1ae5 O pior negócio da história recente do Corinthians. A péssima venda de Marquinhos, jovem zagueiro da Seleção Brasileira, ao Roma. Misturou falta de pulso e, principalmente, de visão...
Foi o maior erro recente da diretoria do Corinthians.

Assumido.

A precipitação se transformará em desperdício.

Milhões de euros deixarão de entrar nos cofres.

E não foi por falta de aviso.

O clube formou um grande zagueiro na sua divisão de base.

Mas ele acabou vítima da filosofia mercantilista que domina o clube.

Jogava na Seleção Brasileira juvenil quando chamou a atenção de Tite.

E ele decidiu.

Marquinhos iria treinar com o time principal.

O ano era 2011.

O jogador de 1m84 tinha apenas 17 anos.

Muito inteligente nas antecipações e ótimo na bola aérea.

Capitão da Seleção Brasileira sub-17.

1efe2 O pior negócio da história recente do Corinthians. A péssima venda de Marquinhos, jovem zagueiro da Seleção Brasileira, ao Roma. Misturou falta de pulso e, principalmente, de visão...

Logo caiu nas mãos do empresário Giuliano Bertolucci.

O mesmo que tirou Oscar do São Paulo.

Bertolucci aproveitou a Copa São Paulo Juniores.

Marquinhos foi um dos destaques na campanha vitoriosa corintiana em 2012.

Campeão, voltou ao elenco principal.

Acreditou ter moral para jogar como titular.

Mas nem na reserva ficava.

Tite possuía Chicão, Felipe, Leandro Castán, Paulo André, Vinicius e Wallace.

Marquinhos não tinha como brigar nem pelo banco.

Mas nos treinos ia cada vez melhor.

Bertolucci e o jogador não se conformavam.

Até que o empresário perdeu a paciência e se acertou com a direção do Roma.

Representantes do time italiano tinham acompanhado a Copa São Paulo.

Se encantado com ele.

Mas consideravam difícil a contratação do zagueiro.

Só que Bertolucci mostrou que não.

O empresário contou com a personalidade forte de Marquinhos.

Eles procuraram a direção corintiana.

O jogador foi firme.

"O Marquinhos veio até nós e disse que não queria mais ficar.

Já tinha se acertado com a Roma.

Estávamos muito bem servidos de zagueiros.

Iria demorar para ele ter espaço.

Decidimos então emprestá-lo à Roma", admite o diretor Roberto Andrade.

Só que a precipitação foi na hora de fechar a transação.

Marquinhos era considerado pelo próprio Tite uma grande revelação.

Tinha ótimo potencial.

Mas o Corinthians se dobrou a Bertolucci e ao clube italiano.

O emprestou por 1,5 milhão de euros, cerca de R$ 3,9 milhões.

E aí que vem o maior e inacreditável erro.

Fixou 100% dos seus direitos federativos por mais 3,5 milhões de euros.

Mais R$ 9,2 milhões.

Ou seja, Marquinhos valeu R$ 13,1 milhões.

A precipitação foi clara e inaceitável.

O clube paulista poderia vender apenas parte do jogador.

Fixar um preço por 50% e se ele desse certo, lucrar com o Roma.

Como a grande maioria dos clubes faz.

Com atletas médios.

Com jogadores talentosos é obrigação.

Só que os corintianos não fizeram o básico.

E agora lamentam.

Marquinhos se fixou como titular no Campeonato Italiano.

Atuando muito bem pelo Roma.

Já há uma negociação com o Barcelona.

A quantia envolvida chega a 25 milhões de euros.

Mais de R$ 66 milhões.

Ele deve ser vendido assim que o Italiano acabar.

O clima é péssimo entre os dirigentes corintianos.

O assunto chega a ser tratado com raiva.

A desculpa dada é que Marquinhos queria sair.

Mas abre espaço para questionamentos.

Que tipo de direção de clube é essa que se dobra a um garoto de 18 anos?

Como aceitar a falta de visão em relação ao potencial do atleta?

O próprio treinador do time principal alertava que era melhor segurá-lo.

Enquanto a direção comemora ser o clube brasileiro que mais fatura, lamenta.

A perda é inexplicável.

E jura de que não acontecerá de novo.

Há um pacto entre os dirigentes: as promessas do time terão mais atenção.

Giuliano Bertolucci é amigo pessoal de Andrés Sanchez.

Mas não quis nem saber.

Quando a questão envolveu o futuro de Marquinhos, fez o seu papel.

Buscou o máximo de dinheiro ao seu cliente.

E para ele mesmo.

A direção do Corinthians não teve pulso.

Muito menos visão.

E agora acompanha irritada o sucesso do zagueiro na Europa.

Uma lição dolorida e cara que não será esquecida...
1siteroma O pior negócio da história recente do Corinthians. A péssima venda de Marquinhos, jovem zagueiro da Seleção Brasileira, ao Roma. Misturou falta de pulso e, principalmente, de visão...

http://r7.com/Ouc6