divulgação13 Ninguém sabe se Ricardo Gomes fica ou sai. Este é o moderno São Paulo a seis dias das semifinais da Libertadores...

Um caos.

O maior orgulho da direção do São Paulo é garantir estar 'anos luz' à frente dos outros clubes.

Frase que Juvenal Juvêncio gosta de repetir.

Pois bem, o clube  está a seis dias da primeira partida da semifinal da Libertadores contra o Inter.

E vive uma bagunça absoluta.

Depois das derrotas para o Avaí e Vitória e o lamentável empate de ontem contra o Grêmio Prudente.

São inúmeros conselheiros passando a informação que Ricardo Gomes foi demitido.

Outros tantos dizendo que ele ficará até o final da Libertadores.

O presidente Juvenal Juvêncio fugindo de respostas mais significativas.

O vice Leco acaba de dar uma entrevista e não respondeu nada com nada.

Tudo o que ele pôde dizer é que Ricardo Gomes ainda não foi demitido.

Ou seja, ninguém garante se daqui a trinta segundos ele cairá.

Mas há gigantesta insatisfação com o técnico.

Jogadores resmungam pelos cantos.

Os conselheiros não acreditam no que Juvenal Juvêncio está fazendo.

A perda de tempo na Copa do Mundo.

Ele foi aconselhado até por empresários em quem confia a trocar de treinador, imitar o Internacional.

Só que, teimoso, manteve Ricardo Gomes.

O time voltou pior do que estava depois da parada para o Mundial.

Pessoas se dizendo representantes do clube já ligaram para Adílson Batista e até Vanderlei Luxemburgo.

Leonardo vem colecionando contatos desde quando saiu do Milan.

Juvenal está incomunicável.

Ninguém sabe que atitude ele tomará nas próximas horas.

Ricardo Gomes, mesmo massacrado, jurou que não irá pedir demissão.

Foi ao Centro de Treinamento de manhã.

E promete dar o treino daqui a pouco.

Os jogadores estão se telefonando para saber se 'o homem caiu'.

O clima amador e de improviso domina o clube.

"Olha, eu não tenho certeza de nada.

Sei que o Ricardo Gomes até agora não saiu.

Quem manda no São Paulo é o presidente Juvenal Juvêncio.

E hoje, ninguém sabe o que está passando pela cabeça dele.

Tudo pode acontecer.

Desde a saída do Ricardo, até a chegada de qualquer treinador."

Até o Luxemburgo?, pergunto.

"Só o Juvenal pode responder. Só ele", responde o dirigente Marco Aurélio Cunha.

Esse é o clube 'anos luz' à frente dos outros no Brasil...

Veja mais:

+ Tudo sobre futebol no R7
+ Veja as principais notícias do dia
+ Todos os blogs do R7

http://r7.com/x3os