13 O encontro de dois loucos está marcado: Dunga e Bielsa...

Já disseram que amanhã será o confronto de dois loucos.

O primeiro é Bielsa, por seu esquema ofensivo e maneira estranha de se comportar.

Ele não olha para quem faz a pergunta a ele.

Olha apenas no microfone.

Sorve palavra por palavra.

E depois discursa como um professor, fixando o microfone.

Deixei a sala de imprensa do estádio Ellis Park impressionado.

O argentino que mudou a filosofia do futebol chileno tem um quê de Telê Santana.

Ele deixou claro que tem a maneira extremamente ofensiva de ver o futebol.

Mesmo tendo sido zagueiro.

Foi assim que dirigiu a Argentina na Copa de 2002 e acabou eliminado na primeira fase.

Mesmo assim continuou.

Perdeu a histórica Copa América para o Brasil no Peru.

O gol de Adriano nos descontos, que empatou o jogo, e possibilitou a decisão por pênaltis só nasceu porque a Argentina atacava.

Ganhou a medalha de ouro olímpica logo em seguida, em Atenas.

Na volta se desentendeu com a cúpula da Associação Argentina de Futebol e acabou demitido.

Assumiu o Chile em 2007.

Reformulou a equipe e, principalmente, deu a sua alma ofensiva aos andinos.

A campanha nas Eliminatórias para esta Copa foi surpreendente.

Terminou em segundo lugar.

Atrás só do Brasil.

Ele é um estudioso do futebol.

Está em enorme dilema.

Sabe que  Coréia do Norte e Portugal complicaram as coisas para o Brasil jogando atrás.

A Costa do Marfim ousou se abrir um pouco e tomou três gols.

Poderiam ser cinco, seis.

Bielsa não tem sua dupla de zagueiros titula, suspensos.

Mesmo assim, até a imprensa chilena tem certeza de que ele será fiel ao que pensa sobre futebol amanhã.

Mesmo se tiver de morrer abraçado à sua tese.

Não abre mão disso.

Os chilenos se preparam para o pior.

Bielsa sabe que pode estar jogando a chance de fazer história.

Poderia colocar dez jogadores atrás da linha da bola, pedir para os seus jogadores catimbarem, fazer o tempo passar.

Rezar pelo 0 a 0 ou buscar um contragolpe certeiro.

Mas ele não é assim.

Vai buscar o confronto.

Fazendo os valentes chilenos buscar o ataque em bloco.

Se tiver de cair, ser eliminado desta Copa será do seu jeito, se respeitando.

Por isso é chamado de "Louco Bilsa."

O outro louco, lógico, é Dunga.

Que enfrentou todo o poder que a TV Globo sempre teve em relação à Copa do Mundo.

Colocando em risco o seu futuro como treinador do Brasil, mesmo se vencer aqui na África.

Encontro marcado amanhã entre os dois insanos.

Só um continuará com as suas maluquices...

Veja mais:

+ Acompanhe a cobertura da Copa no R7
+ Veja as principais notícias do dia

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Todos os blogs do R7

http://r7.com/ic_D