O respeitado Wall Street Journal reverencia o Corinthians, clube que representa a ascensão da classe média brasileira. Só se esquece de valorizar o responsável por esse crescimento econômico fulminante: o nobre ex-presidente Lula…

a28 O respeitado Wall Street Journal reverencia o Corinthians, clube que representa a ascensão da classe média brasileira. Só se esquece de valorizar o responsável por esse crescimento econômico fulminante: o nobre ex presidente Lula...
Em agosto de 2011, a CNN entrou para a história.

Provocou revolta no Parque São Jorge.

Em seu site oficial o Corinthians.

O classificou como 'small club'.

Um 'clube pequeno' de São Paulo, que tinha coragem de tentar Tevez.

Nada como um dia após o outro.

Hoje o Wall Street Journal faz uma matéria especial sobre o Corinthians.

E com todo respeito.

O classifica como a personificação da ascensão da classe média brasileira.

Mostra o potencial do clube que há cinco anos estava na Segunda Divisão.

E hoje é campeão não só da Libertadores, como do mundo.

"Há cinco anos, o clube fundado há 102 anos estava quebrado e relegado à segunda divisão.

Atualmente, o Corinthians tem 35 milhões de torcedores, patrocínio da Nike.

E é o time brasileiro mais rico, avaliado em cerca US$ 500 milhões.

Ele está entre os dez times mais valiosos do mundo, de acordo com a consultoria BDO, de Nova York."

Esse é só um trecho da matéria que se desmancha em elogios.

Trata o Corinthians com reverência poucas vezes vista no Wall Street Journal.

"O orgulho de Itaquera é o gigante estádio de futebol em construção.

E que se será a primeira sede em mais de uma década do Corinthians.

Nos últimos anos, o time passou da pobreza à riqueza.

Símbolo do crescimento da classe média baixa brasileira:

Os milhões de brasileiros que estão redesenhando o país com o seu novo poder aquisitivo."

Houve até espaço para uma frase do vice Luiz Paulo Rosenberg.

O novo estádio corintiano será "o que é Israel para os judeus".

A postura submissa mostra que os norte-americanos estão chocados.

Eles vivem uma profunda crise econômica.

Tanto que no site oficial do jornal está assim estampado:

"Assine três meses pelo preço de um."

A falta de dinheiro nos Estados Unidos é imensa.

Em todas as áreas.

Principalmente, o futebol.

Sua liga de futebol está pagando cada vez menos.

Com jogadores sem representatividade.

A própria CNN já havia pedido desculpas ao Corinthians por chamá-lo de pequeno.

E se viu obrigada a fazer matérias especiais.

Tanto pela conquista do Mundial como pela compra milionária de Pato.

A matéria do Wall Street Journal chega em excelente hora.

Quando os dirigentes estão buscando patrocínio para o Itaquerão.

Havia uma negociação a todo vapor com a Petrobrás.

Mas a crise que a empresa vive tornou inviável a transação.

Seria uma desmoralização.

Em 2012, houve uma enorme queda de lucro da empresa.

Chegou a mais de 36%.

Seria absurdo anunciar disponibilizar R$ 400 milhões para batizar o estádio.

Isso não impede de os dirigentes corintianos seguirem negociando com estatais.

O clube tem uma imensa força política.

O próprio Itaquerão, estádio de R$ 1 bilhão, e o patrocínio da Caixa, não negam.

A matéria do Wall Street Journal louva a reviravolta corintiana.

Dá o mérito para quem estava arrasado há cinco anos.

Porém peca ao se esquecer que o clube teve um grande auxílio governamental.

Mas isso não chamaria a atenção do público norte-americano.

Fica então uma vitória da classe média.

E não se fala mais nisso.

Mas a cada elogio do Exterior ao Corinthians há de se lembrar de uma pessoa.

E reconhecer que, sem ela, essa ascensão não existiria.

Luiz Inácio da Silva, apelido Lula.

Homem que Barack Obama conhece tão bem...

a62 O respeitado Wall Street Journal reverencia o Corinthians, clube que representa a ascensão da classe média brasileira. Só se esquece de valorizar o responsável por esse crescimento econômico fulminante: o nobre ex presidente Lula...

http://r7.com/v8fH

143 Comentários

"O respeitado Wall Street Journal reverencia o Corinthians, clube que representa a ascensão da classe média brasileira. Só se esquece de valorizar o responsável por esse crescimento econômico fulminante: o nobre ex-presidente Lula…"

13 de February de 2013 às 15:01 - Postado por Cosme Rímoli

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Umberto
    - 13 de fevereiro de 2013 - 15:08

    Cosme,boa tarde! Do seu texto,apenas uma dúvida,pelo que saiu na imprensa: se Berlusconi se despediu do Pato,com um "até 2014",ele foi comprado ou emprestado? Abraços! Umberto, o Corinthians comprou 60% dos direitos econômicos do jogador. Os outros 40% seriam dele. Se há uma cláusula que obriga a revenda após a Copa para o Milan, não foi divulgada. Cosme Rímoli...

  • Lincoln Falcão
    - 13 de fevereiro de 2013 - 15:11

    Sem o Lula não existiria corinthians!!

  • Paulo Castelli
    - 13 de fevereiro de 2013 - 15:20

    Pois é,amigos antis, CHUPEM essa! A nossa força e grandeza são infinitas e tem outra: vocês são os verdadeiros "Small",quem pode mais,chora menos! Abraços

  • Único Bi Mundial da América
    - 13 de fevereiro de 2013 - 15:21

    Cosme, por favor, vc pode me responder, aonde especificamente o Lula foi o principal responsável pela ascensão do Corinthians? Ele fez o que? Marcou algum gol? Deu dinheiro para o Corinthians? No que ele é o responsável por esse crescimento econômico fulminante? Por favor, seja mais específico. O estádio de 1 bilhão recebeu algum benefício que, por exemplo, a Arena do Grêmio não recebeu? Lição de casa para você, Edu. Tente descobrir, se é que você não sabe. Cosme Rímoli...

  • Marcos Farias
    - 13 de fevereiro de 2013 - 15:22

    Cosme......me corrija se estiver errado....mas se nao hovesse apoio governamental, teriamos alguma arena erguida no territorio nacional? Nao falo somente das novas, mas tambem das ja contruidas!

  • jefferson
    - 13 de fevereiro de 2013 - 15:23

    Um dia desse era 28 milhões, depois de uma semana 30 milhões e agora 35 milhões essa torcida é fantastica cresce mais que o indice da população brasileira em 10 anos é o maior crescimento vegetativo do mundo e a taxa de mortalidade é zero!

  • Luisinho
    - 13 de fevereiro de 2013 - 15:24

    Vamos parar com essa mentira! Que pesquisa diz que o Corinthians tem 35 milhões de torcedores? A última fala em 25 e olhe lá. Lembrando que os números são do Wall Street Journal, como está claro no post. Cosme Rímoli...

  • Paulo Castelli
    - 13 de fevereiro de 2013 - 15:25

    Pois é, amigos ANTIS, CHUPEM essa! A nossa força e grandeza são infinitas, aliás, vocês são os verdadeiros SMALL. Quem pode mais chora menos! Abraços.

  • Marcos Moreira
    - 13 de fevereiro de 2013 - 15:29

    é o mesmo jeito que o SPFC levou com o Laudo Natel, quem lembra como foi a construção do "panetone" que dizer o Morumbi? ditadura, e tantas coisas, mas muito diferente do caso do Corinthians que tudo está nas claras pra quem quiser ver, ninguém fala da construção em cotia dos bambis, esse teve a liberação dos pacotes de incentivos ao esporte, e todos metem o pau no CT que o timão irá fazer. Vamos colocar nas claras essas coisas e deixar de falar tanto do Corinthians e mostras as coisas dos outros...

  • cleber alexandre
    - 13 de fevereiro de 2013 - 15:44

    Concordo que o Lula ajudou o Corinthians, assim como o Marin ajudará o SPFC, mas acho que o Andrés e Ronaldo deveriam ser lembrados neste texto, pois vincular o crescimento ao Lula, acho um pouco de exagero. E utra todos sabem que por mais que o Flamengo tenha mais torcida, eles são uma torcida caseira, diferente das torcidas do Corinthians e Grêmio, que são as únicas que seguem seus times por onde passam no Brasil e mundo a fora. Agora escutar de um atleticano que ja te o nome de luisinho no diminutivo, já prova o tamanho de sua torcida de Bh e nada mais.

1 2 3 4 5
6234