divulgacao2002  O homem que dirigiu a Seleção Brasileira e Real Madrid hoje faz o Flamengo temer o Ceará. Feliz aniversário, Vanderlei Luxemburgo...
Dizem que a maturidade aprimora as pessoas.

Com o passar dos anos a vida acaba com a vaidade vazia.

O sentido de realidade fica mais evidente.

As fronteiras, os limites se manifestam.

É exatamente o não que está acontecendo com Vanderlei Luxemburgo.

Ele completa hoje 59 anos.

E mudou radicalmente sua maneira de pensar.

A primeira entrevista que fiz com ele foi em 1989.

Pouco antes de se tornar campeão paulista com o Bragantino.

Há 22 anos.

Era impressionante a sua ambição, sua alegria de viver.

Sua vontade de trabalhar, de mudar o mundo...

"A minha proposta é simples: juntar o talento do brasileiro com a inteligência tática.

Mostrar que é possível ganhar o jogo privilegiando a técnica.

Não querer apenas vencer a partida, mas se impor.

Sem medo de nada.

O medo de perder tira a vontade de ganhar.

É assim que vou conquistar tudo na minha vida.

A minha meta é a Seleção Brasileira.

Sei do meu potencial.

Vou chegar lá, pode escrever."

E escrevi.

Fiquei impressionado com a determinação de Wanderley Luxemburgo.

O estudo da neurolinguística...

Na época era assim que assinava, com w e y...

O ex-lateral medíocre do Flamengo e do Internacional...

Se transformava no mais promissor treinador do Brasil...

De cabelo pixaim, camisa aberta e um enorme medalhão no peito...

Era assim que se mostrava pronto para conquistar o mundo...

Esperto, tratava de decorar o nome dos jornalistas que o entrevistavam...

Estratégia usada até hoje por Paulo Maluf...

E buscava um elo de amizade onde deveria haver apenas profissionalismo...

Isso facilitava na hora de cobrar uma crítica mais dura...

Fugir de uma pergunta mais constrangedora...

Foi a maneira que encontrou para tentar se defender...

Nem sempre conseguia, tanto que tivemos homéricas discussões ao longo dos anos...

Com o passar do tempo, a determinação de Luxemburgo o levou onde queria...

Se tornou o principal treinador do Brasil...

Trabalhando de terno e sapatos italianos e com o cabelo domado...

As conquistas dentro de campo eram acompanhadas por polêmicas...

Brigas com jogadores, presidentes de clubes e de federações...

Acusações de manicures, secretárias...

Despertou a antipatia de muitos...

Um dirigente do Corinthians resumiu para mim o Luxemburgo da época...

"Dentro do campo é o melhor treinador do mundo.

Não estou exagerando.

Só que ele deveria passar a vida acorrentado no banco de reservas.

O problema é quando ele sai de lá.

Aí o Vanderlei se perde.

E acaba sabotando todo a inteligência que Deus lhe deu."

Mesmo assim, chegou à Seleção Brasileira....

Assumiu iludido, pensando que não seriam só regalias, palmas e gemidos de admiração...

Sua vida foi devastada...

As acusações mais sórdidas foram feitas...

A CPI do Futebol o expôs como a nenhum outro personagem do esporte brasileiro...

Seu sonho se tornou o maior pesadelo...

Ficou claro que jogou futebol com a idade adulterada...

Suas dívidas com o fisco...

Até seu nome nunca teve w ou y...

Era mais uma invenção sua para se destacar, valorizar...

Vanderlei não percebeu, mas cultivou inimigos poderosos demais...

Ninguém foi tão massacrado pela imprensa esportiva como ele...

Fosse outro, mudaria para a Sibéria...

Em vez de Santa Helena, curtiu seu exílio pescando com o cantor Leonardo no Pantanal...

Voltou ao futebol...

Ganhou a tríplice coroa com o Cruzeiro...

Teve a chance de sua vida no Real Madrid...

Quem no mundo treinou a Seleção Brasileira e o Real Madrid ?

Mas Luxemburgo não era mais Luxemburgo...

Ele já vivia muito mal acompanhado...

Pessoas que só vivem de inflar o seu enorme ego e se aproveitar do seu talento...

Luxemburgo se perdeu e desperdiçou a chance da sua existência...

Nunca quis aprimorar o seu inglês ou mesmo o espanhol...

Acreditava que levaria tudo no carisma...

Os sanguessugas que o cercam o incentivavam a desgustar vinho...

Fumar charuto...

Jogar pôquer...

Mas estudar, não...

Para quê, Vanderlei?

Tem tradutor aos montes, ganhando nem um centésimo do seu salário...

Foi graças a essas pessoas que acabou perdendo o Real Madrid....

E estacionando na carreira...

Elas minaram a sua sede de conhecimento, acompanhar de perto treinos dos melhores times do mundo...

Fosse na década de 90, Vanderlei seria o melhor amigo de Guardiola...

Tomaria café com José Mourinho...

Hoje, com o time mais popular do Brasil, admite ser eliminado pelo Ceará...

Diz que o mundo não vai parar se o Flamengo cair em Fortaleza...

Pior do que isso só admitir que agora o que interessa para ele é o 'futebol de resultado'...

Não importa se o seu time não jogar nada, for muito mal...

E ganhar de 1 a 0...

É assim que justifica as várias e várias partidas que o Flamengo ganhou e deu raiva à sua torcida...

Na conquista do Campeonato Carioca invicto...

Invencibilidade que logo caiu no Rio, diante do Ceará...

Vanderlei chega hoje aos 59 anos de uma maneira bem diferente de quem o conheceu décadas atrás...

Milionário, mas pobre de ambição...

Abandonou seus ideais...

Seu instituto de futebol, onde formaria treinadores com sua filosofia, fracassou, faliu...

Seus times capengam...

As demissões se acumularam...

Esteve a ponto de ser rebaixado com o Atlético Mineiro em 2010...

Foi mandado embora antes do vexame e o time de Alexandre Kalil se salvou...

Wanderley Luxemburgo de 1989 não reconheceria Vanderlei Luxemburgo de 2011...

Não acreditaria no treinador que virou...

Nos aproveitadores que escolheu para ser seus mentores...

Nas portas dos clubes que se fecharam de vez a ele...

Assim como a Seleção Brasileira, mesmo sendo amigo de Ricardo Teixeira...

O campeão pelo Bragantino não acreditaria em outra área...

Na sedução fácil por políticos insignificantes que o querem ver como senador...

Realmente, Vanderlei foi profético...

O medo de perder mata a vontade de ganhar...

Feliz aniversário, Luxemburgo...

http://r7.com/jLco