1ae16 1024x647 Levir Culpi conseguiu acabar com o trauma contra os árbitros. Jogadores, diretoria e torcida do Atlético resumem o duelo contra o Corinthians pelo Brasileiro. Eu acredito...
Uma das cenas mais arrepiantes do Campeonato Brasileiro aconteceu no Independência. O Atlético Mineiro massacrava o Flamengo por 4 a 1, quando a torcida começou a entoar uma frase marcante. O mantra da Libertadores de 2013.

"Eu acredito, eu acredito, eu acredito..."

Desta vez os gritos dos apaixonados atleticanos não eram em relação à competição sul-americana. Mas ao Campeonato Brasileiro. À corrida para conseguir superar os cinco pontos que separam o time do líder Corinthians. Restam onze rodadas. Entre essas partida há o confronto direto, dentro do Independência. É possível?

Levir Culpi está tomando a atitude mais inteligente possível. Se mostra otimista publicamente. Mas com os jogadores fez um pacto de dar a alma para dar o Brasileiro ao Atlético depois de 1971.

O treinador não fugiu do ponto que muitos torcedores atleticanos desconfiam que o clube perde para o Corinthians: a ajuda da arbitragem. E foi ousado. Mostrou sua desconfiança de favorecimento aos paulistas.

"O Campeonato Brasileiro de 2015 já está manchado pela arbitragem. Não me lembro de ter havido, nos últimos tempos, tamanha comoção em torno de arbitragem. Realmente causa desconfiança. Situações repetidas... E isso tira um pouco o foco. O trabalho é esse: colocar para os jogadores que tem que ganhar da melhor maneira possível e mais honesta que puder. Ficamos desconfiados, sim, porque vivemos num país desonesto, todos somos desonestos e deve ter havido alguma coisa. Mas temos lei e precisamos provar, como na máfia de 2005. Pegaram o cara e ele sumiu do mapa, pelo menos isso, mas acredito sim em tudo porque somos na essência um país desonesto."

2ae10 Levir Culpi conseguiu acabar com o trauma contra os árbitros. Jogadores, diretoria e torcida do Atlético resumem o duelo contra o Corinthians pelo Brasileiro. Eu acredito...

Levir fez essas declarações pensadas, agudas há 18 dias. Desde então, as reclamações cessaram. O clube não tem protestado mais de nada. Nem na goleada que sofreu por 4 a 0 para o Santos. Nem uma palavra. Também como por encanto os erros infantis dos juízes a favor do Corinthians acabaram. A missão do treinador aparentemente deu certo.

Os jogadores estão muito confiantes. Sumiu a obsessão pelos árbitros.

O time, entrosado, vive um momento excelente. Levir pode usar seu 4-3-3, como o 4-2-3-1 ou 4-2-2-2. O Atlético é uma equipe envolvente. Muito mais coração e empolgação que o cerebral e muitas vezes frio Corinthians.

Restam cinco adversários até o grande confronto. O jogo que pode ser considerado como uma final no campeonato de pontos corridos.

Enquanto a equipe de Levir pega o Joinville, o Corinthians enfrenta o Figueirense. As partidas serão em Santa Catarina. Depois os dois seguem jogando fora. O Atlético contra o Coritiba. E a equipe de Tite, a Ponte Preta. Aí, o Atlético em casa contra o Inter e o Corinthians, no Itaquerão, diante do Goiás.

Sport receberá o Atlético Mineiro e o Atlético Paranaense, o Corinthians. Aí,na véspera do confronto entre os dois, atuam nos seus domínios. Guerrero enfrentará sua ex-equipe no Itaquerão. E o Atlético Mineiro pega a Ponte Preta.

Aí o confronto no Independência. Depois, as partidas que restam ao Corinthians. Coritiba em casa, Vasco fora, São Paulo, em casa, Sport, fora e Avaí em casa. Já o Atlético Mineiro tem esses cinco confrontos: Figueirense, fora; São Paulo, fora; Goiás, casa; Grêmio, fora; Chapecoense, em casa.

A diretoria promete premiação mais do que especial pelo título.

3ae2 1024x682 Levir Culpi conseguiu acabar com o trauma contra os árbitros. Jogadores, diretoria e torcida do Atlético resumem o duelo contra o Corinthians pelo Brasileiro. Eu acredito...

Os dois clubes estão fora da Copa do Brasil e podem focar no Brasileiro.

Nem mesmo Tite ou Levir Culpi apostam que outras equipes disputem o título.

O Brasileiro de 20 clubes virou um duelo.

Com cinco pontos de vantagem do primeiro, o Corinthians.

Em um cenário de equilíbrio, o grito vindo das arquibancadas mineiras retornou.

E muito estimulante.

"Eu acredito, eu acredito, eu acredito..."
1reproducao14 Levir Culpi conseguiu acabar com o trauma contra os árbitros. Jogadores, diretoria e torcida do Atlético resumem o duelo contra o Corinthians pelo Brasileiro. Eu acredito...

http://r7.com/jeaL