- Blog do Cosme Rímoli - http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli -

Lúcio é o novo líder do São Paulo na Libertadores. Muito melhor do que Rogério Ceni e Luís Fabiano. Exemplo de vibração, garra, personalidade e títulos por onde passou. Quem terá coragem de chamar Lucimar de bambi?

Postado por Cosme Rímoli em 19 de dezembro de 2012 às 11:40 em Sem categoria | 110 Comments

ae125 Lúcio é o novo líder do São Paulo na Libertadores. Muito melhor do que Rogério Ceni e Luís Fabiano. Exemplo de vibração, garra, personalidade e títulos por onde passou. Quem terá coragem de chamar Lucimar de bambi? [1]
A Seleção empatava com Camarões.

Era a Olimpíada de Sidney na Austrália.

Luxemburgo o treinador em 2000.

Preferiu não levar nenhum atleta com mais de 23 anos.

Garantiu que daria para ganhar o ouro.

Jogava as quartas-de-final.

O Brasil estava perdendo a partida.

Sendo eliminado.

Quando o meia Roger Flores insistia em driblar.

Ele era a estrela do time.

Além de desperdiçar vários ataques, não admitia que ninguém reclamasse dele.

Foi o que Lúcio resolveu fazer.

Roger o xingou.

Como resposta tomou uma cabeçada do zagueiro.

Perdeu o rumo.

O Brasil empataria a partida.

Mas perderia na prorrogação com o gol de ouro.

Lúcio ficou marcado pela seriedade, personalidade.

Mesmo depois de 12 anos, assim age o novo zagueiro do São Paulo.

Sempre foi, desde pequeno.

Com 1m84 e 88 quilos, ele se impõe.

Aos gritos e na força física.

Não combina em nada com o apelido de Bambi que atormenta os são paulinos.

A diretoria o contratou pensando na Libertadores de 2013.

Juvenal Juvêncio quer travar a história de sucesso corintiana.

Também sabe que terá pela frente o ótimo time do Fluminense.

E talvez até um novo encontro com o Tigre.

Nesses confrontos, Lúcio tem tudo para ser muito útil.

Aos 34 anos, ele continua líder, guerreiro.

E e sabe se impor.

Não é homem de cair em provocação fácil como Luís Fabiano.

Também não leva para casa desaforo de ninguém.

Frio, espera a hora de dar o troco.

Da mesma forma em relação aos árbitros.

Sabe pressioná-los sem colecionar cartões amarelos e vermelhos.

Só o ato de Ceni atravessar o campo para reclamar é um desrespeito aos árbitros.

São orientados a dar amarelos aos goleiros que façam isso.

Por isso o capitão do São Paulo fica tolhido.

E o time acaba ficando nas mãos do incontrolável Luís Fabiano.

Lúcio chega para se impor.

Foi assim desde que começou a vida.

De família muito pobre, humilde.

Sabia que ela dependeria do seu sucesso jogando.

Não passou em testes no Goiás, Vila Nova, no Cruzeiro.

O garoto que nasceu em Brasília conseguiu jogar no Guará.

Na Copa do Brasil de 1997, seu time enfrentou o Internacional.

Perdeu por 7 a 0.

Mas o futebol [2] vigoroso, ganhando várias divididas evitou que o massacre fosse maior.

Os gaúchos o contrataram.

Ao chegar no Beira-Rio.

Alguns desavisados tentaram humilhá-lo.

Ele não se chama Lúcio, mas Lucimar.

Vários jogadores ousaram dizer que era nome de mulher.

O garoto de 19 anos não quis nem saber.

Partiu para cima de veteranos.

Eram brigas, discussões em todos os treinos.

Ele não recuava, não se intimidava.

O técnico Guto Ferreira resolveu acabar com as sessões de MMA tomou uma decisão.

Lucimar iria virar Lúcio.

E acabou a confusão.

O zagueiro logo se destacou.

Em três anos, partiu para a Europa.

Foi em 2000.

Peregrinou pelo Bayer Leverkusen, Bayern de Munique, Inter e Juventus.

Ganhou campeonato alemão, italiano, Champions, Mundial.

Foram 12 anos até o retorno.

Durante esse tempo todo virou presença obrigatória na Seleção Brasileira.

Seu futebol sério, firme encantou Felipão.

Ele o levou para a Copa de 2002.

Foram campeões.

Com Parreira disputou e perdeu a conturbada Copa de 2006.

No Mundial onde mais se levou em consideração os recordes, bateu o seu.

Ficou 286 minutos sem fazer sequer uma falta, superando Gamarra.

O que não quis dizer nada de prático, com a derrota diante da França.

Era titular absoluto com Dunga na Copa da África.

Estava animado demais depois da vitória na Copa América e na Copa das Confederações.

Mas veio a partida contra a Holanda.

Ficou de quarentena com Mano Menezes.

Voltou para a Copa América.

O Brasil perdeu e o treinador resolveu deixá-lo de lado.

Lúcio chega ao São Paulo para resgatar seu bom futebol.

Na Europa já era questionado pela parte física.

A velocidade nas antecipações, a força nas divididas teriam diminuído.

Ele nega dizendo que a Inter se desmanchou depois da tríplice coroa.

Quando ganhou em 2009 e 2010 a Champions League, o Italiano e a Copa da Itália.

De 'lambuja' foi campeão mundial no Japão também em 2010.

A partir daí, o time implodiu.

2011 foi péssimo para a equipe e para o zagueiro.

Na Juventus não se acertou, ficou apenas seis meses.

Estava negociando com o Cruzeiro, mas surgiu o São Paulo.

E ele foi firme, disse aos mineiros que preferia o Morumbi.

Seria melhor para sua carreira disputar a Libertadores.

Com Felipão ele acredita que voltará à Seleção.

Antes precisa se impor no São Paulo.

Mostrar que ainda tem o mesmo vigor em campo.

A mesma personalidade aguerrida, firme, séria.

O homem que não tolerava gracinhas com o próprio nome...

Agora é o líder do São Paulo.

Assinou por dois anos.

O raivoso Lúcio combina com qualquer apelido.

Menos de bambi...

ae42 1024x840 Lúcio é o novo líder do São Paulo na Libertadores. Muito melhor do que Rogério Ceni e Luís Fabiano. Exemplo de vibração, garra, personalidade e títulos por onde passou. Quem terá coragem de chamar Lucimar de bambi? [3]


Artigo impresso de Blog do Cosme Rímoli: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli

Endereço do artigo: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/lucio-e-o-novo-lider-do-sao-paulo-na-libertadores-muito-melhor-do-que-rogerio-ceni-e-luis-fabiano-exemplo-de-vibracao-garra-personalidade-e-titulos-por-onde-passou-quem-tera-coragem-de-chamar-luc-19122012/

Endereços neste artigo:

[1] Imagem: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/files/2012/12/ae125.jpg

[2] futebol: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli http://esportes.r7.com/futebol/

[3] Imagem: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/files/2012/12/ae42.jpg

© 2011 Nicolau Marmo. Todos direitos reservados.