divulgacao0933 Mano Menezes fez a melhor convocação para salvar o seu pescoço. Não quis perder tempo com Kaká, Robinho e Ronaldinho Gaúcho...

A água bateu no peito.

Mano Menezes percebeu que seleção brasileira não combina com derrotas.

Perder para a Argentina e para a França influenciou sua convocação contra a fraca Escócia.

É para voltar de Londres com uma vitória de qualquer maneira.

E para isso, os retornos de Lúcio, Maicon e Elano serão fundamentais.

Não pelo futebol descomunal do trio.

Pela personalidade.

A seleção brasileira renovada estava precisando de alguém com voz firme.

Com comando para cobrar, animar o time.

Cortar as asas de Neymar...

Lúcio nasceu para isso.

Roger que o diga.

Mano Menezes conseguiu nesta convocação trazer vivência e talento.

A hora era mesmo de esquecer a seleção olímpica.

A Copa América começará dentro de três meses.

E será na Argentina.

Ele precisa ter uma equipe consistente, confiável, respeitável.

Por isso deixou de fora Robinho.

O seu capitão.

A desculpa é que ele precisa de um descanso porque está disputando o Italiano e a Liga dos Campeões.

Como se Lúcio, Daniel Alves, Maicon também não estivessem.

Foi conversa para Ricardo Teixeira dormir.

O jogador do Milan não passa por boa fase técnica.

E não acrescentou nada à seleção brasileira nas últimas convocações.

Pode escalar sem pensar o ataque que considera o ideal: Neymar e Alexandre Pato.

Sem dores na consciência, sem a obrigação de escalar Robinho no segundo tempo.

A ótima confirmação foi a chamada de Lucas.

Ele está merecendo uma chance na equipe principal.

Tomara que mostre a mesma personalidade do Peru, jogando pela sub-20.

E o mesmo futebol moderno, versátil, ágil.

Tem tudo para levar muito gás à seleção.

Estranha é a chamada de Jonas.

Enquanto ele esteve no Brasil, jogando pelo Grêmio, foi desprezado.

Bastou pisar no Valencia e veio a chamada.

É uma boa lembrança; ainda estamos em testes.

Mas ele mereceria ter sido chamado antes.

Vale a pena também enaltecer a volta de Nilmar.

Ele tem potencial para atuar como titular.

Seu grande problema sempre foi se impor, cobrar sua presença em campo.

Ser bonzinho demais.

Parece que isso está finalmente mudando.

As ausências de Kaká e Ronaldinho Gaúcho são completamente justificáveis.

Nenhum dos dois está mostrando potencial para merecer convocação.

Kaká, inclusive, sabe que dificilmente continuará no Real Madrid depois de junho.

Tamanha é a decepção de José Mourinho com ele.

E as partidas pelo Campeonato Carioca e pela Copa do Brasil não animaram nem Assis...

Quanto mais Mano Menezes.

Ronaldinho Gaúcho sabe que precisa jogar muito, mas muito melhor do que está demonstrando na Gávea...

Esta foi a convocação mais equilibrada, com mais jeito de seleção brasileira que Mano fez...

Com a água no peito, ele foi buscar o que faltava ao seu time: personalidade, liderança...

E encontrou em Lúcio, Maicon e Elano...

Contra a Escócia dá e sobra...

Que adversariozinho bem escolhido, não é?

Veja mais:
+ Siga o R7 no Twitter
+ Veja os destaques do dia
+ Todos os blogs do R7

http://r7.com/l3wj