O inexplicável massacre de Júnior Cigano em Las Vegas. Cain Velasquez bateu até se cansar e retomou o cinturão dos pesados do UFC. Foi a luta mais decepcionante para o Brasil em 2012…

gettyimages O inexplicável massacre de Júnior Cigano em Las Vegas. Cain Velasquez bateu até se cansar e retomou o cinturão dos pesados do UFC. Foi a luta mais decepcionante para o Brasil em 2012...
Não faltarão teses para a derrota.

Exagero nos treinamentos.

Arrogância para não se proteger dos socos e cruzados.

Tentando escapar apenas com fintas como Anderson Silva.

Muito falatório, provocação, badalação.

Nervosismo.

Seja o que for, Júnior Cigano esteve irreconhecível.

E protagonizou a luta mais decepcionante de 2012 para os brasileiros.

Foi massacrado em Las Vegas por Cain Velasquez.

O norte-americano fez o que quis com ele nos cinco assaltos.

E retomou o cinturão dos peso pesados do UFC.

As notas dos jurados mostram o massacre.

Derrota por 50-45, 50-44 e 50-43.

"Gostaria de dizer "desculpa", tentei o melhor.

Não consegui conectar nenhum soco.

Infelizmente não deu desta vez.

Mas aprendi na minha vida que nenhuma derrota vai me vencer."

Foram as palavras do constrangido e desfigurado brasileiro após o combate.

Ele não deve desculpas a ninguém.

A não ser a ele mesmo.

Júnior Cigano teve uma carreira brilhante até conseguir o cinturão.

Foi derrubando rivais e mais rivais.

Seu boxe é o melhor entre os pesados do UFC.

Tanto que foi assim que conseguiu o cinturão.

Em novembro de 2011 precisou de 64 segundos para acabar com Velasquez.

De lá para cá, derrotou como quis Frank Mir.

Vingou o parceiro Minotauro, que teve o braço quebrado pelo americano.

Cigano fechou patrocínio com o Corinthians.

Passou a virar figura carimbada na televisão.

E a ganhar dinheiro como nunca na sua vida.

Diz ter gasto mais de R$ 100 mil só no treinamento para a luta de ontem.

Sabia que Velasquez faria tudo para levar o combate para o chão.

O mundo sabia dessa estratégia.

Mas deveria estar mais do que preparado.

No dia 8 de dezembro se tornou faixa preta de jiu jitsu.

Seu mestre Yuri Carlton lhe deu a honraria.

Fora todo staff que o cerca, Cigano tem Luiz Dórea.

O preparador de Popó e responsável por seu boxe.

Ou seja, teoricamente ele estaria mais do que preparado.

Tanto na trocação como no chão.

"Vou provar que sou o homem mais mau do planeta", disse antes da luta.

Avisava estar disposto a quebrar todos os recordes dos pesados do UFC.

E que aguardaria com ansiedade que Jon Jones subisse de categoria.

O próprio Cigano criou uma expectativa de vitória fácil contra Velasquez.

Só o que se viu no octógono foi um desastre.

O americano aproveitou a revanche e fez o que quis do brasileiro.

Se cansou nos dois primeiros rounds de tanto bater.

Cigano entrou com uma postura incompreensível.

Com a guarda baixa.

E apenas fugindo do adversário.

Velasquez estava afoito, desesperado para se vingar.

E tentou várias vezes o single leg.

O golpe consiste em segurar uma das pernas do oponente e o derrubar.

Golpe primário.

O brasileiro apenas empurrava e corria.

Deu a falsa impressão que era um toureiro dando seu show.

Velasquez não demorou para perceber que Cigano estava com a guarda baixa.

Parecia hipnotizado, sonado.

Nada de jabs, diretos, cruzados.

O brasileiro estava travado, irreconhecível.

Dava a impressão que queria apanhar.

E começou a ser massacrado.

Virou alvo fixo junto à grade.

Tudo começou com um direto.

A partir daí, foi desesperador.

Porque além dos socos, ele começou a tomar várias quedas.

Parecia um amador contra um profissional.

Foi a pior luta de sua vida.

Seu rosto foi ficando inchado, desfigurado.

Dórea implorava para ele levantar a guarda.

Se defender.

Mas os braços inexplicavelmente baixos.

Um convite para diretos, cruzados e cotoveladas de Cain.

Ele se cansou de tanto bater.

Os brasileiros sonhavam com uma reação de Cigano.

Que seguisse o exemplo do personagem cinematográfico da música com que entra para lutar.

Mas não esteve em noite de Rocky Balboa.

Estava apenas na sua pior noite como lutador.

Seu coração guerreiro evitou o nocaute.

Perdeu os cinco rounds sem reagir.

Os dois primeiros foram trágicos.

Cigano não decepcionou só os brasileiros.

A Nike, o Corinthians.

Mas também a cúpula do UFC.

O seu confronto com Velasquez foi a última luta de 2012.

Acabou sendo desastrosa.

Não terá tão cedo nova chance para tentar recuperar o cinturão.

Assim como quando Shogun perdeu para Jon Jones.

A derrota foi feia demais.

Cigano, de repente deixou de atrair a atenção de Dana White.

Lutadores massacrados defendendo cinturões não interessam.

Velasquez em novembro passado perdeu graças a um golpe.

Um soco perfeito de Cigano que passou por cima de sua guarda.

E atingiu a sua cabeça.

O que aconteceu ontem foi deprimente.

Não combina com o grande lutador que o brasileiro é.

Mas os holofotes eram fortes demais.

Cigano terá de se reinventar.

Mostrar novamente ao mundo do UFC seu potencial.

A derrota em Las Vegas acabou sendo pesada demais.

Dana não tempo a perder se o brasileiro teve 'um branco'.

Mike Tyson foi convidado e estava nas primeiras fileiras.

Se esperava um show de boxe no octógono.

O que Tyson e o mundo viram foi uma surra.

Alguém dando o rosto para ser socado.

Sendo derrubado pela mais simples rasteira.

Infelizmente esse lutador foi Júnior Cigano.

Cain Velasquez aproveitou.

Bateu forte, com raiva.

E reconquistou o cinturão.

Qualquer explicação não convencerá.

O Brasil perdeu o seu campeão dos pesados no UFC.

Ele não conseguiu nem ir à coletiva de imprensa após a luta.

Teve de ir ao hospital fazer exames de tanto que apanhou.

Que Cigano consiga entender o que fez em Las Vegas.

Porque o mundo não entendeu esse massacre...

132 Comentários

"O inexplicável massacre de Júnior Cigano em Las Vegas. Cain Velasquez bateu até se cansar e retomou o cinturão dos pesados do UFC. Foi a luta mais decepcionante para o Brasil em 2012…"

30 de December de 2012 às 05:26 - Postado por Cosme Rímoli

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Vitor
    - 2 de janeiro de 2013 - 13:08

    CIGANO E ANDERSON SILVA... não me convencem.... não mesmo.. Os dois tem vitórias rápidas ou em algum lance isolado.. mas quando ficam mais do que 1 round no octógono com lutadores de ponta passam um GRANDEEEEEE sufoco... Pra mim são apenas 2 GRANDES FARSAS e produtos criados de marketing. Tem alguma competência? até tem... mas não são nem METADE do que a mídia VENDE por ai... O Anderson que se cuide... é o próximo que se pegar um lutador TOP.. vai tomar uma surra..

    Responder
  • Estevam Rodrigues
    - 2 de janeiro de 2013 - 13:00

    Boa tarde Cosme. Só assisti o compacto da luta, sou fã do Cigano e principalmente do boxe que ele exibe. Foi uma luta que ele esteve realmente irreconhecível e depois daquele soco do Cain a situação complicou ainda mais, levar um soco daqueles nessa categoria deixa qualquer um desnorteado. Agora basta ao Cigano levantar a cabeça e continuar treinando porque ele é um guerreiro e tem condições de voltar ao topo. Abraço.

    Responder
  • Walmir
    - 1 de janeiro de 2013 - 15:31

    O Brasil não perdeu nada. Uma vergonha o MMA. NO DIA em que isso for esporte, pau-de-arara é expressão corporal.

    Responder
  • Danubio
    - 1 de janeiro de 2013 - 14:52

    Vou parafazear o que o Luiz Dórea comentou no twitter ontem: "Aquele soco que o Cigano levou no primeiro round mudou o rumo da luta". Realmente não era a noite do Cigano... Se vcs pegarem as lutas dele, a guarda está sempre baixa porém ele é agressivo o tempo todo e ágil, diminuindo dessa forma, as possibilidades dos adversários o acertarem. Acredito que mesmo o Cigano tendo obtido recentemente a faixa preta de JJ ainda tem muito a evoluir e com certeza vai voltar ainda melhor pois a derrota ensina muita coisa, já as vitórias, principamente aquela obtida por ele sobre o Cain muitas vezes, como foi o caso, não querem dizer muita coisa. O Cain logicamente teve méritos para vencer mas ainda assim não acredito que ele teve um desempenho espetacular e sim o Cigano que desligou após o primeiro direto que levou e não conseguiu mais fazer nada depois além de ser o "passageiro da agonia" até o fim da luta. Acredito que ainda em 2013 o Cigano dispute novamente o cinturão e que vai ganhar mas ele precisa aprender a defender melhor e a absorver melhor os golpes pois um lutador não vai bater sempre e saber assimilar bem os golpes do adversário diferencia um lutador comum de um vencedor.

    Responder
  • Luiz
    - 31 de dezembro de 2012 - 22:19

    Fato, Fedor Emelianenko jantaria os dois com facilidade!!! Cain é péssimo lutou ridiculamente se atirando nas pernas do Cigano, quando conseguiu levar a luta para chão, deixava Junior levantar novamente! Junior "guarda Baixa" Cigano treina Jujitsu por telefone toda hora no chão ele oferecia as costas e Cain não fazia nada nem arriscava um mata leão ou coisa parecida! Joelhadas acho que Cigano não conhece, pois não usa nem a pau! Resumindo os dois são Fracos se fosse na época do Pride Fedor jantaria os dois!

    Responder
  • Luciano
    - 31 de dezembro de 2012 - 18:03

    Foi arrogante como todo corintiano, se achando o maior. Deu no que deu. Com o time acontecerá o mesmo.

    Responder
  • sandro melo
    - 31 de dezembro de 2012 - 16:07

    Bom dia, acompanhei a luta pelas notas da internet, só vi depois por videos, e como se fosse um replay ao contrario quando cigano acertou o Cain na primeira luta, com a diferença que o Cigano não levou locaute técnico e continuou, claro que aposto no Cigano e torço por ele mas ficou a duvida se não foi excesso de confiança de Cain no primeiro combate e levou um golpe certeiro, até então a verdadeira medição de forças real foi vencida por Cain impondo o seu ritimo e jogo, cabe agora a Cigano agora mostrar que esta no mesmo nivél de Valasques e ganhar seu proxímo confronto e desafiar e devolver as pancadas em Cain e recuperar o titulo e melhor mante-lo nesta categoria sempre terá uma pedreira quento usa-lo, estou torcendo por uma volta espetacular de Cigano. forças e abraços para ele e todos que tercem por este excepcional atleta.

    Responder
  • Renato
    - 31 de dezembro de 2012 - 14:51

    200 milhoes de brasileiros!! 30 milhoes de curinthianos.... Entao!!! O Brasil ficou felizna sua imensa maioria!!! Representar minorias que se acham da Nisso!!!! Parabens Cain!!!

    Responder
  • edirock
    - 31 de dezembro de 2012 - 14:15

    Cigano lembrou muito Victor Belfort em sua primeira derrota, quando começou a colher os frutos da fama, começou a namorar a Marinara, se perdeu em eventos e televisão, virou as costas para o maior lutador de todos os tempos que era seu treinador na época o grande e inesquecível Carlson Gracie... A única diferença é que Cigano ainda continua casado com a mesma mulher e Victor Belfort não tinha 10% da sua arrogância hoje... Fiquei lendo as declarações de Cigano antes da luta e simplesmente não acreditei nas barbaridades que ele estava falando, Juvenal Juvêncio se sentiu humilde perto dele, quanta baboseira, que feio Sr Cigano! Cain é um guerreiro meu velho e todo atleta que volta de lesão não volta 100% e vc achou que aquilo era tudo que ele tinha pra mostrar, como foi bem lembrando por vc Cosme, ele tinha muito mais carta na manga que o Cigano! Até agora Sr Cigano você lutou apenas Boxe e não MMA, cria vergonha na cara respeite seus adversários e honre essa camisa do Corinthians, que jamais combinará com a sua empáfia, chegou a hora de você mostrar ao mundo que é lutador de MMA e não um lutador Boxe que faz MMA, no dia 8 de dezembro vc foi graduado faixa preta de Jiu-jitsu, honre tua faixa e jamais de as costas para o seu adversário de novo de maneira infantil buscando única e exclusivamente se levantar, aliás, se levantar pra que se for pra ficar com a guarda baixa, treine cumpadi, como diria o meu mestre Carlson Gracie não existe melhor e sim o mais treinado! Só pra constar "aquela esquiva" é do Anderson e só do Anderson, a mesma esquiva um dia pertenceu ao maior do Boxe, Mohamad Ali!

    Responder
  • anderson
    - 31 de dezembro de 2012 - 13:05

    KKKKKKKKKKKKK LEVOU UMA COÇAAAAAAAAAAAAAAAAAA KKKKKKK VAI CURINTIA KKKKKKKKKKKK VAI PARA O HOSPITAL

    Responder
1 2 3 4 5