125 Leco e Pinotti usam um velho truque no São Paulo. Trazer de volta o ídolo. Com prestígio, mas desgastado e barato. Depois de sete anos, hoje foi a vez de Hernanes retornar. Kaká, Luís Fabiano, Lugano e Raí foram grandes decepções...
Raí, Kaká, Luís Fabiano, Müller, Cicinho, Leonardo, Lugano.

E agora, Hernane.

O São Paulo conseguiu.

Se transformou no clube mais nostálgico das últimas décadas.

Saudade, economia e ilusionismo se juntam, por trás do retorno de ídolos que partiram para a Europa. A sensação que os espertos dirigentes tentam passar é que fizeram uma grande contratação. Desprezam a inteligência alheia. Dos torcedores, da imprensa.

A empolgação, infelizmente, costuma desaparecer depois das primeiras partidas. Ainda mais quando o retorno é longo. O jogador retorna veterano, milionário e desgastado por contusões, pela idade.

E não por acaso, as conquistas são raras no retorno.

No Morumbi, festas foram feitas, corações dispararam, o departamento de marketing usou todos os truques disponíveis para passar a ideia que o jogador que voltava era o mesmo que partira.

Os fracassos se sucederam. Raí, Kaká, Luís Fabiano, Müller, Leonardo, Lugano, Cicinho apelaram para o velho chavão. Estar voltando para casa. E dá-lhe beijo no distintivo da camisa, no gigantesco no Morumbi, abraços nos dirigentes, nos torcedores.

Dos citados retornos, apenas Raí e Luís Fabiano conseguiram ser campeões na sua volta. Raí venceu os Paulistas de 1998 e 2000. Luís Fabiano ganhou o título da Copa Sul-Americana, em 2012. Lembrando que não jogou a partida final, por estar suspenso.

Raí e Kaká foram as maiores decepções.

Leonardo e Cicinho, discreto.

E Lugano foi recontratado com cinco anos de atraso.

Na sua reapresentação, Hernanes fez o seu papel.

Mostrou suas frases de efeito, como queriam os repórteres, principalmente da televisão, especializados em gracinhas superficiais. Justificou o apelido Profeta, que adotou para a vida. Quem desejava pensamentos truncados, se deliciou.

221 Leco e Pinotti usam um velho truque no São Paulo. Trazer de volta o ídolo. Com prestígio, mas desgastado e barato. Depois de sete anos, hoje foi a vez de Hernanes retornar. Kaká, Luís Fabiano, Lugano e Raí foram grandes decepções...

"A nossa vida é uma sucessiva sucessão de sucessões que se sucedem sucessivamente."

"A vida é feita de ciclos. Sete anos é um ciclo interessante. A Bíblia dizia que se você comprar um escravo, ele trabalha por sete anos e depois você dá liberdade a ele."

"Agradeço ao futebol por me colocar em contato com outras culturas, sair do país. É como o feto, que não tem contato com o mundo, e sai da placenta para o mundo. O crescimento é inevitável."

Pronto, as matérias para as tevês estavam resolvidas.

Só repetir essas frases sem sentido, vazias, e pronto. O esterótipo de jogador diferenciado, de raciocínio que foge ao convencional, que muitos desejavam, veio à tona.

Porém o fato mais importante da entrevista precisava ser aprofundando. Hernanes, aos 32 anos, não serviu para o futebol chinês. Acaba de ser emprestado pelo Hebei Fortune. Só conseguiu jogar seis partidas em 2017.

326 Leco e Pinotti usam um velho truque no São Paulo. Trazer de volta o ídolo. Com prestígio, mas desgastado e barato. Depois de sete anos, hoje foi a vez de Hernanes retornar. Kaká, Luís Fabiano, Lugano e Raí foram grandes decepções...

Em fevereiro, ele foi comprado por 8 milhões de euros, R$ 29,5 milhões. Assinou dois anos de contrato. O treinador chileno Manuel Pellegrini não quis seguir trabalhando com ele. Como houve uma modificação nas regras do futebol chinês, apenas três estrangeiros podem estar em campo, em cada time. Ele preferiu ficar com o brasileiro e ex-São Paulo, Aloisio, com o argentino Ezequiel Lavezzi, com o marfinense Gervinho e o camaronês Stéphane Mbia.

Seu salário, de acordo com a imprensa italiana, era de R$ 2,2 milhões mensais. E seguirá ganhando esse total. Só que o São Paulo pagará R$ 500 mil. Ou seja, os chineses pagarão R$ 1,7 milhão para Hernane jogar no Brasil.

A desculpa do jogador para não ter ficado na China.

"Fui pensando em voltar a jogar e me divertir na posição em que, de fato, eu queria. Mas as coisas se restringiram bastante a estrangeiros, mudaram as regras, e o treinador pediu para eu jogar mais recuado. Falei que naquela posição, para mim, não fazia sentido. E fechei minhas portas porque já havia poucas posições, eu ainda falei que naquela eu não queria. Eu não dei chances ao treinador também."

O mercado europeu estava fechado para o jogador. Sua passagem pela Juventus, que pagou 11 milhões de euro por seu futebol, cerca de R$ 40,5 milhões, em 2015 foi decepcionante. Ele foi muito bem na Lazio e na Inter de Milão. Ficou peregrinando sete anos pelo Velho Continente e deu um passeio na China.

Hernanes pelo menos foi realista.

 Leco e Pinotti usam um velho truque no São Paulo. Trazer de volta o ídolo. Com prestígio, mas desgastado e barato. Depois de sete anos, hoje foi a vez de Hernanes retornar. Kaká, Luís Fabiano, Lugano e Raí foram grandes decepções...

Não falou em títulos.

Sabe que voltou com a missão de ser o líder do time. Na busca da salvação da Segunda Divisão.

"Vamos nos salvar. Não sei em que rodada, mas vamos. Temos muito tempo e qualidade no elenco, estamos trabalhando para que isso aconteça. A reação de espírito e coração de ontem, com o torcedor junto, é algo que está se materializando."

Hernanes não foi pedido por Dorival Júnior. Pinotti e Leco tentavam o jogador desde o ano passado. E fosse qual fosse o treinador, ele teria de aceitar o retorno de mais um ídolo.

O jogador garantiu que deverá estar em campo dentro de poucos dias. Talvez já no sábado, contra o Botafogo, no Rio. E jogará como meia, já que o time já tem Jucilei e Petros que atuam como volantes.

A expectativa que cerca Hernanes é conhecida.

Foi a mesma que marcou o retorno de Kaká, Raí, Luís Fabiano.

E quase ele não esteve sozinho na volta ao Morumbi.

715 Leco e Pinotti usam um velho truque no São Paulo. Trazer de volta o ídolo. Com prestígio, mas desgastado e barato. Depois de sete anos, hoje foi a vez de Hernanes retornar. Kaká, Luís Fabiano, Lugano e Raí foram grandes decepções...

O clube tentou convencer Ganso a jogar de novo pelo São Paulo.

O meia preferiu ficar, pelo menos, mais uma temporada na Europa.

Lucas já assegurou que retornará, um dia.

Assim segue o São Paulo recontratando suas estrelas.

Economizando e fazendo a torcida sonhar.

O que não costuma ser bom negócio.

Já se passaram sete anos que o versátil Hernane saiu.

A cobrança será suas ótimas atuações em 2010.

Essa foi a imagem que ficou.

Daí é que nasce a decepção.

Mas Leco e Pinotti não querem nem saber do lado técnico.

Vão pelo nome, pelo passado.

E estavam pimpões de 'papagaios de pirata' na apresentação.

Queriam estar nas fotos ao lado de Hernanes.

Assim como os dirigentes que recontrataram Raí, Kaká, Luís Fabiano...

Quando foram embora, nenhum dirigente quis estar na foto do adeus...
417 Leco e Pinotti usam um velho truque no São Paulo. Trazer de volta o ídolo. Com prestígio, mas desgastado e barato. Depois de sete anos, hoje foi a vez de Hernanes retornar. Kaká, Luís Fabiano, Lugano e Raí foram grandes decepções...

http://r7.com/Hnc5