1sitesantos Modesto Roma sabota o Santos mantendo Lucas Lima. O meia já deixou o clube há muito tempo
Torcedor 1: É um bom jogador, mas não pode mandar embora?

Torcedor 2: Se ele não cair fora, manda ele embora.

Modesto Roma: Mas não pode, tem que pagar até o fim (do contrato).

Torcedor 2: Mas ele tá jogando de má vontade? Na sua casa a sua empregada trabalha de má vontade?

Modesto Roma: Veja, eu posso pagar 300 mil pra ele e deixar ele em casa?

Torcedor 2: Mas nós não podemos cobrar ele? Me responda, ele vai jogar amanhã?

Modesto Roma: O técnico é o Elano (apontando para o interino).

Torcedor 2: Mas o senhor é o presidente. O senhor não se mete? Duvido que o senhor não se meta

Modesto Roma: Não me meto.

Torcedor 2: O senhor escalou o lateral-esquerdo que eu soube. O Caju.

A situação bizarra aconteceu em Salvador. O presidente do Santos, em campanha eleitoral pela reeleição, foi cobrado de maneira direta por um enorme erro que está sabotando o clube que preside. Manter Lucas Lima no grupo de jogadores que disputam as últimas partidas no Brasileiro.

Passou da hora de deixar a hipocrisia de lado. Há atletas que lutam até o último minuto do derradeiro jogo no seu clube atual, mesmo sabendo que irá defender outro. E há jogadores que se desligam completamente. Perdem a motivação, perdem a ligação com o lugar onde não vão ficar, mesmo ganhando R$ 300 mil por mês, e ainda sendo cobrado aos palavrões, ameaçado pelas organizadas.

É o caso de Lucas Lima.

Ele já deixou o clube há muito tempo.

2reproducao Modesto Roma sabota o Santos mantendo Lucas Lima. O meia já deixou o clube há muito tempo

Até o mais novo pipoqueiro da Vila Belmiro sabe que ele não quer mais jogar pelo Santos. Corre, tenta driblar, dá passes, lançamentos. Mas não tem alma, competitividade. Está cada vez mais claro. Como acontecia com Ronaldo Fenômeno gordo como um rei momo no Corinthians e todos fingiam não enxergar. Mantê-lo na equipe, obeso, fumando e bebendo como um pajá, foi um dos motivos da eliminação corintiana na Pré-Libertadores, diante do Tolima.

Era óbvio que Tite queria tirá-lo do time, mas não podia. Seu nome era muito forte. Era intocável para o então presidente Andrés Sanchez. Seu grande parceiro comercial, quem garantia os grandes patrocinadores. Ronaldo só foi embora quando as organizadas o ameaçaram. A ele e ao seu parceiro Roberto Carlos, no ocaso da carreira. Esse é um episódio que os corintianos fazem questão de tentar esquecer.

O que está acontecendo com Lucas Lima é constrangedor.

Ele não ficará na Vila Belmiro. Sonha com a Europa, mas clube algum de porte e que se respeite, pagará milhões por um jogador que não se entregue à equipe que proporcionou fama, dinheiro, prestígio. Por isso, já é dado como certo, inclusive na Vila Belmiro, a ida para o Palmeiras, que o deseja há pelo menos dois anos. E aceita suas idiossincrasias.

"Eu queria poder falar tudo que eu acho (sobre Lucas Lima), mas por questão ética e respeito pelos atletas, eu converso particularmente", deixou escapar Elano, o treinador interino do Santos.

Ele sabe. 'Tem' de escalar Lucas Lima. É a maior estrela do time. E Modesto Roma, em campanha, o quer em campo. Deixá-lo de fora, esperar o Brasileiro acabar e deixá-lo partir, com o final de contrato, seria uma derrota, acredita, de forma equivocada, o dirigente.

O correto seria falar abertamente, a pessoa responsável por um clube tão glorioso como o Santos.

"Ele não tem cabeça para seguir jogando.

"Está atrapalhando o time.

"E a ele mesmo.

"Como ninguém atrapalha o Santos, vou dispensá-lo já."

3getty Modesto Roma sabota o Santos mantendo Lucas Lima. O meia já deixou o clube há muito tempo

Essa é a postura do dirigente consciente. No braço de ferro de birra, Modesto Roma perde fácil para Lucas Lima. Não que ele não corra, não se aplique, sabote por querer o time. Simplesmente, o meia não consegue se entregar. Se mesmo quando estava tudo bem, ele sendo chamado para a Seleção, diversas vezes, ele 'sumia' em campo, não seria agora que manteria o grau de concentração, dedicação, garra, vibração. Não nas últimas partidas com a camisa santista.

Dos quatro jogos de Elano no comando santista foram três derrotas. Ele, que sonhava ser efetivado como treinador em 2018, pode perder a esperança. Nenhum candidato à presidência o quer no cargo. Nem Modesto Roma. Ele acaba de perder qualquer apoio com as decepcionantes partidas contra Vasco, Chapecoense e Bahia. Três times com elenco reconhecidamente pior do que o santista. Lucas Lima esteve nas três. É peça fundamental no time. E não rendeu.

Contra o Bahia, ontem, até que estava um pouco melhor. Mas com a derrocada da equipe em Salvador, ele se irritou e puxou Edgar Junio, de forma acintosa. Tomou o terceiro cartão amarelo e não enfrenta o Grêmio, na Vila Belmiro, onde encararia de novo, a cobrança dos torcedores. Mais críticas ao jogador e a Modesto Roma.

Ninguém nega o talento do jogador e tudo o que fez.

Mas perdeu o interesse em seguir na Vila Belmiro.

Simples e dolorido assim...

Restam apenas duas partidas para Lucas Lima jogar pelo Santos, antes de ir embora de vez. Contra o Flamengo, no Rio. E Avaí, na Vila Belmiro. As derrotas seguidas do time colaram em risco a classificação entre os quatro primeiros do Brasileiro, que entram direto na fase de grupos da Libertadores. É o único objetivo santista, neste ano sem conquistas.

Está nas mãos de Modesto Roma.

Aceitar passivamente tudo de ruim que a presença de Lucas Lima está trazendo para o Santos ou tomar uma atitude firme.

E deixá-lo seguir a vida, antecipar a sua liberação.

Há a certeza de que, a empregada de Modesto Roma, não trabalha de má vontade.

Não na sua casa.

714 Modesto Roma sabota o Santos mantendo Lucas Lima. O meia já deixou o clube há muito tempo

Empregada doméstica merece todo o respeito por ser uma profissão sacrificada e com rendimentos muito baixos. Fica muito longe dos R$ 300 mil que Lucas Lima recebe. Mas uma empregada de má vontade pode envenenar o ambiente de qualquer casa. Um jogador sem cabeça para atuar no clube onde está, também.

Passou da hora.

Chega de hipocrisia.

Lucas Limas é um talento raro.

Mas não consegue se concentrar para jogar como o Santos precisa.

Acaba exposto a críticas e à ignorância e maldade das organizadas.

O clube já perdeu Zeca, agredido, ameaçado por torcedores.

Modesto Roma pensa que está mostrando força, poder.

Está completamente enganado.

Só demonstra o quanto está perdido, inerte.

Dono de uma omissão inaceitável.

Talvez o dirigente tenha se esquecido.

O Santos Futebol Clube é muito maior que Lucas Lima.

Ele já deixou a Vila Belmiro há muito tempo...
6reproducaositesantos 1024x487 Modesto Roma sabota o Santos mantendo Lucas Lima. O meia já deixou o clube há muito tempo

http://r7.com/0VpS