na Venezuela.

Para tirar a prova que Diogo não tem cacoete de atacante e que deve jogar mais atrás, como meia, outro vexame.

O Santos até se posicionou como quem iria atacar, mas não conseguiu ser produtivo.

Neymar corria por todo o campo buscando a bola.

E Diogo esqueceu que era atacante e jogou o tempo todo longe da área.

O time tocou a bola de maneira impotente na intermediária.

Já o Corinthians viveu às custas do bote, de bola roubada, como era claro que iria fazer.

E foi assim, contragolpe, atrás de contragolpe.

Para justificar o dilúvio, Fábio Santos fez pela primeira vez na vida dos dois.

Um golaço de falta.

Elano ainda havia conseguido marcar em uma tabela com a canela de Paulinho, seu marcador...

Perdendo por 2 a 1, o Santos se abriu ainda mais.

E, em uma bola roubada de Diogo, Ralf lançou Liédson.

E ele encobriu Rafael com a frieza de um matador profissional.

Exatamente como o roteiro mais tosco indicava.

Corinthians venceu como o time de Adenor, o viciado nos contragolpes.

Sem o peso de Ronaldo, as ultrpassagens de Elias e Jucilei, e ainda Roberto Carlos...

A equipe será humilde, buscará as conquistas dando campo para o adversário...

Talvez por isso que seja a única invicta do Campeonato Paulista...

Já o Santos perdeu como os times de Adilson Batista perdem...

Atacando de forma desordenada, com vários jogadores fora de posição...

Pedindo para tomar gols nos contragolpes...

O clássico em São Paulo indica dois caminhos...

O da humildade corintiana com Adenor...

E o da apreensão, medo do futuro com Adilson Batista...

Talvez por isso já seja comentado o nome de Abel Braga na Vila...

O prejuízo que o Boavista provocou no Fluminense pode estourar na Libertadores…

divulgacao2903 O prejuízo que o Boavista provocou no Fluminense pode estourar na Libertadores...
Benditos Campeonatos Estaduais.

Eles são venenos para os times que disputam a Libertadores da América.

Servem apenas para tirar a confiança dos jogadores.

Como disse Dorival Júnior.

"Valem para quem perde..."

Esse foi o peso para o Fluminense, time derrotado nos pênaltis para o Boavista.

Está fora da decisão do primeiro turno do Campeonato Carioca.

Não tem cabimento questionar Conca e Rodriguinho por desperdiçar os seus pênaltis.

Se Muricy e seus comandados pudessem virar as costas para a competição, virariam.

Eles estão focados na Libertadores da América.

Mas precisam dar satisfação à torcida.

À mídia carioca, que tanto promove o torneio.

Foram obrigados pela diretoria.

E mesmo com problemas sérios a serem resolvidos para a Libertadores, o time se expôs.

Com a obrigação de passar fácil pelo adversário, já que o Vasco havia caído na vala da sua incompetência...

Enfrentou jogadores que dariam a vida para ganhar a partida ontem.

E foi o que fizeram.

Se desdobraram contra o campeão brasileiro.

Os comandados de Alfredo Sampaio demonstraram o quanto frágil ainda é o sistema defensivo de Muricy.

Não adiantou tirar Diego Cavalieri.

Ricardo Berna sofreu demais diante de Gum e Leandro Euzébio.

Edinho como terceiro zagueiro não resolveu, não protegeu a área como deveria.

O time de Saquerema se divertia mais do que os surfistas que frequentam suas praias desde a década de 70.

Marcou dois gols e poderia ter feito mais.

As falhas de coberturas foram piores do que contra o Argentino Juniors.

Cada ataque do Boavista provocava taquicardia nas arquibancadas do Engenhão.

Até que chegaram os pênaltis e...

A derrota inédita diante do pequeno nas semifinais.

A pressão enorme e desnecessária contra o Nacional...

O desprazer da imensa decepção no início da temporada.

Derrota tosca, inesquecível.

Motivo de piada.

Tudo isso porque levou o Campeonato Carioca a sério.

E foi incompetente para vencer o Boavista.

Ao Fliuminense não resta nem a desculpa do Inter, que jogou com o time B...

E também foi eliminado do primeiro turno ontem no Rio Grande do Sul...

O ambiente amanheceu pesado, tenso nas Laranjeiras.

Muricy e os jogadores têm mesmo motivo para andar de cabeça baixa...

De preocupação e de vergonha...

E medo no seu segundo jogo em casa pela Libertadores...

Tudo isso por causa de uma semifinal do primeiro turno do Campeonato Carioca perdida para o Boavista...

Veja mais:

+ Tudo sobre cinema no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Jucilei embarcando para a Rússia. O desmanche não para, não para, não para no Corinthians…

divulgacao021 Jucilei embarcando para a Rússia. O desmanche não para, não para, não para no Corinthians...
"E agora?"

"Agora, resta administrar o Corinthians.

A hora é de pagar as contas."

Esse foi o curto diálogo entre um dirigente da área financeira e o presidente do Corinthians, após a queda na Libertadores.

O clube perdeu a ambição esportiva.

Ganhar o Campeonato Paulista não é prioridade, não estimula.

O clube vai jogar porque tem de jogar.

Se ganhar, ótimo.

Mas não fará grandes esforços, sacrifícios.

Pelo menos até o final do primeiro semestre, não haverá volúpia nas contratações.

Pelo contrário.

Diante da dívida de mais de R$ 120 milhões, a saída é diminuir a folha de pagamento.

Jucilei já deixou acertada a sua ida para o Anzhi Makhachkala.

Tanto que foi afastado às pressas do clássico de amanhã contra o Santos.

Foi um pedido dos russos e bom senso dos dirigentes brasileiros.

O volante foi indicação de Roberto Carlos, lateral que fechou com o mesmo clube.

A parte do Corinthians na transação será de cerca de R$ 11 milhões.

Ele será o quinto jogador titular de 2010 a deixar o Parque São Jorge.

O desmanche começou de forma precipitada, com a saída de Elias para o Atlético de Madrid.

Esse foi o grande erro de Andres.

O Corinthians perdeu seu grande jogador de transição, que levava a bola da intermediária à área adversária.

Esse talento garantiu sua presença na Seleção Brasileira.

Não tinha um substituto à altura

Ao mesmo tempo que Elias ia para a Espanha, William parava de jogar futebol.

Ele havia anunciado sua aposentadoria desde os primeiros meses de 2010.

Não houve competência para buscar durante quase o ano todo um substituto à altura do zagueiro.

Com o desastre diante do Tolimas, Roberto Carlos e Ronaldo deixaram o clube.

E agora, Jucilei.

Se algum clube do Leste Europeu, onde a janela ainda está aberta, quiser levar Dentinho ou Jorge Henrique, à vontade.

O time todo está liberado para ser negociado.

Andres Sanches quer se dedicar a partir do final de março ao estádio.

Ele queria que a Arena Itaquera começasse para valer no início do próximo mês.

Mas houve atrasos com a documentação e ele jura que no final de março as obras estarão acontecendo em três turnos.

Com a promessa agora de liberação do estádio para a Copa das Confederações em 2013...

Por isso, a hora é de angariar recursos, buscar patrocinadores e esquecer um pouco o futebol.

A perda da Libertadores tirou a motivação.

O mandato de Andres terminará em dezembro.

E ele pretende diminuir o máximo da dívida possível.

Até porque pretende fazer o seu sucessor.

Grande parte da moral da sua ala política foi perdida com os fracassos na Libertadores.

E mesmo no futebol.

O clube não conquista um título desde o meio do ano de 2009, a Copa do Brasil.

O ano do centenário foi um fracasso só.

O vice de marketing, Paulo Rosenberg, quer um grande nome no meio do ano.

Para chamar a atenção da torcida, da mídia, vender mais camisetas.

E ter mais moral contra a oposição que começa a se planejar para as eleições do final de ano.

Kaká foi sondado.

Luís Fabiano também.

Mas isso é para junho, julho...

A hora é de desmanche.

Buscar recuperar o prejuízo de mais de R$ 15 milhões por não ter tido futebol para passar pelo Tolima.

E chegar à Libertadores.

Depois de sentar e chorar, os dirigentes corintians começaram a megaliquidação de verão do elenco...

Ronaldo e Roberto Carlos: a fumaça explica tudo…

AE Ronaldo e Roberto Carlos: a fumaça explica tudo...
Uma imagem fala mais do que mil palavras?

E duas imagens, então?

As fotos não mostram dois fumantes inexperientes.

Não aprenderam a fumar na festa para Anderson Silva, ontem, na casa de Ronaldo.

Roberto Carlos faz até pose para puxar a fumaça para os pulmões.

Eram esses dois atletas, um de 34 anos e outro de 37, que o Corinthians depositava toda a confiança.

A diretoria e os torcedores sonhavam que eles iriam comandar o time para ganhar a Libertadores.

Literalmente, a confiança virou fumaça.

Triste imagem que sela, fecha o ciclo de vez.

Boas tragadas, empresário Ronaldo...

Que a Rússia tenha ótimos cigarros, Roberto Carlos...

AE2 Ronaldo e Roberto Carlos: a fumaça explica tudo...