Não critiquem a Copa. Não percam tempo com corrupção, superfaturamento, desperdício de dinheiro. E pensem na festa. Este é o conselho do Homem-Teflon, o amigo íntimo do Fuleco…

a135 Não critiquem a Copa. Não percam tempo com corrupção, superfaturamento, desperdício de dinheiro.  E pensem na festa. Este é o conselho do Homem Teflon, o amigo íntimo do Fuleco...

Ele é um homem feliz.

Nasceu com o dom para jogar futebol.

Foi um dos melhores de todos os tempos.

Milionário, poucos se lembram que nasceu em Bento Ribeiro.

Do bairro pobre do Rio partiu para os melhores lugares da Terra.

Feio, foi rejeitado pelas meninas na infância.

Mas a bola fez milagres.

Teve e tem mulheres belíssimas.

As troca sem a menor cerimônia.

Com uma delas quase se casou com a bênção do papa.

E com o U2 comandando a trilha sonora.

Para não ostentar demais, se conformou com a festa em um castelo na França.

Em uma de suas noitadas, levou três travestis para o motel.

Um deles declarou que ele os chamou e pediu cocaína.

Houve um escândalo internacional.

Fosse com qualquer outra pessoa, ninguém esqueceria um dia sequer.

Mas com ele, nada de ruim gruda.

Parece feito de teflon, material de frigideiras que não precisa de óleo.

E o destino ainda quis que o travesti falante, aliás o único, morresse.

Os outros dois simplesmente sumiram.

Assim como o seu escândalo em Presidente Prudente.

Quando saiu do famoso Pops Drinks.

Levava uma mulher e queria entrar com ela na concentração corintiana.

Gritou, xingou seguranças na porta do hotel.

Foi uma grande matéria da revista Placar.

Como por encanto, todos se esqueceram.

Comendo, bebendo e fumando muito, engordou demais no final da carreira.

Não se privava de nada.

E queria emagrecer.

A natureza não foi tão benevolente quanto os treinadores do Corinthians.

Mano Menezes e Tite fingiam não enxergar que ele mal conseguia andar.

Mas o escalavam assim mesmo.

E o time atuava na verdade com dez jogadores.

Tudo era quase impossível.

Andrés Sanchez demonstrava que era assim que queria.

Afinal, ele tinha carisma suficiente para atrair os patrocinadores.

Com o sorriso dos dentes separados e impressionante barriga, revolucionou o Corinthians.

Mais do que os milhões, a visibilidade que trouxe ao clube foi absurda.

Fez valer o apelido de Fenômeno.

Aprendeu todos os truques para atrair a atenção da imprensa.

Nos dois anos em que passou contundido.

Soube como divulgar sua imagem.

Nas mãos da Nike e do então seu assessor pessoal, Rodrigo Paiva.

Foi Paiva que o enfiou em todas as guerras possíveis.

Levou a mensagem da paz, animou crianças em hospital.

E teve a mídia a seus pés para sempre.

Após acabar a carreira quando quis, resolveu ganhar dinheiro.

Ou seja, mais dinheiro do que já tem.

A revista Alfa contabilizou seu patrimônio em R$ 600 milhões.

Se colocou como sócio em uma agência para administrar a imagem de ídolos no esporte.

Neymar, Ganso, Lucas, Anderson Silva foram correndo trabalhar com ele.

E outros jogadores importantes estão esperando na fila.

Ele não tem muito tempo agora.

Está aproveitando muito bem a perda de 20 kg.

Ganhou para fazer isso diante das telas.

Fez questão de mostrar a barriga imensa só de sunga.

E foi a atração principal no Fantástico.

No quadro Medida Certa.

Emagreceu diante dos olhos de milhões de telespectadores.

Seria um incentivo às pessoas obesas começarem a se exercitar.

Mas como ele não faz nada de graça, veio a revelação.

A Folha de S.Paulo descobriu.

Ganhou R$ 6 milhões para emagrecer.

Fora toda a exposição.

Esperto, perdeu peso e voltou a ser interessante para o mercado publicitário.

Perdia propagandas pela obesidade.

E elas vieram com tudo, com o final de sua participação no programa.

Esse homem é capaz do impossível.

Na despedida de Marcos, roubar a cena.

Chamar Edmundo para “apertar um” e beber depois do jogo.

Depois justificou que sempre brinca com Edmundo.

O gesto imitando fumar maconha foi mais uma brincadeira.

Assim como chamar para beber alguém envolvido em um acidente automobilístico.

Edmundo estaria alcoolizado quando, em 1995, bateu seu carro no Rio.

Morreram três pessoas.

Mas não importa, era só brincadeira do “homem-teflon”.

Edmundo até sorriu...

Mas além da agência, ele havia sido convidado para outra função.

Andrés Sanchez o reaproximou de Ricardo Teixeira.

Os dois haviam brigado depois da Copa de 2006.

Quando ele levava os jogadores da seleção para baladas até as 5h da manhã.

Em plena Copa.

Parreira não teve como segurá-lo.

Teixeira o considerava como o responsável pelo fracasso na Alemanha.

Mas como ele é feito de teflon, o dirigente resolveu esquecer.

Até porque precisava de um ídolo para a Copa do Brasil.

Em pesquisa, 70% da população liga a palavra corrupção com o Mundial.

E lá foi ele se transformar em um dos membros do Comitê Organizador Local.

Sua função é só aparecer nas obras da Copa.

E dar entrevistas favoráveis ao evento.

Pouco importa se ele está superfaturado, se exaure as finanças brasileiras.

Faz de conta que não percebe os elefantes brancos.

As péssimas condições dos trabalhadores na construção dos estádios.

Ele só sorri e quer que todos sorriam juntos com ele.

Quem não sorriu muito foi Andrés Sanchez.

Seu sonho sempre foi presidir a CBF.

Ambicioso, o nosso moço feliz se esqueceu de quem o levou para o COL.

E disse que estava, sim, disposto a assumir a CBF.

Nem se lembrou do seu mentor.

Mas o rancor dos inimigos não gruda nele...

Apoiou, defendeu, deu beijinhos em Ricardo Teixeira.

Quando ele caiu, foi embora para Boca Raton, ele se calou.

Esperou.

E não se arrependeu.

Marin e Marco Polo abriram os quatro braços a ele.

E assim como o ministro Aldo Rebelo.

Lá está ele em todas as entrevistas coletivas sobre a Copa.

Ele e o tatu Fuleco, sempre juntos, unidos.

Foi ontem que ele desabafou.

Não se conformou com jornalistas pressionando Valcke.

O secretário-geral da Fifa, que recebeu dinheiro para apoiar o Brasil na Copa.

Que fez sumir a intenção de a Colômbia ao menos tentar ficar com 2014.

E se irritou com a menção ao Catargate.

Ainda mais com o superfaturamento dos estádios, os gastos desnecessários.

As exigências absurdas da Fifa para uma competição de um mês.

Não era possível.

Os jornalistas tinham de falar de samba, dar uma piscadinha a Valcke.

E perguntar para o secretário: "Imagina na Copa?"

Ele se revoltou e pediu que a imprensa se entusiasmasse.

Fizesse como a população.

Mas do alto de onde está, o “homem-teflon” não percebe.

Confunde tietagem com o ídolo com entusiasmo pela Copa.

Não tem nem ideia do sacrifício que o País faz pelo Mundial.

As Copas do Japão, da Alemanha e da África.

Todas juntas não custaram o que sairá a nossa Copa.

Mas ele não quer saber de tristeza.

É um homem feliz.

E quer que todos sejam ou pelo menos se façam de felizes.

Que não incomodem a Fifa.

Não duvidem de Ricardo Teixeira, Andrés, Marin, Aldo Rebelo.

Nem dele.

Ídolo milionário, galã, enviado dos céus.

Se houve corrupção, deixem para lá.

Isso é bobagem.

O que vale é a alegria.

Os patrocinadores comemorando a superexposição.

O País pagando bilhões que não tem.

A felicidade contaminar a todos e valer reeleições importantes.

2014 é um ano eleitoral, não é uma bela coincidência?

Isso é que importa.

A felicidade, o entusiasmo.

Assim falou Zaratustra.

Não, perdão.

Assim falou o “homem-teflon” diante do espelho.

Imagina na Copa...

http://r7.com/Gm3p

136 Comentários

"Não critiquem a Copa. Não percam tempo com corrupção, superfaturamento, desperdício de dinheiro. E pensem na festa. Este é o conselho do Homem-Teflon, o amigo íntimo do Fuleco…"

31 de January de 2013 às 10:18 - Postado por Cosme Rímoli

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • LITO
    - 31 de janeiro de 2013 - 10:43

    Perfeito Como sempre Cosme. Você se esqueceu que estamos no Brasil?? Aqui tudo pode. Enquanto isso crianças morrem em hospitais etc.

  • Luciano M. Ribeiro
    - 31 de janeiro de 2013 - 10:47

    Prezado, Homem teflom é muito boa! Agora fico pensando será que a gordura veio de um teflon de uma frigideira que não foi lavada adequadamente? Ronaldo Fenômeno, Você não precisa disso, observe com quem Você está andando e defendendo. Está copa está e irá prejudicar muitos brasileiros que tem muito carinho por você. Tal como disposto no post. Não se esqueça da passagem Bíblica: "Me diga com quem andas e te direito quem tu és". Abraços.

  • Cleverson
    - 31 de janeiro de 2013 - 10:54

    Graças a Deus existe democracia neste país, senão a imprensa não poderia denunciar o absurdo que está ocorrendo com esta copa. O preço dela é incrível. Sei que o Brasil é cheio de problemas, com muitos aeroportos sucateados, etc. Mas uma copa custar tanto? Ronaldo é um ídolo pra mim (dentro de campo), mas não tente calar a imprensa, principalmente quando estão batendo em uma verdade.

  • Ish
    - 31 de janeiro de 2013 - 10:54

    Torço muito para a facção atrapalhar a copa...

  • Eliane Vieira
    - 31 de janeiro de 2013 - 10:55

    Cosme, bom dia. Sou leitora de seu blog diariamente, e tenho certeza que este foi o MELHOR post que já li, não só aqui no seu blog, mas em todo meio jornalistico esportivo. Ninguem, eu repito, ninguem tem CORAGEM E CARATER para descrever esse cidadão como você mostrou. Como jogador foi um dos meus idolos, mas como CIDADÃO não passa de um mau carater da pior especie. Mas como você bem escreveu, no Brasil, ele pode tudo. Se fosse qualquer outro jogador, de qualquer outro time, estaria sendo massacrado até hoje. Mas como jogou no time queridinho da midia, não se lê, ou se ouve nenhuma palavra contra os absurdos que ele fez na vida. È absurdo se jogar para debaixo do tapete todos os deslizes cometidos, em nome de um passado como jogador. Parece que por ter sido um otimo jogador, ele pode fazer tudo que não presta que ainda assim estará perdoado. Lamentável essa postura da grande midia. Parabens pelo post.

  • Edson
    - 31 de janeiro de 2013 - 10:57

    Esse Ronaldo é um tremendo de um hipócrita e mercenário.

  • Umberto
    - 31 de janeiro de 2013 - 10:59

    Cosme,bom dia! Parece o Lulla... agora,uma dúvida: e o Edmundo,foi? Abraços !!!

  • Paulo José
    - 31 de janeiro de 2013 - 11:00

    Esse Ronaldo é um "zé ninguém",burro que nem uma porta,não sabe nem falar direito,mas mais burros ainda somo nós que lhe damos atenção!!! Juntou-se a uma corja de malandros porque no fundo é tanto quanto eles,daí essas colocações que ele fez,foi até bom que o fizesse para que ninguém tenha duvidas do seu carater e da sua ética.Quanta tristeza,quanta podridão...

  • Rô Dias
    - 31 de janeiro de 2013 - 11:03

    Você foi perfeito e esse cidadão é um péssimo exemplo, NÃO COMPRO NADA QUE ELE DIVULGA ou FAZ PROPAGANDA. Essa é a minha maneira de protestar contra "heróis de faz de conta".

  • Marcos
    - 31 de janeiro de 2013 - 11:05

    Sou corintiano, mas tenho que admitir, nunca antes na história deste país um jogador de futebol fora tão blindado pela mídia quanto o Ronalducho, o cara vivia fazendo merda e ainda faz, mas a imprensa sempre abafa, principalmente a Globo, tudo pra satisfazer o travecudo e tê-lo como aliado, agora me digam qual o legado e exemplo que esse cara deixou??? O cara só deu bola fora durante toda a carreira...a última foi ter se separado e menos de uma semana depois estar dando as caras com a amante/namorada!!!

1 2 3 4 5
6234