Foi um absurdo o que fizeram com Lyoto Machida. Quanto vale a credibilidade do UFC, mister Dana White?

gettyimages281 Foi um absurdo o que fizeram com Lyoto Machida. Quanto vale a credibilidade do UFC, mister Dana White?

Rampage Jackson levantou o braço direito de Lyoto Machida, reconhecendo a derrota.

O gesto é universal.

E, com ele, encerrava a principal luta do UFC 123.

Desolado, Rampage sentou-se no chão e não queria levantar.

Estava entregue.

Sabia ter perdido a luta.

O brasileiro comemorava, discretamente, como é de seu feitio.

Mostrara na luta haver superado o trauma do violento nocaute que sofreu de Shogun.

Fiel ao seu estilo, no primeiro round conseguiu vencer o trauma psicológico.

Esgrimou e conseguiu escapar das investidas de Rampage, usando o seu poder de esquiva absurdo.

A luta foi igual no primeiro round.

No segundo, o americano conseguiu acertar um soco e deu uma queda em Lyoto.

No final do round, o brasileiro devolveu a queda.

Um ponto de vantagem para Rampage.

Mas veio o terceiro round.

Lyoto conseguiu uma saraivada de socos e ainda derrubou Rampage.

Conseguiu montar.

Esteve a ponto de conseguir vencer imobilizando seu braço.

Ele escapou por um triz.

Veterano, percebeu a enorme vantagem de Lyoto, que deveria ter conseguido dois pontos de vantagem.

Tanto que reconheceu a derrota, levantando o braço do adversário.

E sentando-se no chão como se estivesse de luto.

Mas veio o resultado.

Os juízes deram a vitória mais injusta do ano a Rampage.

Com vaias, a revolta da torcida americana foi contagiante.

Impossível não querer dar um high kick na televisão.

É como se alguns árbitros caseiros do futebol brasileiro tivessem ido para o UFC.

E, como acontece por aqui, sem personalidade, ajudaram o clube da casa.

Lyoto foi um gentleman em aceitar o inexplicável resultado, a sua segunda derrota.

Ainda mais do que ele, Rampage Jackson que desmoralizou os jurados não aceitando a decisão.

Ele mesmo ofereceu uma revanche a Lyoto.

Por mais que aconteça a revanche, o gosto da revolta é imenso.

Há muito interesse por trás de cada luta.

Principalmente apostas milionárias.

O round em que a luta vai acabar, até o minuto.

Se aposta em tudo.

E, principalmente, quem vai ganhar.

Resultados como o de ontem tiram parte da credibilidade do MMA.

Como dizem os grandes lutadores: deixou ir para as mãos dos juízes, 'senta e chora'.

Eles vão ajudar os norte-americanos.

Ou dar a vitória a quem interessar Dana White.

Lyoto já foi ajudado na primeira luta contra Shogun.

Agora está do outro lado.

Sentiu na pele o quanto é duro a injustiça.

O grande derrotado ontem não foi o brasileiro.

Foi o UFC.

Basta acompanhar as manchetes nos sites de todo o mundo.

Quanto vale a credilidade do MMA, mister Dana White?

Veja mais:

+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Felipão matou o sonho de Rivaldo. E da torcida do Palmeiras…

reuters12 Felipão matou o sonho de Rivaldo. E da torcida do Palmeiras...
O Rivaldo que o Palmeiras tem no time poderia ser outro.

Não o esforçado volante que atua no sacrifício, improvisado pela lateral esquerda.

O Palmeiras não tem o original e utiliza apenas o genérico por causa de Luiz Felipe Scolari.

O melhor jogador do mundo de 1999 não pôde terminar sua carreira como queria.

"Eu queria mesmo era dar adeus ao futebol no Palmeiras", disse-me no ano passado, em entrevista exclusiva.

Ele tentou, se ofereceu aos dirigentes do time que ama.

Mas eles procuraram Luiz Felipe Scolari.

E Felipão matou o sonho de Rivaldo.

Justo o jogador que ele mesmo considerou responsável pela conquista da Copa de 2002.

Foi surpreendente essa negativa.

Foi o meia quem o levou para o milionário mundo do Uzbequistão.

O treinador comandou a seleção daquele país e o Bunyodkor por indicação de Rivaldo.

No final da permanência de Felipão no Uzbequistão, eles tiveram um grave problema.

O treinador não concordou com alguns jogadores do Mogi Mirim que Rivaldo tentou colocar no time.

O técnico queria atletas com potencial maior.

Rivaldo acreditou que o desentendimento tivesse acabado.

Até que se ofereceu ao Palmeiras.

Felipão disse que era impossível, precisava de jogadores jovens, na plenitude do estado físico.

Até os dirigentes palmeirenses se surpreenderam com a veemência do não.

Mesmo assim tentaram demover o técnico da negativa.

Sabem o quanto Rivaldo é ídolo ainda dos torcedores.

E também têm a exata noção de quanto o time não tem grandes talentos.

Mas não houve jeito.

Rivaldo não abateu, aceitou a decisão.

E como é presidente e dono do Mogi Mirim, resolveu encerrar a carreira no próximo ano.

Jogando pelo Mogi Mirim.

Lá o Felipão não manda...

A situação além de ser desgastante é um desperdício.

Quem acompanha Rivaldo de perto sabe que fisicamente ele está muito bem.

E com talento de sobra para acrescentar ao limitado time palmeirense.

Mas o futebol é assim.

Uma discussão tem consequências enormes na carreira de todo jogador.

Se não fosse por Felipão, o Palmeiras teria Rivaldo de novo...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Golpe de mestre. Como Renato Gaúcho conseguiu ganhar o salário que queria. E a direção do Grêmio se livrou da multa rescisória…

reuters83 Golpe de mestre. Como Renato Gaúcho conseguiu ganhar o salário que queria. E a direção do Grêmio se livrou da multa rescisória...
Tudo muito inteligente.

E ainda com o tom de amor incondicional ao Grêmio.

A renovação de contrato de Renato Gaúcho mostrou habilidade tanto do técnico como do novo presidente do clube, Paulo Odone.

Depois de quatro reuniões mal sucedidas, aconteceu o acordo.

Renato Gaúcho queria ganhar R$ 400 mil em 2011.

Odone estava preocupadíssimo.

Como dizer não ao maior ídolo do clube.

E que, como treinador, conseguiu uma campanha sensacional no segundo turno do Brasileiro.

Ele foi contratado apenas para tentar evitar que o Grêmio fosse rebaixado.

Mas Renato conseguiu se superar.

O time briga para valer pela Libertadores.

Como o novo presidente poderia perder o ídolo é o técnico?

Odone estava morrendo de medo da multa rescisória do novo contrato de Renato.

Por isso tentava pagar o menos que pudesse.

Estava empacado em R$ 300 mil.

Só que Renato foi inteligente.

Sugeriu o contrato sem multa.

Mas, lógico, recebendo R$ 400 mil.

A proposta agradou em cheio a nova direção do Grêmio.

E também serviu para mostrar como Renato ama o clube, abrindo mão de recompensa em caso de um eventual fracasso.

Golpe de mestre.

A torcida gremista está ensandecida, ainda mais apaixonada por Renato Portaluppi, como o chamam pelas terras gaúchas.

A diretoria, aliviada.

Vai até usá-lo como garoto propaganda para o aumento de número de sócios torcedores.

E o técnico conseguiu o salário que desejava desde que começou a negociar.

Final feliz...

Veja mais:
+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Neymar e seus três dias de férias entre 2010 e 2011. É esse o plano de carreira do Santos para o garoto de R$ 100 milhões?

gettyimages885 Neymar e seus três dias de férias entre 2010 e 2011. É esse o plano de carreira do Santos para o garoto de R$ 100 milhões?

O Santos não aspira a mais nada no Campeonato Brasileiro.

Está na sétima colocação, onze pontos atrás do Corinthians.

Faltam apenas três rodadas.

O clube já está classificado para a Libertadores da América.

Não há como ser campeão do Brasil, buscar a Tríplice Coroa.

Luís Álvaro ofereceu um plano de carreira 'especial' para Neymar.

Uma compensação por não ter aceitado jogar no Chelsea.

Ele seria tratado como uma 'joia' na definição do poético presidente santista.

Pois bem: Neymar foi perdoado por Mano Menezes e voltou à seleção.

Jogou contra a Argentina em Doha, no Qatar.

Foram 14 horas para ir e mais 14 horas para voltar.

O Santos tem mais três jogos pelo Brasileiro.

Vai cumprir tabela contra três adversários que estão com a corda no pescoço.

Goiás, em Goiânia, Avaí, em Florianópolis e Flamengo, na Vila Belmiro.

A última partida do Santos será no dia 5 de dezembro.

A 'joia' Neymar deve atuar nestas três jogos sem sentido para o Santos.

Com Ganso contundido, ele é o mais habilidoso do time, o atleta mais sujeito às faltas, às pancadas.

Esta exposição é desnecessária.

Insana.

E depois, três dias depois, sim... três dias depois, deverá se apresentar à Granja Comary.

Ele estará na seleção brasileira sub-20 que disputará o Sul-Americano no Peru.

A competição é importantíssima: vale duas vagas para a Olimpíada de Londres.

Ney Franco é o treinador brasileiro e não abre mão de Neymar.

O Sul-Americano acontecerá entre 22 de janeiro e 9 de fevereiro.

Mal acabará a competição e Neymar se reintegrará ao Santos para disputar o Paulista e a Libertadores da América.

Depois emenda com o Brasileiro e a Copa América da Argentina.

E depois, o retorno ao Brasileiro.

Ou seja: a 'joia da coroa' terá três dias de férias.

Por que não poupar esse jogador tão importante?

Por que enfrentar Goiás, Avaí e Flamengo?

Mero capricho?

Qual a diferença em terminar em sétimo ou em quinto, quarto para o time?

Nenhuma.

Como é que o Santos brinca com o patrimônio de mais de R$ 100 milhões?

A chance de parar e dar uma polida na sua joia é agora.

Não é porque tem apenas 18 anos que Neymar não precisa de descanso.

Se é esse o plano de carreira para Neymar, o melhor é não ter...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Vamos fazer festa é na casa dos paulistas chiques!!! Bora Baêa!!! Segunda divisão, nunca mais!!!

reuters937 Vamos fazer festa é na casa dos paulistas chiques!!! Bora Baêa!!! Segunda divisão, nunca mais!!!
Foram sete longos anos de humilhação.

Sete anos!

Não foram sete meses.

Nem sete dias.

Longe da Série A.

Chegou até a freqüentar a Série C!

Que despacho forte!

Estadios lotados de torcedores passando vergonha.

Ano após ano.

Massa de manobra de dirigentes incompetentes.

Jogadores descompromissados.

Veteranos atrás do último troco na carreira.

Treinadores sem espaço na elite do futebol.

Mesmo assim, os torcedores não arredaram pé.

Não viraram as costas.

O estádio da Fonte Nova chegou a despencar...

Matar seus apaixonados em uma cruel armadilha...

Até hoje ninguém foi preso, as famílias dos torcedores largadas, abandonadas.

Com saudade, dor no coração e sem indenização decente...

Coisas do Brasil...

Em ruínas,a Fonte Nova foi demolida, como deveria ter sido ante da morte dos torcedores do Bahia...

Enquanto isso, o rival Vitória representando sozinho o futebol do Estado.

Ah, era tristeza demais...

De arrebentar o peito...

Este ano parecia que seria igual.

Depois da empolgação da chegada de Renato Gaúcho, ele largou o bom trabalho para ganhar mais e disputar a Série A com o Grêmio.

A diretoria resolveu dar uma chance para Márcio Araújo.

E a surpresa.

Com seu jeito peculiar de extrema amizade e confiança nos atletas, ele fez um pacto com o time.

O pacto era a dedicação total no clube para a valorização da carreira.

Desde salários até uma premiação especial e nunca recebida pelo retorno à Série A.

Foi sofrido, difícil, dolorido.

Mas o Esporte Clube Bahia conseguiu.

E vai fazer a festa de gala em São Paulo.

Os baianos paulistas vão lotar o Morumbi na última rodada contra o Bragantino.

Eles têm obrigação de justificar o sangue baiano e festejar.

Com direito a trio elétrico e tudo mais.

A sisuda São Paulo virará por uma noite a empolgante Salvador.

Este será apenas o primeiro milagre da volta do Bahia.

Os dirigentes estão empolgados e juram que nunca mais o clube estará longe do cenário principal do futebol.

Em 2011 continua a transformação do Bahia em dos clubes mais organizados e ricos do País.

Potencial não falta.

Campeonato Brasileiro sem Bahia realmente não tinha graça.

A saudade da Fonte Nova cheia contra Palmeiras, Flamengo, São Paulo, Vasco, Inter é enorme.

Omar, Ananias, Alison, Nen e Ávine; Fábio Bahia, Marcone, Hélder e Morais; Adriano e Jael.

Esses são os nomes dos jogadores que golearam a Portuguesa por 3 a 0 e garantiram o fim do tormento.

Acabaram os sete anos de gozação.

De tristeza.

Por isso, no dia 27, quem for Bahia e estiver em São Paulo tem obrigação de ir ao Morumbi.

Quem não for atrás desse trio elétrico já morreu...

Ou pior...

Torce para o tinhoso Vitória...

Segunda Divisão, nunca mais!

Bora, Baêa!!!!!!!!!

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Volta à seleção, salário maior do que o da Itália, Libertadores 2011. Dupla com Ronaldo. O plano do Corinthians está nas mãos de Adriano. E ele está disposto a aceitar…

reuters92 Volta à seleção, salário maior do que o da Itália, Libertadores 2011. Dupla com Ronaldo. O plano do Corinthians está nas mãos de Adriano. E ele está disposto a aceitar...
As pessoas ligadas a Andrés Sanchez dizem que o presidente está exultante.

Feliz, brincalhão, piadista.

Não que a dívida corintiana tenha baixado da casa dos R$ 100 milhões.

Não é a liderança do Brasileiro, a permanência de Ronaldo garantida até o final de 2011, a sondagem do PT para ser candidato a prefeito de São Paulo...

Ou a garantia da construção da Arena Itaquera.

Tanta alegria domina o dirigente porque o empresário Gilmar Rinaldi sinalizou sobre a real possibilidade de Adriano jogar no Corinthians no próximo ano.

Está dando certo a campanha "cerca Adriano", feita com a colaboração de Ronaldo e Roberto Carlos.

Os dois já falaram com o Imperador na Itália.

Ele está muito desgastado com a cobrança e falta de tratamento especial por parte da Roma.

Sem a proteção digna de baby-sitter dos tempos de Flamengo, ele foi exposto.

A nutricionista do clube romano vazou para a imprensa que o jogador chegou ao clube com 15 quilos acima do peso ideal.

Sim, você leu certo: 15 quilos.

Ele teve duas contusões musculares.

Agora está sem jogar, recuperando-se fisicamente.

A direção da Roma tinha a certeza de haver montado um time para ser campeão italiano.

Adriano seria o grande destaque.

Mas só ocupa a desagradável sexta posição.

Adriano foi uma aposta de risco.

Os dirigentes aceitaram pagar 2,85 milhões de euros por ano, cerca de R$ 6,6 milhões a Adriano.

Mais luvas.

Por mês, ele recebe cerca de R$ 800 mil.

O departamento de marketing corintiano garante encontrar patrocinadores para não só bancar o jogador, como ainda trazer dinheiro a mais ao clube, se contratar o atacante.

A imprensa italiana acredita que a diretoria do clube italiano jogou dinheiro fora.

A temperatura começa a baixar na Europa.

Roma já está vivendo tempo nublado e 14 graus.

O frio do inverno deixa Adriano depressivo.

Ele detesta.

Ainda mais estando sem jogar.

E sem falar com a imprensa.

Ele está em greve com os jornalistas italianos e brasileiros.

Ficou irritado com a notícia do seu peso e por estar sendo considerado uma péssima contratação do time.

Andrés já apresentou o plano de ter Adriano e Ronaldo juntos na Libertadores a Gilmar Rinaldi.

E mais: uma campanha intensa para o seu retorno à seleção brasileira.

Resgatar a sua carreira...

A saída do atacante não é difícil da Itália.

Os dirigentes europeus já estão buscando outro atacante no lugar do jogador brasileiro.

O Flamengo não é rival para o Corinthians.

A presidente Patricia Amorim já sinalizou não ter dinheiro e nem disposição para uma nova temporada do Imperador na Gávea.

Por isso Andrés Sanchez está sorrindo, fazendo piadas.

Sabe que a contratação de Adriano está mesmo por um triz para ser fechada.

E com a segurança de que Ronaldo e Roberto Carlos controlariam a vocação baladeira do Imperador.

Ele está disposto a voltar.

E quando o jogador toma uma decisão é quase impossível fazer com que mude de ideia...

(Adriano jogou vinte minutos neste sábado, contra a Udinese.

Não foi bem.

Sorte que o time venceu por 2 a 0.

Na Itália seu conceito como jogador só piora.)

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Com o respaldo de Ricardo Teixeira, Sérgio Correa enfrenta o Cruzeiro e quem aparecer… Ninguém toca nos seus árbitros…

divulgação3 Com o respaldo de Ricardo Teixeira, Sérgio Correa enfrenta o Cruzeiro e quem aparecer... Ninguém toca nos seus árbitros...

A direção do Cruzeiro entregou à CBF o DVD com os 18 erros de Sandro Meira Ricci no jogo contra o Corinthians.

As cenas serão avaliadas, mas não serão consideradas.

Não irão mudar nada.

Isso porque Sandro já teve a sua arbitragem completamente aprovada.

E por quem interessa.

O presidente da Comissão de Arbitragem, Sérgio Corrêa.

Ele foi enfático.

Não aceita que queiram crucificar o 'seu árbitro'.

Palavras dele.

Até ironizou, perguntando se Zezé Perrela não iria crucificar Wellington Paulista por ter perdido um gol fácil contra o Vitória ou Montillo por ter errado um pênalti contra o Atlético Mineiro.

Deixou claro ao Estado de S.Paulo que pretende processar o presidente do Cruzeiro por ter se referido a ele como 'safado' e 'incompetente'.

Sandro deve voltar a trabalhar na última rodada do Brasileiro.

Quando retornar de Nova York.

Sérgio Corrêa teve todo o respaldo de Ricardo Teixeira para enfrentar a cúpula cruzeirense.

Por isso a firmeza das suas palavras.

Na escalação dos árbitros para as partidas importantes da antepenúltima rodada do Brasileiro, muita experiência.

Corrêa é esperto.

Chega de correr riscos.

Para a partida do líder Corinthians e Vitória, em Salvador, Carlos Eugênio Simon.

Fluminense e São Paulo, Héber Roberto Lopes.

E Cruzeiro e Vasco, Leandro Vuaden.

O presidente da Comissão de Arbitragem garantiu que não vai aceitar vetos de ninguém.

E a ninguém.

Vai além: ameaça processar quem disser que o Brasileiro de 2010 será decidido no apito.

Zezé Perrella será o primeiro que vai descobrir se Corrêa está ou não blefando...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Flamengo: o time mais barato para assistir no Brasileiro… Que tristeza…

divulgação5 Flamengo: o time mais barato para assistir no Brasileiro... Que tristeza...

Depois da goleada por 4 a 1 para o Atlético Mineiro, Luxemburgo havia prometido uma grande mudança.

Tudo seria diferente no Engenhão contra o Guarani.

Promessa feita, promessa cumprida.

Luxemburgo conseguiu sua grande mudança tática.

Quem falou que o treinador está decadente?

Terá o reforço que precisa para fugir do rebaixamento.

Graças a ele, Vanderlei Luxemburgo.

Seu charme, seu poder de convencimento.

Ele apelou para a presidente Patricia Amorim e os ingressos estarão mais baratos no Engenhão.

Para enfrentar o fraco Guarani do desmotivado Mancini, o preço é baixo.

Entre R$ 20,00 e R$ 10,00.

As inteiras.

As meias saem por R$ 10,00 e R$ 5,00.

Sim, R$ 5,00!

Os ingressos custavam entre R$ 60,00 e R$ 30,00.

Missão cumprida de Luxemburgo.

Dentro de campo, não haverá mudança significativa.

E precisa?

O time jogou muito bem contra o Atlético Mineiro.

Mostrou firmeza na marcação.

Velocidade, eficiência no ataque.

Houve marcação em bloco.

Infiltrações inesperadas dos meias, dos volantes.

Inversão de jogadas.

Triangulações.

Futebol moderno.

Típico futebol de muito treinamento, que deu orgulho aos flamenguistas.

Perder por 4 a 1 foi detalhe.

Não importa.

O que vale é lotar o Engenhão com ingressos a R$ 5,00.

E ficar devendo Adriano e Vagner Love.

Não comemorar um título no ano.

E lugar com o pobre Guarani para escapar do rebaixamento.

Ver o Fluminense lutar pelo título.

O Botafogo tentando a Libertadores.

Ver que o Vasco já sobreviveu à Série A.

O Flamengo nunca pensou tão pequeno.

Ou será que se perder do Guarani o ingresso das suas partidas no Rio custarão R$ 1,00?

Ou então pagará para seus torcedores irem ao estádio?

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

Douglas. A primeira vítima da Seleção de Mano Menezes. Para desespero de Renato Gaúcho…

gettyimages231 Douglas. A primeira vítima da Seleção de Mano Menezes. Para desespero de Renato Gaúcho...

"Dooouglas...

Vá tomar n... .....

Corre, corre, corre..."

Os gritos desesperados de Mano Menezes foram a trilha sonora para o gol da Argentina.

Logo vira funk no youtube.

Depois da bobeada do meia, Benega lhe roubou a bola, tocou para Messi...

O resto o mundo sabe.

Logo na sua primeira convocação, Douglas ficou marcado.

Como tudo o que Mano não quer na Seleção Brasileira.

Um jogador disperso na intermediária, travado pelo nervosismo.

Seu batismo de fogo na Seleção Brasileira foi logo contra a Argentina.

E acabou se queimando.

Já que o palavrão de Mano em relação a ele foi o que mais repercutiu do jogo.

Ele sabe que só foi convocado porque Ganso e Kaká estão contundidos.

Com o retorno da dupla em 2011, Seleção para Douglas já seria quase impossível.

Depois da sua falta de atitude de ontem, pode esquecer.

Quem ficou mais irritado com toda a situação foi Renato Gaúcho.

Ele já conversou com a direção do Grêmio.

Todos precisarão fazer o possível para recuperar a autoestima de Douglas.

Jogador sensível emocionalmente, instável.

Renato Gaúcho acredita que um dos seus maiores trunfos desde que assumiu o Grêmio foi ter recuperado Douglas.

Ele conseguiu resgatar o potencial do meia, que se tornou dos principais jogadores do time.

Agora com essa partida da Seleção, Renato acredita que tudo possa ter ido pelo ralo.

Tem a certeza de que Douglas voltará deprimido.

E já pediu auxílio da direção gremista.

A ordem é blindá-lo o máximo possível.

Isolá-lo, tirá-lo do foco da imprensa.

Ninguém no Olímpico se conforma com o palavrão colado ao gol da Argentina.

A transmissão da TV Globo acabou por crucificar Douglas.

Ele virou vilão nacional.

Encobriu a péssima atuação de Robinho.

A timidez de Neymar.

A falha de Mano Menezes em não colocar um definidor no ataque.

Tudo caiu na conta de Douglas.

A convocação que havia sido tão comemorada virou um tormento.

Era tudo o que ele, o Grêmio e Renato Gaúcho não precisavam...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

“Entregar jogo não é com o São Paulo. Se é a maneira de agir de outros clubes não é problema nosso.” O recado de Juvenal Juvêncio ao Corinthians de Andrés Sanchez…

AgenciaEstado831 Entregar jogo não é com o São Paulo. Se é a maneira de agir de outros clubes não é problema nosso. O recado de Juvenal Juvêncio ao Corinthians de Andrés Sanchez...
A ordem foi de Juvenal Juvêncio.

Quer o São Paulo jogando contra o Fluminense como se fosse uma final.

Não importa se o time não tem mais condições de chegar à Libertadores.

Nem se vai ajudar o rival Corinthians.

O clube de Andrés Sanchez, que lutou e conseguiu tirar o Morumbi da abertura da Copa.

E a levou para o estádio inexistente de Itaquera.

Juvenal quer uma grande vitória até por conta da rivalidade.

Deseja mostrar uma postura bem diferente do seu adversário.

Ele e grande parte da sua diretoria não esqueceram a maneira com que o Corinthians jogou diante do Flamengo em 2009.

A "doce derrota" como estampou o jornal "Fiel" ficou na retina de Juvenal.

A imagem do goleiro Felipe não se mexendo para defender a penalidade cobrada por Léo Moura.

O presidente quer um comportamento completamente diferente do São Paulo.

Exige a vitória em Barueri.

Quer mostrar que o seu clube não se sujeita a perder uma partida só para prejudicar o rival.

Ele não se esquece de que o São Paulo salvou o Corinthians do rebaixamento no Paulista de 2004, quando Grafite marcou os salvadores gols contra o Juventus.

Juvenal conversou sério com Paulo César Carpegiani.

Ele entendeu e repassou a mensagem aos jogadores.

É para ganhar e bem do Fluminense de Muricy Ramalho.

"Entregar jogo não combina com o São Paulo.

Se é a maneira de agir de outros clubes, não é problema nosso", repete, irritado, a todos que lhe perguntam sobre como será a postura do São Paulo no domingo.

Muricy Ramalho está avisado.

Ele e Andrés Sanchez...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7