1reproducao1 Ministério Público paulista quer torcida única entre clubes rivais. Independente de estado...
O Ministério Público está mais do que satisfeito com o resultado da torcida única. De acordo com os promotores, a violência foi banida dos estádios paulistas nos clássicos. Com torcedores apenas do mandante, as famílias voltaram aos jogos. As estatísticas mostram que o número de mulheres e crianças aumentou em 11% desde abril de 2016, quando a medida entrou em vigor.

Além de não querer reverter a torcia única, o MP paulista vai além. Pretende adotar o mesmo critério para clubes que mantêm rivalidade, independente dos estados.

"Infelizmente, um bom exemplo é Corinthians e Vasco. Já houve morte entre as organizadas desses clubes. E ônibus queimado, como vingança. É um jogo de alto risco. A polícia terá de ficar atenta à partida em Itaquera. Se houvesse só corintianos, não haveria esse problema. Estamos estudando sim esta possibilidade de torcida única entre dois times rivais", garante o promotor Paulo Castilho.

Flamengo e Palmeiras, Grêmio e Corinthians, Atlético Mineiro e São Paulo, Flamengo e Santos mostram problemas com suas organizadas quando se enfrentam.

A Federação Paulista de Futebol e o Batalhão de Choque de São Paulo também são favoráveis à medida. O sonho de Castilho e de muitos promotores é que entre em vigor já no próximo Brasileiro.

Castilho tem a certeza que a torcida única entre clubes rivais poderá se espalhar pelo Brasil.

Não custa lembrar.

Corinthians e Vasco acontecerá dia 17, em Itaquera...
1agenciacorinthians 1024x682 Ministério Público paulista quer torcida única entre clubes rivais. Independente de estado...

http://r7.com/eYah