ap O mundo do jiu jítsu brasileiro nunca perdoará Anderson Silva, o campeão sem alma...

"O UFC apenas suporta o Anderson Silva porque é ele é fenômeno.

Mas não tem humildade.

O mundo do jiu-jítsu do Brasil ainda não perdoou o que ele fez com o Demian Maia.

E nem vai perdoar.

Vai ganhar fácil a revanche contra o Chael Sonnen.

Mas seu reinado acabará  nas mãos do Victor Belfort.

O Anderson é fantástico, mas não faz bem para a imagem do esportista brasileiro.

Mil vezes o Shogun: talentoso e humilde."

As palavras são do campeão mundial de jiu-jítsu Alexandre Soares de Bem, o Ratinho.

Campeão dos médios, em 2007, o faixa preta e mestre não se conforma com a postura de Anderson.

Como a imensa maioria dos praticantes de jiu-jítsu no País...

Quando os lutadores de jiu jitsu vão perdoar o Anderson Silva?

- Sinceramente, nunca.

Eu converso muito com vários mestres e o que ele fez com o Demian Maia foi vergonhoso.

Para ele, para o Brasil.

Só de lembrar já revolta.

Era a primeira vez que o UFC ia para Dubai.

A luta entre ele e o Demian era a principal.

Todos esperavam um espetáculo de altíssimo nível e não a baixaria que ele fez.

Ficar humilhando, provocando, dançando em frente ao Demian porque ele é do jiu-jítsu foi amador.

Foi uma molecagem, não uma atitude de campeão do mundo.

Ele passou a ser mal visto pelo mundo da luta.

Tanto que houve uma vibração enorme, uma grande torcida pelo falastrão do Chael.

Eu estou falando aqui no Brasil.

Você acha que o Anderson foi irresponsável lutando com uma fissura na costela?

- Ele acreditou que ganharia assim mesmo.

Não levou em conta nem os limites do seu corpo.

Se expôs a uma contusão muito séria, grave.

Imagine se o Chael acerta um golpe forte e rompe a sua costela?

Foi outra atitude equivocada do Anderson.

Ele não quis passar por covarde pedindo o adiamento da luta.

Fez uma imensa bobagem.

Apanhou o tempo todo porque não tinha mobilidade para reagir.

Ganhou porque encaixou um triângulo no finzinho da luta.

Engraçado, não é?

Apelou para o jiu-jitsu para se salvar.

Ele pode até ter aprendido aquele triângulo com o Demian.

Vamos deixar bem claro: o Anderson é um lutador sensacional, fora do comum.

Só que ninguém suporta a sua prepotência, falta de humildade.

Como será a revanche contra o Chael em janeiro de 2011?

Se chegar inteiro e lutar a sério, não há comparação.

O Anderson é muito mais lutador do que o Chael.

Nasceu para isso.

Criou seu estilo, golpes inusitados.

Mistura muay thai, capoeira, dança e muito instinto.

Ele é faixa preta de jiu-jitsu porque ele é Anderson Silva.

Ele ganhou a faixa, não conquistou como qualquer aluno.

Tanto que seu chão não é bom.

Ganhou do Chael no triângulo porque o americano se empolgou como um garoto.

Ele se ofereceu para tomar o golpe.

Perdeu por pura falta de concentração, empolgação com uma luta ganha.

Por que o Anderson vai para oitava defesa de cinturão no MMA?

Por que tem 13 vitórias consecutivas?

Esses recordes mostram que ele é o melhor lutador do mundo?

Não dá para negar seu imenso talento.

Poucas pessoas no mundo treinam tanto como ele.

Até porque a história do Anderson exemplifica o motivo de tantos brasileiros campeões no UFC.

A origem pobre, a revolta com a vida, a falta de oportunidades.

A raiva foi canalizada para o mundo das lutas.

Para sobreviver, milhares de brasileiros dão a vida treinando, sonhando em ser lutador profissional.

O Anderson mistura essa gana, essa necessidade de dinheiro, o instinto, a revolta e o talento.

Ele era muito pobre.

Tem uma vida de rei graças ao seu talento lutando.

O que acabou sendo um motivador psicológico.

É tudo muito simbólico, representativo.

Apesar de tudo isso, eu e todos que conheço no jiu-jítsu preferem o Shogun.

Ele tem alma de campeão.

O Anderson tem o talento de campeão.

Há uma enorme diferença.

Quando irá acabar o reinado do Anderson?

Quando ele cruzar com o Victor Belfort.

Ele é um lutador completo.

Tem explosão, é um talento no boxe.

E seu jiu-jítsu tem altíssimo nível.

Ele tem tudo para socar o Anderson e o colocar no chão.

Aí então finalizar...

Você não achou irônico com todo o desrespeito que o Anderson demonstrou diante do Demian Maia justo o jiu jitsu o salvar do Chanel?

Sim, foi mesmo muito irônico.

Mas o Anderson nunca será um representante verdadeiro do jiu-jítsu.

Falta humildade na sua essência...

É um lutador talentoso, especial, fantástico, mas sem alma de campeão.

Um campeão respeita o seu adversário.

Ele não respeita ninguém.

O presidente do UFC, Dana White, que o diga...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

http://r7.com/Y78K