souza O Corinthians humilde, sem Ronaldo, joga com 11. E é líder do Brasileiro...

Sem Ronaldo, o Corinthians disparou no Campeonato Brasileiro.

E termina a fase antes da Copa do Mundo como líder.

Primeiro colocado.

Invicto.

Agora a hora é de esperar.

Torcer para que as propostas da Europa por Dentinho, Elias e Jucilei se confirmem.

Se der sorte, até Felipe pode sair.

Andrés Sanchez está aqui na Tanzânia com a seleção, se familiarizando com o ambiente da CBF, sonhando em um dia suceder Ricardo Teixeira.

Mas não para de conversar com Mano Menezes e Mario Gobbi.

A parada da Copa do Mundo é a oportunidade que o clube precisa para se livrar de vários jogadores caros, dispensáveis.

A ordem é fazer tudo de forma homeopática, bem aos poucos, sem choques, sem traumas.

Os patrocinadores querem ver Ronaldo em campo no segundo semestre.

Andrés já disse que se ele estivesse magrinho, no auge da forma estaria jogando na Europa.

Mas estando um pouco menos gordo a ponto de não atrapalhar tanto o Corinthians, já está ótimo.

O aniversário do centenário se aproxima.

Não tem Libertadores para comemorar, mas amistoso contra time europeu.

Há um esforço e torcida para a confirmação de um jogo contra o Real Madrid.

A promessa da construção de um estádio deverá ser uma tentativa de consolação.

Está prevista a contratação de mais jogadores baratos para o segundo semestre.

Chega da promessa de craques que nunca chegaram, como Riquelme.

Mas o importante é a realidade.

Com um time competitivo, jogando com 11 em campo, porque com o gordo Ronaldo estava com dez, o Corinthians é líder do Brasileiro.

Mostrou contra o Botafogo, a raiva, a vontade de lutar pelo título.

E mais do que tudo, voltar à Libertadores da América.

Talvez terá a chance de disputá-la com 11 jogadores em campo.

Essa conta ainda não está paga...

Veja mais:

+ Acompanhe a cobertura da Copa no R7
+ Vejas as principais notícias do dia
+ Tudo sobre futebol no R7

http://r7.com/8Urz