1reproducaointernacional 1024x629 O Corinthians se revolta com o interesse do Palmeiras por Valdivia. Diretoria teme perder a terceira disputa seguida para o endinheirado rival. Foi assim com Dudu e Tchê Tchê. Inter se sente livre para negociar com quem quiser...
Conselheiros importantes do Corinthians passaram a tarde toda ligando para Roberto de Andrade. Eles não aceitam a possibilidade de o Palmeiras atravessar a negociação por Valdivia. O presidente corintiano já havia convencido a direção do Internacional a trocar Giovanni Augusto por Valdivia. A transação seria nos moldes de Marlone. Até o final do ano, por empréstimo. Para depois uma avaliação do dois clubes sobre o desempenho dos atletas. Se haveria o interesse de compra.

Mas a cúpula do Internacional confirmou que, de última hora, o Palmeiras surgiu. E acenou com Arouca, Rafael Marques, Erik ou Alecsandro. O treinador colorado, Antônio Carlos, quer se aproveitar da situação. Ele que já foi diretor-técnico corintiano quer saber se o Palmeiras pode ceder dois jogadores. Arouca e Rafael Marques seriam os prediletos. E teria recomendado à direção gaúcha a troca dois por um com o rival corintiano.

A cúpula corintiana já tomou dois recentes 'chapéus' do Palmeiras. Perdeu Dudu e Tchê Tchê, jogadores que o clube esteve interessado, negociou com o Dínamo de Kiev e Audax. Só que o dinheiro pesou. E com o apoio do bilionário ex-presidente Paulo Nobre, ambos acabaram indo para o Palestra Itália.

Roberto de Andrade está completamente revoltado com Mauricio Galiotte. Os dois estavam próximos. Mostravam afinidade. Até para tentar escapar da sombra de Andrés Sanchez e Paulo Nobre. O dirigente corintiano vê o interesse como pura provocação. Seguindo a filosofia do desempregado técnico Vanderlei Luxemburgo. Muitas vezes na carreira, ele forçou o clube onde estava trabalhando contratar atletas que não seriam titulares. Mas acabariam sendo fundamentais em equipes rivais.

A principio, o Palmeiras está interessado em oferecer apenas Rafael Marques. Com a chegada de Borja, ele sabe que não tem espaço. São muitos os atacantes para Eduardo Baptista. E centralizado ele já tem o colombiano e Alecsandro. Os dois têm a sua preferência.

Mas se o Internacional insistir, o clube pode sim ceder também Arouca. O volante não conseguiu render o que mostrava no Santos. E teve uma série de contusões. Na verdade, acabou sendo uma grande decepção, diante da expectativa, ao chegar em 2015.

21 O Corinthians se revolta com o interesse do Palmeiras por Valdivia. Diretoria teme perder a terceira disputa seguida para o endinheirado rival. Foi assim com Dudu e Tchê Tchê. Inter se sente livre para negociar com quem quiser...

O clube gaúcho não quer a troca definitiva com nenhum dos clubes.

A direção acredita no potencial de Valdivia.

E que ele ainda pode render um bom dinheiro em futura venda.

À equipe paulista que o levar ou mesmo ao Exterior.

O que acontece agora é que há um desgaste entre o meia e a torcida.

Muito técnico, habilidoso, ele não tem o perfil do time que Antônio Carlos quer montar para disputar a Segunda Divisão. Em Porto Alegre, quase ninguém na diretoria acredita que o recurso que o clube tenta na Suíça, no CAS, para tentar escapar do rebaixamento. Alega que a inscrição de Victor Ramos é irregular.

Valdivia fez exatamente como Dudu.

Já demonstrou seu encantamento com a torcida corintiana.

E deixou claro que gostaria de atuar no Parque São Jorge.

Só que a situação econômica de Palmeiras é incomparavelmente melhor do que a do Corinthians. O apoio da bilionária Crefisa. Disposta a colocar muito mais que os R$ 72 milhões prometidos para 2017. Basta o clube precisar. Se Eduardo Baptista garantir a Alexandre Mattos que Valdivia será fundamental, a oferta salarial poderá ser muito maior que a corintiana.

Certos conselheiros corintianos mantêm um estranho otimismo.

Acreditam que a direção do Internacional está tentando apenas valorizar seu jogador, divulgando o interesse do principal rival. E que o Palmeiras não está verdadeiramente interessados.

Mas têm tudo para se decepcionar.

No ano passado, Cuca já havia indicado o jogador.

4 O Corinthians se revolta com o interesse do Palmeiras por Valdivia. Diretoria teme perder a terceira disputa seguida para o endinheirado rival. Foi assim com Dudu e Tchê Tchê. Inter se sente livre para negociar com quem quiser...

Disse a Alexandre Mattos que ele poderia ser muito útil.

Seu dinamismo poderia ser comparado ao de Bernard.

Ele foi fundamental ao Atlético Mineiro campeão de 2013.

O vice de futebol do Internacional, Roberto Melo, confirmou a disputa.

Não é fantasia.

O clube tem as propostas do Corinthians e do Palmeiras.

Antônio Carlos foi quem pediu Giovanni Augusto.

Mas poder contar com Arouca e Rafael Marques é mais que tentador.

O Corinthians havia dado como certa a transação.

Roberto de Andrade já havia até avisado Fábio Carille.

Só que o interesse do Palmeiras mudou todo o cenário.

O presidente do Internacional, Marcelo Medeiros, está à vontade.

Não se sente obrigado a negociar com qualquer clube.

Para quem alegar que estava finalizando a troca com o Corinthians, ele tem o argumento que o Palmeiras procurou o Internacional ainda no final de 2016. Ou seja, não estaria traindo ninguém.

O clube gaúcho estuda o que fazer.

A esperança é que amanhã seja divulgado o resultado do último recurso para o clube ficar na Série A, na Suíça. Se acontecer o previsível e o Internacional for mesmo confirmado como equipe rebaixada, Valdivia será negociado. Caso contrário, há uma mínima possibilidade dele permanecer no Rio Grande do Sul.

Corinthians e Palmeiras não estão de braços cruzados.

As duas diretorias passaram a segunda-feira monitorando o Inter.

O duelo deveria ser sigiloso.

Mas como vazou à imprensa, se tornou mais pesado.

E com a possibilidade de ser mais lucrativo.

Com o Internacional se aproveitando da briga de ego entre os dirigentes.

A definição será breve.

Logo os torcedores saberão quem ganhou mais este derby...
 O Corinthians se revolta com o interesse do Palmeiras por Valdivia. Diretoria teme perder a terceira disputa seguida para o endinheirado rival. Foi assim com Dudu e Tchê Tchê. Inter se sente livre para negociar com quem quiser...

http://r7.com/h5bB