Marin está cometendo o mesmo erro de Juvenal Juvêncio. Acreditar que Lula não ajudará Andrés Sanchez na luta pela eleição da CBF. Foi assim que o Morumbi perdeu a abertura da Copa do Mundo para um terreno baldio que virou o Itaquerão…

1ae15 Marin está cometendo o mesmo erro de Juvenal Juvêncio. Acreditar que Lula não ajudará Andrés Sanchez na luta pela eleição da CBF. Foi assim que o Morumbi perdeu a abertura da Copa do Mundo para um terreno baldio que virou o Itaquerão...
"Eu acho que é preciso aperfeiçoar o Morumbi.

Porque não tem sentido.

Você ter um estádio como São Paulo tem e ter que fazer um novo."

As frases são do dia 3 de junho de 2010.

Foram ditas pelo ex-presidente Lula.

Ele confirmava às tevês que o estádio paulista da Copa seria o Morumbi.

"Quando era presidente, visitei o Morumbi.

Estava com o prefeito Kassab, com o governador José Serra e com o Andrés.

E pensei que seria legal o Corinthians ter um estádio.

Por quê a Copa saiu do Morumbi?

Essa pergunta tem que ser feita ao Juvenal, ao Ricardo Teixeira ao Blatter."

Lula, no dia 3 de setembro de 2011.

Conselheiros do São Paulo têm certeza.

O presidente nunca quis a Copa no Morumbi.

Ele fez tudo ao seu alcance politicamente para levá-la ao Itaquerão.

Se aproveitou da indecisão de Juvenal em relação à obras em torno do Morumbi.

A Fifa exigia a construção de um estacionamento gigantesco.

E de um prédio para acomodar o Centro de Imprensa.

Queria que o São Paulo se comprometesse com os gastos.

Além, evidente, da reconstrução do Morumbi.

Juvenal titubeou, tentou enrolar.

Ter a garantia que o governo federal, o estadual e municipal o ajudariam.

Tentou regatear com a Fifa.

Perdeu tempo precioso.

Foi o suficiente para que Andrés procurasse Lula e Ricardo Teixeira.

O dirigente corintiano tinha um sonho e uma briga.

O desentendimento foi com Juvenal.

Em 2009 ele quebrou o acordo de cavalheiros entre os grandes paulistas.

E designou apenas 10% das entradas de um clássico para o Corinthians.

Antes eram 50% para cada clube.

A partir daí, Andrés prometeu e cumpriu.

Nunca mais o Corinthians atuaria como mandante no Morumbi.

E, rancoroso, convenceu as diretorias de Palmeiras e Santos fazerem o mesmo.

Mostrou que só estavam dando dinheiro de aluguel ao rival.

Juvenal também criou um inimigo mortal poderoso e rancoroso: Ricardo Teixeira.

Suas indagações públicas ao presidente da CBF provocaram várias discussões.

A amizade entre Andrés e Teixeira já era enorme.

Até porque o agora exilado dirigente queria se aproximar de Lula.

Andrés foi cruel e muito esperto.

Utilizou a ligação com o ex-presidente, que era amigo íntimo de sua família.

A oportunidade ouro havia chegado.

O juntou a Ricardo Teixeira e os três apresentaram Itaquerão à Fifa.

O Corinthians teria o seu estádio depois de 100 anos.

E com todas as facilidade de uma arena construída para a Copa.

Principalmente no financiamento da obra.

Blatter, na época aliado de Teixeira, adorou a ideia.

Teve a certeza de Andrés que o Corinthians não colocaria dificuldades.

Tudo o que a Fifa precisasse seria feito no Itaquerão.

Para facilitar, a entidade que controla o futebol no mundo havia decidido.

O centro de imprensa, o International Broadcast Centre, ficaria no Rio de Janeiro.

O que exigiria seria apenas o tal estacionamento para três mil carros.

Com tudo acertado, Blatter não travaria mais discussões com Juvenal.

Acabaram os motivos.

Andrés amarrou o acordo entre Teixeira, Lula e Blatter.

2ae6 Marin está cometendo o mesmo erro de Juvenal Juvêncio. Acreditar que Lula não ajudará Andrés Sanchez na luta pela eleição da CBF. Foi assim que o Morumbi perdeu a abertura da Copa do Mundo para um terreno baldio que virou o Itaquerão...

E a abertura da Copa do Mundo foi confirmada para um terreno baldio em Itaquera.

Mesmo com o Morumbi em pé.

Em agradecimento, Lula até virou tema de carnaval da Gaviões da Fiel.

Até hoje conselheiros importantes no Morumbi apontam.

O erro de Juvenal foi ter menosprezado a amizade de Lula a Andrés.

A mesma história pode estar acontecendo.

O presidente José Maria Marin garantiu ter uma certeza.

A de que Lula não trabalhará por Andrés Sanchez na eleição da CBF.

Falou com a mesma convicção que Juvenal Juvêncio acreditou um dia que o Morumbi sediaria a Copa.

"Ele (Lula) garantiu que não irá participar de qualquer disputa na CBF."

Ele poderá até ter simpatia (ao Andrés, pré-candidato).

O que é legítimo.

Poderá até dar o seu apoio pessoal.

Mas não irá fazer campanha por nenhum candidato.

Tenho certeza absoluta."

Foi o que disse Marin à Folha.

Aos 81 anos, ex-governador biônico, não tem o direito de ser ingênuo.

A CBF caiu no seu colo com o exílio de Ricardo Teixeira.

E ele humilhou o ex-presidente corintiano.

Tirou todo seu poder como coordenador técnico da CBF.

A única ação que permitiu enquanto trabalharam juntos foi um churrasco na Olimpíada.

1cbf1 Marin está cometendo o mesmo erro de Juvenal Juvêncio. Acreditar que Lula não ajudará Andrés Sanchez na luta pela eleição da CBF. Foi assim que o Morumbi perdeu a abertura da Copa do Mundo para um terreno baldio que virou o Itaquerão...

E ainda reclamou depois por a carne estar crua...

O ex-corintiano tentou de tudo para continuar.

Mas foi forçado a se demitir.

E prometeu vingança.

Lula tem uma ligação profunda com a família de Andrés.

Ela o acolheu quando estava começando sua carreira política.

E o ex-presidentes sempre foi muito grato.

A briga para a CBF está quase perdida.

Os presidentes de federações juraram apoio à situação.

Se não for a Marin, darão a Marco Polo del Nero.

Ronaldo já até desistiu de formar uma dupla com Andrés.

Embora tenha no ex-presidente corintiano um aliado, a Globo está feliz com Marin.

Por isso não quer se envolver.

Mas Lula fará o que estiver ao seu alcance por seu amigo, irmão de coração.

Assim como também Andrés.

Seu sonho é vender o nome comercial do Itaquerão por R$ 400 milhões.

A cada semana deixa vazar a notícia que o acordo está próximo.

Isso já dura dois anos.

Já foi Emirates, Itaipava, Caixa, Correios.

Agora é a Ambev.

Ele gostaria muito que o Itaquerão tivesse o nome comercial, transitório.

Mas que fosse batizado como Luis Inácio Lula da Silva.

Seria um digna homenagem.

O estádio só existe por causa dele.

A diretoria e a grande maioria dos conselheiros corintianos sabem disso.

A aprovação no Parque São Jorge não seria difícil.

Andrés adoraria que o reconhecimento fosse feito em vida a Lula.

Tudo ainda não passa de uma vontade dita a amigos.

Lula sabe disso e insiste que não quer.

Mas fica grato demais.

E um ex-presidente grato significa algo muito importante.

Marin que não seja ingênuo como um dia Juvenal foi.

Lula irá fazer o que puder para ajudar seu 'irmão' Andrés.

Em todas as áreas da vida.

Como fez com o Itaquerão, tentará fazer o mesmo na CBF.

Sua influência no governo Dilma é enorme.

Assim como a de Dilma junto aos governadores.

E a dos governadores nas Federações.

Marin e Marco Polo que se previnam.

Juvenal sentiu na pele.

Sonhava com o Morumbi na abertura da Copa.

Hoje o estádio está parado.

Esperado há anos a prometida cobertura.

Mas o dirigente não consegue patrocinadores para a obra.

Marin que não duvide do poder da amizade entre Lula e Andrés.

O Itaquerão está aí como prova.
3ae1 Marin está cometendo o mesmo erro de Juvenal Juvêncio. Acreditar que Lula não ajudará Andrés Sanchez na luta pela eleição da CBF. Foi assim que o Morumbi perdeu a abertura da Copa do Mundo para um terreno baldio que virou o Itaquerão...

31 Comentários

"Marin está cometendo o mesmo erro de Juvenal Juvêncio. Acreditar que Lula não ajudará Andrés Sanchez na luta pela eleição da CBF. Foi assim que o Morumbi perdeu a abertura da Copa do Mundo para um terreno baldio que virou o Itaquerão…"

11 de August de 2013 às 10:13 - Postado por Cosme Rímoli

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • g.nuno
    - 12 de agosto de 2013 - 11:00

    Acredito sim que o Rogerio ceni tenha "poderes desmedidos" no São Paulo, conforme denunciado pelo Ney Franco; como acredito, "pois está aí pra todo mundo ver", que o Lula conseguiu eleger dois desconhecidos apelidados de postes, como a Dilma e o Haddad; mas no futebol, acho que quem mais pode dar apoio significativo ao Andres Sanches, é o Ronaldo Fenomeno, porque os dirigentes do futebol brasileiro, principalmente do nordeste, do Paraná, de Santa Catarina, de Minas e do Rio; são de direita no que se refere a politica; aos contrario da população de suas regiões.

    Responder
  • ECN
    - 12 de agosto de 2013 - 07:53

    Juvenal não deve ficar preocupado. Afinal ele não foi único a acreditar em Lula e suas frases de efeito popularesco. Na fila há também milhares de ex metalúrgicos que depois viraram ambulantes e desempregados, devido ao sumiço dos empregos das diversas empresas que foram embora do ABC. Claro que nem todos ficaram desempregados, algumas dezenas de amigões dos palanques ganharam empregos com salários polpudos no governo dos camaradas. Em troca pela paciência e subserviência dá em troca estádio, já que dá mais impacto, e voto, que saúde e educação com qualidades. É o câncer personificado.

    Responder
  • José Geraldo
    - 11 de agosto de 2013 - 22:20

    Não só tenho certeza que o Lula Deu o estádio pro Corinthians, como até para pagar o proprio vamos ter muita novidade....então pessoal fora Lula.....

    Responder
  • Ray Domingos Motta
    - 11 de agosto de 2013 - 21:51

    Em todo lugar, pra qualquer coisa na vida, quem tem contatos fortes vai longe. O Andrés tem o Lula como maior contato e o homem faz a diferença onde quer e como quer. Andrés, segundo presidente do Corinthians em exercício e Lula, segundo presidente do Brasil em exercício já mostraram ser tal como Bebeto e Romário, Ronaldo e Rivaldo. O maior conquista com a dupla Andrés e Lula pro Corinthians o estádio, o pro próprio Andrés, a presidência da CBF. A primeira parte tá sendo cumprida e vai ser entregue em meses. Já a segunda parte, parece que vai pelo mesmo caminho.

    Responder
  • Jose Roberto
    - 11 de agosto de 2013 - 21:32

    Essa historia de botar a culpa no JJ é balela. Esse "padrão FIFA" é só uma maneira de justificar bilhões sendo enterrados em obras superfaturadas. Mas o povo tá acordando. A última pesquisa mostrou que as pessoas estão contra a Copa e contra as empresas que patrocinam a Copa. Quando a Copa acabar e a triste realidade de Itaquera voltar, muitos verão que foi a maior roubalheira da história. Seria interessante o R7 mostrar como estão Grécia e Portugal. 2 países que torraram bilhões para fazer estádios e hoje estão na miséria sem empregos e hospitais.

    Responder
  • Piemonte
    - 11 de agosto de 2013 - 20:47

    O Paulo aí, das 19:12 resume o modo de pensar de boa parte dos corintianos-"Pode ser roubado sim,contanto que seja pra nós"!!! Depois eles acham que é por""inveja""que são tão odiados...he he he

    Responder
  • Piemonte
    - 11 de agosto de 2013 - 20:47

    O Paulo aí, das 19:12 resume o modo de pensar de boa parte dos corintianos-"Pode ser roubado sim,contanto que seja pra nós"!!! Depois eles acham que é por""inveja""que são tão odiados...hehehe

    Responder
  • Paulo
    - 11 de agosto de 2013 - 19:12

    já acabou para o Andrés, a situação vai ganhar. MAS é MELHOR assim. Quero o Andrés no corinthians! Ele é bom para o CORINTHIANS! E nome do estádio, após o tempo dos naming rights, deveria se chamar Andrés navarro Sanches, pois, com tramóias ou não, devemos o estádio a ele.

    Responder
  • Cristiano
    - 11 de agosto de 2013 - 18:50

    Depois do Pacaembu, o Panetone será o próximo elefante branco da cidade de SP...

    Responder
  • Joao Cesar
    - 11 de agosto de 2013 - 17:02

    Marin, já era, meu amigo.......

    Responder
1 2 3 4