divulgação9931 Marketing do Corinthians perto de trocar novo Messi por novo Kaká...

Há dois anos o nome do argentino Mauro Formica circula entre empresários brasileiros.

Cabelo comprido, habilidoso, rápido e inteligente.

Boa aparência.

É comparado com Kaká.

Com a grande diferença de que gosta da noite.

Já foi até preso por brigar com amigos em uma casa noturna.

Seu futebol é bipolar.

Alterna períodos de partidas empolgantes.

Com outros jogos em que parece não se interessar pelo jogo.

Mas é uma das estrelas do Newell's Old Boys.

A empobrecida economia argentina enfraqueceu os clubes de futebol.

Os times europeus, principalmente os espanhóis, fizeram a festa nos últimos anos.

Levaram o que quiseram.

Mas Formica ficou.

Seu preço sempre foi o mesmo, US$ 4 milhões por 80% dos seus direitos federativos.

Ele já foi oferecido para o Grêmio, Palmeiras, Flamengo e Santos.

Mas os dirigentes nunca se animaram a fazer o investimento.

Agora chegou a vez do Corinthians.

O departamento de marketing que trouxe Defederico teve uma nova "brilhante" ideia.

Sim.

Essa mesma que você pensou.

Trocar uma decepção chamada Mathias Defederico por Formica.

Neurônios não são privilégios brasileiros.

Os argentinos também sabem que o jogador corintiano apenas passeou no Brasil.

E querem um bom dinheiro além do meia atacante que seria um novo Messi.

Por ter cabelos compridos e fotografar bem, os marqueteiros corintianos se animaram.

E colhem depoimentos de inúmeros empresários argentinos de que vale a pena investir em Formica.

As negociações estão avançando.

Parem as máquinas.

Depois do novo Messi, o Corinthians perto de fechar com o novo Kaká.

Por que vice-presidente de marketing não cuida só do marketing?

Pergunta que só Andrés Sanchez pode responder.

Será que pode?

Veja mais:
+ Tudo sobre futebol no R7
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

http://r7.com/U5St