111e O chute de Ganso desmoronou a organização de Grêmio...

O Grêmio foi mais time.

Silas fez substituições mais coerentes, racionais.

Porém, o talento venceu.

Dunga deve estar comemorando a parada na Copa do Brasil.

Paulo Henrique Ganso o está deixando em uma situação constrangedora.

Como não o levar para a Copa do Mundo?

E Kaká fazendo tratamento médico.

Seu reserva é Júlio Batista, reserva no ataque do Roma.

O esquema de marcação forte que Silas montou e que deu tão certo no primeiro tempo ruiu com um chute.

Logo na primeira vez que o camisa 10 se livrou do grande jogador gremista Adílson, que o marcava bem demais, sem violência.

A genialidade e o atrevimento de Ganso se juntaram para um arremate perfeito da intermediária.

Justo contra o grande goleiro Victor.

O gremista nada pôde fazer.

Gol para inverter a lógica fria da estratégia.

O 1  a 0 obrigou o Grêmio a ir para o ataque.

Foi quando em um contragolpe em velocidade, Robinho tocou de cabeça para André e, rápido demais, colocou-se à frente.

Com um toque genial encobriu Victor, que nem fez menção de ir à bola, tamanha perfeição no arremate.

Outro gol sensacional.

Fora do script.

O Grêmio, na raça e em nova falha de Felipe, descontou.

Em um gol feio, mascado de Rafael Marques.

Com o 2 a 1, os gaúchos foram para cima.

Com coragem.

E deixaram espaço atrás.

Em uma linda arrancada de onipresente Wesley, o Santos cravou a sua classificação para a final da Copa do Brasil.

Depois da partida as conclusões explodiam no ar.

Ganso é diferenciado. Não por acaso, o Real Madrid quer sim levá-lo.

Robinho revigorou a sua carreira. E o Milan quer sim contratá-lo. Porém, sonha com o Barcelona.

Neymar se mostra ainda inexperiente.

Felipe é muito imaturo para ser goleiro de um time tão forte.

E Dorival Júnior precisa se acalmar e estudar antecipadamente as suas substituições.

O talento levou o Santos à decisão da Copa do Brasil.

Não a sua força e organização como equipe...

+ Tudo sobre futebol no R7

http://r7.com/D172