Organizadas do Corinthians tentam enfrentar a punição da Conmebol. E se articulam: caso não possam entrar nos estádios durante a Libertadores, acompanharão e vibrarão pelo time do lado de fora. Para os jogadores ouvirem…

a113 Organizadas do Corinthians tentam enfrentar a punição da Conmebol. E se articulam: caso não possam entrar nos estádios durante a Libertadores, acompanharão e vibrarão pelo time do lado de fora. Para os jogadores ouvirem...
As organizadas corintianas sentiram o golpe.

A rejeição da sociedade brasileira diante da morte do menino boliviano.

Foi machado o brilho da torcida que impressionou a Fifa.

Que foi aplaudida por invadir o Japão.

Quem vestia algum agasalho de organizada foi xingado na Bolívia.

Ao final da partida teve de ouvir o terrível coro.

"Assassinos, assassinos, assassinos."

Isso valeu até o aeroporto.

A imprensa andina divulga a todo momento detalhes da vida de Kevin.

Do seu sonho de acompanhar o time do coração no estádio.

Contra o campeão do mundo.

Cinco minutos depois, a morte veio pelo sinalizador saído das organizadas.

Na chegada do Brasil, as críticas aos corintianos continuam.

O próprio presidente Mario Gobbi tentando dizer não ter maior ligação com as torcidas.

Toda fidelidade de uma hora para outra passou a ser desprezada.

Desesperados culpavam a imprensa.

Mas a rejeição foi natural, nasceu da estúpida morte de Kevin.

Mal desembarcaram no Brasil, a notícia da FPF.

A Camisa 12 está banida dos estádios paulistas por 60 dias.

O motivo: ter usado fogos de artifício na partida contra o Botafogo de Ribeirão.

A organizada, segundo a FPF, usava o mesmo tipo de sinalizador que matou o garoto.

Não bastasse isso, veio a confirmação da punição da Conmebol.

A entidade quer o Pacaembu vazio nos jogos do Corinthians.

Estádio fechado para os torcedores.

E a proibição de entrarem nas partidas nos estádios dos adversários.

Nunca as diretorias das organizadas corintianas tiveram esse sentimento.

A certeza de que passaram a atrapalhar o time.

Prejudicar o caminho para o bicampeonato da Libertadores.

Justo elas, que tanto ajudaram.

Diante de tanta pressão, elas resolveram reagir.

E com uma decisão que não há nada de violência.

Se a punição da Conmebol, as organizadas começam a se articular.

Estão dispostas a mostrar o quanto amam o Corinthians.

E que não merece serem vistas como assassinas de Kevin Beltrán.

Não aceitarão passivamente o banimento dos estádios.

Daí veio a ideia.

Os torcedores prometem ir aos estádios.

Não só no Pacaembu, mas no Exterior também.

E ficar do lado de fora gritando, apoiando do Corinthians.

Para mostrar o seu amor ao clube.

Buscando passar força, vibração aos jogadores.

Assistindo a partida em telões.

A notícia está se espalhando.

Não há qualquer impedimento legal.

As organizadas podem sim ficar ao redor dos estádios durante os jogos.

A imposição é que eles fiquem fechados e vazios enquanto as partidas acontecerem.

Além de gritar pelo time, as organizadas pretendem fazer festa para os jogadores.

Na chegada ao estádio.

E na saída.

A ideia não para de ganhar adeptos.

É uma postura pacífica, interessante, admirável até.

Enquanto isso, a direção corintiana se desdobra.

Não quer perder o dinheiro que receberia com os jogos em casa.

E tenta alegar à Conmebol que já vendeu 83 mil ingressos para as partidas em casa na fase de grupo.

A entidade já recomendou devolver o dinheiro.

Ou convencer os torcedores a aceitarem deixar o que foi gasto.

E os ingressos valerem para próximas partidas.

O Corinthians já tinha arrecadado perto de R$ 3 milhões.

As reuniões no Parque São Jorge não param.

Assim como as nas sedes das organizadas.

Foi de uma delas que nasceu essa ideia original.

Gritar pelo time fora do estádio.

Isso é paixão, não selvageria.

É disso que o futebol precisa.

Não de vandalismo, irresponsabilidade.

Violência, morte...

148 Comentários

"Organizadas do Corinthians tentam enfrentar a punição da Conmebol. E se articulam: caso não possam entrar nos estádios durante a Libertadores, acompanharão e vibrarão pelo time do lado de fora. Para os jogadores ouvirem…"

22 de February de 2013 às 15:32 - Postado por Cosme Rímoli

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Marcos
    - 23 de fevereiro de 2013 - 21:18

    Impressionante, os corintianos chamam os demais torcedores de "anti". Até parecem extremistas islâmicos querendo matar quem não pensa como eles. Cosme, na minha opinião é loucura deixar qualquer torcida reunida fora de um estádio. Imagina se um desavisado com a camisa de um outro clube passa por perto? Um destes fanáticos é capaz de agredir ou até matar o outro só por que torce para outro time. Futebol é excelente, mas saber o limite das coisas é importante. A vida é muito mais que futebol.

    Responder
  • DANIEL
    - 23 de fevereiro de 2013 - 21:03

    O MAIOR CULPADO DISSO TUDO É ESSE LIXO DE COMMEBOL E OS CLUBES BRASILEIROS Q SAO CONIVENTES COM ESSA INSTITUIÇAO FRACASSADA E CHEIA DE CORRUPTOS,COMEÇANDO PELO SEU PRESIDENTE UM VELHO Q NAO AGUENTA NEM FICAR EM PÉ MAS NAO LARGA O OSSO.O JORONE WALKI,TEM TODA RAZAO: "PRECISAO DE UM PONTA PÉ NO TRAZEIRO PARA APRENDEREM".

    Responder
  • Ernesto de Minas
    - 23 de fevereiro de 2013 - 17:32

    Mauro 12h08 foi direto na ferida. Cadê o jornalismo investigativo? Só tem preguiçoso ? E a polícia civil? As imagens estão aí. Já dava prá identificar o bandido faz tempo. E a diretoria do Corinthians ? Tá certa em recorrer dessa punição injusta, mas não vai emitir uma nota oficial sobre esses marginais ? Não esta interessada em encontrar o bandido ?

    Responder
  • Danilo
    - 23 de fevereiro de 2013 - 17:26

    Neste triste episódio, se pode perceber o verdadeiro gigantismo do Corinthians, que anda incomodando muita gente.Até torcedor de clube que a torcida ASSASSINOU A PAULADAS ao vivo no pacaembu em um jogo de futebo júnior aparece para dar palpite. Antis, O CORINTHIANS É FEITO MASSA DE BOLO: QUANTO MAIS BATEM, MAIS CRESCE.

    Responder
  • José Alfredo
    - 23 de fevereiro de 2013 - 16:22

    É inadmissível como ainda têm a cara-de-pau de se sentirem vítimas. De se acharem "linchados" pelos "antis", como dizem. Foram vítimas sim do próprio 'bando de marginais' que os representa pelos estádios à fora. Têm o desplante de vir aqui dizer que esta não foi a única morte havida em um estádio. Por incrível que possa aparecer, este foi um dos argumentos. Assim como desprezível a insensível coletiva do presidente do clube. Querem o tratamento de quê?. Vandalizam aeroportos, vandalizam carros, transeuntes, foram expulsos da apuração de escolas de samba, por reincidências de badernas, e quem mora no Pacaembu sabe muito bem como é o rastro deixado, a cada jogo, por este "bando". E acabam de perder um grande trunfo que estavam usando no seu recurso: "por que o São Paulo não foi punido por tratar mal os argentinos, só nós?". Quanto ao garoto Kevin, dizer o quê. É apenas um garoto boliviano, né!?

    Responder
  • José Alfredo
    - 23 de fevereiro de 2013 - 16:12

    É inadmissível como ainda têm a cara de pau de se sentirem vítimas, dos "antis" como dizem. São vítimas sim detes bando de marginais q

    Responder
  • lia
    - 23 de fevereiro de 2013 - 15:09

    Bando de idiotas, garanto que pessoas do bem não fariam isso, deveriam estar rezando por essa criança morta por um bandido vestido de uniformizada .

    Responder
  • aecio
    - 23 de fevereiro de 2013 - 13:30

    a tocida do corinthias esta sempre metida em confusao, mas o exemplo tem que ser para todas as outras tocidas, quem usar essa merdas em campo deviser banidas dos estadios isso sim e exemplo bom.o MP de sao vem sempre passando a mao na cabeca des torcidas agora viram a merda que deu.cadeia nesses marciganais isso nao e torcedor e vadalos sempre pensando na violencia.

    Responder
  • helton pires
    - 23 de fevereiro de 2013 - 12:43

    KKKKKKKKKK somos time grande po rss VAI SAO PAULOOOOOOOOOO CHUPA GAMBAAAAA

    Responder
  • Claudio Barros
    - 23 de fevereiro de 2013 - 12:34

    Isso vai dar "M" .... essas organizadas, não me refiro só as do Cúrintia, conseguem barbarizar dendro dos estádios, que possuem um minimo de segurança, imagine esses vândalos reunidos "soltos" fora do estádio.

    Responder
1 2 3 4 5